Pedreira, ou não…

 

Treino do Flamengo -17/04/2017 (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)

No próximo domingo, após o jogo contra o Botafogo, agora pra valer – e valendo vaga na final do campeonato – o treinador Zé Ricardo ficará sabendo que tipo de estratégia usar, pois se o time sair vencedor, engrena na quarta-feira, contra o Atlético Paranaense, pela Libertadores e, no domingo seguinte, começa a decidir o Campeonato Carioca.

Aí é aquele tal negócio, embora uma derrota no domingo conduza a um caminho mais tranquilo na Libertadores, ninguém quer saber de perder, principalmente para adversários tradicionais, e da mesma cidade.

Portanto, que Zé Ricardo tenha começado a semana na certeza de que terá pela frente uma pedreira. Como há uma unanimidade de que o elenco do Flamengo é numeroso, e de qualidade técnica de razoável para boa, não há o que temer.

Alguém discorda?

1 Comentário

  1. Libertadores tem que ser o foco.

    Por muitos anos, o Flamengo se iludiu com títulos cariocas e depois sofreu no Brasileiro e Libertadores.

    Só para ter noção, em 2016 Vasco, Inter, América-MG e Santa Cruz ganharam seus estaduais. Três rebaixados e um subindo no sufoco da Série B.

    Deixa o Eurico, tadinho do velhinho, gritar seu casaca com o tri-estadual e nós gritarmos na Libertadores e Campeonato Brasileiro. Afinal, o Vasco vai pra Série B e nós podemos ir pra Dubai jogar o Mundial.

    Reply
    • Amigo Henrique,
      Também acho que o Carioca atua como um fator prejudicial ao clube, o maior exemplo disso foi o Carioca 2008 x Libertadores… Após o título Carioca (que ninguém nem lembra mais como foi a final!), o time foi “festejando” para o jogo de volta contra o América do México. Ali, perdemos uma das maiores chances de conquistar o bi da Libertadores, pois o time estava formado e com vários jogadores em excelente fase técnica.

      Eu, se treinador fosse, entraria com time reserva e PARA SER ELIMINADO desse campeonato Carioca horroroso e sem crédito, que nada vale!

      Reply
  2. Kleber,
    em relação ao propalado tamanho e qualidade do elenco, concordo em parte. Numeroso, sim. De qualidade, nem tanto. Há jogadores aí que estão longe dos requisitos mínimos para serem titulares do Flamengo. Nem é preciso citar nomes.
    Diego vai fazer muita falta. Especialmente no jogo contra o Atlético PR, ficou claro como ele se adaptou ao time. Corre o campo todo, lança, dá combate (numa dessas, acabou se machucando). Enfim, o craque da equipe.
    Para substituí-lo, como já disse, Trauco reúne as melhores condições entre os disponíveis, com Éverton na esquerda. Na direita, é dose!

    Reply
  3. O Botafogo sabe aproveitar os espaços e joga sempre nos contra-ataques. Eu povoaria o meio de campo e não daria espaços para este tipo de jogada, mas eu não sou o treinador. Gostaria de ver como o Botafogo se comportaria se for forçado a mudar a sua forma de jogar. O Zé saberá armar o time da melhor forma.

    Reply
  4. Creio que o Zé como na ultima com Trauco na frente surpreende de novo!! Mas só de estarmos especulando!! Trauco, Mancuello, Paquetá, mais distantes temos M. Savio e Ederson e Conca por chegar, creio que fica claro que elenco numeroso e qualificado, sim temos!! Não há o que temer!! Temos elenco pra jogar de igual pra melhor em ambos jogos!! E o resultado no fim dos dois jogos se como a Católica lá a entrega e a partida convencer, tudo bem também!! O apoio tem que ser incondicional enquanto houver possibilidades, seja quem for que entrar em campo!!

    Reply
  5. Como disse o amigo Henrique o foco deve ser 100% na Libertadores,pergunte a qualquer flamenguista se prefere a vitória na Arena da Baixada ou o título desse “carioquinha” ultrapassado. Creio que 9 em cada 10,prefere a 1ª opção.

    Zé terá,mais uma vez,tempo para encontrar alternativas e soluções,coisa que era para ter feito em toda essa pre-temporada que teve contra “Resendes e Macaés”,mas pouco testou,continuou abraçado no monótono esquema e com os mesmos jogadores com mesmas mexidas,sempre usou o time todo reserva ou todo titular,zero de testes.Inclusive insistiu em Vaz até acontecer o pior e ter que lançar Donatti ao lado de Réver nas vésperas de um jogo de Libertadores.

    Como já disse aqui,acho que é bom preencher mais o meio.

    Reply
    • eu trocaria o titulo do Rubensliga até pelo empate contra o Atlético PR… campeonato falido, deixa pro Vasquin.
      Quanto ao elenco numeroso ele é, mas tendo Marcio Araujo e Gabriel como titulares não dá pra dizer que seja bom.

      Reply
  6. Concordo plenamente com os colegas e o foco tem que ser libertadores, porêm chegou a hora de vermos quem é quem. Temos muitos problemas de desfalques e calendário de jogos, o elenco que foi criado é vasto de alternativas e precisamos desses caras e chegou a hora deles mostrarem pra que vieram. Pra jogar no Flamengo tem que ter tesão por título como nós torcedores temos. SRN
    Forte abraço galera

    Reply
  7. Eu, pertenço ao grupo de pessoas que acham que o campeonato regional, serve tão somente para montar e testar uma equipe para toda a temporada. Por tanto a mim, não vale de nada.

    Sendo assim, não posso ser hipócrita e cobrar algo do Zé Ricardo em relação a conquistas no estadual.

    Posso sim é cobrar uma coerência para a montagem de um time para que se dispute a Libertadores e isso, Zé tem decepcionado.

    Reply
    • Concordo Anderson, o resultado do Carioção não é relevante para a temporada! Porém ZR tem que apresentar evoluções técnicas e táticas no time, o que não vêm ocorrendo. O último jogo de 4a feira pôs água da fervura, porém as recentes improvisações com Réver na esquerda e Trauco na ponta esquerda me preocuparam muito, o time que já tinha dificuldades virou um Frank Stein todo torto pela direita, sem Diego agora mais um problemão. Resumo, se já tinha dificuldades para acertar o time, muito mais agora. SRN.

      Reply
      • Nino, o Rever atuou por anos na esquerda, sendo inclusive campeão da Libertadores pelo Atlético-MG na esquerda. Acho que ele vai bem nas duas.

        Reply
  8. O FLA tem um elenco numeroso,de qualidade de razoavel para bom.Agora é a hora,tem que decidir tudo.Com a mesma intensidade no campeonato carioca e na libertadores.Estão em jogo o prestigio do clube,a garra,a mobilização da sua imensa torcida,a necessidade de afirmação,(faltam titulos a comemorar).Qual competição a privilegiar?Todas!!!

    Reply
  9. Daniel G,
    O Flamengo atingiu um patamar, graças à política de recuperação das finanças implantadas por Bandeira, que não dá para compará-lo mais com os demais três grandes do Rio. Precisa olhar para os elencos dos melhores do País. É ali que o Flamengo tem de ser ranqueado. Queremos ser o melhor time sul-americano. Essa briguinha pelo título carioca já ficou para trás. Por isso que digo: o elenco é numeroso, mas em termos de qualidade, ainda deixa a desejar.

    Reply
    • Sim,mas tivemos extrema dificuldade com os daqui do RJ,mesmo com elenco superior,eles compensaram com variações e organização e Abel,Milton e Jair deram muita dificuldade ao Zé.
      Agora acho que não muda muita coisa também se compararmos aos outros grandes do Brasil,como Grêmio,Inter,Corinthians,São Paulo,Santos….
      Portanto variações,repertório e muita organização será necessário,e nisso acho que estamos devendo,inclusive para os rivais aqui do RJ com o elenco limitado que possuem.
      A exceção é Atlético-MG e Palmeiras.

      Reply
  10. Temos as finanças em dia (ao que parece), clube bem administrado e tal..mas ta faltando planejar melhor onde gastar esse dinheiro todo. Muito jogador no elenco que o Flamengo pagou caro para trazer ou tem salário alto e que não corresponde em campo.
    Cito alguns : Donatti, Cuellar, Mancuello, Ederson,Damião, Cirino – tem pouquissimos minutos em campo. Somem isso tudo aí de salário e investimento para trazer e daria tranquilamente para trazer uns 2 caras top.

    Reply
  11. Afinal o ZR esta treinando o time que sempre sonhou! Depois de escalar dois laterais pela esquerda, ele agora treina jogar com 3 volantes, sendo que a meta é mesmo chegar aos 4 volantes em campo….Afinal esse time tem que se esforçar ao máximo mesmo para não tomar o 1o. gol, visto que além da notória dificuldade ofensiva, some-se a isso dois zagueiros lentos e de pouca habilidade com a bola nos pés, ou seja, se tomar contra-ataques adversário vai ser um inferno para essa zaga lenta, ainda mais com um improvisado pela esquerda. E o Vaz hein? Era de se esperar de um jogador profissional que ele sentasse no banco direitinho depois de ser barrado, superasse seus problemas pessoais e profissionais com afinco para voltar ao time. Mas não, desabou e sequer foi relacionado nos últimos dois jogos. A julgar pelas improvisações na zaga, pelo estado físico do Juan e pela cabeça do Vaz, estou começando a achar que estamos com a “conta do chá” de zagueiros, com risco de ficarmos a pé de zagueiros em um futuro próximo. SRN

    Reply
  12. Meus caros, a muito tempo não ganhamos NADA! Portanto não dá para ficarmos escolhendo de qual campeonato seremos campeões. O elenco é grande? Sim, porém limitado! Temos problemas em todos os setores do time, da defesa ao ataque. Temos um técnico que ainda é um sub estagiário. E agora o problema se alastra para o departamento médico… E o centro que se intitulou de “INTELIGÊNCIA”, perdeu que é risível. Vamos cair na realidade, vamos buscar sempre o título mais importante, mas não vamos descartar nada! Ou será igual 2016. NADA !!!

    Reply

Comente.