Respondendo

(Foto: Eduardo Moura/Globoesporte.com)

(Foto: Eduardo Moura/Globoesporte.com)

O companheiro Ivan, sobre o meu entusiasmo com a ação gaúcha de levar para os estádios juntos, torcedores de Grêmio e Inter e, lá, dividirem um mesmo espaço, devidamente separado para esta finalidade, afirma que no Maracanã, já existe isto há muito tempo, espaços estes nas partes centrais, tanto em baixo, como em cima.

Caro Ivan, não é por aí. Isto é obra do acaso, como era a geral do Maracanã. Estou me referindo a uma campanha criativa, pelo momento violento em que vivemos nos estádios e, muitíssimo bem planejada e melhor ainda executada. Você por acaso já viu alguma matéria em TV ou jornal falando sobre este espaço democrático do Maracanã? Pois é, não viu por ser obra do acaso, nada planejado, ao contrário do que ocorre no Rio Grande do Sul, onde os torcedores despidos dos sentimentos violentos são os grandes protagonistas e verdadeiros veículos na tentativa da paz nos estádios. Como diria meu amigo Paulo Cesar Ferreira, “uma coisa, é uma coisa. Outra coisa, é outra coisa”.

Independente de pensarmos de forma diferente, muito bom trocar figurinha com você, caro Ivan.

 

Comente.