Uma terça-feira para marcar a minha vida

Ontem, lá fui eu para a reunião do Conselho Deliberativo do Flamengo. Na pauta, de novo, o assunto do shopping e, nas entrelinhas, um caminho sutil para me apontar como culpado pelo dinheiro que o Flamengo, pelo acordo realizado entre as partes, está pagando ao consórcio que deveria ter colocado o shopping em pé e, ao invés disso, de forma astuta, usufrui daquilo que, na realidade, deveria estar pagando.

Ontem, após ouvir algumas barbaridades proferidas por pessoas sem a menor sensibilidade e de caráter duvidoso, uma delas inclusive com a responsabilidade de julgar e definir a vida de seres humanos, já que desembargador é, resolvi deixar de ouvir e dizer o que estava dentro da alma.

Pedi que as pessoas tivessem a coerência, como ponto de avaliação para qualquer julgamento.

Relatei a minha chegada ao clube em 95, quando encontramos uma verdadeira calamidade. Os 600 funcionários, além dos profissionais, estavam completando quatro meses de salários não recebidos. Como entrar no clube, como começar olhando nos olhos desta gente e vendo tanto sofrimento? Como, na condição de “patrão”, determinar, comandar, sendo devedor e não cumpridor das suas obrigações básicas?

Aí, três pessoas, Plínio Serpa Pinto, Jorge Rodrigues e eu, com recursos próprios, até porque, nos cofres do clube nada havia, colocamos os salários de todos os funcionários e profissionais, rigorosamente em dia e, assim foi até o último dia da nossa administração, em 31 de dezembro de 1998.

Este dinheiro que emprestei ao Flamengo me foi devolvido quatro anos após e sem um único centavo de juros.

Ao longo de quatro anos como presidente, e outros tantos como vice de futebol, viajei muito a serviço do Flamengo mundo afora, em que TODAS as passagens aéreas e estadias foram pagas com meus próprios recursos, pois sempre esteve em mim que servir ao Flamengo era um sacerdócio, uma missão de alma, uma doação.

Contei o caso de um malfeito por parte de uma pessoa que havia eu colocado para ocupar interinamente o lugar do nosso vice-presidente de finanças que, por motivos profissionais se mudara para Portugal. Esta pessoa, contrariando determinação minha, para ajudar um amigo, autorizou um pagamento que havíamos decidido não pagar, pois era um assalto ao clube. Quando fui informado do fato, tomei duas atitudes. Afastei a pessoa e ressarci o Flamengo.

Após fazer estas colocações perguntei aos presentes se havia coerência entre o que estava eu sendo acusado e o meu comportamento como dirigente do clube. Como alguém pode ser irresponsável e negligente em assunto tão importante, se no dia a dia, comprovadamente, foi cuidadoso e responsável ao extremo?

A segunda parte da minha mensagem aos conselheiros foi relatar fielmente o ocorrido.

Dos seis milhões aportados pelo Consórcio, 800 mil eram referentes a adiantamento feito pela gestão anterior e cinco milhões e duzentos foram destinados a resolver a penhora importante e comprar o passe de Edmundo.

Estava eu na Espanha, a serviço do Flamengo, quando recebi um telefonema de Michel Assef e Getúlio Brasil, informando que os dirigentes do Consórcio Plaza haviam decidido só liberar o dinheiro se nós déssemos a eles, caso o Shopping não fosse aprovado, o passe do jogador, como garantia, e que a decisão deles era irrevogável.

O problema era gravíssimo, pois os cheques para a Parmalat – e para salvar os apartamentos no caso da penhora – foram emitidos e entregues a quem de direito e o vencimento para dois dias depois.

Claro que usaram a nossa fragilidade para obter uma vantagem, nos colocando “numa sinuca de bico”.

No final do dia, após várias conversas, fizemos o exercício do que poderia ser o pior cenário, que seria a não aprovação do shopping e, concluímos que ainda assim, não seria de todo ruim, pois teríamos utilizado por um bom tempo e, sem qualquer custo, o melhor jogador em atividade no Brasil, teríamos quitada a dívida de 800 mil contraída pela gestão anterior e, teríamos resolvido o problema da penhora.

O melhor cenário, apenas relembrando, era o shopping aprovado e, neste caso, automaticamente tudo incorporado ao patrimônio do Flamengo.

Para manter a dignidade do clube, evitando o escândalo que dois cheques voadores poderiam causar, informamos aos diretores do Consórcio que entregaríamos o documento, inclusive com o “de acordo” do jogador.

Deixei a presidência do clube em dezembro de 98. O shopping, foi oficialmente e definitivamente aprovado em setembro de 99, quando o Governador Anthony Garotinho sancionou, finalmente, o projeto (reprodução do diário oficial abaixo). Ali, naquela data, por contrato, na cláusula 3.1, o Flamengo estava, oficialmente, incorporando todos os benefícios aqui citados, ao seu patrimônio.

Última etapa: Governador sanciona projeto. Shopping totalmente aprovado (17/11/1999).

Com tudo transcorrendo dentro da maior normalidade, dois meses após sancionar o projeto, o Governador Garotinho jantando com algumas pessoas, ouviu de José Isaac Perez, presidente do Consórcio Plaza que havia ele, Perez, subornado a câmara de vereadores para aprovar o projeto (ler coluna do Boechat abaixo). Atônito, ante bombástica revelação, o Governador ligou para o ex-presidente Gilberto Cardoso, seu amigo de longa data, desde a época de Campos, informando que, ante tamanho escândalo, revogaria sua decisão e, assim o fez.

Início do fim. Ricardo Boechat anuncia o fim do Shopping (18/12/1999).

O contrato entre Flamengo e o Consórcio estava em pleno vigor. A revogação por parte do governador, tornou, consequentemente, o contrato nulo. Pergunta: Quem deu causa ao rompimento do contrato?

A resposta é óbvia e, ao invés de incursionar no judiciário, contra o Consórcio, reivindicando seus direitos, a diretoria do Flamengo nada faz. O tempo passa e, os poderosos empresários do Consórcio entram com uma ação contra o Flamengo, reivindicando os seis milhões de volta. A direção do Flamengo, ao invés de enfrentar, até porque o direito era pra lá de bom, afirma em juízo, como tese de defesa, que o clube não tinha responsabilidade alguma, pois este assunto deveria ter passado pelo Conselho Deliberativo e, isto não havia sido feito. Incrível, ridículo, criminoso, mas esta foi a nossa defesa. Pergunto: que culpa tenho ante tamanha barbaridade? Pergunto mais: por que o Flamengo não acionou em momento algum o Consórcio, por perdas e danos?

Contei também para os conselheiros, episódio triste, ocorrido, se não me falha a memória, em 2007, em que era eu vice de futebol. A situação financeira do clube, caótica. O presidente Márcio Braga mal de saúde, e os salários dos jogadores em atraso quase chegando ao limite do suportável.

Havia um jogo programado para uma quarta-feira e, no dia anterior, na concentração os jogadores resolveram que não iriam para o jogo no dia seguinte. Fui avisado por Fábio Luciano, indo imediatamente para o local da concentração, onde nos reunimos e, me foi dado o prazo, até às 16h de quarta-feira para que os depósitos fossem feitos nas contas dos jogadores, caso isto não ocorresse, todos iriam embora e não haveria jogo.

Como um louco, corri atrás do dinheiro e consegui um empréstimo de quase seis milhões e, às 15h, todos os depósitos foram feitos. Assim foi evitada uma mancha irrecuperável na imagem do Flamengo. Já imaginaram as manchetes, se o jogo não tivesse ocorrido?

Aí, também não havia tempo para juntar o Conselho e, é bom lembrar que, qualquer mútuo, pelo estatuto, só pode ser feito com a aprovação do Conselho.

Perguntei o que faria cada um deles. Deixar o Flamengo ir para outra página que não a esportiva, no que seria o maior “mico” de uma história pra lá de centenária ou, tomar a decisão que tomamos?

A ação de regresso contra mim foi arquivada, com o plenário votando favoravelmente e, em sintonia como havia se manifestado a vice-presidência jurídica do clube.

No encerramento, contei o caso do ator Mário Gomes, que em 1977, no auge de sua carreira, foi vítima de inominável cafajestada, com uma notícia plantada, segundo dizem, por um marido traído.

A notícia foi a de que Mário Gomes dera entrada na emergência do hospital Miguel Couto, com uma cenoura entalada em seu ânus. A partir daí, Mário Gomes, virou “Mário Cenourinha” e sua vida desmoronou. Hoje, vende sanduíche na praia e diz que carrega o peso desta cenoura maldita até hoje. A minha cenoura, foi este shopping center. Também maldito e recheado também por cafajestes e cafajestadas, internas e externas.

Como disse o sobrevivente Mário Gomes, em recente entrevista, “o que não mata, engrandece”. Continuo vivo. Ontem, a penúltima etapa vencida. Resta agora, o Conselho de Administração. Vamos pra lá. Quem não deve, não teme.

Obrigado, de coração, a tantos e tantos companheiros de luta no Flamengo, pelo apoio incondicional, pelo amor e, pelo carinho de sempre.

Ontem, quando subi à tribuna, sendo o último orador inscrito, lembrei muito da minha genial professora de fonoaudiologia, Glorinha Beuttenmüller, quando ainda garoto, na Rádio Tupi, pedi uma dica para para me comunicar com sucesso. A resposta, genial e pragmática, me marca profundamente até hoje:

“SEJA SINCERO”!

1 Comentário

    • Meus queridos Kleber e Radamés : quem conhece sua história Kleber de sacrifícios , de lutas , de trabalho, de generosidade,
      conhece a sua dignidade, ética e honestidade. Mais ainda seu amor pelo Flamengo.
      Então meu irmão, vc não deveria, não precisa de dar explicações. Assim como o Rada eu tenho orgulho e tive o privilégio de conviver boa parte da minha juventude com vc.

      Reply
  1. Boa presidente, mais claro impossível!

    Sempre acreditei no que li aqui no blog, e agora ficou a certeza de que estava certo em crer!

    Bom saber que está se sentindo aliviado! Parabéns.

    Reply
  2. Presidente, dessa história eu já sei, li em seu blog há anos. Mas o que me questiono sempre, é por que ninguém comenta que todos os presidentes que vieram após você, nenhum fez absolutamente nada pra encerrar esse problema, ficaram só empurrando a dívida com a barriga e deixando o valor aumentar.
    E outro ponto, será que o presidente que lhe sucedeu, que deixou de acionar o Grupo Multiplan, levou algum, como os vereadores da Cidade do Rio de Janeiro?
    Abraço e parabéns, caro Kleber, resultado mais do que justo!

    Reply
  3. Boa Tarde Kleber.

    Infelizmente, esse é mais um daqueles casos de que, uma mentira repetida mil vezes torna-se verdade. As pessoas, estão com esse infeliz hábito de acreditar em tudo que se chega de noticia, sem nem ao menos buscar alguma outra fonte , e ou versão.
    Felizmente, a verdade veio à tona e tudo está se acertando.
    E que falta faz nessa diretoria, um VP de futebol igual à você. Os caras são bons demais administrando, mas falta aquela ousadia e tentativa de fazer algo fora do comum. Como contratar o melhor jogador do mundo no auge de sua carreira.

    Hoje, pra celebrar essa noticia. Teremos show do Mengão no Maracanã!!!
    Abraço

    Reply
  4. Caro Sr Kleber Leite, excelente explanação com os odores que só injustiçados sentem! Não quero lançar juizo de valor sobre esta, já pretérita vossa desventura, porém o Flamengo foi tremendamente prejudicado por toda esta situação, e ninguém pagará por isso? Ficará tudo no orificio da centenária entidade! Parabéns pela excelente e didática explicação, permita-me repetir-me! SRN

    Reply
  5. Caro Kleber,
    Hoje tenho orgulho em dizer que tive um dia a honra de te conhecer. Estar contigo, ouvir suas histórias. Bem para mim o senhor está na história como um dos grandes presidentes do nosso Flamengo.
    E sonho o dia em que novamente serás nosso presidente.
    Um abraço carinhoso!
    Bruno

    Reply
  6. Boa presidente como sempre com clareza e nomes aos bois e mostrando que realmente aconteceu como sempre nos acreditarmos em vc sabemos vc fez possível e o impossível para sanar as dívidas que tinha na época tudo atrasos Parabéns por cuidar tão bem no nosso flamengo

    Reply
  7. Kleber,
    Quem não deve não deve, não teme.
    Quero eu ver um dia você de volta à presidência do mais querido.
    Estamos contigo, nosso presidente!
    SRN

    Reply
  8. Meu caro Kleber Leite, o considero um dos grandes Presidentes que passaram pelo nosso Flamengo. Um dos poucos que sempre administrou o Clube com perfeito e cristalino entendimento do seu tamanho, sempre foi ousado sem ser leviano. Portanto, merece o respeito e o carinho daqueles que sabem o que é o Flamengo. Tenho certeza que, lá no interior de sua alma, remanesce o sentimento de tranquilidade e do dever cumprido. É assim mesmo, Presidente, “os cães ladram, mas a caravana passa”. Fique certo que nós, os rubronegros, temos muito a agradecê-lo e continuamos, e muito, confiando na sua liderança para que o nosso Flamengo volte a seus tempos de glória e conquistas, destino que lhe foi traçado. Grande abraço e grato!

    Reply
  9. Caro Kleber , na vida ou sucumbimos ao medo e nos “isolamos” ou pagamos pra ser o que somos , vivendo intensamente e se expondo . Não é fácil ter coragem pra viver um grande sonho , ser alvo de interpretações muitas vezes motivadas por inveja, ignorância e preconceito é um dos preços que se paga .Pois bem vc escolheu viver sua paixão e a vive intensamente , “cenourinha” ? esqueça disso , o seu banquete sempre será farto , você tem amigos , família e sangue rubro negro !!!! Ser feliz nunca foi nem será fácil !!! Força presidente !!!

    Reply
  10. O momento é de união, pois como comentaram agora no Sportv, tem muita coisa vazando no Flamengo. Muita picuinha principalmente com jogadores, Zé Ricardo e cia.

    Reply
  11. Ontem, infelizmente, por compromissos de última hora, não pude ir ao CODE votar a seu favor. Muito bom que esse assunto esteja bem encaminhado. Para ficar tudo perfeito só falta você voltar a ser o nosso VP de futebol. Srn

    Reply
  12. MEU AMIGO KLEBER.
    Como “participo” intensamente de tudo que diz respeito ao Flamengo, mesmo dando um tempo no Blog, nosso desembargador, que tem as iniciais CD, irmão de um jornalista adorável e, rubro-negro, faz parte de outra corrente politica. Compreensivel?
    Não sei! Mas como disse o RADA, tenho o mesmo sentimento.
    Você é meu irmão e tenho total confiança em cada passo quando presidente de Flamengo… e, ser humano. Deixe a caravana passar e latir como quiser.
    O que importa na verdade, é justamente a credibilidade. E, nesse ponto, estou e estarei sempre ao seu lado.
    Beijo no coração.

    Reply
  13. Querido amigo,
    Ontem, durante sua emocionada exposição ao Conselho Deliberativo do Clube de Regatas do Flamengo, ficou claro para os que desconheciam, as razões pelas quais, juntamente com Marcio Braga e Zico, o considero um de meus ídolos no Flamengo.
    Sua reputação, injustamente vilipendiada durante anos, foi resgatada de forma insofismável.
    Suas condutas, como Presidente e VP de Futebol, demonstraram sua ética em relação aos cargos que desempenhava.
    Seus resgates da honra do Flamengo, em alguns casos, juntamente com outros companheiros, deixaram claro o quanto ama nosso Clube.
    Deselegantes, inapropriadas, inoportunas, incongruentes, as colocações, ou melhor, as agressões verbais desferidas por quem você tão bem definiu como “sem a menor sensibilidade e de caráter duvidoso, uma delas inclusive com a responsabilidade de julgar e definir a vida de seres humanos, já que desembargador é”.
    Ficamos atônitos com o descabido ataque, principalmente se considerarmos que quem o desferiu, durante a gestão de Patricia Amorim, fazendo parte de uma Comissão nomeada para apurar a agressão feita pelo chefe de torcida Peruano ao jornalista Arthur Muhlenberg, mesmo sabendo da existência de vários videos que registraram a agressão, não o condenou alegando falta de provas.
    Ficamos felizes com o desfecho da reunião de ontem, com a certeza que em breve, o mesmo se repetirá na futura reunião do Conselho de Administração.
    Forte abraço

    Reply
  14. Querido Kleber,

    Todos podem ter erros e acertos na vida, o caso do Consórcio Plaza foi um erro, com certeza, pois o Clube se associou a quem não detinha condições morais para empreender tal projeto. Mas foi só mais um erro em meio a tantos outros desde que sou Flamengo e acompanho o clube. Acredito que hoje em dia estamos mais vacinados e o clube vem conseguindo um equilíbrio sustentável. Mas nessa história toda, apesar do prejuízo causado pela desídia dos dirigentes do Fla ao processo, tal qual ocorreu também com o do caso 87, o maior erro foi ter contratado o Edmundo, além de gerar todo esse embólio, o Fla não obteve exito técnico também. Jogador pouco rendeu em campo e ainda causou um acidente com vítimas, que causou danos à imagem do Clube.

    Espero que isso seja dirimido o quanto antes e que o Clube e você fiquem livres desse ranço. Um forte abraço!

    Reply
  15. Vc não tem a necessidade de nos dar explicações sobre as suas decisões passadas aqui neste blog.Quem está aqui de um jeito ou de outro conhece vc pelo rádio,é seu fã e sabe que vc é um homem honesto.
    Então esta demonstração que vc acabou de colocar aqui te define como um homem de carater e de bem.

    Reply
  16. Parabéns, presidente, não esperava outro resultado no Code.

    Se o veto do “honestíssimo” Garotinho foi feito após o seu mandato ter se encerrado, após você deixar tudo (muito bem) encaminhado dentro do clube, é claro que você não tem culpa alguma.

    Tenho, sim, a certeza de que, se um terceiro mandato fosse possível, teríamos tudo construído e pronto na Gávea, sem essa discussão referente a estádio próprio ocorrendo, pois já teríamos o nosso prontinho. Uma pena que seu projeto não tenha vingado.

    Há de nascer alguém que pense o Flamengo de forma tão grande quanto você!

    E faço votos, com os amigos do blog, pela sua volta à vice-presidência de futebol. Volta, presidente!

    Reply
  17. PRESIDENTE,
    Confesso que antes, quando só “ouvia falar” dos imbróglios envolvendo o Consórcio Plaza, julgava de forma equivocada. Mudei de opinião, ou melhor, CRIEI UMA CONVICÇÃO de que nada daquelas acusações eram verídicas após pesquisar mais a fundo…
    E essa pesquisa, através do Google, me trouxeram coisas boas. A primeira, ao pesquisar o termo: “Kleber Leite Consórcio Plaza”, fui direcionado e descobri este blog – do qual participo quase que diariamente. A segunda, que pude ter acesso a todo o ocorrido, com documentações e etc…
    Resultado: Fiquei fã não só do blog, mas também daquele cara que trouxe o Romário!
    Grande abraço!

    Reply
  18. Amigo kleber, se me permite chama-lo de amigo, pois sempre vi vc assim, um amigo, pois desde criança sempre acompanhei o seu trabalho, na radio, e sempre sentir a sua emoção, na sua voz quando o assunto era flamengo,ali eu via e sentia que se tratava de um verdadeiro flamenguista. E isso continuo vendo e sentindo isso, nas suas declarações e palavras, e algo transparente e notório, e algo que vem do coração preto e vermelho de uma uma pessoa que tem nas veias o amor incondicional pelo mengão. Amigo pode dormi tranquilo, a nação confia em você, eu e minha família também, foi uma honra telo como presidente do meu flamengo.

    Reply
  19. Grande Kleber Leite,
    Não muda nada aqui entre nós, como nunca mudou. Sempre acreditamos em sua idoneidade e nunca duvidamos de suas palavras. Sabemos que isso o magoa e o deixa triste, pois o Flamengo é sua paixão e o quanto se doou a favor de seu clube de coração.
    Esperamos que isso encerre de vez esse assunto e que nos concentremos tão somente no Flamengo de hoje, que por sinal, já anda dando muita polêmica aqui nesse maravilhoso espaço.
    Forte abraço.

    Reply
  20. Parabéns Kleber, sua biografia merecia que a luz dos fatos retificassem e esclarecessem a verdade, entretanto meu caro, é impossível sair sem arranhões de um processo tão confuso como este…Até explicar que focinho de porco não é tomada, muitos aborrecimentos ocorreram no passado, e incompreensões tbm…faz parte da vida de um homem público, o futuro agora é bola para frente! SRN.

    Reply
  21. Presidente Kleber leite, acompanhei de perto seus dois mandatos, 95 a 98. Vibrei a cada contratação. A cada tentativa, o sr fez um Flamengo morto de 93 e 94 principalmente, a ter de volta seu lugar no cenário brasileiro. Se as grandes conquistas projetadas no campo não foram alcançados, fora de campos nós tornamos grandes novamente. Todas as tentativas foram feitas, até um radialista de técnico tivemos. Os melhores jogadores do mundo e do Brasil no momento jogaram no Flamengo. Emn2005 a volta para salvar o amado clube de seu maior vexame até culminar no nosso último grande título. Sempre fazendo grandes contrataçoes erradas também, pq não. Mas tendo sempre a confiança do presidente mais vencedor que tivemos Márcio Braga. Infelizmente muita gente dá nova diretoria não reconhecem o que foi feito de bom…Não entro no mérito do ocorrido, mas como um autêntico rubro negro, que fez muito pelo clube..Iria querer sugar o clube??? São situações que nos entristece. Mas fica aqui meu apóio e minha solidariedade. O sr. Kleber Leite faz muita falta ao flamengo de hoje.

    Reply
  22. Às vezes vejo em redes sociais e sites de comentários sobre o Flamengo, algumas agressões morais(nunca de minha parte) contra sua pessoa a respeito desse assunto, mas é preciso ouvir as partes e esta é a primeira vez que vejo uma explicação de sua parte. Que seja muito divulgado para que a torcida conheça o seu lado da história e pare de continuar com julgamentos errôneos. O pior disso tudo é que a família também sofre!

    Reply
  23. Com todo respeito aos esmerados desagravos ao Sr Kleber Leite, mas parece que todos esqueceram que houve um crime de “lesa nação”, e (parece) não se encomodam com este cadaver insepulcro cheirando muito mal no centro do salão nobre na Gávea! Sr KL por que não liderar um movimento pela responsabilização e consequente ressarcimento à instituição dos prejuizos financeiros e morais, causado ao no CRF? V.Sa tem toda legitimidade do mundo para tal empreitada!

    Reply
  24. Kleber, receba deste brasileiro comum, que o admira e acompanha desde a Radio Tupi,minhas sinceras congratulações. Desejo-lhe muita saúde e muitos anos de vida para que você possa lutar sempre por esse nosso amor que é o Flamengo e, nunca se esqueça:a justiça divina tarda mas não falha e, quem ri por último ri sempre mais e melhor.

    Reply
  25. Boa noite!

    Kleber, existe uma passagem que diz que os humilhados serão exaltados e acredito firmemente nisso, após uma breve análise de todo o ocorrido, lendo seu sincero relato, acredito que todos somente te devam as mais sinceras desculpas.

    E cediço que todos aqui admiram sua pessoa e nada do que tentem inventar altere uma vírgula de sua biografia vitoriosa, ousada e vencedora!

    Bola pra frente, vamos que hoje tem mengao e temos que ganhar a todo custo!

    Um abraço!

    SRN

    Reply
  26. Caro Kleber,
    Muito bem esclarecido o seu post. São argumentos de uma linha segura e que certamente, se usa toda sinceridade de direito.
    É uma história de mais de 20 anos. Haja tempo! Infelizmente as politicas, sejam em que esferas forem, elas são muito vivas, muito relembradas e muito exploradas. Que tudo isso não passe de um momento de insensibilidade, que os fatos fiquem claros e que você siga sua vida na paz. Sua contribuição ao Flamengo foi dada, assim como tantos outros. Cada um com sua história, seus momentos e sua oposição. Que essa de hoje, não passe da referencia do clareza e do bom senso. Pelo que li em outras matérias, acredito que o que for justo ficará as claras e o que for injusto será apagado com a borracha da inteligência.
    São de outras politicas que devemos nos preocupar, que precisamos esclarecer e que precisamos definitivamente expulsar da nossa história.
    Que todos olhem pelo farol do bem, pelo reflexo da lucidez e pela clarão do respeito. No mais, todos são Flamengo e cada um com sua grandeza e sua história. Que logo mais tudo se esclareça e que as mãos se unam em nome da moral e bons costumes.
    SRN

    Reply
  27. Muito bom ter acesso a verdade é agradecemos pelos fatos narrados.
    Sinceramente sempre tive acesso apenas a uma parte da história. Agora não resta dúvidas sobre o caso.
    Obrigado presidente e hoje é dia de mandar energias positivas para o Flamengo!

    Reply
  28. Kleber como já disse aqui outras vezes não sou do Rio e quando isso aconteceu era adolescente não tínhamos a internet como os dias de hoje ,mais gostei demais de vê o Sr dar essa explicação pois sempre ficou pra mim um negócio meio estranho pois como um presidente contrata o melhor jogador do mundo da época e depois possa tirar benefícios de um clube que ele ama .Valeu demais a sua explicação é agora sou Ainda mais seu fã .Durma tranquilo por que como vc falou a verdade é um alento pra todos ,grande abraço de um rubro negro que te admira .

    Reply
  29. Estou trascrevendo um post do meu amigo e irmão César Sansão, no Facebook:

    “Hoje acabou um sofrimento de 20 anos de homem de bem que carregou uma cruz em razão de um julgamento politicos dentro do Clube de Regatas do Flamengo, o Presidente Kléber Leite obteve uma votação expressiva a seu favor no CODE e por isto não mais terá que dar qualquer explicação sobre o assunto Shopping Center dá Gávea.
    Parabéns Conselheiros do Clube de Regatas do Flamengo, enfim a verdade​ foi restabelecida.”

    Parabéns Presidente dos Presidentes. A justiça tarda, mas, não falha.

    Reply

Comente.