Casa, comida e roupa lavada

Estádio Mané Garrincha, em Brasília.

Estádio Mané Garrincha, em Brasília.

Muricy Ramalho, mais uma vez, voltou a tocar no assunto que está deixando a diretoria de futebol do Flamengo à beira de um ataque de nervos.

Após o jogo, o treinador deu ênfase à importância do Flamengo ter uma casa, principalmente durante a disputa do Campeonato Brasileiro. Segundo Muricy, esta “casa” pode ser em Brasília, desde que, só se jogue na cidade como mandante.

Com todo respeito, discordo. Não por Brasília ou, pelos torcedores rubro-negros que lá moram. Apenas por uma questão de lógica, até porque, e com toda razão, Muricy faz o apelo para o Flamengo ter uma “casa”, a fim de evitar o desgaste dos jogadores com as sucessivas viagens.

Eu até concordaria com a ideia, desde que todos os jogadores se mudassem temporariamente para Brasília. Se isto não acontecer, o espírito cigano será minimizado na quantidade de cidades, porém, pouca diferença fará no número de horas viajadas, já que, como visitante, ou como mandante, o time sempre viajará, mesmo que, como mandante, para a mesma cidade.

A melhor solução foi adotada pelo Botafogo, que fez de São Januário a sua “casa”, enquanto Maracanã e Engenhão estiverem indisponíveis.

Em síntese, defender a tese de fazer de Brasília a “casa rubro-negra”, pode ser bom por qualquer outro motivo, menos o de se evitar um desgaste físico em função das viagens.

1 Comentário

  1. A vantagem de Brasília é que o Flamengo foi pra lá e pretende continuar indo em vôo fretado. O tempo de viagem é quase o mesmo que pra VR de ônibus. Só que num estado de copa do mundo e podendo faturar mais.

    Reply
    • Gustavo, O pedido do Muricy somente é compreensível, e deve ser justamente este o fato, pelas comparações que o treinador vêm fazendo das infra-estruturas de viagens do time neste início de temporada. Parece-me que já jogamos no norte, nordeste e em dois estados do centro oeste (DF e MS). Ele deve ter concluído Brasília como menor custo físico e máximo retorno ponderado em termos de estádio, campo, torcida e financeiro. Acho que ele esta com toda razão. Nós estamos estranhando essa atitude do Muricy, isso pq não estamos acostumados com ele, pq ele sempre agiu assim no SPFC.

      Reply
  2. Kleber Leite,

    Será que São Januário teria condições de receber jogos dos 4 grandes times do Rio de Janeiro? Será que tem algum estádio no Rio de Janeiro para receber jogos do Campeonato Brasileiro ou Copa do Brasil?

    Reply
  3. Kleber, estive no estadio do América em Edson Passos, o que falta é organização, tinha entulhos no caminho, areumar o estadio, trocar a grama, uma reforma pequena porem emergencial pode fazer aquele acanhado estadio se torne nossa casa, lembro que Cruzeiro jogou na arena do jacare, estadio feio, perde nada para o Giullite Coutinho. Em segundo plano poderiamos sim jigar em São Januario.
    Um pouco de bom senso e uma pitada de boa vontade nao faz mal a ninguem.

    Reply
  4. Kleber, Kleber Leite mio caro! São Januário não funfa! Sem nenhuma possibilidade….Impensável!
    Fato, não teremos Maraca até outubro no mínimo…
    Alento, entregar o nosso amado clube a um estádio moderníssimo, com excelente gramado e uma torcida (com comportamento de sala de concerto) rubro-negra brasiliense apaixonada e belíssima (com alto poder aquisitivo), eles tbm merecem! Sim, pq não? Digo isso na nossa incapacidade de faze lo no Maraca. Seria lindíssimo ver o Estádio Mané Garrincha como palco do nosso elenco!

    Reply
    • Nino, boa noite!
      Estava no jogo ontem. Muito bom o comportamento da torcida. Proporção 80% Mengão, 20% Flor.
      Se esse time empolgar, garanto que o Mané estará quebrando recordes todo jogo. Penso que tenha que ser mais um ano de sacrificio, pela falta do Maraca. Ano que vem Maraca nosso, so vejo sucesso e títulos.
      Temos que lutar e torcer, posso ser muito otimista, mas estou animado para o futuro que vem por aí!
      SRN

      Reply
  5. Infelizmente, vou ser pessimista

    Em cum campeonato super nivelado e dificil quanto o Brasileirao , jogar fora da sua cidade, obrigando os jogadores a viajarem todos os jogos, vai ter um custo da parte tecnica, ou seja, mais um ano ficando no caminho do Brasileirao

    Reply
  6. ***************** MURICY É UM ÓTIMO TÉCNICO****************

    Desde que escale do jeito q eu quero
    Desde que pense do meu jeito
    Desde que escolha as minhas escolhas
    Desde que faça do meu jeito
    Desde que ….desde que……desde que……..

    Aí é mole !!!!!!

    Reply
    • Sergio, São Januário não é brincadeira não! São Januário é um estádio histórico, construído na década de 30 para 40…São Januário foi palco de um discurso de presidente da República, Getúlio Vargas…Foi palco do 1 ano de desfiles das escolas de samba do Rio, da então elite da época…São Januário foi casa de 11 selecionáveis do vice-campeonato de 1950! Isto tudo a quase 3/4 de século atrás! Então meu amigo, mais respeito! São Januário não é uma brincadeira, brincadeira mesmo é imaginar o Flamengo jogando em São Januário como mandante, se como visitante já é uma piada, imagine como mandante em um Brasileirão? Prefiro ver o time jogando em Marte!

      Reply
  7. Caro Kléber e amigos! O Muricy tem falado como advogado dos jogadores! A indefinição desmotiva! Já que não temos estádio, precisamos de uma definição clara! Essa cobrança do Muricy gira em torno disso, até porque, isso era planejamento de ano passado e não foi feito! De toda sorte, temos as olimpíadas agora e passaremos alguns belos anos com o Maraca disponível! A capital Brasília tem uma enorme torcida rubro negra e um grande estádio! Concordo que uma identidade ajudará p time! Que se defina Brasília ou algo mais próximo ao Rio! SRN

    Reply
  8. Será que não é o momento do Flamengo vender a sede do Morro da Viuva para comprar um terreno e construir seu estadio? Segundo o reporter Claudio Perrot da Radio Globo, há intenção da diretoria atual vender a sede e comprar um terreno vendendo tambem o nome do estadio e arrecadando um total de 800 milhões. Não sei se verdade, se vale ou não, apenas queria lançar uma discussão aqui porque ja é hora de termos nosso lugar, independente do Maracanã. Ontem o governador em entrevista ao Eraldo Leite falou que não ve impedimento para que Flamengo e Fluminense junto com um parceiro, participem da licitação que ele pretende lançar de imediato, para o Maracanã, em caso de desistencia do atual consorcio.

    Reply
    • Dalmir, existe uma entrevista recente do Pezão sobre o assunto no site da Rádio Globo (coluna esportes). Algumas coisas ficaram claras:
      – Nem a Odebrecht nem o estado querem administrar o estádio
      – Que o valor de concessão cai de 600mi para 150mi por 35 anos.
      – Que o governador vê empecilhos ao gerenciamento do estádio pelos clubes, ele exige uma empresa participante no gerenciamento.
      – Flamengo e Fluminense são os únicos que procuraram o governador, porém até a data da futura licitação é possível que apareçam outras empresas interessadas.
      – Que o governador quer decidir o assunto já agora em Março.

      Reply
      • Não vi essa entrevista Nino, mas foi legal vc compartilhar aqui. Se não me engano o Fla tem uma empresa parceira que seria ‘laranja’ nesse negócio (não consigo achar outra definição), e está tentando ver o acordo com o Flu. O empecilho é que os clubes querem fazer obras para baratear o custo de manutenção do Maraca e não querem pagar dívidas de impostos anteriores ao momento que forem os novos administradores. Enfim, vamos torcer para que dê certo.

        Reply
        • Daniel, estas empresas são especializadas em gerenciamento de arenas devido a complexabilidade de manutenção (teto, cabos de fibra ótica, toda parte eletrônica, catracas, placares e sistema de iluminação etc..). Pezão acha que os clubes não tem conhecimento no assunto.

          Reply
  9. O Resumo de toda discussão é simplesmente o Flamengo não ter seu estádio próprio, e não me venham com essa de que o Maracanã é a casa do Flamengo, até já foi um dia, o Maracanã atual não é e nem será, acho que já está na hora de revermos esse assunto (Estádio) pois um time do a grandeza do Flamengo não pode viver como nomades, jogando aqui e por ali.

    Abçs

    Reply
  10. Sr. Kleber, bom dia !
    Em meio a tanta discussão sobre onde o Fla jogará o Brasileirão, se é aqui se será ali, penso que já estaria na hora de vermos sobre nosso possível estádio, ouvimos tantos rumores sobre isso por aí, sendo assim gostaria de pedir ao Senhor que fizesse um post no nosso blog sobre esse tema falando as possibilidades, os prós e os contra em relação a isso, e é claro, colocando a sua opinião profissional .

    Abraços Allex Sandro

    Reply
    • Allex, tomando com base o Maracanã, seu custo de manutenção e operação é de R$ 32mi anuais, ou R$ 2,6mi mensais….
      Tomando como base o estádio do Corinthiams, o estádio custou R$ 750mi e deve sair o total financiado entre R$ 1,1bi oou 1,4bi, o clube paga hoje R$ 5mi mensais em financiamentos o que dá R$ 60mi anuais…Veja que estamos falando de R$ 7,6mi em custos financeiros e operacionais para botar essas arenas de pé! Hj a dívida do Flamengo caiu de R$ 850mi para cerca de R$ 550mi na administração EBM…Ao meu ver, este assunto estádio dificilmente entrará em pauta no clube em menos de três anos.

      Reply
      • Na verdade Nino, até daria para entrar em pauta pelo simples fato de o estádio ser construído pela iniciativa privada e ter seu usufruto por uns 30 anos, mais ou menos. Levaria cerca de 2 a 3 anos para ser construído, então EBM sairia por cima e ainda deixaria um belo estádio para o clube. Seu nome estaria eternizado no Flamengo.
        Mas vejo o EBM muito mais interessado em administrar o Maracanã do que propriamente construir um estádio, pelo simples fato de já ter o estádio prontinho e as receitas serem imediatas. Um FlaxFlu por mês já pagaria todas as despesas e o restante dos jogos seria pura receita. Meu amigo, é muito dinheiro para entrar nos cofres do clube. Isso falando somente de futebol, pois há muitos outros eventos que podem gerar receitas se o clube souber aproveitá-las.
        Acho que a turma do EBM está agindo com muita cabeça nesse caso.
        Aguardemos e acho que vem coisa boa por aí, não acha?

        Reply
        • Fala Helder…O antigo contrato previa concessão de 35anos por R$ 600mi entre taxas de uso e investimentos, algo em torno R$ 17mi mensais, mais as taxas de manutenção. Entendia-se nesse projeto construções de shopping, museus e outros projetos…No atual projeto, na incapacidade de demolição dos estádios de natação e atletismo, Museu do índio etc…fala-se em alto na casa de R$ 150mi, acredito eu pelos mesmo 35anos, o que daria R$ 4,2mi mensais + R$ 2,6mi de manutenção, totalizando R$ 6,8mi mensais, ainda acho muito dinheiro para investir em algo não nunca será do clube, e em 35 pode passar a não ter mais concessão….Lembrando que o Corinthianas hoje investe cerca de R$ 7,5mi em seu estádio próprio.

          Reply
  11. A questão é onde estavam os marajás da diretoria? Essa situação de ficar sem Maracanã e Engenhão não surgiu agora. Sr Rodrigo Caetano e Sr.Godinho sequer comparecem a arbitrais da FERJ, ou seja , não sabem nada do futebol do clube, apenas receber recheados salários ! Uma diretoria , no minino competente, já deveria ter previsto isto e já ter alternativas, seja Macaé, Volta Redonda, Morumbi, Manaus ou até São Januário…Muricy já esta se irritando com isso, provavelmente os jogadores também. O time já deixa a desejar , se começar a jogar de má vontade então…só vexames !! Acorda Bandeira de Mello !!

    Reply
    • Fábio, precisamos ser justos: Godinho assumiu a pasta do futebol em dezembro, logo após a reeleição do EBM. Já o Rodrigo Caetano não tem autoridade para decidir sozinho questões como reformas de estádios, construção de estádio, ou qual estádio será a casa do Fla no Brasileirão. Se for culpar alguém, bota na conta do conselho gestor do Futebol, que sempre disseram que a responsabilidade deles era por decisões a longo prazo e não o dia-a-dia. Atrapalharam o dia-a-dia em 2015 e não planejaram 2016.

      Reply
  12. Não sei porque chamam esse governador de Pezão, mas deveria também ser chamado de burrão/turrão. Se o próprio governo exigiu que a concessionária fechasse com dois grandes do RJ para administrá-lo, e quando falamos dois grandes, óbivio, falamos da dupla Fla x Flu, fica evidente que eles sabem que sem o Flamengo e sem Fluminense o maracanã é ingovernável, deficitário, problemático.
    Tem que entregar logo para quem tem condições e pronto. Se o Flamengo não fizer parte, seja como parceiro, seja como usuário, o maracanã vai quebrar. Se bobearem e o Flamengo partir para a construção de seu estádio, aí amigo, adeus qualquer acordo com maracanã. Esse pezudo deve ser outro vascaindo aliado ao Eurico e ao Rubens Lopes. Esses caras devem estar por trás dessa demora em definir as coisas.

    Reply
  13. Amigos não concordo com essa tese do Sr. Kleber e do chorão Muricy. Inclusive falei isso aqui no nosso blog.
    O Flamengo por pura falta de planejamento e organização esta sem casa para jogar. Em BSB tem uma Arena de Copa do Mundo, um público que lota o estádio e vai ganhar uma bela grana com isso.
    Desgaste ? Como falar de desgaste se os jogadores tem tudo de melhor, falando de preparação física, gps, profissionais qualificados(melhores do brasil), alta tecnologia em prol do esporte, se alimentam bem, ganham cada dia melhor financeiramente, enfim essa desculpa de desgaste não cola comigo.
    Vejo um problema apenas a questão dos familiares dos atletas e comissão técnica, isso pode ser resolvido, com diálogo e planejamento.
    O Muricy chegou calado e agora esta falando demais nas entrevistas, assuntos que poderiam ser resolvidos no vestiário ou no clube, estão sendo jogados para os leões da imprensa.
    Cala a boca Muricy, vai tirar a faixa de capitão do Alce e coloca o Muralha para jogar.
    Aqui é Flamengo !!

    Reply
    • Andre….esqueceu de incluir que em BSB também tem o que jogador gosta…samba e Book Rosa de alto nível.
      Wallace é uma piada como capitão…aliás não vejo em nenhum do atual elenco com espirito de capitão…Essa anta do Wallace toda vez que vira “homenzinho” faz cagada e é expulso. O Cuellar colocar o pé na frente naquele lance se entende…mas o animal dar aquele bico depois daquela falta do Everton….tá de sacanagem. Somando isso ainda com a vez em que jogou a braçadeira no chão…sem comentários né.
      Paulo Vitor já deu tb…obrigado por tudo…ta aqui sua passagem pro Shakhtar Donetsk…Besiktas e tchau.

      Reply
  14. Já passou da hora do Flamengo pensar grande, esquecer a casa alugada no Maracanã e partir para a construção do Estádio próprio.
    Vendam o Morro da Viúva, com parte do investimento podem construir o estádio, o que restar por uma empresa investidora… Ter o Maracanã “alugado” em nada animará a torcida, enquanto a Arena Própria iria dar um boomm no sócio torcedor, pelo simples fato de podermos dizer que não somos mais um time sem estádio.

    Reply
  15. Ouvi o Ricardo Rocha falando que o Pacaembu seria a melhor opção para o Flamengo no Brasileirão e achei genial, não havia pensado nisso!
    No Rio não temos opções, (São Januário, definitivamente, não rola). São Paulo seria excelente pela questão logística e também do ponto de vista mercadológico. Vamos “atacar” na fonte a nossa maior ameaça (Corinthians) e de quebra ganharemos um excelente estádio para mandar nosso jogos, um verdadeiro alçapão. Imagina que espetáculo seria o Flamengo bem na tabela enchendo jogos em SP, que retorno de mídia teríamos!
    Kleber, sugiro que faça uma enquete aqui no blog colocando algumas opções de estádios que o Flamengo pode mandar seus jogos no Brasileiro. Teremos um “termômetro” de como pensam alguns torcedores do Flamengo. Quem sabe alguém da diretoria não acompanha?
    SRN

    Reply
  16. Kleber leite , o que me deixa perplexo é ver o gremio ,palmeiras e o corinthians (apesar que este vendeu a alma pro diabo) terem estádios novos e o flamengo nessa situaçao que é lamentável. acho que o flamengo deveria unir todas as forças rubro negras e partir com unhas e dentes (no bom sentido)para construçao de um estádio porque já passou da hora. sem contar o deboche de outros clubes , isso chateia a todos nós rubro negros , vamos fazer uma campanha forte para que isso vire realidade e ninguém melhor que voce. SRN…

    Reply
  17. Grande Rock , quando foi ventilada essa possibilidade lá atrás, mais precisamente nas eleições, achei um ABSURDO…. hoje confesso que está ideia mexeu comigo. Brasília , pela certeza de público e de renda fica na frente, apesar da pior logística .Ja o Pacaembú , seria uma ótima iniciativa de marketing , nosso time entrando pra ganhar o campeonato , encheria todos os jogos e “marcaríamos” território . Seria sensacional fazer nossa festa em Sampa. Enfim, claro que o ideal seria no Rio, mas ir bem em São Paulo nos traria muita visibilidade, cravaríamos o impossível dentro do Brasil , ter público na terra a ser conquistada , em todos os aspectos!!!!

    Reply
  18. Pessoal, alguém sabe dizer o porquê de o Flamengo estar demorando tanto a renovar seu contrato com a Globo para o período 2019-2024?
    O São Paulo acaba de renovar e abocanhou 60 milhões de luvas, sim, luvas e não adiantamento.
    Com uma assinatura agora e recebendo algo nesses valores, o clube teria recursos para terminar todo o CT e contratar mais uns 2 grandes jogadores, não acham?
    O que o Flamengo está esperando? Alguém tem alguma ideia?

    Reply
    • Helder, foram um adiantamento de 60mi com 25% de redução dos valores contratuais dos 5 anos, ou seja, uma coisa desesperadora por parte dos clubes que aderiram. A Esporte Interativo oferece aos clubes 1.5bi por temporada, contra cerca de 1.1bi da Globo a serem rateados pelos 20 clubes, ao molde inglês. Hj a melhor oferta é do EI, ainda mais com a cláusula de distribuição igualitária das cotas, o que desagrada o Flamengo. O Corinthians erradamente (ou por questões financeiras) já acertou com a Globo, e provavelmente vai ter que renegociar alterações, a postura do Flamengo de negociação é a mais correta por enquanto.

      Reply
    • Grande Kleber e amigos,

      Apesar do tempo sem postar, continuo acompanhando o nosso querido Blog.
      Quanto ao tema discutido, gostei bastante da fonte do Rodolfo Bandeira. Seria importantíssimo a reforma do estádio da Gávea. Isso, pois o local já é do clube, conta com alguma estrutura e o investimento seria bem menor que em outros lugares (não podemos nos esquecer que a região estará recebendo a linha do metrô).
      Se a Gávea hoje fosse um estádio pequeno (até 20 mil + os camarotes), estaria excelente. O clube estaria faturando muito, o número de sócios-torcedores aumentaria bastante e a logística seria perfeita.
      Mesmo que o clube consiga a administração do Maracanã, isso não poderia ser uma barreira para a reforma da Gávea. O Maracanã, depois de todas essas obras “padrão FIFA” para enriquecer algumas pessoas, passou a ser um estádio caríssimo e que não daria retorno para públicos inferiores a 15 mil.
      Sendo assim Grande Kleber, poderíamos criar o movimento “Estádio pra Nação”

      SRN

      Reply
  19. Estou em jornada dulpa, o grupo do Wup e a matriz dele… Estou com medo de sentir o desgaste! hahaahahaha

    Dificil já é sempre jogar o campeonato, sem o maraca mais, sem o RJ mais ainda…

    O Maraca que já foi uma solução vem sendo um constante problema, nós demoramos a resolver e hoje estamos em busca da solução menos pior, uma pena.

    Reply

Comente.