Alô Montenegro, essa não dá para engolir!!!

money graphRecebo telefonema atencioso do repórter Marcelo Resende, do diário Lance, querendo me ouvir sobre a pesquisa do IBOPE que será publicada amanhã no jornal comandado pelo competente e dinâmico empresário Walter de Matos Jr. Por uma questão ética não vou aqui divulgar os dados completos, porém deixo registrado o meu espanto pelo fato da torcida do Flamengo ter caído 1 ponto em apenas quatro anos. Na pesquisa feita em 2010 a torcida do Flamengo batia os 17,2%. Agora em 2014, quatro anos depois, bateu 16,2%, caindo 1 ponto. Para quem não sabe, 1 ponto significa a metade da torcida do Fluminense ou do Botafogo. Ambos aparecem empatados nesta pesquisa, cada um com 2,0 pontos. Como é que em quatro anos a torcida do Flamengo diminuiu o equivalente à metade da torcida do Fluminense? Com todo respeito, isto não existe. Confio no IBOPE, em seus dirigentes e métodos, porém mesmo sendo a matemática uma ciência exata e o centro da questão, é bom lembrar que os números são manipulados por seres humanos e os seres humanos erram.

Como para o Flamengo estes números podem representar significativo prejuízo, sugiro que o presidente Eduardo Bandeira de Melo encontre meios para escarafunchar esta pesquisa.

1 Comentário

  1. É uma piada essas pesquisas. Se o Flamengo tem a torcida mais jovem como ela pode tá caindo ? por acaso alguém aqui deixou de ser Flamenguista ? Talvez morreu alguns milhões em 4 anos rs… Um time que cai para serie B tem sua torcida crescendo drasticamente em 4 anos kkkkk Valeu mídia comprada … mas quem dar mais audiência mesmo? Quem vende mais? e pay per view quem vende mais ? E sócio torcedor, quem lucra mais? em 1 ano e meio com um time horrível o Flamengo conseguiu 60 mil sócios rs….

    Reply
  2. Por mais que sejamos “TODOS MENOS ALGUNS”… o “falecimento” de 1 milhão de rubro-negros por ano, não acontece, nem que o universo fosse vermelho e preto.
    O que mais impressiona (não é de hoje), é como o Fluminense tem uma torcida tão ínfima, e nós nascemos de uma dissidência deles.
    Esse papo de pesquisa, e a “tentativa” de hegemonia por partes dos Gambás, consegue ser mais chato que o nosso legítimo Brasileiro de 1987, e a Taça da Bolinhas…

    Reply

Comente.