Passando do ponto

 

(Foto: André Horta/Fotoarena / LANCE!Press)

Tudo está de pernas para o ar em nosso país, inclusive no futebol.

Algumas pessoas ligadas ao mundo do futebol que por aqui passaram e já se foram, se voltar pudessem, iriam concluir que desembarcaram em um outro planeta que, alguém se equivocara na confecção do milagre…

Quem é do tempo em que a máxima do futebol era “o espetáculo não pode parar” deve estar tendo uma enorme dificuldade para assimilar esta confusa modernidade, onde campeonatos são interrompidos e que o clássico dos milhões de outrora, seja obrigado a ser jogado em um outro estado, mesmo valendo pelo Campeonato Carioca.

Esta novela do Maracanã parece não ter fim e, chega a ser tragicômica a notícia de que Flamengo e Vasco jogarão neste final de semana, não mais no sábado e sim, no domingo, em Brasília, pelo fato do aluguel do Maracanã ter sido considerado abusivo e impagável pelos dois clubes. Será que quem negocia pelo outro lado não consegue raciocinar que inerte, sem vida, é que o Maracanã fica caro? Isto sem falar na total falta de compromisso com o interesse popular e com a nossa própria cultura. Que loucura…

Não é possível que não haja alguém que possa fazer este meio de campo, juntando as partes, apelando para o bom senso de todos, dando fim a esta novela insuportável. Isto mais parece um filme de terror em que vários Dráculas chupam o sangue de todos os bobinhos que adoram futebol…

Que tristeza… Onde fomos parar.


Antes tarde do que nunca

Acabo de receber a informação – e a fonte é absolutamente confiável – que, ante o comportamento da Odebrecht, que “corre para não chegar”, o Governador Luiz Fernando Pezão está convencido de que uma nova licitação, inclusive sendo permitida a participação dos clubes, é a única solução para pôr fim a esta novela insuportável.

ALELUIA!!!

1 Comentário

  1. Caro Kléber e amigos!
    O futebol carioca ficou cigano ou até mesmo um grande circo, onde os espetáculos se apresentam conforme seu melhor tempo.
    O futebol do Rio aos poucos perde sua graça, seu prestígio e sua luz de orgulho. Já tivemos Zico, Roberto, Rivelino e outros grandes ídolos. Tempos ricos e inesquecíveis. O tempo passou e foi ingrato com a sua história.
    Hoje, vergonhosamente, temos alguém na federação que pouco importa ou mesmo que tanto faz como tanto fez, temos dirigentes de futebol ultrapassados e alguns de pouco espírito esportivo.
    Uma lástima. A cada dia o futebol perde uma partida para a insensatez. A cada dia a bola é punida em uma mesa de trabalho onde as decisões são tomadas no humor da ocasião.
    O mundo anda para frente e a cada dia que passa, o melhor do futebol do Rio é aquele que fica na nossa imaginação do passado. Para quem foi o maior do mundo, o maracanã hoje nada mais é do que um palco de imbecilidade.
    SRN e SOS Rio.

    Reply
  2. Sr KL, já passou da hora do Sr Pezão responder na justiça por tantos desmandos no RJ, espero que a Justiça promova uma icônica reunião entre Pezão e Cabral lá em Bangu, seja 1,2,3, 4 whatever!!

    Reply
  3. É curioso que o Pezão finalmente tenha se convencido da obviedade dessa medita. Ficamos aqui pensando, que luz maravilhosa da lógica deve ter batido na cabeça dele? Seria a luz da lista do Procurador da República ao juiz Moro? Ou será que a luz do TCE determinando diretrizes independente do executivo estadual tenha brilhado mais? O certo é que, entre luzes e luzes, existe uma luz no fim do túnel, e desta vez não é trem na contra mão! SRN.

    Reply
    • A luz dos fatos é que as vésperas do envio da lista de denúncia do Procurador Janot ao juiz Moro citando provavelmente seu nome, a estratégia do Pezão é tirar esse holofote chamado Maracanã de cima dele, junte-se a isso a insegurança jurídica criada no atual contrato de concessão pelas ações do TCE. As últimas taxas cobradas pela Concessionária aos clubes denotam que eles não querem jogo no estádio! Acredito que a Construtora entende, que depois das ações do TCE, a única forma de reaver alguns milhões seria mesmo por litígio com estado nas esferas jurídicas. Entre acusados e acusadores, o certo é que nenhum dos dois lados tem razão, entretanto as conversas começam em 160mi pleiteados pela Construtora. Como muito provavelmente essa bomba não vai estourar em sua gestão (Pezão), let it go! SRN.

      Reply
  4. Mas como eu não acredito em Papai Noel, é bom lembrar que a Lagarderè age para que a Odebrecht perca a concessão e não a licitação toda seja cancelada, neste caso ela como 2a. colocada assumiria o contrato. É bom lembrar ainda que a Odebrecht exigia 40mi da Lagarderè e da CSM para transferência da concessão. Como a Odebrecht vai se ver com o governo no judiciário, os 40mi continuam existindo e serão sempre 40mi de interesses, e me parece, em se tratando de interesse, a Lagarderé como licitante do atual contrato é a única que pode usa-lo em seu favor.

    Reply
  5. Caro Kleber e caro Chico vocês conseguiram passar com maestria o sentimento de todos nós amantes saudosistas do futebol carioca. Incrível como o público em si é o menos prestigiado dessa queda de braço sem fim , a falta de respeito e pudor chegaram ao limite e por incrível que pareça já tem muita gente pegando “birra” do pobre Maracanã que nada tem a ver com isso. Esse é o retrato de um Brasil novato no capitalismo , em que os interesses por poder e dinheiro se sobrepõem a dignidade de um povo. Mais do que lamentável além de desgastante, um tapa na cara !!!

    Reply
  6. Kleber e amigos, não estou certo que uma nova licitação seja a solução para o curto prazo. Mas se essa for a melhor saída, que assim seja.

    Estou compilando alguns dados para postar aqui todas as vantagens do Flamengo tem seu estádio

    Reply
  7. Prezados,
    Acho que o Flamengo brigar pelo NewMaracanã é correr um risco de assumir um problema que não é dele.

    1) Investigações adiantadas quanto à maracutaias na reforma do NewMaracanã para a Copa do Mundo e Olimpíadas;

    2) Estado em calamidade, que em breve terá seus dois recentes Governadores presos – junto com o empresário dono da construtora;

    3) Como dito pelo Nino, também acho que a estratégia da Lagarderè é de buscar seus interesses no moroso Judiciário, vez que é notório que a mesma vem cozinhando o Estado e todos os outros interessados, enquanto aguarda os já sabidos pareceres do TCE e denuncias do MP.

    É realmente interessante que o Flamengo entre e assuma um equipamento PÚBLICO, que JAMAIS será seu, e ainda por cima envolto em tanta sujeira de corrupção??? Eu acho que não!

    Reply
  8. Aleluia.? Kléber isto é apenas jogo de cena para ganharem mais tempo.
    Lembrando a todos aqui que o ex-Governador vetou na concessão do estádio o Flamengo e o Fluminense para serem administradores do mesmo.
    Taxas altas? Será que somos tão inocentes para para não percebermos que a dívida com o nosso Ali Baba ainda perdura e o acordo continua com Consórcio que precisa quitar está dívida com ele.
    Em tempo:rs.Quem diria que um vascaíno virou o rei dos ladrões rs.

    Reply
  9. Quando os gênios entenderem que zero é menos que 1 e, ter o Maracanã como ponto turístico SEM ser frequentado não resulta em absolutamente nada, talvez façam uma nova licitação.
    A Odebrecht já lavou as mãos faz tempo e, o Estado afundado em dívidas e compromissos, sendo cozinhado em banho maria…
    Estou absolutamente de acordo com Pezão!
    Ahhh… se Alexandre Kalil fosse governador desta terrinha!!!!

    Reply

Comente.