Ainda os 7 x 1

Foto: André Durão/ Globo Esporte

Foto: André Durão/ Globo Esporte

Hoje, no Globo, o nosso adorável Galinho atribui os 7 x 1 para a Alemanha à estagnação do nosso futebol na parte administrativa, e ao fato de hiper valorizarmos os jogadores que atuam fora do Brasil, em detrimento aos que aqui jogam. Renato Gaúcho e Pet acham que pecamos na renovação de valores, e que num país continental como o nosso, só há um craque de verdade, que é Neymar.

Com todo respeito à opinião de todos, até porque, o que eles disseram, de certa forma corresponde à verdade, faço questão de afirmar que, o que faltou foi um trabalho sério e profissional. Das declarações absurdas, como a de Felipão afirmando que tínhamos a obrigação de ganhar a Copa, passando pelo mar do emocional descontrolado, com direito a vários chororôs, até a falta de percepção de como jogar contra a Alemanha. Percepção que teve a Argentina no jogo final, em que poderia perfeitamente ter ganho. A Argentina, foi humilde, inteligente, prudente, sem perder a coragem de atacar. A Seleção, imaginando ter muito mais talento do que realmente tinha, foi vencida pela vaidade e pelo despreparo emocional. Se imaginou caviar e, na verdade, não passava de sardinha. Se tivesse jogado como sardinha, poderia ter surpreendido o tubarão…

1 Comentário

  1. Por que o mundo, inclusive os alemães ficaram ATÔNITOS com os 7 a 1 ?

    A razão é simples, por que todos nos inclusive os alemaes sabemos que a sel. brasileira e a alemã se EQUIPARAM se a nossa não é superior a deles tão pouco a deles é muito superior a nossa, muito embora os 7 a 1 possam ter dado a FALSA SENSAÇÃO de uma superioridade alemã. Essa superioridade foi CIRCUNSTANCIAL e ILUSORIA, ainda que CRUCIAL.
    Não é a nossa sel. que é pior que a deles. A NOSSA FORMA DE JOGAR AQUELE JOGO é que foi pior que a deles.

    Não fomos derrotados pela alemanha, fomos derrotados pelo MEDO DE PERDER, fomos vencidos pelo UNICO adversario que poderia nos derrotar, fomos derrotados por NÓS MESMOS.

    NÓS fomos nosso INSUPERÁVEL e IMBATÍVEL ADVERSARIO.

    Reply
  2. O nosso MEDO fez com que os jogadores DEIXASSEM de agir como um time e passassem a JOGAR INDIVIDUALMENTE, cada um tentou resolver o que somente TODOS JUNTOS COMO UMA EQUIPE PODERIAM.
    EMBLEMATICO e ESCLRARECEDOR foi ver o THIAGO SILVA no jogo contra a Holanda, após o 1 e 2 a gols FALAR e outras vezes GRITAR, ….. David Luiz fica, não vai ou vai virar outra goleada. FICA, FICA !!!
    O que ele tentava era justamente impedir que o time deixasse novamente o COLETIVO e passasse a ser a TENTATIVA INDIVIDUAL.
    Dizem que naquele jogo faltou o NEYMAR, mas em minha humilde opinião faltou o THIAGO SILVA, faltou ELE pra gritar….. FICA, FICA, FICA NÃO VAI, não vai ou vamos levar GOLEADA.

    Reply

Comente.