Maraca, Messi e a polêmica de sempre

20140405171556_561A boa notícia, aliás, a ótima notícia do dia, ficou por conta da utilização do Maracanã para o primeiro jogo das finais do Campeonato Carioca, não estando confirmada a realização do jogo decisivo, o segundo, no Maraca. Este jogo, por enquanto, só Deus sabe onde será.

Federação, Comitê Olímpico e a empresa que administra o Maracanã encontraram, aos 48 do segundo tempo, um jeitinho de minimizar o sofrimento de todos pelas interdições do Maracanã e do Engenhão. Anteriormente, Rubens Lopes, o presidente da Federação, havia garantido a utilização do Engenhão nos jogos finais. Melhor agora, com o nosso Maraca liberado para a primeira partida do mais importante momento do Campeonato Carioca.


(Foto: Getty Images)

(Foto: Getty Images)

Não hoje, e sim, desde uns três jogos atrás, venho comentando com alguns amigos que alguma coisa estava acontecendo com Messi. Isto, em função do modo como vem se comportando ultimamente o melhor jogador do mundo.

O Messi que vimos hoje na derrota do Barcelona para o Atlético de Madrid, é o mesmo dos três últimos jogos. A sensação que se tem é a de que este gênio da bola, não está dando a menor bola, tanto para o Campeonato Espanhol, como para a Liga dos Campeões.

Hoje, parecia que Messi estava jogando uma partida amistosa, um “caça-níqueis” enfadonho, e não uma quarta-de-final da competição mais importante entre clubes no mundo.

O que pode ser? Qualquer coisa. A primeira aposta é a de que fisicamente haja um problema e esta ideia é reforçada, na minha cabeça, pelo comportamento dos companheiros de Messi que, nos últimos jogos, não têm procurado colocar o camisa 10 do Barça no jogo, como sempre fazem.

O fato é que, hoje, como nos últimos jogos, Messi andou em campo. Com certeza, há com ele algo que não foi divulgado e, consequentemente, por isso não sabemos do que se trata. Agora, com todo respeito à filosofia de jogo e aos outros jogadores, sem ele o Barcelona fica muito parecido com qualquer bom time.

Isto me remete ao inesquecível Domingo Bosco, supervisor de futebol do Flamengo, que, quando demonstrei preocupação pelo fato do Flamengo poder não ter em uma das muitas decisões disputadas, um determinado jogador de meio-campo, me tranquilizou da seguinte forma: “Kleber, meu querido, o único desfalque aqui, é o Zico”. Com Zico, ou com Messi, qualquer bom time vira timaço…

O que estará acontecendo com Messi?


Bola_na_linha_Fifa_560

E, neste jogo entre Atlético e Barcelona, voltou a velha discussão da utilização imediata do árbitro eletrônico. Para quem não viu o jogo, bem no finalzinho, houve um pênalti escandaloso a favor do Barcelona, quando um jogador do Atlético meteu a mão na bola, visivelmente dentro da área. O árbitro, equivocadamente, marcou fora da área. Seria, se convertido o pênalti, o gol que levaria o jogo para a prorrogação.

Erro grosseiro, pertinente a qualquer ser humano, que a tecnologia poderia corrigir. A FIFA ainda reluta em adotar tal medida, alegando que, como este fato novo não poderá ser introduzido em todos os jogos, tudo deve continuar como está. Ou seja, tudo pela igualdade.

Esta tese pode ser derrubada se o fato novo vier a fazer parte das fases mais importantes dos campeonatos oficiais. Que jogos finais de qualquer campeonato oficial não tem cobertura televisiva? Aí, estaria estabelecida a igualdade. Exemplo: Campeonato Carioca. Árbitro eletrônico a partir das semifinais, onde todos os jogos serão televisados. Acho que seria um bom início para se corrigir algumas barbaridades de arbitragem, como a que vimos hoje.

A pergunta é simples. Você é a favor ou contra o árbitro da telinha?

goal_line_technolofy_funny-600x476

1 Comentário

  1. Como a dois anos contra o bayer, Barcelona sem Messi é quase comum… Mesmo tendo Neymar q p mim, bom de bola e só, não tem o futebol de CR7, de Messi, tão pouco de Zico, Maradona, Ronaldos, Romário
    Será q vai dar Real, seria lindo Zidane ganhando… Me faz torcer pelo Real, Zidane me remete a Zico, bom futebol
    Vamos Madrid então!!!!!!

    Reply
  2. Caro Kléber! Não vi o jogo, mas, de repente pode ser problemas físicos! Pode ser também aquela velha má fase que todos passam, inclusive, os gênios! O Messi numa fase abaixo do normal ainda será o melhor do mundo! Apenas um jogo no Maracanã é muito pouco para dimensão que poderá ser a disputa do carioca! Tomara que não tenha que se disputar em Volta Redonda ou em outro estadio menor! Fora do Rio será uma lástima! A questão do auxílio eletrônico nas partidas de futebol, num primeiro momento remete-nos a algo justo, no entanto, deixará o espetáculo insosso! Ou seja, depois se volta atrás e cria-se uma falsa sensação de um jogo de tapetão! Depois de testado podemos até entender como algo muito bom! SRN

    Reply
  3. É burrice teimar contra a tecnologia. O esporte hoje é muito mais ativo, rápido, vibrante. Fica difícil o árbitro estar em todos os lugares e ter visão plena de todos os lances. Qualquer coisa atípica que altere o resultado esportivo deveria ser corrigido há tempo de se evitar um erro grave como ocorreu hoje e em outros jogos.
    Enfim algo de bom saiu dos cartolas e políticos que dirigem o futebol no RJ. Ter o Maracanã é um sopro de alivio para os grandes clubes do estado. Boas receitas e em contrapartida esperamos também bons jogos. Que vença o melhor, o Flamengo, lógico.

    Reply
  4. Ao citar o saudoso Domingos Bosco, para mim o melhor supervisor de futebol que conheci, remeteu-me ao passado, quando o conheci ainda no Fluminense. Foi um excelente profissional e hoje, se vivo, sem futurologia, seria um gênio na administração do futebol profissional.

    Reply
  5. Sr. Kleber. Excelente a volta para casa, espero que nosso time, embale, honre a camisa e aproveite a mística de jogar no Maracanã.
    O caso Messi, só os Deuses do futebol para responder, a equipe toda não jogou bem, será auto confiança, cansaço, clima de já ganhou, o adversário tinha o brilho nos olhos em busca da vitória, davam a vida pela classificação, a torcida jogou junto com o time e seu competente treinador. Esse jogo vale a pena mostrar para nossos jogadores antes do jogo contra o Bangu.
    Abs de Natal

    Reply
  6. Caro Kleber, sou um flamenguista apaixonado e tenho simpatia pelo Real Madri, mesmo o Barcelona tendo um timaço! Tenho uma única ressalva a fazer quanto ao pênalti não marcado. No esporte nem sempre há justiça! Mas no lance de pênalti atribuído Atlético de Madri, a chance de gol era clara, foi marcada a penalidade e convertida, ainda assim Iniesta não fora expulso. Iniesta é talentosíssimo e se o mesmo fosse expulso, provavelmente o domínio do meio campo do Barça seria fragilizado. Voltando a questão da Justiça, Iniesta não foi expulso e o pênalti não foi marcado, segue o jogo…

    SRN de Vitória ES

    Reply
  7. Prezados,
    Quanto ao Maracanã, será que alguém se atentou em verificar o atual estado do gramado???
    Não tivemos partidas desde o ano passado, e em 2016 são vários show e peladas, e acredito que tenham diminuído a verba (que para eles é DESPESA) com a manutenção do piso.
    Kleber, poderia buscar informações sobre o atual estado do gramado do Maraca, pois de nada adianta ter excelente público, mas com grama horrorosa.
    Abraço!

    Reply
  8. Caro Presidente, sou totalmente favorável ao uso da tecnologia. Ontem, tivemos mais um exemplo claro de erro que poderia ser evitado. Sobre a pesquisa, gostaria de ter uma evolução do quadro “maior torcida” em um período, digamos, de dez anos. Desconfio que já fomos mais poderosos. Vou pesquisar. SRN

    Reply
  9. Sobre a tecnologia.
    Basta que se crie os requisitos e as SITUAÇÕES específicas na qual a mesma poderá ser utilizada, por exemplo:
    1) Ser utilizada em caso de dúvida se a bola entrou ou não (Chip na bola ou câmera nas traves);
    2) Ser utilizada em caso de dúvida se a falta foi dentro ou fora da grande área (Árbitro utilizando o vídeo);
    3) Faltas distantes do gol ou que não resultem em possível interferência no jogo não poderiam ser utilizadas, para não retardar o espetáculo.
    4) Ser utilizada em caso de “denúncia” de agressão grave (soco, chute, cotovelada, cusparada), sendo a denúncia feita pela vítima do fato ao árbitro, mas que caso não se comprove pelo árbitro de vídeo – sendo flagrante caso de cera, que o jogador denunciante seja advertido com o cartão amarelo.
    Falando em cera, talvez deveria ser punida com rigor, para acabar com essa cultura da desonestidade no futebol brasileiro.

    Reply
    • Aliás, em tempo de discussão de estádio novo para o Flamengo, tenho visto projetos e maquetes absolutamente tenebrosas a respeito do nosso possível e futuro estádio (na ausência do Maracanã é claro). Abaixo as especificações do magnífico Estadio da Luz, que ele seja “luz” e inspiração para essa nação rubro negra. Obs.: Atentem para o custo do estádio.
      Nomes
      Nome Estádio do Sport Lisboa e Benfica
      Apelido A catedral
      Características
      Local São Domingos de Benfica, Lisboa
      Portugal
      Gramado Relva (natural) (105 x 68 m)
      Capacidade 66 147
      Construção
      Data 2003
      Custo 118 713 901 €[1]
      Inauguração
      Data 25 de Outubro de 2003
      Partida inaugural Benfica 2–1 Nacional
      Primeiro gol Nuno Gomes
      Recordes
      Público recorde 65 550
      Data recorde 25 de Outubro de 2003[2]
      Partida com mais público Benfica 2–1 Nacional
      Outras informações
      Expandido 77 847
      Proprietário Benfica
      Administrador Benfica, Futebol Estádio
      Arquiteto Damon Lavelle (Hok Sport)
      Mandante Benfica

      Reply
      • A exemplo da “Impressora HP” (Itaquerão). É baixa a nossa esperança, que a arquitetura fisiologista e oligárquica deixa de imperar sobre um verdadeiro e belo projeto arquitetônico e acabe gerando um desastre arquitetônico, como é o estádio paulista.

        Reply

Comente.