Seleção da Copinha

(reprodução GloboEsporte.com)

(reprodução GloboEsporte.com)

A turma boa e competente do GloboEsporte.com elegeu a seleção da Copinha (leia aqui), e nela, aparecem cinco jogadores do Flamengo: o goleiro Thiago, o zagueiro Leo Duarte, o volante Ronaldo, o meia Lucas Paquetá e o centroavante Felipe Vizeu.

Há vários ganchos para se evoluir no tema. O primeiro é que, pela simples eleição da seleção da Copinha, explicado está o sucesso do time do Flamengo, que teve representes na seleção em todas as posições, ou seja, a espinha dorsal foi toda do Flamengo. Goleiro, zagueiro, volante, meia e centroavante.

Ainda é bom lembrar que o lateral direito do Flamengo, Thiago Ennes, também foi citado como destaque. Desta forma, juntando-se a lateral, teve o Flamengo destaques em todas as posições.

Pode ser que eu esteja enganado, até porque, como disse ontem, a garotada oscila muito, mas arrisco afirmar que, muito em breve, uma quantidade significativa destes jogadores que ganharam a Copinha, estará no time principal do Flamengo. Parabéns ao pessoal do GloboEsporte.com, pela sensibilidade em apontar os melhores da Copinha.

1 Comentário

  1. Do elenco Sub-20 do Flamengo o menino que mais me animou foi o Cafú. Todo jogo ele deixa algum companheiro na cara do gol, tem uma capacidade enorme de dar assistências no famoso “tempo futuro”. Além disso é um jogador rápido e com técnica. Acredito que em breve estará brilhando nos profissionais. O Paquetá não me animou em nada, sinto muito “estrelismo” neste menino, mordido pela mesma mosca que mordeu Nélio, Erick Flores e Adryan… Espero estar enganado.

    Reply
  2. Uma pergunta aos amigos do Blog que assistiram os jogos do Fla na copinha:
    Levando em conta o aspecto físico dos garotos, mais franzino e com menos resistência que alguns profissionais, você dispensaria alguém do nosso elenco profissional por algum dos nossos sub-20?

    De cara, eu troco Wallace e Léo Duarte e Márcio Araújo por Ronaldo ou Trindade.

    Reply
    • Apenas um asterisco, amigo Dani!
      Na minha opinião, Cafu foi mais jogador que Paquetá nesta Copinha…
      O Roliço jogou em todas as posições no meio e no ataque.
      Armou, lançou, correu, fez gols… se matou!!!
      Quanto as suas “trocas”, tá assinado…

      Reply
  3. Prezados um fato me intriga: Em 2011 fomos brilhantemente campeões da copinha: O time da final: César, Alex, Frauches, Marllon e Anderson. Muralha, Lorran, Negueba e Adryan. Rafinha e Lucas (Thomas). No minimo 6 jogadores já eram considerados até mesmo titulares no profissional. Sendo Adryan considerado craque unanime. Hoje 5 anos depois, nenhum conseguiu titularidade absoluta e somente César permanece no plantel atual. Não sei onde foi o erro dessa geração. Lembro que na época Ronaldinho um atleta totalmente descompromissado com o Flamengo era a grande referência rubro negra, talvez ai eles miraram no ídolo errado. O técnico era Wanderley Luxemburgo e todos sem excessão tiveram sua chance ao longo dos anos e nenhum foi solução. E a situação é tão complicada que nem em outros clubes esses atletas conseguem espaço. E clubes bem menores. Então será que essa geração é tão boa? Será que aproveitaríamos ao menos um atleta? Precisamos rever.

    Reply
  4. Muita experiência em acompanhar as divisões de base do Flamengo nos diz, que poucos realmente poderão subir e dar bons jogadores. Em mais 50 anos de janela, a safra que mais revelou jogadores foi a de 75, 76 e 77 Leandro, Andrade, Adílio, Tita e J.C Uri-Geller, a do Zico tb revelou o Geraldo, vieram os menos qualificados Rondinelli, Cantarelli, Jayme de Almeida e Rui Rei, outra safra boa foi a de 1990 Jr Baiano, Marcelinho, Djalminha e P.Nunes, outros tb menos categorizados Nelio, Marquinho, Fabinho, Piá. Nos outros anos no máximo um ou dois jogadores de peso. A copinha SP, positivamente não é o passaporte garantido para o estrelato, 2011 nos mostrou isso. Hoje temos ótimas promessas, as realidades, só o tempo irá nos mostrar…vamos com calma…!!!

    Reply
    • Acrescentaria a geração de Dionísio, Luis Carlos, Arilson, Rodrigues Neto, Jonas, etc. Não lembro do ano exato, deve ter sido entre 1965 e 1968. Subiram vários de uma vez só com Aimoré Moreira como técnico. Recordar é viver…

      Reply
  5. Prezados, antes não tínhamos a comissão e equipamentos de hoje! Lema agora é dar corpo aos moleques e deixar eles treinando… Uma vez vi entrevista do Zico falando que ia no profissional e voltava… Por várias vezes isso deixou de acontecer com os meninos subindo e pronto! Não pode ser assim. Ah o lateral direito da seleção era do Flamengo também, o vice o contratou.

    Reply

Comente.