CONVERSAR, E MUITO, É PRECISO

image

Sede da Conmebol, no Paraguai.

Amigos, um início de semana inacreditável – pelo lado ruim – para quem tem o diálogo como porta de entrada para qualquer tipo de tema polêmico ou problema.

Do nada, sem que ninguém tivesse noticiado uma única linha, sem que qualquer som tivesse sido emitido e, pior ainda, sem que qualquer imagem fosse vista, cai de repente no colo do mundo do futebol na América do Sul, profundas modificações introduzidas no calendário, com transformações radicais na Taça Libertadores e na Copa Sul-Americana, respingando em todas as competições nacionais. Se sou contra ou a favor? Não sei!!!

Até porque não tenho, como ninguém tem, as informações completas para um julgamento definitivo. O incrível, é que um assunto desta importância, não tenha sido debatido à exaustão. Certamente, debatido o tema, o produto final seria bem melhor.

Reunidos e enclausurados no salão do quarto andar da sede da Conmebol, o martelo foi batido, sem que discussão houvesse. Que retrocesso. Que absurdo!!!

Ainda na linha do “CONVERSAR, E MUITO, É PRECISO”, já é chegada a hora de um mínimo de entendimento entre as pessoas, para que as instituições e o público, não sejam prejudicados.

Esta notícia, da diretoria do Botafogo anunciando a impossibilidade da utilização da Arena Alvinegra para o Fla-Flu, por haver um cano furado ou um fio desencapado, é de doer.

Por favor, basta de intolerância, de agressividade, de animosidade. Basta!!! Ninguém suporta mais isso. Por favor, resolvam as suas diferenças pessoais onde melhor entenderem. Apenas, não envolvam nesta picuinha ridícula a razão de ser de tudo que mais amamos. O futebol não merece cabeças tão pequenas…

 

Macri e Perrella

Macri e Perrella

Virando a moeda, naturalmente falando de cabeças pensantes, positivas, vencedoras, registro a foto de dois queridos amigos, amizade esta, construída pelo nosso mundo do futebol. Em um mesmo momento, fui presidente do Flamengo, Maurício Macri, do Boca Juniors, e Zezé Perrella, do Cruzeiro.

Ontem, em Buenos Aires, no recreio dos temas políticos envolvendo Brasil e Argentina, o Senador brasileiro Zezé Perrella, e o Presidente argentino, Maurício Macri, claro que encontraram um tempinho para falar de futebol.

Lá atrás, tentamos, Maurício e eu, uma convivência melhor com a Conmebol, que propiciasse um melhor tratamento para os grandes clubes do Brasil e da Argentina. Talvez tenha sido o momento do pontapé inicial, com delicadeza, de demonstrar a insatisfação dos grandes clubes. A nossa vitória foi parcial. Não ganhamos a guerra, mas conseguimos tratamento diferenciado para Flamengo e Boca.

Hoje, muito feliz, vejo Maurício presidente da Argentina, e o doce Zezé Perrella, o mineirinho genial, Senador da República. Que encontro espetacular!!!

E, por favor, não esqueçam que o prazo para os palpites no BBRN (Bolão do Blog Rubro-Negro) termina um minuto antes do primeiro jogo de cada rodada. Portanto, para esta rodada, amanhã é o dia D.

Neste post, usem e abusem nos comentários e, palpitem à vontade…

Boa sorte!!!

1 Comentário

  1. “A trapalhada do Fla x Flu”
    Jogo marcado para dia 12, data onde o Flamengo não poderia contar com Muralha e Guerrero, que estariam voltando de suas seleções.
    A dupla Fla Flu já tinha entendimento para vender o jogo para Manaus com cota 50% para cada lado…Assim o Fluminense homologou o jogo na CBF como Manaus sem especificar data, pois já continha no calendário da rodada. Então o Flamengo envia um ofício a CBF solicitando alteração da data do jogo do dia 12 para o dia 13, data em que estarão em condições de jogo Muralha e Guerrero. O Fluminense se sente traído pela mudança de data e desfaz o acordo exercendo sua prerrogativa de mando, cintando o Estádio Luso Brasileiro como local para o jogo, uma possível cortina de fumaça na questão, uma vez que o Botafogo já havia exigido 400mil para ceder o estádio, além do Botafogo usar o estádio dia 12 e no fim de semana seguinte. Junte-se a isso o fato do local não ter a menor condição de receber as duas torcidas de Flamengo e Fluminense, mesmo com o tricolor exercendo 90% dos lugares a sua torcida e 10% ao Flamengo, como manda o regulamento do campeonato. O que se sabe ao certo é que o Botafogo não tem interesse no jogo em seu estádio, assim como o jogo não ocorrerá no dia 12, devido a perda do prazo de confirmação da partida a CBF.
    Fonte: Rádio Globo

    Reply
    • Isso me lembra muito a multa paga pelo Flamengo ao Grêmio pela escalação do Marcelo Moreno no jogo, a pedido do Pelaipe. O Grêmio ganhou o jogo, Moreno não fez diferença em campo e o Flamengo ainda teve que pagar o Grêmio a multa por ter escalado o jogador.
      Ainda que pese o Muralha estar em grande fase, que o Guerrero seja um jogador de renome internacional, sinceramente em minha avaliação, ao menos o desfalque do Guerrero não faria a minima diferença, já o do Muralha faria alguma diferença, mas nem tanta assim, nada que justificasse esse entrave. Entretanto o prejuízo desta vez será bem maior do que os 300mil pagos ao Grêmio.

      Reply
  2. Caro Kleber Leite,
    Não entendi o motivo de você achar um retrocesso uma mudança na formula atual da Libertadores e da Sulamericana, ainda mais tendo o Brasil saído dessa reunião com uma vantagem sobre os demais países.
    Pelo que lí, vão melhorar as quotas de participação, o que gerará uma receita maior aos clubes que dela participarem. Não vejo como seria muito diferente do que foi proposto mesmo tendo uma ampla divulgação e debates sobre o tema. Achei válida a mudança, até porque o Flamengo tende, daqui para frente, esperamos, ser mais assíduo na Libertadores e com 7 vagas para o Brasil, não imagino o Flamengo no estágio atual não estando entre uma dessas sete vagas.
    Alcançamos um patamar a ser, cada vez mais, aprimorado. Não tenho dúvidas que daqui para frente a tendência é melhorar o elenco e cada vez mais estarmos fortes para disputar títulos nacionais e internacionais.
    Chegou a nossa hora.

    Reply
  3. Helder, amigo,
    Eu não disse em nenhum momento que sou contrário a qualquer fato novo. O que afirmei foi que achava um absurdo o tema não ter sido amplamente discutido.
    Forte abraço.

    Reply
  4. Quanto ao futebol, gostei das mudanças na Libertadores e do calendário nacional, tanto que até o presidente da FERJ estuda aproximação com o Bandeira, pedidos de desculpas e o diabo porque seu estadual vai minguar ainda mais. A inclusão do G-6 não gostei, mas ela será fantasiosa, pois só os 3 primeiros vão para a Libertadores de verdade, enquanto o 4, 5 e 6 passam por duas eliminatórias até entrarem na Libertadores.

    O futebol sul-americano está nessa vergonha (futebol fraco, desorganização, estádios ultrapassados, violência, falta de pagamentos, etc) por dirigentes como os dois da foto.

    Reply
  5. “Libertadores”
    Acho que as medidas fortalecem a competição, aumenta significativamente o interesse dos clubes na competição. Aumentando o nr. de clubes é possível que dilua o movimento de clubes sul-americanos que se reuniram recentemente em SP no propósito de discussão da Liga Sul Americana. As mudanças vêm acompanhadas de diversas outras (transparência, lisura, e integridade) a fim de dar melhor imagem a própria Comebol, bem como as confederações a ela ligadas. Se é sério, ou mais sério do que aqui se faz, ainda não sabemos!

    Reply
  6. Prezados

    A questao e que mudaram as regras com a competicao em andamento. ou seja o G4 do Brasileirao virou G6, concordo com o reporte no selecao sportv falou hoje. “Periga o Brasileirao virar uma especie de Pre liberdadores”
    com os times pensando somente na classificao

    Att

    Reply
  7. Caro Kléber e amigos! Já que virou G6, bem que poderia se voltar ao estilo mata-mata para os seis primeiros colocados! Ou quem sabe, disputa entre ganhadores de cada turno. Daríamos uma pequena mexida para balançar um pouco mais o nosso futebol. Mesmo considerando a disputa por pontos corridos é boa, em algum momento ela fica previsível. Quanto ao jogo contra o Fluminense, acho que essa mágoa colegial do presidente do Botafogo bem que já ficou chatinha. SRN a todos!

    Reply
  8. Pelo amor de Deus Presidente, Perrela ? Esse cidadão da famosa aeronave, nem deveria ser citado neste blog, um protegido da lei, que deveria viver a margem de sociedade. Os companheiros dessa coluna não mereciam ver a citação do nome, muito menos sua cara aqui estampada.

    Reply
    • Estranho. Muito estranho.
      O meu comentário não foi postado. O que eu escrevi foi exatamente igual ao Sérgio Vital.
      O blog começou a censurar agora caro presidente.
      —————————–
      Oi Flávio,
      Se algum comentário seu não apareceu, certamente foi por algum problema técnico, pois não chegou à moderação. Peço, por favor, que escreva o comentário novamente.
      Salvo as situações previstas aqui, todos os comentários vão ao ar.
      Abraço,
      Robert Rodrigues – Moderador

      Reply

Comente.