Zé Ricardo, Abelão e Jair Ventura

O noticiário deste sábado ficou por conta dos treinadores de Flamengo, Fluminense e Botafogo, e os três foram extremamente felizes.

Jair Ventura, treinador do Botafogo, mais do que compreensível, escondeu o seu time para o jogo de amanhã, contra o Flamengo. No embalo, deu um sutil toque na torcida do Botafogo, afirmando que toda vez que o clube da estrela solitária joga fora pela Libertadores, encontra um ambiente hostil, estádio lotado e pressão de sufocar. Na entrevista, Jair Ventura, afirma que, por uma questão de justiça com os seus jogadores, e isto só a torcida do Botafogo pode resolver, no mínimo, o estádio tem que estar lotado… Bela e sutil cutucada…

Abel Braga, o Abelão, franco como sempre, e sem papas na língua, mandou um recado para os dirigentes tricolores, afirmando que, apesar do Fluminense ter sido o criador da Primeira Liga, esta competição não leva a lugar nenhum, pois não há critério para a participação dos clubes e, que tecnicamente, sem a presença de clubes de São Paulo, o nível ficaria sempre prejudicado. E, concluiu, afirmando que não colocaria em campo nos jogos da Primeira Liga o seu time titular, já que a prioridade é o Campeonato Carioca.

Aliás, antes de passar para o Zé Ricardo, acho oportuno registrar a minha estranheza com relação ao noticiário de hoje, que dá ênfase ao melhor faturamento do Flamengo nos jogos da Primeira Liga, do que no Campeonato Carioca. Ora, na Primeira Liga o Flamengo jogou um clássico contra o Grêmio, fora do Rio de Janeiro, enquanto que, no Campeonato Carioca, somente neste domingo o Flamengo fará o seu primeiro grande jogo. Em síntese, compararam jaca com beterraba…

Sei que alguns companheiros deste blog ainda têm certa dúvida com relação ao nosso treinador ter o tamanho do Flamengo. Pode até ser que ainda não tenha, mas que está caminhando para isso, não tenho nenhuma dúvida.

Primeiro, já há uma filosofia definida e, inteligente, no sentido de que, para se ganhar títulos importantes um bom time não basta. Quem não tiver um muito bom elenco, não chega.

Reparem que em diversas posições a diferença entre este ou aquele jogador é muito pequena. Neste momento, enquanto Conca não tem condições, a única dúvida é entre Mancuello e Berrío.

Embora nas outras posições tudo esteja, a princípio, definido, se mudança qualquer houver, pouco impacto negativo ocorrerá. Hoje, o Flamengo tem um bom elenco, e é assim que se conquista títulos e, só assim, como anuncia Zé Ricardo, um ou outro jogador pode ser poupado quando necessário, sem que haja prejuízo técnico.

Enfim, como um bom mineirinho, devagarinho, Zé Ricardo foi armando o seu tabuleiro…

1 Comentário

  1. Sempre foi assim, fora de casa a pressão é grande! Acredito que o Flamengo vai levar vantagem por ter muitos jogadores acostumados com essa pressão, principalmente os estrangeiros.
    Abel reclama demais e às vezes, sem razão, como desta vez, os clubes precisam da Primeira Liga, tanto como forma embrionária de liberdade em relação à CBF e às federações, como também para arrecadar, se o salário atrasar todos vão reclamar, ele está vendo apenas o lado dele.
    Em relação a Zé Ricardo, ano passado errou demais na reta final! O flamengo tem sim um bom elenco do meio pra frente, porém pra trás o elenco não é bom: Falta um bom goleiro reserva, embora tenha que dar chance primeiro ao da base; os laterais direitos são medianos; os laterais esquerdos, ao que parece, foram melhor substituídos; Zé Ricardo precisa dar chance a Donatti, um dos melhores zagueiros da Libertadores e Léo Duarte da base, pois Rafael Vaz, embora as pessoas se empolguem pelos belos lançamentos que faz, como marcador e cobertura ainda deixa a desejar(existem coisas no futebol que não dá pra entender, Donatti é considerado um dos melhores zagueiros da Argentina, e Rafael Vaz, que era reserva no Vasco, foi logo alçado pra titular do Flamengo e Donatti, nada). Ano passado, Mancuello foi preterido por Gabriel, jogador inútil no Flamengo até hoje! Não joga nada! O que fez pelo Flamengo até agora?
    No setor de volantes, erro crasso renovar com Márcio Araújo, o qual não serve pra ser nem reserva do Palmeiras, aí quando não ganha o brasileiro, ficam imaginando o motivo. Não se pode ter no elenco jogadores medianos e ruins como Pará, Márcio Araújo e Gabriel.
    Por que Zé Ricardo não dar chance a base?
    Tenho certeza que se acertamos o setor defensivo vamos ter muitas alegrias e ganhar títulos de expressão!

    Reply
  2. Hoje cada torcedor sabe escalar o time do 1 ao 11,coisa que a muito tempo não sabemos o que é.
    E isso o Zé tem seu mérito. E como bem disse o Kleber vai armando seu time como bom mineirinho.

    Reply
  3. Acho que o Abel especializou-se em falar asneiras, noutro dia no jogo da pimeira liga, quando o FlorminenC acabara de perder para o ColoradoB, na coletiva este patético Abel falava como se Técnico do InterB fosse e só faltou comemorar a vitória sobre o florminenC!!

    Reply
  4. Caro KL, já fui fã do Abelão. Mas desandou a achar que sabe demais e a falar mais do que pensa que sabe. Não é um técnico com tanta moral assim para se achar.

    Jair Ventura é uma bela e grata surpresa no futebol carioca como também o é nosso Zé Ricardo. Gestos simples e humildes marcam a forma desses dois treinadores trabalhares. Tem em comum a pouca experiência mas conseguiram ter o grupo nas mãos. Acho que ambos poder ser vitoriosos no futebol.

    Figuras antigas e marcadas estão propensas a desaparecer do cenário do futebol. Uma nova mentalidade começa a imperar e a velha guarda insiste nos seus mimis e na mesmice de sempre, que o diga nosso rubro-negro Vanderley Luxemburgo.

    Vamos torcer para que essa nova geração incluindo aí o Rogério Ceni, Roger, Zé Ricardo, Jair Ventura, entre outros, tenham sucesso e consigam trazer algo novo ao nosso velho futebol.

    Reply
  5. Abel Braga foi de uma infelicidade incrível em sua afirmação sobre a liga. Faltou com respeito a diretoria do clube o qual defende que foi uma das fundadoras e uma das principais defensoras da liga. Assuntos como estes são tratados internamente. Que a liga é bem mais lucrativa que o estadual isso é fato, pois preferível ver um Flamengo x grêmio que um Flamengo x Macaé, sem contar um regulamento exdruculo da Federação do Rio, onde um campeão de turno, sequer está na final.A ideia dá liga é excelente e olha que luta contra tudo e todos,precisa gerar vaga para alguma competição importante.Deixar de ser um torneio amistoso. Com relação ao treinador Zé Ricardo, sinceramente ainda tenho muitas dúvidas pelo que o Flamengo pretende. O time ainda é vulnerável e ele não apresenta tantas variáveis assim. Mas nos últimos anos é o melhor que tivemos e não há , com excessão a Levir Culpi, nada que valha a pena no mercado. Já o treinador do Botafogo, não falou nada de mais, mas também não falou bobogem, o que já é de comemorar. Realmente o mínimo que o torcedor botafoguense pode fazer, é ir ao estádio. Mas não me surprendera se a torcida do Flamengo for bem maior no domingo. Enfim, são opiniões.

    Reply
  6. É uma pena que a Primeira Liga esteja perdendo o seu propósito quando os treinoadores optam por jogadores reservas. Kleber Leite,enquanto na Primeira Liga temos a possibilidade de ver Flamengo vs Grêmio, Atlético MG, Cruzeiro, etc; no carioca assistimos a Flamengo vs Boa Vista, Nova Iguaçunidade,etc.

    Reply
  7. Discordo da posição de quem é contra a liga.
    É a melhor chance para livrar os clubes dos desmandos das Federações.
    Os clubes são os protagonistas.
    Chega do Fla se submeter à FERJ, que age feito uma cafetina, enquanto os clubes, donos do espetáculo, ficam de pires na mão, aceitando migalhas.
    Vai para cima deles, Mengoooooooooooooo!

    Reply
  8. Acredito e tenho fé que acabar com esses torneio estaduais é questão de tempo. O Flamengo foi o único clube do Carioca que não teve prejuízo até aqui. Não justifica manter esses torneios onde o nível técnico é sofrível, os estádios são de vázea, o campeonato é longo e chato, o torcedor não se interessa em ir ao estádio. Faz um torneio somente com os clubes pequenos valendo participação na Copa do Brasil estilo Copa do Nordeste. A bengala dos torneios estaduais é que os clubes pequenos necessitam jogar com os grandes pra sobreviver, mas em lugar nenhum do mundo existe isso, na Argentina, Inglaterra, Itália não tem esse peso morto que prejudica muito o calendário.

    Reply
  9. Hoje engana-se quem não considera o futebol atual uma linha tênue entre o fator financeiro e o fator esportivo.

    Qualquer que seja a decisão, ambos aspectos são avaliados arduamente, e quando um desses fatores tem que sobrepor outro, normalmente o financeiro tem vantagem na escolha.

    E porque isso acontece?

    O fator financeiro devidamente ajustado e equilibrado talvez seja hoje o caminho mais fácil e rápido de qualificar qualquer time esportivamente e tecnicamente.

    Isso por si só cria confiabilidade no elenco, depois na instituição como um todo e por último no mercado.

    E é essa confiança que começa justamente quando o financeiro está equilibrado e ajustado que faz toda a diferença.

    A Primeira Liga é justamente esse fôlego financeiro capaz de trazer um equilíbrio para o primeiro semestre, onde em todo pais temos estaduais deficitários e atualmente a Libertadores em fases de pouco apelo.

    Se um ou outro técnico não considera esses fatores, determinados e escolhidos pela presidência do clube em que prestas serviço, não tem o direito de reclamar de falta de estrutura ou de salários atrasados durante a temporada.

    Inconcebível é o técnico vir a público( como o Abel fez ) e dizer com todas as letras que não sabe o motivo dessa ou daquela competição contrariando a escolha da presidência do clube em participar.

    Por acaso é esse o exato momento em que vive o Flamengo hoje. Estamos passando por esse momento de transição, e como tal, merece um ou outro ajuste. Competição essa que rende ao Flamengo no mínimo 11 milhões de Reais mais possíveis premiações.

    ABÇ#SRN

    Reply
  10. Não vejo a hora de assistir Palmeiras e Flamengo.
    Jogo de Titãs.
    Vamos ver quem de fato administrou melhor as contratações. Palmeiras gastou a rodo, mas o Flamengo foi mais pontual.
    Uma pena que os Paulistas ainda não aderiram a Primeira Liga. Tenho certeza que se o fizessem ela deslancharia. O apelo que os clubes grandes de São Paulo tem é muito forte.
    Estaduais, nunca mais.
    Espero!

    Reply

Comente.