As notas dos jogadores

(Foto: Márcio Cunha / Mafalda Press)

(Foto: Márcio Cunha / Mafalda Press)

Os companheiros de jornal sempre me disseram que o que o leitor mais gosta após um jogo é ver a nota dada aos jogadores.

Hoje, com dois jornais à minha frente, me chamou atenção o desacordo entre eles. Os jornais são O Globo e Lance e, por incrível que pareça, só em dois casos as notas foram as mesmas. De resto, desacordo total nas avaliações dadas aos jogadores do Flamengo que atuaram ontem em Chapecó, contra a Chapecoense.

Antes de algumas observações, para quem não tomou conhecimento, vamos às notas do Globo e do Lance:

tabela notas2

Algumas observações.

. Em 14 notas, incluindo-se aí o treinador Zé Ricardo, só houve coincidência em duas oportunidades. Pará (6,5) e Rever (6,0). Em síntese, a concordância entre os dois veículos foi de apenas 14%. Convenhamos que, em se tratando do mesmo jogo, índice muito baixo…


. Claro que, cada um vê o jogo de uma forma, mas, mesmo assim, algumas notas me pareceram completamente fora de sintonia com a realidade.

No Globo: Mancuello (5,5) e Guerrero (5,5). Mancuello, além de dar um outro ritmo ao time, fez o gol do desafogo, e não foi um gol qualquer. E Guerrero, que realmente não chegou a ser destaque, também contribuiu para a vitória e, em momento algum destoou. A nota (5,5) foi muito baixa. No Lance, foram castigados: Rafael Vaz (5,5); Márcio Araújo (5,0); Arão (5,5); Diego (6,5) e Everton (5,5).

Caramba, o Flamengo ganhou o jogo por 3 a 1!!! A meu conceito todas estas notas estão abaixo do que os jogadores citados realmente produziram.


. Sei perfeitamente o quanto é complicado ser o mais justo possível quando o tempo corre contra e, não é à toa que existe a máxima famosa dando conta de que a pressa é inimiga da perfeição. A correria para o fechamento do jornal, claro que atrapalha. O outro fator negativo é que a nota é dada por apenas um profissional que, como qualquer ser humano, às vezes se equivoca. Se fosse eu escalado para dar as notas, sem dúvida alguma, escalaria dois amigos em quem confiasse para esta missão e, ao final do jogo, bateria uma bolinha com eles e, a média dos três seria o produto final. Fica a dica para os queridos companheiros…


. De qualquer forma, a estratégia realmente é boa. Não há, inclusive eu, quem não leia… Se cria polêmica, é bom…


. Agora, o comentário é com vocês… Aliás, que tal, aqui no blog, após cada jogo cada um sapecar a sua nota para cada jogador do Flamengo?

1 Comentário

  1. Caro Kleber: como jornalista, concordo plenamente contigo. Já como amante do futebol e do esporte coletivo em geral, sou obrigado a discordar.

    Notas individuais em esportes coletivos são absolutamente relativas. Lembro do livro “Transformando suor em ouro”, do genial Bernardinho. Nele, Bernardo conta uma de suas primeiras medidas na Seleção Masculina de vôlei: a divisão com todo o time dos prêmios por desempenho individual.

    O motivo é singelo e justíssimo: o levantador não receberá prêmio algum se os atacantes não pontuarem. Os atacantes não pontuarão se a bola não chegar redonda do levantador. E o levantador jamais conseguirá levantar bem se a defesa não for perfeita.

    Bernardo relata que já tinha tentado a mesma medida na Seleção feminina nos anos 1990, mas as jogadoras recusaram. Pode não significar muita coisa, mas as meninas que recusaram a divisão dos prêmios individuais não conseguiram nem o ouro olímpico e nem um título mundial.

    Concluo: futebol é coletivo. E o desempenho deve ser avaliado coletivamente. Põe o Messi na meia-cancha do América Mineiro e vê onde o desempenho dele vai parar…

    Creio que quando aprendermos a avaliar mais o conjunto e menos as individualidades, daremos um salto de qualidade no futebol brasileiro.

    Abraço a todos os amigos do blog!

    Reply
  2. Bisotto, querido,
    A sua colocação com relação a um tratamento igualitário em um esporte coletivo, está perfeito. O que você não pode deixar de reconhecer, é que mesmo no esporte coletivo, seja que esporte for, há os que se destacam e, há os que não são felizes. Daí, embora sendo o esporte coletivo, a necessidade de se fazer uma análise individual. Naturalmente, de preferência,…justa!!!
    Forte abraço.

    Reply
  3. Caro Kleber, acho isso muito legal.
    Excelente ideia, inclusive, cobro muito as notas do Egon. Fazem falta aquelas notinhas.
    E, pra completar a ideia, sugiro que ao final do dia, vc colocasse no post a média das notas aqui publicadas. Seria interessante, afinal, como vc mesmo diz, várias cabeças pensam melhor que uma.
    Vou arriscar minhas notas:
    Muralha – 7,0
    Pará – 7,5
    Rever – 7,0
    Vaz – 7,0
    Jorge – 6,5
    Márcio A. – 6,0
    Arão – 7,0
    Diego – 8,0
    Gabriel – 1,0
    Everton – 3,5
    Guerrero – 6,5
    Damião – 9,0
    Mancuello – 8,0
    ZR – 6,0

    Abraços

    Reply
  4. Lau, amigo,
    Idéia super aprovada. Agora, a cada jogo do Flamengo, teremos as notas de cada um e, o nosso matemático Robert Rodrigues, ao final, anunciará,pela média, as notas do blog.
    Valeu!
    Forte abraço.

    Reply
  5. KLEBER, VOCÊ PODE AJUDAR !!!!!!!!!

    Quero tratar de outro assunto, que no meu modo de ver será importantíssimo para que conquistemos esse Brasileirão, qual seja o MANDO DE CAMPO.

    Kleber, pelo que tenho acompanhado pela imprensa, dificilmente teremos o Maraca a nossa disposição no dia 25/09 e talvez só o tenhamos em meados de outubro, o que seria muito ruim…
    Kleber, faça chegar a direção do Falmengo, que estudem a possibilidade de utilizarmos o campo de Rúgbi das Olimpíadas, para os jogos dos dias 18/08 – Figueirense e 25/08 – Cruzeiro, deixando o Maracanã para ser utilizado em outubro.
    Eu fui na final do Rúgbi e constatei que o campo tem todas as condições, claro passando por alguns ajustes, poderemos ter lá 15 mil pessoas, inclusive com valores de ingressos um pouco majorados, até para cobrir eventuais despesas, com certeza faremos de lá um alçapão rubro negro, e casa lotada !!!

    NÃO PODEMOS PERDER A CHANCE QUE TEMOS DE SERMOS CAMPEÕES NESSE ANO, OU NO MÍNIMO CHEGARMOS NA LIBERTADORES, QUALQUER DETALHE SERÁ IMPORTANTE !!!

    SRN

    Reply
  6. minhas notas:
    Muralha – 6,5
    Pará – 7,0
    Rever – 7,0
    Vaz – 7,0
    Jorge – 6,5
    Márcio A. – 6,0
    Arão – 6,5
    Diego – 8,0
    Gabriel – 4,0
    Everton – 5,0
    Guerrero – 6,5
    Damião – 8,0
    Mancuello – 7,0
    ZR – 6,5

    Reply
    • Caro Radamés, concordo plenamente com suas notas…exceto Gabriel…4,0 pra ele é muito..rsrsrs. O Jorge com esse “vai não vai” dele já deu, 6,5 ficou de bom tamanho. Sinto ele muito receoso em vários lances, está faltando um bom papo com ele. Talvez o apoio do Diego e do Mancuello no meio façam ele se soltar mais.
      Cadê as notas com comentários do Ilustre Egon???
      SRN

      Reply
    • Kleber Leite,

      parabens mais uma vez pelo BLOG, pela moderação nos comentários, gerando alta qualidade nas ideias e sobretudo todas com objetivo de ajudar nosso MENGAO. Com sua influencia, passar esse feedback para a atual administração, nao lemos no GLOBO.COM noticias de fogo amigo só vai colocar esse time no patamar que ele sempre mereceu estar.

      Reply
  7. Vamos lá caro Kleber e amigos:
    muralha 7,0
    Pará 7,5
    Rever 7,5
    Vaz 7,0
    Jorge 6,0
    Marcio A. 6,0
    Arão 6,0
    Diego 8,5
    Gabriel 6,0
    Guerreiro 7,0
    Damião 8,0
    Mancu 8,0
    Zé Ricardo 7,0

    Reply
  8. Caro Kleber e amigos! Considere as minhas notas as mesmas pontuadas pelo Radamés. Apesar das notas bem colocadas pelo Lau, colocar nota 1 para o Gabriel foi um pouco forte. Acho que ele jogou para uma nota 4, pelo menos. No mais, a ideia das notas é muito boa e por vezes fico sem entender as notas dadas pelo Lance ou pelo Globo. Para reforçar, o nosso amigo Carlos Egon com toda sua criatividade, capacidade técnica de entendimento do jogo e de muito bom humor, transforma as notas para cada jogador numa leitura para ser lida mais de uma vez. SRN

    Reply
    • Obrigado Francisco,

      Na verdade, o 1 pra Gabriel é misto do jogo com o histórico dele no clube.
      Eu como leigo no futebol não consegui enxergar um virtude sequer desse menino no último jogo, e, completando quase 4 anos de flamengo, não enchemos os dedos de uma mão com bons jogos dele por nosso clube.

      E ninguém faz proposta por ele!!!!1 rsrsrs

      Vlw amigo

      Reply
  9. Quer RACHAR um TIME ? Comece a dar notas INDIVIDUAIS para os jogadores, é MORTAL.

    Em esportes coletivos os que MAIS SE SACRIFICAM pelo TIME e pelo COLETIVO são os que APARECERãO MENOS ao olhar do torcedor.

    É a velha estória daquele que CARREGA e do qilue TOCA o piano.

    Se pedirem aos TECNICOS para darem notas elas MUDAM TOTALMENTE.

    Reply
  10. Minha nota é 9 para o ” TIME do FLAMENGO”.

    Se continuarem trabalhando COLETIVAMENTE procurando suprir as falhas eventuais do companheiro serão TODOS CAMPEOES.

    Reply
  11. Ontem no Fantastico o cavalinho do FLA apareceu carregando o frasco do CHEIRINHO DO HEPTA.
    Já tô vendo, se o FLA passar a LIDER os outros cavalinhos tentando derrubar o FRAsCO do CHEIRINHO. Fica esperto cavalinho do FLA segura esse frasco com a boca também.
    Vamos lá com o “FRASCO NOS DENTES” rumo ao HEPTA.

    Reply
  12. Kleber,

    por contas de compromissos, nao consegui assisti o jogo, sendo assim nao colocarei hoje minhas notas. Mas me amarrei na ideia, parabens!

    Abraços

    Reply
  13. Muralha – 7,0
    Pará – 7,5
    Rever – 7,0
    Vaz – 6,5
    Jorge – 6,0
    Márcio A. – 6,0
    Arão – 6,0
    Diego – 8,0
    Gabriel – 1,0
    Everton – 5,0
    Guerrero – 7,5
    Damião – 8,5
    Mancuello – 7,0
    ZR – 5,0

    Reply
  14. Bom dia caro Kleber e rubro-negros !
    O meu comentário hoje é muito simples, se o Flamengo quer alguma coisa nesse campeonato tem que ganhar da Ponte Preta e do Vitória, e chegar contra o Palmeiras com moral.
    Abraço e SRN.

    Reply
  15. Eu sempre achei muito complicado dar notas individuais e confesso que essas nunca me chamaram muito a atenção. Veja nosso goleiro, Muralha. Devido ao bom sistema defensivo, o Flamengo teve uma sequência levando poucos gols e ao mesmo tempo sem exigir nosso goleiro. Daí, sua nota era sempre um 5 ou 6. oras, se ele não fez nenhuma defesa, porque 5? o que ele deveria fazer pra tirar 0 ou 10? Lembro que nosso goleirão Júlio César foi eleito o melhor do Brasil no ano em que quase caímos pra segundona e nossa defesa era uma água, o que fazia ele ser exigido continuamente e todo jogo.
    o Mesmo marcelo Moreno que foi mal no Fla em 2013 foi artilheiro do brasileirão em 2014 no Cruzeiro, devido ao time que o estava municiando. Muito complicado…

    Reply
  16. Na minha opinião as notas são:
    Muralha – 6,0
    Pará – 7,5
    Rever – 7,5
    Vaz – 7,0
    Jorge – 6,0
    Márcio A. – 2,0
    Arão – 7,0
    Diego – 8,5
    Gabriel – 2,0
    Everton – 6,5
    Guerrero – 6,5
    Damião – 7,5
    Mancuello – 7,5
    ZR – 4,0

    Reply
  17. Vamos às notas:
    Muralha: 7,5
    Pará: 7,0
    Réver: 8,0
    Vaz: 6,5
    Jorge: 5,5
    M Araújo: 5,5
    Arão: 6,0
    Diego: 7,5
    Éverton: 6,0
    Guerrero: 7,0
    Gabriel: 4,0
    Damião: 6,5
    Macuello: 6,5
    ZR: 4,5

    Reply
  18. Kleber,

    Assim como vc, também me tornei fã do Bisotto.
    Mas gostaria de fazer uma pequena observação sobre esportes coletivos, No Futebol quando vc tem um Zico, Romário, Messi estes jogadores com suas genialidades podem pegar a bola driblar 3 zagueiros e fazer o o gol, no basquete se vc tem o Marcelinho,Oscar eles podem driblar 2 marcadores e com suas mãos certeiras fazer a cesta, nestes esportes a individualidade faz diferença e decide. Mas no volei mesmo sendo um esporte coletivo como o Basquete e o Futebol a individualidade não desequilibra tanto, pois vc não pode passar e levantar para vc mesmo, vc não pode levantar e atacar esta mesma bola, no volei vc é obrigado a passar a bola para alguém, é claro que quanto maior o número de talentos que vc tenha na sua equipe aliado a um bom sistema coletivo melhor. por este motivo o genial Bernardinho prega tanto a coletividade no volei.
    Por esta razão não vejo nada contra este divertido confronto de notas aqui no Blog, ideia por mim mais do que aprovada
    SRN – Rumo ao Hepta

    Reply
  19. Muralha: 5,5 – Rebateu o chute pro meio da área no gol
    Pará: 7,0
    Réver: 7,0
    Vaz: 6,5
    Jorge: 6,0
    M Araújo: 5,5
    Arão: 6,0
    Diego: 7,5
    Éverton: 5,5
    Guerrero: 7,0
    Gabriel: 4,0
    Damião: 6,5
    Macuello: 6,5
    ZR: 6,5

    Reply
  20. Muralha 6,5;
    Pará 8,00 Muita raça e pela segunda vez coloca o Diego na cara do gol;
    Rever 7,00
    Vaz 6,5 fez um penalti imbecíl, que se marcado nos complicaria demais;
    Jorge 6,00 burocrático;
    M.Araújo 6,0 burocrático;
    Arão 6,5;
    Gabriel, 5,0
    Guerreiro, 7,5;
    Damião 7,5;
    Diego 8,0
    Mancu 7,5
    Everton 6,0;
    ZR 7,0

    Reply
  21. Na hora do gol do Damião pensei “Só vão lembrar do Damião”, quando a bela jogada do pênalti foi toda construída por Guerrero e Mancuello, ao Damião restou bater bem um pênalti importante, sem dúvida deu sua contribuição, porém menor que os 2 anteriores.

    Reply

Comente.