A hora é essa!!!

(Foto: Gilvan de Souza/ Flamengo)

(Foto: Gilvan de Souza/ Flamengo)

Este título vale para tudo. Para começar, para o nosso Campeonato Carioca, onde nos aproximamos do final da primeira e cansativa parte e, agora sim, tudo começa a ter um gosto de decisão. Dos grandes, o que mais preocupa é o Fluminense, muito embora a classificação dependa única e exclusivamente dele, já que vai “cruzar os bigodes” com o Madureira, seu adversário direto, entretanto, muito bom não esquecer que, antes disso, o Fluminense terá o Flamengo pela frente. Aliás, mais do que claro está que a decisão para o tricolor é no domingo. Se vencer o Fla-Flu, juntando-se matemática e psicologia, a tendência é atropelar o Madureira depois, e garantir a vaga na semifinal. Se perder, ou mesmo empatar o Fla-Flu, vai ser muito difícil fugir deste mico monumental.

O Flamengo está pintando como um cavalo que no páreo guardou as energias para a reta final. E vem cheio de vontade…

Vasco e Botafogo realizam um campeonato acima do que se esperava deles. As duas diretorias, e os dois treinadores, estão de parabéns, pois num espaço de tempo muito pequeno conseguiram operar quase que verdadeiros milagres…

A hora é essa também para a Seleção Brasileira que, depois de uma bela atuação contra a França, ganhou, Deus sabe como, da seleção do Chile. Mesmo assim, vejo o trabalho de Dunga muito feliz, pois sai do lugar comum, da mesmice de ganhar de qualquer jeito no objetivo de garantir o emprego. As experiências feitas por ele neste jogo demonstram claramente que a meta dele é outra. Confesso que, no campo, o que me encanta é o talento do jogador e, fora dele, a coragem, inteligência e competência do treinador e, é exatamente isto que, nesta sua nova fase na Seleção, Dunga está demonstrando.

Semana que começa animada, afinal, domingo é dia de Fla-Flu… Na minha época no rádio, desde hoje, o Brasil inteira já estaria ouvindo a vozeirão de Edmo Zarif anunciando: “Lobo não come lobo, Fla-Flu é na Rádio Globo!!!”

Bons tempos… Fla-Flus inesquecíveis. Antes, durante, e depois dos jogos.

1 Comentário

  1. Amigo Kleber!
    Meu primeiro Fla x Flu, foi em 1963, quando fomos campeões com 0x0.
    O Maraca estava tão cheio (194 mil), que só consegui lugar no pescoço do Antonio Clemente (Toninho Cavalo).
    Marcial fez a defesa do campeonato, quando Escurinho (lado direito das cabines), chutou do bico da pequena área e ele defendeu…
    Naquele time, tinha um jogador que eu adorava. O centroavante Aírton.
    Evidentemente, sem falar no melhor volante que já vi jogando no Brasil, e muito injustiçado em termos de seleção. Meu amigo pessoal, Luiz Carlos Nunes.
    Também conhecido como, Carlinhos Violino…

    http://globoesporte.globo.com/futebol/100-anos-de-fla-flu/noticia/2012/07/um-milagre-um-recorde-um-estadio-que-nao-cai-o-fla-flu-de-1963.html

    Apenas um asterisco! Que amor é esse do Luxa com Eduardo da Silva???

    Reply

Comente.