Falar, para que?

Hoje vi e ouvi a entrevista de Felipão no REDAÇÃO SPORTV. Felipão chamou a imprensa de covarde pelo que, segundo ele, está sendo feito com Fred. Disse que, ao invés de atacar Fred, deveria ser ele o criticado por ter convocado para a seleção o atacante do Fluminense. Disse ainda que não se arrependia de nenhuma convocação, inclusive a de Fred e, se tivesse que disputar amanhã uma nova Copa do Mundo, chamaria os mesmos jogadores. Terminou agradecendo ao grupo que foi extremamente leal a ele.

Foto: Ivo Gonzalez - O Globo

Foto: Ivo Gonzalez – O Globo

Já falei sobre isto aqui e citei o exemplo de Mano Menezes que foi para o Flamengo na hora errada. Mano havia saído da seleção, mas a seleção não havia saído dele. Por isso, a forma estranha como saiu do Flamengo. Como o tempo é sábio e Mano é um excelente profissional, após o período de “luto”, colocando a seleção no passado, a coisa caminha bem no Corinthians. Com Felipão é igual. A seleção ainda não saiu dele. Felipão nada mais tem a ver, nem precisa explicar, qualquer assunto que não envolva o Grêmio. Acorda, Felipão!

Também não dá para resistir e deixar de colocar que a convocação de Fred pode até não ter sido um erro, haja vista as atuações do atacante na Copa das Confederações. O erro foi insistir na Copa do Mundo com Fred e obrigar a seleção a jogar com 10 jogadores. E o Jô? Será que Felipão o convocaria de novo?

Neste quesito, ponto para Dunga. Como não há um centroavante brasileiro que mereça ser convocado, melhor não convocar e, no improviso, tentar uma melhor saída.

Comente.