A pergunta do Helder

O décimo quinto comentário do último post, feito pelo companheiro HELDER, na realidade, é uma indagação e, se não estou equivocado, feita com tom de perplexidade e, de uma profundidade do tamanho e importância da floresta amazônica…


Alguém saberia explicar por que o Flamengo não entrou junto com o Vasco no Domingo? Por que aquela atitude dos jogadores do Flamengo? Qual o motivo da falta do fair play?
– Helder


HELDER, amigo, acho que posso não só responder, como me aprofundar no tema, que muito tem a ver com o post anterior, cujo título foi MALHAR EM FERRO FRIO.

Hoje, pude em meio a tantos telefonemas, pois estava em casa atacado impiedosamente por uma virose, apurar que a iniciativa foi dos jogadores. Não sei exatamente se de todos, de muitos, ou se de uma liderança que vendeu bem para os companheiros a sua ideia de “marcar o território”, de deixar claro que “aqui mandamos nós.”

Resumo da ópera: cada um, no seu cada um. Compete aos jogadores, jogar. Compete à diretoria, pensar e decidir filosofias, inclusive, e principalmente, as institucionais.

O time do Vasco demonstrou em campo que pode haver enorme determinação, entrega e espírito de vitória, sem grosseria e sem frustrar crianças que aguardaram com tanta ansiedade o momento mágico de entrar em campo de mãos dadas com seus ídolos.

Está mesmo na hora dos dirigentes rubro-negros terem uma conversa franca e objetiva com o treinador Murici, e com os jogadores. Treinador, treina, escala e dirige o time. Jogador, treina e joga. Diretoria, pensa e DECIDE.

Cada um, no seu cada um… Se não for assim, triste será o fim.

(Foto: Edmar Barros / Agência Estado)

(Foto: Edmar Barros / Agência Estado)

1 Comentário

  1. Caro Kléber! Estamos de LUTO pelas crianças de Manaus! Foram brutalmente feridas por uma equipe de insensíveis e brutamontes intelectuais! Foram feridos os direitos desportivos! Foram feridos os milhares de torcedores que pagaram ingressos! Uma pena! Ali mesmo naquele palco, foram vingados pelo time do Vasco! Em sinal de protesto, na decisão do carioca, deveria se fazer um minuto de silêncio pela vergonha que foi causada! Quem teve a ideia deve ser demitido por justa causa! Com toda sinceridade: BANDEIRA,RENUNCIE! Você é no futebol a partir de agora, um rosto de arrogância e de pessimo exemplo! Antes porém, demita quem teve a horrorosa ideia e saia junto com ele! Diretoria podre! Não se faz isso com crianças! SRN

    Reply
    • Desculpa, mas tenho que discordar. Quanto exagero! No Flamengo tudo toma proporções exageradas… Se tivéssemos ganhado, estariam todos festejando a entrada. Confesso que não gostei, mas não perdemos por isso, perdemos na bola e na nossa defesa fraca. Ah, sobre as crianças, até onde eu vi depois elas puderam ter contato com os jogadores. Abraços, SRN.

      Reply
  2. Obrigado, Sr. Presidente, pela gentil resposta.
    Você, de fato, não estava equivocado quanto a minha perplexidade. Acho até que do Brasil inteiro. Lí algumas matérias mas nenhuma me ajudou a entender claramente aquela atitude extremamente deselegante dos jogadores.
    Hoje lí numa entrevista do Presidente Bandeira em que ele aprovou a atitude dos jogadores. Fiquei de queixo caído quando lí isso. Tinha uma impressão totalmente diferente desse Presidente.
    Nem o Eurico fez tão feio.
    Fato é que nosso time foi humilhado em campo e se quis com aquela atitude humilhar alguém, foi sumariamente execrado em sua atitude.
    Lamento muito que o Flamengo não tenha sido notícia só pela derrota, mas também pela vergonhosa atitude mostrada no jogo, seja lá de quem foi a iniciativa. Não escondo que fiquei muito decepcionado com meu time. Tenho familiares Vascaínos que caíram matando por aquela atitude.
    Lamentável! Uma festa linda proporcionada pela torcida manauara, crianças empolgadas de ver seu time do coração e vimos com tristeza aquela atitude absolutamente desnecessária.
    Que o povo de Manaus nos desculpe por essa grosseria.

    Reply
    • Estamos perante a mesma incógnita que ronda o problema da ciclovia…
      Todos tiram o corpo fora e, abandonam Netuno como único culpado.
      Se bobear, o que era culposo pode se tornar doloso…
      Independente de qualquer coisa, o que aconteceu com aquela trapalhada de domingo, não pode passar em branco.
      No mínimo, o vice de marketing já deveria estar desempregado.

      Reply
      • “Ideia de fincar bandeira no gramado partiu de jogadores do Flamengo”…

        O nome disso é CASA DE NOCA…

        Nosso CAPETÃO deu uma assistência, marcou um golaço… e, frustou inúmeras crianças. Isso, em apenas uma tarde de domingo.
        Pra ficar pior, ainda diz que o Flamengo tem que acordar o quanto antes…

        Reply
  3. Prezados,
    E o pior de tudo foi ver o Eurico Miranda consolando os meninos e os convidando para conhecer São Januário.
    Esses jogadores e diretores imbecis conseguiram jogar o nosso NOME e HONRA no lixo com essa ideia de jerico, o idealizador deveria ser demitido imediatamente, junto com o asno que carregava a bandeira.
    E o assutador: Agora de noite o Presidente EBM apoiou a vergonhosa entrada… Não atoa temos esse elenco horroroso e sem representatividade rubro-negra.

    Reply
  4. Kleber,
    É triste, muito triste, o que vou dizer, mas estou chegando a essa conclusão pelos sucessivos erros de gestão (dentro das 4 linhas) que o nosso Flamengo está cometendo…

    O Presidente ideal para o Flamengo seria: Sr. EDUARDO MIRANDA DE MELO

    Isso mesmo, reafirmo é triste, mas acredito que seja um fato.
    Um presidente para o Flamengo que misturasse o nosso “doce” EBM, com sua atuação administrativo / financeira, com o “furioso” Eurico, com sua sempre boa atuação dentro das 4 linhas, ou “por fora” na tentativa de alcançar seus objetivos…

    Enfim, um Flamengo gerido por um presidente que tivesse, como estamos tendo com o EBM, uma ótima gestão administrativa, financeira, contábil e de recuperação / reestruturação da entidade, e também com uma ótima gestão “dentro das 4 linhas”, no time de futebol, onde não estamos tendo com o EBM, uma gestão que evitasse situações como essa da entrada de campo do domingo, que punisse exemplarmente os integrantes do “bonde da Stela”, que evitasse o constrangimento da invasão no CT e mais importante de tudo, que cobrasse diretamente do elenco de jogadores uma postura de identificação com a grandeza do Flamengo, através de atuações com mais GARRA e mais EMPENHO, que sempre nortearam a mística de quem empunha o MANTO SAGRADO!!!
    SRN

    Reply
  5. Caros amigos, acho uma tolice essa perseguição contra o PV, imaginar que Muralha seja titular ainda é um longo caminho, o primeiro ao meu ver seria ser melhor que o PV em treinos.
    Abaixo, uma série de jogadores potencialmente em disponibilidade no elenco para início de Brasileirão:
    – Wallace e Cézar Martins, tem outro zagueiro ai, qual o nome?
    – Nas laterais Xiquinho de de continuar, mas Pará pelo seu alto salário?
    – Meio campo Éverton pelo seu alto salário! Gabriel, 3 anos já deu para ele!
    – Meias, acho qeu o MA fica, mas o Canteros sai!
    – No ataque, Sheik em minha opinião, pelo seu temperamento felino, não vai querer ficar no banco, sai. Ave Cirino, até que em fim, fica! Guerrero, se surgir oportunidade, ele sai!

    Reply
    • Prezado Nino,
      Ótimas considerações. Todos jogadores para negociar, alguns com um pouco de valor no mercado e que podem ser moedas de troca (Éverton, Canteros, Sheik), outros para liberar de graça ou até mesmo emprestar pagando 90% dos salários (Cezar, Wallace, Pará e Gabriel).

      Agora, o principal deveria ser a saída do Rodrigo Caetano, pois ele frouxo para demitir, e caolho para contratar.

      Reply
  6. Meu caro Presidente, todos conhecemos a firmeza de seus comentários e informações. Mas, confesso que fiquei pasmo ao ler as colocações do atual Presidente a respeito do episódio ridículo e de mau gosto, quando da fatídica entrada em campo do pobre time do Flamengo, no último domingo.
    Diz ele, o burocrata de carteirinha:
    “Sabia e gostei muito do que fizeram. As crianças não foram em momento algum prejudicadas. Elas entraram em campo com os jogadores, posaram, cantaram o hino, ficaram felizes da vida. Se perguntar quem estava lá, elas foram as que mais curtiram aquela irreverência, digamos assim. Aquilo ali foi homenagem à torcida de Manaus, ao carinho, que já tinha se dado em outras ações, no treino, na véspera. Jogadores deram entrevista coletiva só para crianças no hotel. E aquela entrada foi homenagem para a torcida. Foi perfeita. Pode acontecer de novo sem nenhum problema. Inclusive sou a favor que se repita. Mas tem que ser surpresa.”

    Em outras palavras, cometeu o erro, não admite que errou e ainda avisa que vai fazer de novo. Isto, não obstante a tremenda repercussão negativa, entre todas as camadas da população, incluindo a torcida do Flamengo. Parodiando Nelson Rodrigues, o nosso bobo da corte “não se comunica com ninguém (principalmente com o sumido Vice de Futebol), vive na mais absoluta solidão. Ele não atinge nem a torcida do Flamengo, nem a contra, só doutrina para si mesmo. Está mais só do que um Robinson Crusoe, sem radinho de pilha (hoje, sem celular e TV).”
    E vai mais longe ao comentar sobre o técnico:
    “(…) são os primeiros resultados do ano. Início do trabalho. Reformulamos a comissão técnica. O trabalho começou em meados de janeiro, tem três meses e pouco que estão trabalhando. Quem está acompanhando o treinamento, o trabalho deles têm a certeza que estamos no caminho certo. Claro que gostaríamos de ter ganho a Primeira Liga, gostaríamos de ter ganho tudo, do Confiança na Copa do Brasil na primeira partida, mas não conseguimos. Não fomos bem contra o Vasco, merecemos perder. Mas o trabalho continua. Acho que estamos no caminho certo. Única coisa que temos para fazer para chegar aos objetivos que temos é trabalhar.”
    “(…) A opinião que vai pesar vai ser sempre a do Muricy. Se ele entende que precisamos de mais um zagueiro, vamos atrás. Se ele entende que precisamos reforçar elenco em outras posições, vamos tentar também.”
    (…) Já conversamos, é claro. Conversas são praticamente permanentes. Mas o importante é que ele está fazendo excelente trabalho. Os resultados se não saíram em termos de campeonato, nós já conseguimos ver em termos de padrão de jogo. Não estou nem falando por mim, vocês mesmos, jornalistas, só pegar as análises, a evolução de padrão de jogo, então… as análises foram satisfatórias.”
    É ou não é o “Robinson Crusoe, sem radinho de pilha”?
    Definitivamente, está faltando liderança e comando no Flamengo. Ausentes do ambiente do futebol, razão de ser do Clube, fato que ainda não entenderam, cometem o erro primário de delegar responsabilidade. Será que no BNDES era assim? Duvido! E continuam com o, no caso, maldito samba de uma nota só (desafinada) com aquele discurso pernóstico de governança, responsabilidade fiscal e que tais. E mais, continuam crucificando os ex dirigentes, como sendo os causadores de uma dívida sufocante, esquecendo-se que, por eles, em contrapartida, foi construído um ativo repleto de glórias.
    Positivamente, esta gente que, atualmente, comanda o Flamengo está perdendo totalmente o rumo ensimesmada por conta do poder e de aparições na mídia. Nada pelo Flamengo, tudo pelo narcisismo!

    Reply
  7. Kleber, por favor, volte a comandar o futebol do Flamengo. Eu sempre fui seu fã, primeiro como presidente e depois como vice de futebol, pela sua ousadia, pela forma como vê e entende de futebol.

    Com todo respeito aos que lá estão, eles não entendem nada de bola. Estamos apanhando há mais de um ano para o Vasco, é derrota vexatória para o Confiança, campanhas patéticas no Brasileiro…não dá mais. Os caras são bons demais nas finanças, mas infelizmente nunca chutaram uma bola na vida.

    Ressalto que o título brasileiro de 2009 começou com você, lá em 2005, quando o Márcio Braga lhe chamou às pressas para ajudar no futebol e nos livramos do rebaixamento, lembra? Depois de 2005 fomos campeões da Copa do Brasil, veio o tri carioca, bela arrancada no Brasileiro de 2007, ótima campanha em 2008, embora tenhamos perdido fôlego no final e só não fomos campeões da Libertadores de 2008 por conta daquela tragédia contra o América-MEX. Eu tinha certeza que levaríamos a Libertadores daquele ano.

    A montagem daquele elenco começou por você. Em 2006 vieram Angelim, Juan, Toró e Bruno; em 2007 veio o Fábio Luciano; o Adriano foi você quem apostou e deu certo!

    Falta ousadia a essa turma. Não to aqui pra puxar saco e fazer média, desculpe até o desabafo, mas como Rubro-Negro eu to envergonhado com essas derrotas para o Vasco, as fracas campanhas no Brasileiro e os times limitadíssimos que montamos.

    Precisamos de alguém que entenda de futebol. E já!

    Um abraço!

    Reply
  8. Caro Kleber e amigos! Depois de ler os comentários dos amigos e ouvir outros tantos comentários nos programas esportivos, não tenho dúvidas e ratifico: o autor desta irresponsável ideia e de absoluta má fé com quem compareceu ao estádio para prestigiar o jogo e ainda, com aquelas crianças, deve ser demitido por justa causa. O presidente, deveria renunciar, mas, como não tem comando e peito para isso, deveria ir a Manaus e nos canais locais de imprensa pedi desculpas. Em nome de toda a NAÇÃO RUBRO NEGRA e mesmo envergonhado como torcedor eu peço muitas e muitas desculpas ao povo de Manaus. Deixo avisado, que em breve o mandato do EBM termina e que o FLAMENGO é MUITO MAIOR DO QUE TODOS NÓS. Quanto ao Wallace, que fincou a BANDEIRA NO GRAMADO, que ele também tenha humildade e peça honrosamente desligamento do Flamengo. Uma vergonha. A derrota foi sentida, mas, muito maior foi a dor de saber que nosso comando está sem rumo e talvez usando uma BANDEIRA ERRADA!, Coisa podre. Atitude perversa. SRN apesar de tudo.

    Reply
  9. Acho que essa diretoria passa muito a mão na cabeça deste elenco de frouxos. Tem que dar soco na mesa, dar esporro e demitir uns 4 ou 5 como exemplo. Estamos com esse elenco com espírito de perdedor e sem raça desde 2014, alguém tem que tirar esses caras da zona de conforto.

    Reply

Comente.