Confirmando

Há no ar um verdadeiro tiroteio de notícias com relação ao futuro do Maracanã.

Há quem garanta que a empresa francesa Lagardère já se ajeitou com a Odebrecht. Hoje mesmo, mantive contato com uma pessoa de minha total confiança, que me afirmou, embora nada estivesse assinado entre as duas empresas, que o Maracanã ser assumido pela Lagardère – se alguém quisesse apostar – era uma autêntica barbada…

Mais tarde, finalzinho da noite de quinta-feira, tive a confirmação de que o Governador Pezão – sensível ao momento que vive o país – está absolutamente convencido de que uma nova licitação, absolutamente transparente, é  a única saída para definir o futuro do Maracanã. Aliás, esta informação foi dada aqui no blog, se não estou equivocado, no final do mês passado.

Em síntese, o governador amadureceu o sentimento inicial e, autêntica barbada passou a ser uma nova licitação para se conhecer o futuro dono do “maior do mundo”.

Briga de cachorro grande. Leva quem tiver coleira vermelha e preta.

1 Comentário

  1. Kleber, o Presidente Bandeira disse ontem na Fox que uma nova licitação é o que provavelmente ocorrerá. Ele disse que as investigações do MPF certamente levará a isso porque os problemas jurídicos são muitos se mantiverem o contrato anterior. Parece que o Flamengo e a CSM sabem de alguma coisa que não sabemos e por isso se retiraram da disputa. O Bandeira também disse sofrendo pressão de todos os lados, inclusive da imprensa, para acertar com o Maracanã. Por isso que foi veemente em suas declarações ontem. Ele também disse que a torcida do Flamengo em sua grande maioria apoia e exige essa postura do Flamengo. Concordo com o nosso presidente.

    Reply
    • Eliel, é o que parecem, a diretoria tem algum embasamento jurídico sobre o assunto!
      Por outro lado, a paz com o Botafogo fica cada dia mais distante, a julgar pelas últimas declarações pouco politicas do Whrobel. Como ele não dar uma declaração com um teor destes a toa, isso exemplifica o clima de beligerância que o assunto Botafogo é tratado na Gávea. Em tempo, sentimos falta de verdadeiros lords que passaram pela presidência da Gávea (Kleber e Márcio Braga, só para citar alguns) SRN.

      Reply
  2. Kleber,
    A transferência no momento é irreversível. O Fluminense ameaçou um processo de 240mi por não cumprimento do contrato, e a Odebrecht resolveu passar o abacaxi. A postura do Pezão e fictícia e política, pois o tempo dele usar a caneta já passou.
    As esperanças agora estão nas tais inseguranças jurídicas, situação esta em que o contrato pode ser denunciado por irregularidades, e existem indícios comprovados. Não acredito nas medidas do TCE e duvido que o Ministério Público estadual interfiram no processo. SRN.

    Reply
  3. Kleber. Prezados amigos.
    Fugindo do tema “NewMaracanã, trago outro que pode atingir diretamente os interesses do Flamengo.
    Ontem, pelo final do dia, surgiram notícias de que o empresário do menino Vinicius Jr. teria viajado para a Espanha, para encontro com Diretores do Barcelona…
    Sendo verdade, a notícia é bastante preocupante pelo fato de o clube espanhol ser, por fato publico e notório, um desleal aliciador em suas “contratações” de jovens valores. (Vide caso Neymar)

    Reply
  4. Grande Kleber e amigos,
    tenho acompanhado as opiniões sobre a atual situação do Maracanã e sobre as possibilidades de estádio para os jogos do Flamengo. A discussão é muito ampla, mas, no meu imaginário ideal, a melhor situação seria se houvesse uma nova licitação do Maracanã, tendo o Flamengo como responsável pelo mesmo (com ou sem parceria) e em paralelo, o clube poderia investir em uma arena na Gávea (com capacidade de 20 a 25 mil ) tendo como partida para a construção, todo o valor que virá do Morro da Viuvá. Isso, no prazo de 6 anos (tempo suficiente), pois teríamos nesse período a Ilha como estadio de pequeno porte para mandar os jogos.
    Acredito que essa seria a melhor solução para o Flamengo (tudo isso no imaginário).
    Bem, voltando a realidade, sou extremamente contra qualquer aproximação venha iniciar na procura do Engenhão e claro a na diretoria do Botafogo. Essa atual diretoria do Botafogo está sendo muito deselegante nas declarações para com o Flamengo e por diversas vezes, atacou não só a gestão como a Instituição Flamengo. Não vejo como solução buscar a aproximação com os mesmos, bem como está sendo feito com a FERJ.
    Inclusive, gostaria de deixar aqui a lembrança da situação do Engenhão. Lembro-me bem que na construção do estádio, a licitação poderia abranger os clubes e o Flamengo não participou, por pedidos políticos (Prefeitura e Estado), pois queriam passar o estadio para o Botafogo e prometeram que o Maracanã seria para a dupla FlaxFlu. Talvez nosso eterno presidente Marcio Braga, pode esclarecer melhor a história (era ele quem estava a frente na época). O final da licitação do Maracanã, já sabemos.
    Depois, os políticos, juntamente com a Odebrecht, ficaram com medo do Maracanã se tornar um elefante Branco e inventaram a situação da cobertura do Engenhão (desmentida a necessidade de obras, por uma grande empresa de engenharia que analisou o caso posteriormente). Com isso, os clubes não tinham onde mandar os seus jogos e se virão obrigados a fazer contratos com a atual gestora do Maracanã (o flamengo fez um contrato de curta duração, pois viu que essa não seria a melhor situação para o clube). Com isso, de forma estranha, a Odebrecht, repassou ao Botafogo alguns milhões (no período das obras da cobertura do Engenhão), o motivo, não sabemos, mas imaginamos.
    Assim, começam a se tornar publico os problemas da Odebrecht (vide Lava-Jato) e toda a situação do superfaturamento das obras do estádio e a possível manipulação da licitação.
    Essas questões pra mim é que deveriam nortear a diretoria do Flamengo a não participar de situações que possam ser avessas com a licitude. E, sempre que possível, tornar publico essas questões, para quem sabe os tribunais de conta e outras operações, possam vir a investigar o que de fato aconteceu na licitação desses 2 estádios públicos.
    SRN

    Reply
    • Caro Marcio, muito oportuno o seu comentario. Eu não havia entendido a acusação do VP de Administração do Flamengo. Agora sim, o Botafogo recebeu dinheiro para concordar com o fechamento do Engenhão. Que vergonha! Botafogo prejudicou os seus co-irmãos do Rio de Janeiro em troca de propina. Vejam bem, desde que o Rafael Strauss trouxe a público esta questão, o presidente do Botafogo primeiro ameaçou o nosso VP e agora que a bomba estourou esta caladinho. I imprensa também não esta dando a devida cobertura ao caso. Outra vergonha. Lava Jato neles!

      Reply
    • Perfeito o comentário, Márcio.

      Acompanho seu entendimento, principalmente com relação à postura deselegante do Botafogo e do canalha que o preside.
      O caso da cratera da Ilha é apenas mais um, de que hoje o Botafogo adota postura hostil…
      Que deixem o pequeno alvinegro para lá, com seus rotineiros prejuízos com o Estádio MUNICIPAL.

      Reply
  5. Kleber, achei que essa história iria acabar com o final das Olimpíadas, mas parece que é só o começo. E leio agora que devem voltar a permitir jogos fora do estado de origem no Campeonato Brasileiro. Logo, veremos Flamengo em Brasília, Manaus, Campo Grande e nada de Maracanã. Triste!

    Sinceramente, já disse aqui que meu sonho é ver o Flamengo no Maracanã, o qual fiz uma vez em 2008, mas a cada dia acho isso mais difícil. Que se faça um novo estádio para 45 mil pessoas como Palmeiras e Corinthians e pronto.

    Reply
    • Henrique, apensar de vc não morar no Rio, vc é um rubro-negro de coração.
      Na verdade os jogos fora do Rio são uma usurpação do direito do torcedor carioca, um sacrifício para o elenco e um trabalhão de logística para o clube, mas dado as circunstâncias, necessários! O lado positivo é que estes jogos realçam a imagem do clube de maneira descomunal e inédita, jamais feita por qualquer clube brasileiro. Chegar no centro-oeste, em SP, no nordeste e norte e encher estádio tem um impacto fenomenal na imagem do clube. Talvez esse seja o legado dessa crise toda…SRN.

      Reply
      • Esse negócio de viagens, torcida neutra, etc, já prejudicou o Flamengo em 2016. Não queremos o mesmo em 2017 até pq se avançar na Libertadores precisará de estádio grande.

        Reply
    • Me pergunto diariamente, Henrique, porque demoram tanto para entenderem isso. A única saída definitiva é o Flamengo construir seu próprio estádio. Essa tese já vem sendo defendida aqui por vários companheiros. Foi-se o tempo de viver de nostalgia.

      Reply

Comente.