Simplificando

Diego comemora o gol de falta contra o San Lorenzo, no Maracanã. (Foto: Vanderlei Almeida/AFP)

Nesta quarta, de fortes emoções, teremos a definição do grupo 4, o nosso, da Copa Libertadores.

Como são inúmeras as possibilidades, onde os quatro clubes têm chance, aqui vai de forma bem simples a situação de cada um, lembrando que os jogos são os seguintes: San Lorenzo x Flamengo, em Buenos Aires; e Universidad Católica x Atlético Paranaense, em Santiago.

ATLÉTICO PARANAENSE
Vencendo: Classificado.
Empatando: Só se classifica se o Flamengo vencer o San Lorenzo.
Perdendo: Desclassificado.

UNIVERSIDAD CATÓLICA
Vencendo: Precisa vencer o seu jogo.
Classifica, se o Flamengo vencer o San Lorenzo. Se o Flamengo empatar com o San Lorenzo, vai depender do saldo de gols. Hoje, a Católica tem saldo negativo de dois gols e o San Lorenzo de um.
Empatando ou perdendo: Desclassificado.

SAN LORENZO
Vencendo: Classificado.
Empatando: Se houver empate entre Universidad e Atlético Paranaense: Classificado. Vitória do Atlético Paranaense sobre a Universidad: Desclassificado. Vitória da Universidad sobre o Atlético Paranaense: Vai depender do saldo de gols.
Hoje: Universidad possui saldo negativo de dois; San Lorenzo, saldo negativo de um gol.

FLAMENGO
Vencendo: Classificado
Empatando: Classificado
Perdendo: Só não se classifica caso o Atlético vença o Universidad.

 

1 Comentário

  1. Nossas chances de classificação são superiores a 80%, entretanto não vai ficar bem perder a 3a partida consecutiva fora de casa pela Libertadores.

    Reply
  2. Pelo que tenho visto do Atlético-PR, acho que leva uma sacola e cai o Autuori.

    Já o Flamengo, se jogar igual a todos os jogos dessa Libertadores, vence bem. Basta fazer os gols. Espaço para contra-ataque existirá e dessa vez teremos Berrío e Rodinei pela direita.

    Espero que o Flamengo jogue para terminaram em 1º e aí decidir as oitavas de final no Maracanã.

    Reply
  3. O que precissmos é não tomar gols.
    Diante disso, se eu fosse o ZR escalaria 3 zagueiros igual os minutos finais contra o Flu. Aguirre deve ter visto a nossa dificuldade nas bolas áreas e seria um xeque mate a entrada do Juan na sobra, liberando os laterais. Sua experiência pode ajudar muito.
    Usaria o esquema 3 5 2 variando para o 3 4 3.
    O time seria Muralha; Rever, Juan e Vaz; Rodinei, M Araújo, Arao, Éverton e Trauco; Berrio e Guerrero. Ou Muralha; Rever, Juan e Vaz; Rodinei, M Araújo, Arão e Trauco; Berrio, Guerrero e Éverton.
    SRN!

    Reply
    • Caro Carloto, gosto do sistema com 3 zagueiros também, mas não amanhã e talvez não esse ano!!! Tem que ser bem treinado!! Jogar de uma forma o ano inteiro e inventar uma de professor pardal no jogo mais decisivo do ano até aqui é brincar de ser treinador de futebol!! A entrada do Marcio Araujo deu justamente a consistencia defensiva e no meio campo para o time propor o jogo, ganhar o meio e criar as inumeras oportunidades desperdicadas!! Nao vamos enfrentar o Real Madrid no Bernabeu, mesmo que não vença que seja com suas convicções, que tem dado certo!! Somo melhor em campo consistentemente salvo raras exceções, voce jogaria pra ter 1 oportunidade no primeiro tempo e 1 no segundo!! 50% de aproveitamento e pimba, vitoria de 1×0… Mas se tivermos 25% de aproveitamento criando 16 oportunidades de media que temos criado eh goleada!!

      Reply
    • Graaaaande Carloto!
      O que precisamos é parar de perder gols absurdos.
      Levar gols não é problema! Desde que façamos mais…
      Vendo os comentários ontem no Expediente Futebol, na Fox, lembrei muito de mim… kkkkkkk
      “O Flamengo é o time que mais perde gols no universo”…
      A diferença, é que falo isso desde a inauguração do nosso blog.

      Reply
  4. Está certo que Libertadores é um campeonato a parte e é muito difícil conquista-la. Mas vendo alguns jogos dessa versão 2017, nenhum time gringo me impressionou. Confesso que até fiquei me perguntando como perdemos tanta Libertadores para esses times aí. Como o regulamento mudou, se não entendi errado, agora existe a possibilidade de haver finais entre times de um mesmo país, assim, não duvido que a final da Libertadores desse ano fique aqui no Brasil com dois clubes Brasileiros a disputando.

    Portanto, temos que ser cautelosos como a serpente na defesa, mas ágeis como o lobo no ataque. Eles precisam ganhar, então espero que nosso treinador não monte uma equipe excessivamente defensiva, pois o contra-ataque será fundamental para trazer treis pontinhos e garantir o primeiro lugar.

    Vamo que vamo.

    Reply
  5. É marcação forte do meio para trás e explorar os contra ataques com a velocidade de Berrio pela direita e Éverton na esquerda.
    Além disso, com os 3 zagueiros, Rodinei e Trauco terão mais liberdade para atacar.
    Agora, como diz o craque Egon, não podemos perder gols. Se tivermos uma chance, temos q colocar para dentro.
    SRN!!!

    Reply
    • FLAMENGO
      Vencendo: Classificado
      Empatando: Classificado
      Perdendo: Só não se classifica caso o Atlético vença o Universidad.

      Como o San Lorenzo precisa de saldo (-1), é jogar fechadinho e partir pro contra-ataque.
      Que o CAP vai levar uma escovada, isso é certo. Tem que saber de quanto…

      Nada de se meter a gato fogueteiro…

      Reply
  6. Esse jogo de quarta não é fácil não!
    O ZR precisa inculcar nos jogadores a necessidade de decidir, matar o jogo, não pode perder gols.Nada de errar passes bobos,
    que Vaz, Arao, Massa e Trauco erraram muito ultimamente.
    Povoar bastante o meio de campo pode ser uma boa estrategia de jogo.
    To achando que o Berrio vai ser decisivo.
    Trauco no meio não da mais.
    Guerreiro mas do que nunca terá papel fundamental para segurar os zagueiros e fazer o pivo para Arao enter outros.
    SRN

    Reply
  7. Caro Kleber e amigos!
    Vou comentar de acordo com os assuntos colocados em pauta pelo Kleber.
    Classificação na Libertadores:
    Sabemos que não é fácil vencer, digo isso, mais pelo que vi no sábado no aspecto físico. De toda forma, precisamos apenas de um empate e tirando a pressão, o adversário não assusta tanto.
    Vinicius Junior:
    Uma estreia rápida e num jogo em que não jogamos bem. Não podemos cobrar muita coisa, até porque, não sabemos ainda o que será do futebol do mesmo. Tem estilo e capacidade de um craque, porém, vendido por uma fortuna como está, não devemos deixar de apurar que não tem cabeça no mundo que não sofra um pequeno desconforto na sua razão. Não é hora de cobrar dele. Ele não é o salvador da nossa pátria e a nossa força de conjunto é bem ajustada. Nos falta um goleiro acima da média e um bom finalizador de ataque. Isso já será entrar com força no brasileiro. A gente se defende bem, mas, perde muitas oportunidades. No mais, vou continuar torcendo pelo Muralha, mas, com um pouco de desconfiança.
    Lucas Lima:
    O Lucas Lima já era excepcional no Sport Recife. Ficou ainda mais no Santos. É titular em qualquer time do Brasil e ainda se transformando em ídolo por onde for. Um CRAQUE e mesmo sendo, acredito que não seja um jogador para o futebol europeu. Se for, volta logo.
    Pintou o Campeão:
    O time do Palmeiras é realmente o mais favorito de todos os times pela capacidade de elenco e acima de tudo, de ser muito intenso. Ele briga pelo título a cada partida e assim, fica diferente da maioria, e ai, incluo o nosso Flamengo. Cada partida do campeonato brasileiro precisa ser encarada como a disputa de um título. Percebo no Cuca ali ao lado do campo, mesmo desconsiderando sua mistica de ser supersticioso, uma gana incontrolável de querer vencer. No campo, isso ainda se transfere para o Mina, Felipe Melo e principalmente o Dudu, sem contar, que o goleiro é seguro e também tem muita liderança.
    Que bom que no Brasil podemos citar pelo menos uns dez favoritos ao título. Temos jogadores que se superaram e técnicos que vez por outra Deus aponta o dedo e diz: EU escolho esse. Que esse ano seja o Zé Ricardo o escolhido.
    SRN

    Reply
  8. Se o Rômulo estiver bem, o Zé escala Muralha, Rodinei, Rever, Vaz e Trauco; MA, Arão e Rômulo; Berrio, Guerrero e Everton.

    Se o Rômulo não estiver bem, entra Renê na esquerda e Trauco no meio.

    Reply
    • Preocupante,vimos como Trauco se saiu no último jogo no meio…….
      É um lateral que vem jogando mais no meio que na sua posição…..
      Romulo,depois de tantas lesões,até hoje não conseguiu apresentar o futebol de 2012,vai apresentar logo agora?
      Tarefa difícil….
      Eu apostaria em Trauco no meio e depois colocaria Éderson,quem sabe ele não pode ser o companheiro,ponta de lança,que o Guerrero tanto precisa?

      Reply
      • Meu time pra hoje!
        Muralha, Rodinei, Réver, Vaz e René.
        Iniesta do Sertão, Arão, Trauco e Éverton.
        Berrío e Guerrero…

        Mais fechadinho que estudante do Colégio Sacré-Coeur de Marie nos anos 60…

        Reply

Comente.