Polêmica

imagesEste tema é interessante e polêmico. O goleiro Fernando Prass, em entrevista coletiva, não só afirmou que não vê nada demais em um jogador aceitar incentivo para vencer, como também garantiu que já recebeu polpuda quantia para seu time derrotar o adversário. Isto é conhecido no meio do futebol como “mala branca”. O incentivo para ganhar não parte do clube que o jogador defende, e sim, de um outro clube interessado no resultado. Exemplo hipotético: Flamengo x Vitória, o jogo. O Palmeiras que tem interesse na vitória do Flamengo, pois briga com o Vitória para não cair, entra em cena.  Neste caso, a turma do Palmeiras oferece um incentivo aos jogadores do Flamengo para que estes ganhem o jogo. A legislação esportiva condena e a tese é a de que quem recebe para ganhar, pode receber para perder. Particularmente, acho um equívoco. Quem recebe para ganhar, pode perfeitamente se recusar a receber para perder.

O procurador do STJD, Paulo Schmitt, vai oferecer denúncia, tentando a condenação de Fernando Prass, por este ter admitido que já recebeu dinheiro de um outro clube interessado no resultado para ganhar o jogo. Desde minha época de repórter tenho conhecimento deste tema, ou seja, este assunto existe não é de hoje… Já soube de caso em que os interessados pela vitória de um time paulista “armaram” o incentivo dentro da concentração deste clube, e clube tido como exemplo de conduta e disciplina. Neste caso, não adiantou muito, pois apesar do incentivo, o time em questão foi derrotado.

Há também o caso da malandragem envolvendo dirigente desonesto que levanta o dinheiro no clube para incentivar outro time a ganhar, e fica na dele, não comunicando a intenção aos jogadores do time que precisa vencer. Se vier pela boa e, mesmo sem incentivo, este time vencer, ele pega o dinheiro e põe no bolso. Se ocorrer a derrota, vida que segue…

As histórias são muitas e a polêmica vai continuar. Se você estiver com a intenção de colaborar, por favor, responda a estas duas perguntas:

1 – Quem recebe incentivo para ganhar, também aceita para perder?

2 – Você acha crime alguém receber incentivo, que não seja do seu próprio clube, para ganhar?

1 Comentário

  1. Amigo Kleber,
    O “faz de conta” no futebol, que nada mais é que absoluta hipocrisia, sempre aparece nas 3 últimas rodadas do Brasileiro.
    Os grandes não fazem o dever de casa, ficam pendurados, e entra em campo todos os tipos de malas.
    Concordo contigo!
    Quem recebe incentivo (Mala Branca), não significa que esteja aberto para receber Mala Preta.
    Sei não! Acho, que ai existe certo preconceito. kkkkkkk
    Senão vejamos!
    Numa situação utópica, digamos que o Botafogo estivesse na posição do Flamengo.
    Ou seja, salvo do rebaixamento.
    Com 4 meses de salários atrasados e 8 de direitos de imagens, mais duros que coco, seriam padres carmelitas, se não aceitassem uma graninha extra para sapecar o Vitória, em nome do Palmeiras…
    Isso, é mais velho que andar pra frente.
    Evidente, que jogador joga e recebe pelo clube que defende.
    Direitos e deveres.
    Mas não são Madre Tereza de Calcutá, e nem mesmo estão errados, por tentar melhorar a ceia de natal.
    Seria unir o útil (obrigação em se empenhar pelo clube que os paga), ao agradável (contratar um bacalhau para o natal).
    Quanto ao Sr. Paulo Schmitt, deveria fazer uma pontinha no Faustão todos os domingos. Só assim, estaria na telinha afagando seu ego.
    Ou, os clubes poderiam anunciar o cara no bomnegócio.com…
    Num clique, sumiria do mapa…

    Saudações, amigo que faz falta…

    PS – Esse parágrafo, é pior que mamute manco com artrose. A fina flor da leviandade…
    “Há também o caso da malandragem envolvendo dirigente desonesto que levanta o dinheiro no clube para incentivar outro time a ganhar, e fica na dele, não comunicando a intenção aos jogadores do time que precisa vencer. Se vier pela boa e, mesmo sem incentivo, este time vencer, ele pega o dinheiro e põe no bolso. Se ocorrer a derrota, vida que segue”…

    Reply
  2. Amigo Kleber,
    2 notícias, ambas do UOL, que verdadeiramente vão tirar meu sono…
    Em uma, fomos enganados durante séculos.
    “Ponto G” não existe, é mito inventado, dizem pesquisas recentes”..
    Na outra (muito mais drástica que a 1ª), fomos enganados pela falsa austeridade.
    “Flamengo corta lanche do futsal e outras modalidades, mas paga Papai Noel”…

    http://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-noticias/2014/11/28/fla-corta-alimentacao-de-futsal-e-volei-mas-gasta-r-17-mil-com-papai-noel.htm

    Uma bala Juquinha, se adivinhar quem é o mentor desta pérola????
    Sr. Wallimedeus!!!!

    Reply

Comente.