Ambiente quente

Pará conversa com Zé Ricardo após o gol do Santos (Reprodução da TV)

Querem saber? Isto é até bom, pois uma chacoalhada de vez em quando muda a rotina e desperta quem “anda viajando”…

A notícia que vazou, dando conta de que, na corrente que ocorreu no vestiário, após o jogo contra o Santos, houve um pega verbal entre o diretor Rodrigo Caetano e o zagueiro Rafael Vaz. A meu conceito, e por experiência própria, é um sintoma claro de que a chama está acesa, que estamos diante de um grupo que tem objetivos.

Já havia comentado em um POST anterior que, internamente, vale tudo, inclusive este tipo de bate-boca, com o diretor cobrando e o jogador se justificando. Isto é transparência, isto faz parte do processo e demonstra, por incrível que pareça, um grupo determinado e unido.

O que não é aceitável é tornar público um descontentamento com um companheiro, seja por que motivo for. E isto ocorreu durante o jogo, quando dois ou três jogadores, segundo relato do repórter Eric Faria, se dirigiram ao treinador Zé Ricardo, reclamando da jogada de Rafael Vaz que redundou no gol do Santos. Isto é inadmissível num grupo que pretende chegar a algum lugar. Entre quatro paredes vale tudo, “inclusive tudo!!!”. Ali dentro do vestiário, santuário do futebol, é que as coisas têm que ser resolvidas. Jamais em público.

Parabéns ao Rodrigo Caetano pelo puxão de orelha, na hora certa e no local apropriado. Meus pêsames aos jogadores cujos dedos duros comprometeram a tão importante união do grupo. E, tomara que esta atitude não deixe marcas profundas.

Por falar em Eric Faria, ridícula a posição do Santos, deixando transparecer que houve um diálogo entre o repórter e o quarto árbitro, que acabou influenciando na decisão final de Vuaden em voltar atrás, anulando o pênalti marcado. Eric é um dos mais sérios e competentes profissionais com quem convivi. Fica aqui, a minha solidariedade ao correto e competentíssimo profissional.

Não sei o que Zé Ricardo vai fazer com respeito à escalação do time. Espero que tenha entendido a lição de que até ele deve se proteger. Diego Alves, se estrear, no gol – caso contrário, Thiago – e Juan, na zaga, é fazer o feijão com arroz.

Arriscar, pra que?

1 Comentário

  1. Tinha que ter dado um esporro também no ZR. É inadmissível com o elenco que Flamengo possui ter no time titular MA, Vaz, Muralha (sem ritmo) e ainda colocar durante o jogo Gabriel. Além disso, quando o Flamengo fez p segundo gol, pra que se abrir todo?

    Reply
    • Denis, vou mais longe, tinha que fazer um corredor polonês no vestiário e faze-los passar: Vaz, MA, Gabriel e ZR.
      O KL é um anjo em sua visão angelical, o ambiente deteriorou.
      Se um executivo, que não é torcedor, dirigente, nem coordenador, vice etc toma para si uma atribuição destas, sei não! E cadê o Mozer? O EBM? E o ZR? Que dizem que ele não tem vestiário? Que é um banana! Presidente banana, técnico banana…por isso estamos onde estamos…SRN
      Se domingo não ganhar do Corinthians, tem outro jogo contra o mordido Santos, ambos fora…ai sim vai haver uma CACHOALHADA! Fora ZR!

      Reply
  2. Diego Alves confirmado no gol. Eu também iria de Juan até pelo fato do Corinthians não ter jogadores de velocidade. Jogam em transição no meio e bola pro Jô.

    Se o grupo realmente está focado é hora de jogar 90 minutos como final de copa do mundo. Se repetir o 1 tempo contra Santos e Cruzeiro e os 30 minutos contra o Palmeiras dá pra ganhar.

    Caso contrário, o importante é sair vivo de lá, ou seja, não perder.

    Reply
  3. Kleber,
    Thiago no gol? Não, Diego Alves está confirmado e é melhor, mesmo ainda sem fazer a sua estreia…
    Quanto a Vaz, afinal o que acontece com o Rodolfo? Será que as notícias que davam conta sobre as frequentes contusões procedem? O cara jogou duas e está fora há praticamente um mês…

    Reply
  4. Kleber,a reclamação dos jogadores do Fla com ZR.a respeito da falha do Vaz,(momento de preciosismo),se deveu pelo fato de Rafael ser reincindente neste tipo de lance.Ninguem aguenta mais ! Todos correm atrás do prejuízo,e êle entrega fàcilmente o jogo.Agora,as broncas de vestiário,devem se limitar aos vestiários,e não se tornarem públicas.Fora o fato jornalístico,a divulgação só torna tôda a ambientação mais efervescente,prejudicando a questão do foco,voltado para uma série de partidas decisivas que teremos á frente.Desculpem,mas Juan,também não dá mais.Prazo de validade vencido.
    Vamos em frente !!!
    SRN.

    Reply
    • Meu amigo Luiz!
      A Taxa Selic e o dólar estão ladeira abaixo.
      Acho que o Temer deveria ter uma conversa ao pé do ouvido com o Zé…
      Quanto ao tema em questão, Barracos & Traíras, fico com a opinião do amigo Jabba the Hutt…
      O QUE FAZ MOZER NO CLUBE?????
      Será que contrataram o cara para fazer dupla de área com o Juan no Master?

      Reply
      • Quem escalou foi a fatalidade, amigo Diego…
        Rhodolfo e Leo Duarte no DM e, Juan com uma péssima partida contra o Coritiba. Além de não poder jogar todas.
        Sobraram Vaz e Rever…
        Até porque, sempre foram titulares, até Rhodolfo chegar.
        E amanhã teremos o mesmo problema, caso Réver seja vetado…
        Ou Vaz ou Rômulo!

        Reply
  5. Kleber, pelo visto vc não jogou futebol. Eu, se jogador do Flamengo fosse, teria dado uns cascudos no Rafael Vaz.
    O erro foi o Guerrero e outros reclamarem para o técnico. Tinha q dá um esporro direto no Vaz para todo mundo ver. Aposto q ele pensaria duas vezes antes de repetir o erro.
    Lembra o que o Romário fez com um zagueiro (não lembro o nome no momento, mas chegou a jogar no Flamengo, era canhoto e bom cobrador de faltas), quando jogavam no Fluminense?
    Dentro de campo tem q cobrar mesmo e dar uma chamada forte para q a falha não se repita. Até então o time estava com o jogo controlado. Após o gol de empate, a maionese quase desanda.

    Reply
  6. Carloto, amigo,
    Joguei mil peladas. E quer saber com quem? Gérson, o “Canhotinha de Ouro”, Orlando “Lelé”, Miguel, Rodrigues Neto, Zico, Antunes, Edu, Dé, Edmundo, Romário e… por aí vai…
    Pergunte a qualquer um deles se a execração pública de um companheiro, mesmo com justa causa, não é um ato de trairagem.
    Desculpe, mas experiência conta. Ja vivenciei muita coisa no futebol. No vestiário, até porrada acontece e, morre ali.
    No futebol, delação, premiada ou não, é coisa de quem não tem caráter e, consequentemente, de quem não sabe e, jamais saberá, o que é espírito de grupo.
    No futebol, o traíra sucumbe sempre.
    Forte abraço.

    Reply
    • Kleber, querido!
      Desculpe descordar (com muito respeito, é claro), mas não vejo como trairagem uma cobrança pública. Faz parte do calor do jogo. Pra mim, seria trairagem se fossem cobrar pelas costa do Rafael Vaz ou qualquer outro jogador.
      Bom, bola pra frente e que nosso Flamengo vença o jogo deste domingo.
      Abraço respeitoso…

      Reply
    • Kleber,
      Por sua lógica de que cobrar e dar esporro em jogo (público) é trairagem, temos no Bernardinho do vôlei o maior traíra do esporte mundial. Cada esporro que já vi em beira de quadra…

      Tem que ser cobrado sim.

      Reply
  7. R.Caetano falando grosso ? Posando de dirigente ativo? R.Caetano cobrando atitude de jogadores omissos? Só pode ser pegadinha ! Provavelmente os jogadores deram longas risadas, ficaram procurando as “câmeras escondidas”…
    R.Caetano é um marajá, omisso, fraco ! Com perfil derrotado, pois rebaixou Vasco e FlorminenC…
    Os jogadores precisam de uma chamada, cobrança grande, mas no omisso Departamento de futebol do Flamengo não tem ninguém com capacidade pra fazer isso…
    Fora R.CAETANO !

    Reply
    • 1o. Rodrigo Caetano não é dirigente, ele não dirige parte nenhuma do clube, a não ser o gerenciamento de contratos e contratações. Esse tipo de figura é uma expressão moderna do futebol e substitui o antigo cargo de gerente de futebol. O que se espera desta figura é uma postura mais executiva com conceitos mais modernos de administração, não é incumbência desta figura dar broncas no vestiário, isso é postura de um vice de futebol ou do presidente.
      2o. Rodrigo Caetano faz um belo trabalho na estruturação do grupo.
      SRN.

      Reply
  8. Carloto meu irmão , assista à entrevista do Romário mais recente , ele fala que o maior arrependimento da vida dele , pede desculpas novamente inclusive, e se auto avalia no episódio como “escroto” foi esse episódio da agressão .

    Reply
  9. Kleber, gostaria de saber porque Fred Luz e considerado por vc o maior executivo de tidos os tempos no Flamengo. Eu poderia descrever alguns erros crassos que um administrador nao pode cometer e que ele cometeu. Acompanho o Flamengo desde 1976, minuto a minuto, e vi muita gente boa que passou la. Nao a toa saimos de uma situacao catastrofica em 1974 para um Mundial em 1981, por ex. Confesso que gostaria de ouvi-lo a esse respeito pois talvez eu ignore acoes importantes do Fred Luz.
    Quanto ao time, a verdade e que esse grupo parece meio rachado. Isso e consequência de escolhas bizarras do ZR ao longo desse ano, tanto na parte tatica como tecnica e a absoluta falta de oportunidades a certos jogadores. O ato publico dos jogadores citados pelo Eric, que sao cascudos e tem certa lideranca nesse elenco pobre de lideranca, soa como um ” eu nao te falei?”.
    ZR parece muito isolado, sem dialogo tecnico com alguem capaz de mostrar a ele outros caminhos, dar-lhe confianca. Seus auxiliares sao o Jaime, jogador com historia no clube, campeao como tecnico, mas taticamente muito limitado e o Cleber dos Santos que como tecnico do sub-20 conseguiu a proeza de tomar de 7×1 do FluminenC. Ou seja, ele esta sozinho e com o raciocínio cada vez mais confuso e entorpecido pela pressao. Claramente recorre a alguns expedientes usados na base como se fechar em torno de um grupo de fieis jogadores(esses que falham), por exemplo, mas o fato e que em cima a situação e diferente pois ha pressao e cobrancas externas, da torcida.
    Acho que pelos jogadores que temos podemos ganhar de qq time nesse Brasileiro. Dificil e ,com esse comando, ganharmos um titulo importante. Mas enquanto ha vida, ha esperanca. Acima de tudo rubro-negro.

    Reply
  10. Caro, Kléber!!
    No vestiário vale tudo desde que dentro de bom senso. A Agressão ultrapassa qualquer limite de legitimidade, bom senso e cobrança. Não se pode cobrar um erro ou uma infelicidade com outro erro mais danoso. Cobranças sim; violência, não. Não podemos esquecer que esses jogadores são profissionais. Eles são referências para muitas crianças. O que uma criança pensaria ao saber que seu grande ídolo deu soco, por exemplo, no colega de profissão. Já imaginou o nosso Zico fazendo isso?

    Reply
  11. Rubro negros estou preocupado com o treinamento de goleiros do flamengo . Fiquei com sentimento que o nosso é muito fraco , gostaria que o nosso querido kleber leite desse uma apurada sobre isso . Queria ganhar do vasco em São Januário ganhamos , e o mesmo desejo seria ganhar em Itaquera , faço fé !

    Reply
  12. Prezados,
    Vejam o que causa a escalação de um jogador RUIM. Esse Rafael Vaz deveria ter saído do Flamengo há meses (ou nem chegado, o reserva do Vasco). Um zagueiro “técnico” que não tem técnica, extremamente irresponsável e com grande dificuldade de receber críticas, pois a discussão começou após ser cobrado e repreendido pelo erro amador (mais, por sinal).

    Reply
  13. Infelizmente nosso futebol esta entregue as baratas, ta tudo bem, tudo normal como diz o EBM, agora impressionante como jogador ruim não machuca, o Donati vivia contundido, veio o Rodolpho, contundiu no mesmo jogo que o Leo Duarte, o Juan joga uma e fica três fora. Cai no colo do Vaz pra nosso desespero. Quando esse rapaz começou a achar que era o Baresi, barraram ele, quando voltou estava fazendo um feijão com arroz, até que começou se achar novamente. Agora não tem jeito, temeroso esse cara na zaga, nem os companheiros de time confiam num cara desses. Espero que alguém lá tenha pulso firme com o elenco.

    Reply
  14. Caro Kleber e companheiros do Blog,

    Esse já deve ter sido, pelo menos, o 5o esporro do Rodrigo Caetano no Vaz, além de tantos outros no Márcio Araújo, no Muralha, no Gabriel, no Mateus Sávio, no Zé Ricardo, enfim em todos esses incompetentes profissionais que já entregaram, por várias vezes jogos do nosso Flamengo.

    E nele, no próprio Rodrigo Caetano, que tantas contratações erradas já fez, quem deu os esporros???

    Qual a autoridade, representatividade e lastro de competência que esse, dito Diretor de Futebol, tem para cobrar algum profissional do Flamengo, até mesmo os mais incompetentes como o próprio Rafael Vaz, um ETERNO RESERVA de um time da 2a divisão, que foi, pelo próprio Rodrigo Caetano, indevidamente contratado.

    Enfim, caro Kleber, o que nos falta é comando, é alguém com representatividade e conhecimento de causa para por em ordem esse Dpto. de Futebol.

    SRN

    Reply
  15. Tudo isso acontece por causa da omissão do presidente, não é possível que ninguém enxergue que Márcio Araújo, Rafael Vaz, Gabriel não têm a menor condição de jogar pelo Flamengo.
    Até que fim alguém abriu a boca no Flamengo!

    Reply
    • Acho que isso é papo para jogar para a galera Nesti. As bocas que andam falando algo são as bocas internas da Gávea, como a do BAP que twittou o pensamento de todos. Até porque o discurso do RC só procede para 1 jogador, o resto do grupo, mesmo MA (dentro de sua limitação técnica) tem feito o máximo possível dentro de campo com toda a garra necessária, então o problema não é esse e sim uma direção administrativa do futebol deficiente e uma direção técnica dentro de campo que já provou por A + B que não nos levará a lugar algum. SRN.

      Reply
  16. “O Bode Expiatório”
    Personagem central dos últimos gols sofridos pelo clube nas últimas partidas, Rafael Vaz tem uma grande parcela de culpa, mas ele não é em absolutamente O MAIOR CULPADO por essa péssima fase que estamos passando.
    Não sabemos ao certo o que aconteceu dentro do vestiário, mas antes do RC cobrar ATITUDE DE HOMEM, ele mesmo deveria tomar essa atitude, dirigindo-se diretamente ao membro do grupo a que se destinava a mensagem, e não dirigir-se ao grupo como um todo! Minha opinião é que a maioria dos jogadores não merecia esse discurso! A atitude mostra mais uma vez uma atitude FACTOIDE que visa a encobri aspectos administrativos e técnicos deficientes da direção do time, vejam isso por favor! SRN.

    Reply
    • Em tempo, acho que todos gostaríamos de compreender este estado de coisas, que erradas estão a olhos vistos!
      Não sabemos se a postura do EBM é por convicção, se é uma omissão, se é uma incompetência da matéria, se visa as próximas eleições do Flamengo, ou até mesmo se visa um comentado projeto do nosso querido presidente sair candidato como Governador do estado. Eu gostaria sinceramente de uma luz sobre estas questões….SRN.

      Reply
      • Desculpem-me me estender, mas a mim esta bem claro que esta mais que visível a velada vontade dos jogadores desse time em conquistar algo por esse clube, eu não tenho a mínima dúvida disso! Temos visto de uma maneira geral uma entrega incondicional de cada jogador, é certo tbm que cada um tem a sua limitação e as suas falhas, mas de garra e vontade, acho que ninguém pode acusa-los. E por que não estão conseguindo seus objetivos? A resposta é bem clara e cristalina meus caros: Falta um gerenciamento melhor e uma direção técnica que faça estes jogadores jogarem. Meus caros!!!!! Não é o desejo de todos? De jogadores? Da torcida? Então? Esse empenho e determinação dos jogadores bate de frente no muro dos maus resultados, das derrotas, dos empates, da eliminação na Libertadores, do provável fracasso no Brasileirão! Obviamente que isso gera um ônus psicológico, a ponto do time entrar em pânico quando tomou um gol do Santos, com alguns jogadores em campo entrando veladamente em pânico com cobranças ao vivo ao técnico. É preciso acabar com esse estado de coisas, isso aqui é Flamengo! Queremos reação!!! Desculpem-me mais uma vez….SRN.

        Reply
  17. Caro Kléber e amigos!
    Temos elenco bem melhor que o ano passado, porém, dentro de campo ainda falta um grande líder! Tudo isso expõe nossos problemas internos e uma série de incertezas quanto ao nosso futebol. Nós sempre somos diferentes do primeiro para o segundo tempo, quando muitas vezes nos falta até vitalidade. Mesmo considerando que o ato do Pará foi falho e traiçoeiro, que nome damos ao ato irresponsável do Vaz? Será que foi uma ato também traiçoeiro?
    Caro Kléber, a sua posição de jornalista é sempre de muita competência, capacidade e sua história no futebol é de homem conciliador e ao mesmo tempo de atitudes de muito atrevimento ou ousadia. Eu às vezes fico a imaginar se fosse você diretor de futebol se tudo isso estaria acontecendo. Talvez você não exponha aqui, mas, certamente você é sabedor profundo do que hoje acontece dentro e fora dos nossos vestiários.
    Vendo o Botafogo agora contra o São Paulo, posso imaginar que não basta ter um grande elenco. Basta muitas das vezes ter o grande dirigente, o grande técnico e dai se montar o grande time.
    Enquanto tudo isso se resolve, vamos torcendo jogo a jogo a até em jogo treino.
    Não sei se o Pará traiu o grupo, mas, a cada jogo esse grupo está traindo 40 milhões de apaixonados. Nós estamos parece que caminhando para a evolução do pior. Tomara que tudo mude, mas, cada vez mais ando desconfiado
    De repente e sem trair o nosso instinto, vamos acolhendo as bananas do EBM. Vai que uma hora ele se cansa e muda, jogando elas para quem talvez mereça o seu recebimento, se bem, que abomino totalmente gesto pobre e infeliz. Por ai amigos, percebemos que se o presidente é capaz disso, o gesto do Pará nada mais é que um simples desabafo. Palmas para o Vaz e para o EBM. Um é soldado do outro em gestos de irresponsabilidade.
    Para todos nós, que surja a esperança do bom futebol!
    SRN

    Reply

Comente.