Rizzoli, Claudião e Keno

copa_do_nordeste_lampions_league_2014_560_1A minha quarta-feira foi mais do que gorda em se tratando de futebol.

Ontem à tarde, vi e já conversamos aqui sobre Barcelona e Atlético de Madrid. A bela surpresa estava reservada para a noite. Resolvi ignorar a Taça Libertadores, com o São Paulo pegando o River Plate, dei algumas olhadelas no jogo do Vasco, pela Copa do Brasil e, concentrei a minha energia visual na semifinal da Copa do Nordeste, quando jogaram, em Recife, Santa Cruz e Bahia. E, não me arrependi…

Gostei tanto que, quero dividir com vocês o que achei importante. Vou começar pela arbitragem. No momento em que vivemos, em que todo brasileiro anda pasmo com tudo que vem acontecendo e, com a auto estima realmente abalada, não pude deixar de fazer a comparação entre um italiano, renomado e considerado melhor árbitro europeu, e um brasileirinho, aliás, brasileirão, pois, pelo vídeo, parece ter quase dois metros de altura. Nicola Rizzoli foi o árbitro do jogo que eliminou o Barcelona na Liga dos Campeões e, o sergipano Claudio Francisco Lima, também conhecido como Claudião, o árbitro da semifinal da Copa do Nordeste ou, “Lampions League”, como foi apelidada.

Resumo da ópera: o italiano, que foi inclusive o árbitro da final da última Copa do Mundo, quando a Alemanha derrotou a Argentina, foi um autêntico “soprador de apito”, maneira como Mario Vianna, ex-comentarista da Rádio Globo, classificava o juiz ruim.

Claudião x Rizzoli

Claudião x Rizzoli

Ontem, este italiano, cheio de pose, cometeu as maiores barbaridades e influiu decisivamente no resultado do jogo. Aqui, o nosso Sergipano, humilde, porém com muita autoridade, deu um verdadeiro show de arbitragem.

Sabe o que é, em um jogo difícil por ser decisivo e pegado pela rivalidade, não cometer um único erro? Pois é, assim foi a arbitragem do nosso Claudião. Não fosse pelo menino Keno, do Santa Cruz, que tem toda pinta de craque, Cláudio Francisco Lima, o Claudião, ganharia fácil o prêmio de melhor em campo…

Ontem, no apito, o Brasil ganhou da Itália. Ou melhor, goleou a Itália…

Ia esquecendo. Santa x Bahia foi um jogão. O placar foi 2 a 2. No Bahia, Marcelo Lomba operando milagres no gol, e Thiago Ribeiro, quanto mais velho, melhor. No Santa, revi aquele Arthur que jogou no Flamengo. Lá, melhor que aqui. Grafite, que todos conhecem, também jogou muito bem e fez até gol. Agora, a palavra “talento” encaixa como uma luva no garoto Keno. Cara de menino e, menino atrevido com a bola nos pés. Confesso que fazia tempo que não via um garoto com tanto talento. O repórter informou que estava no estádio um dirigente chinês só para observar Keno. Incrível como os chineses têm olhos compridos…

Ou será que os brasileiros, dirigentes de futebol, é que têm olhos curtos?

Keno marcou o primeiro gol do Santa Cruz. Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem

Keno, à frente, marcou o primeiro gol do Santa Cruz. (Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem)

 

1 Comentário

  1. Caro Kléber! Como nordestino sempre acompanhei o Santa Cruz como meu segundo clube e isso tem sido até hoje! Comecei torcer pelo Flamengo ouvindo meu pai o tempo todo tentando sintonizar em 1220 a Radio Globo! Da mesma forma, ele também torcia pelo Santa Cruz de Recife e acompanhava através da famosa Radio Olinda! Morávamos na cidade de Caicó-RN e naquela época de 1974 era muito difícil de ouvir com qualidade a transmissão! Eu era um moleque, mas, terminei me apaixonando de tanto ver pessoas nas ruas que idolatravam o Flamengo como o mais querido! Passados os anos e lendo seu texto, fico feliz em que valorizem o futebol aqui do Nordeste! Que nossos árbitros se destaquem muito a nível nacional e que daqui se produzam muitos craques! Já foram muitos daqui brilhar nos times do Rio e São Paulo! Que essa Copa do Nordeste cresca cada vez mais e sirva de exemplo para o pais inteiro! Recife e Salvador já são grandes centros e que os demais estados nordestinos os acompanhe! Todos ja cresceram muito! Obrigado Kléber!

    Reply
  2. Sr. Kléber, será que alguém do Flamengo acompanha esses jogos. Tem a Copa Verde, a Copa Norte, talentos surgem. Faz tempo que falamos no blog sobre uma rede de olheiros rubro negro. (Vou estudar, criar alguns critérios e assim apresentar uma proposta de rede de olheiros)
    O clube só tem a ganhar. Agora peço que alguém sendo contratado possa jogar. No caso do lateral esquerdo Artur Henrique, veio do América de Natal e nunca jogou. Bom jogador, vale a pena dar uma chance.
    Em relação a arbitragem, parabéns por elogiar a árbitro nordestino. Poucos pensam como o Sr., até mesmo a CBF pensa diferente. Poucos crescem no seu quadro.
    Abs de Natal

    Reply
  3. Kléber Leite,

    Qual a sua opinião sobre a decisão do Conselho Deliberativo em aprovar o acordo de pagamento ao Grupo Multiplan, do Consórcio Plaza?

    SRN

    Reply
  4. Prezado Kleber

    Sei que ja foi tudo explicado em um post anterior inclusive com documentos, mas nao e no minimo questionavel uma divida de Seis milhoes virar Noventa?
    Se estava deste tamanho por qual razao nao foi feito o acordo antes?

    Reply
  5. Seja lá de quem for a culpa, a responsabilidade de pagar é do Flamengo. Amadorismo sempre foi uma característica de diretorias do passado. Hoje isso dificilmente aconteceria. O que me intriga é que se se pagou 6 milhões pelo Edmundo e o mesmo não deu certo, por quanto ele foi revendido? E o dinheiro que provavelmente o Flamengo recebeu de sua saída? Por quê deixaram essa dívida crescer a esses monstruosos valores? Tem muita coisa mal explicada nesse caso. Como uma doação pode virar uma dívida? Não vou me atrever a julgar ninguém pois não sei de todos os fatos, mas sei que o Flamengo precisa se livrar dessas dívidas fantasmas para poder ter um planejamento decente. Fica dificil montar um time competitivo se não se sabe se vai receber o que tem a receber. Tem que zerar essa e outras dívidas atuais e passadas para que o futebol pare de sofrer com isso. Não há o que fazer, tem que pagar. Felizmente o clube tem tido a felicidade de arrumar bons patrocínios e uma competente administração para ajeitar as coisas.

    Reply

Comente.