Uma coisa é uma coisa. Outra coisa é outra coisa

(Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)

Lendo os comentários no blog e assistindo a alguns programas de televisão, chego à conclusão de que muitas pessoas não conseguem entender que uma crítica pode ser pontual que, pelo fato de se fazer algum tipo de observação, não está absolutamente se concluindo se alguém é competente, ou não. Se partirmos da premissa de que, por natureza, o ser humano é falho, já será suficiente para que todos entendam que não há quem acerte todas, que seja feliz sempre.

Ontem, aqui no blog, registrei que achei que as alterações introduzidas por Zé Ricardo foram confusas, deixando o time do Flamengo extremamente vulnerável, e que não entendia o fato de Damião não ter sido substituído. Hoje, continuo pensando da mesma forma, porém, sentindo a necessidade de dizer que não fiz um julgamento final sobre o nosso treinador. O comentário foi pontual. Apenas com relação ao que vi ontem.

Por falar em programa de TV, meu amigo Paulo César Vasconcellos, meio que dando um pito nos seus companheiros, afirmou que todos estavam esquecendo os méritos do Grêmio no jogo. Ato contínuo, Marcelo Barreto, com sagacidade, colocou que os melhores momentos do jogo, com o Flamengo tendo domínio total e perdendo muitas chances de gol, indicavam outra coisa. Ficou difícil para Paulo César convencer o eleitorado…

A grande verdade é que, independentemente de equívocos cometidos, a sorte, que é decisiva no futebol, foi para a Ilha do Urubu doida por um chimarrão… Aí não tem jeito…

Claro que comissão técnica e dirigentes devem estar convencidos de que precisamos de um baita goleiro para ontem, e que Guerrero não tem um substituto à altura. O goleiro parece que já está a caminho. Quanto ao substituto para Guerrero, que tal quando ele não puder jogar, Zé Ricardo criar uma situação nova, com um falso centroavante, privilegiando o toque rápido de bola. Acho que funcionará melhor do que com os substitutos naturais de Guerrero. Com o elenco que temos, isto não será problema.

Tomara que a derrota não tenha abalado psicologicamente o time. O campeonato continua e, segundo “Mãe Renato Diná Portaluppi”, o Corinthians vai começar a descer a ladeira…

Domingo, contra o Cruzeiro, vamos ter a noção exata de qual será o nosso papel neste campeonato. Ainda bem que Guerrero joga…

1 Comentário

  1. Querido Kleber, algumas considerações:
    – Corinthians: No boxe existe o termo “queixo de vidro”, vamos ver como o Corinthians vai reagir ao primeiro golpe no queixo, a uma derrota, a contusões e suspensões por cartões. Se continuar como esta simplesmente acabou o campeonato!
    – ZR: Gostei bastante da postura do nosso reticente, medroso e sistemático treinador. Mostrou uma louca e controlada e pensada ousadia em jogar sem os dois volantes de ofício, fiquei simplesmente maravilhado! Não funcionou de fato, mas achei fantástico a iniciativa, para lá de ousada, porém nada reticente, medrosa.
    – Goleiro: Não sei ainda o que há de errado com o Thiago, até agora o moleque não falhou, há intolerância por parte da torcida com o garoto.
    – Falso centro avante: Uma nova fronteira para o ZR, ou um paradigma? Renato jogou sem centro avante, me parece o mais lógico, mais moderno, afinal Guerrero é um centro avante de fato? Clássico? Não é!
    Enfim, por mais incompreensível que possa parecer, fiquei mais feliz com a derrota contra o Grêmio do que de fato com algumas pífias vitórias desse time. Vi um Flamengo que me encantou, apesar das deficiências de sempre. A torcida que é o povo, aplaudiu o time, isso me basta! SRN.

    Reply
  2. Este que é o depoimento.A torcida presente no Fla-Ilha aplaudiu o time.O aplauso valeu como reconhecimento e estímulo.
    Vamos em frente !!!!!!!!!
    ABS.
    SRN.(sempre)

    Reply
  3. Muitos colegas aqui do Blog defendem o ZR e a sua permanência. Não tenho nada contra ele, mas me parece jovem e inexperiente em situações críticas e em momentos de tomada de decisão. Quando o time, que tem bons jogadores, ganha as partidas, tudo é festa e os erros ficam encobertos. Mas, é justamente nas derrotas que as falhas e desacertos ficam evidentes e, o que vemos, é que todas as derrotas do Flamengo na gestão ZR, ocorreram por erros na tomada de decisão, insistência em manter alguns jogadores, nítidamente fracos (das 13 derrotas em 1 ano, 6 foram por perda de bola no meio por MA ou Arão e duas, por bola mal atrasada – vide falha do Vaz no Fla x Flu 2016 no Engenhão) e escalação equivocada. Por inexperiência, ZR tende a ser conservador. Não inova nem ousa uma escalação – à exceção quando dobrou os laterais e foi guindado à categoria de “gênio”. Esse é o problema da cultura do brasileiro. Cultuam falsos heróis, inclusive na política e justificam todos os erros. No Brasileiro 2016, na reta final, quando o time jogou 15 pontos no Maracanã e perdeu 12, com problemas sérios no setor defensivo, perdeu ali o título. O Carioca 2017 foi a cortina de fumaça que encobriu os problemas e, convenhamos, o regional fluminense não é mais uma referência importante, tanto que começamos mal o Brasileiro 2017 e aqui, atenuo os jogadores pelo terrível impacto psicológico pela derrota espírita na Libertadores.
    Naquela derrota, mais uma vez a inexperiência do ZR foi fatal para a tomada de decisão equivocada, colocando Romulo e MS e assim, puxando o time para trás, cenário visto em muitas outras partidas.
    Estamos sendo salvos em alguns jogos pelo talento e golaços de alguns jogadores, mas é diante dos grandes adversários que medimos a quanto estamos.
    No jogo contra o Grêmio, apesar do amplo domínio e, repito, graças ao talento dos nossos craques, não tínhamos padrão de jogo, triangulações, jogadas de penetração e infiltrações. Salvo em duas finalizações, não incomodamos o jovem goleiro do Grêmio e o que comprova as nossas limitações táticas, foram as bolas alçadas na área: 35. Quando esse número de bolas na área é alto, comprova que o time não tem variação de opções e tenta na sorte encontrar um cabeceio, a exemplo do gol do Everton contra o Vasco, que teria terminado 0x0.
    O Grêmio teve apenas 3 finalizações em todo o jogo contra 21 do Flamengo e aqui, a derrota mostra um outro problema. A dificuldades de finalizarmos em gol em todos os jogos. Temos volume e domínio, mas a falta de um esquema nos leva a perder muitos gols. Quando fazemos, ou é golaço de fora da área, ou uma cabeçada ou uma falha da defesa adversária. Há muito tempo, não vejo o Flamengo fazer gols em jogadas trabalhadas, trianguladas e finalizadas, à exceção dos 5 x 2 contra o Palestino, mesmo assim, porque fomos ajudados pela sorte de 3 gols em 5 minutos e pelo time jovem, inexperiente e destreinado que enfrentamos.
    Tomadas de decisão erradas por comandantes, acabam em maus resultados. Ontem, por um momento e, embora embolando o time, vi uma formação, nunca treinada antes, mas que, com treinamento, sequência e um bom esquema de jogo, aliado a padrão tático e jogadas ensaiadas, pode dar certo. Sem Màrcio Araujo, com Mancuello em seu lugar. Sem Trauco, com recuo do Everton para entrada do Geuvânio na esquerda (embora eu prefira o V. Junior por ali), mantendo Cuellar mais recuado. Com treino e sequência, pode dar certo. Quanto ao ZR, é jovem e promissor e para que ele agregue experiência, ainda vamos perder muitos jogos e títulos.

    Reply
    • Esqueceu de dizer a falha clamorosa do “grande” Diego, que por pouco não redundou no 2º gol do Grêmio. Não é só Vaz, Márcio Araújo e Arão que falham. Falhar faz parte do jogo.

      Reply
      • Kkkkkkkkk
        Meu amigo lembra quem fez a falta desnecessária no bico da grande área, contra a Católica na Libertadores, quando perdemos de 1×0?
        Pois é! Os patinhos feios nunca serão gansos garbosos… Kkkkkkkk

        Reply
  4. Kleber meu caro…

    Ano passado e no início desse ano eu fui carinhosamente apelidado pelo amigo Egon de corneta. Logo, criticar o Zé Ricardo quando ele erra, não é tabu para a minha pessoa.

    O que disse, foi que ontem não achei que a derrota passou por ele, ainda que de certa forma a maioria tenha achado aqui, que as substituições não tenham surtido efeito(s) e foram um tanto confusas.

    Eu não achei confusa. Achei que ele por necessidade, partiu para o tudo o nada. Infelizmente não deu certo. Achei também que uma noite infeliz do Diego causa desastre. mas confesso que senti muita falta ontem, principalmente com uma defesa tão bem plantada, as atuações de Guerrero sendo o pivô que nos acostumamos a ver.

    Foi uma noite infeliz que deu para ficar satisfeito somente com a garra e a disposição. Diria até que o Flamengo foi Flamengo mesmo perdendo.

    Outra coisa é pedir a cabeça do presidente ao porteiro por uma derrota qualquer.

    Sou contra. Mas isso caro Kleber, é pregar no deserto.

    Reply
    • Perfeeeeeeeeito, meu ex corneta arretado… kkkkk
      Pode até acontecer uma eventualidade porque é futebol. Mas o que estamos fazendo em campo e, com elenco muito melhorado, dificilmente perderemos para babas.
      Jogamos bem mas faltou eficiência. Mas não perdemos para um time fraco nem azarão.
      Esse mesmo Grêmio, tomou 3 cacetadas seguidas.
      Mesmo chutando 22 bolas contra 4 deles, acharam a bola do jogo.
      Assim como o Nino e você, faltou apenas o que estamos fazendo com muita regularidade. Domínio e gols…
      Zé mandou muito bem! Partiu pro bola ou búlica.
      Não deu… mas valeu…

      Reply
      • Exxxxxxxxxx, nada. Continuo vez ou outra sem entender o que de fato vai na cabeça do Zé Guardiola.

        Mas quando ele escala o time com os 11 titulares que a grande maioria deseja, não há como dizer que dele faltou algo.

        Faltou do Diego, Do Ribeiro, do Damião.

        Na minha opinião pessoal, eu teria optado por Berrio e não o Geuvanio. Mas não dá para meter uma corneta nem de longe por isso.

        Não tocou o merengue………mas valeu!

        Reply
  5. Vivem enchendo a bola do Diego. Não vem jogando absolutamente nada a vários jogos. Tem se esforçado e correndo o tempo todo, porém, sem objetividade nenhuma. Quer bater todos as faltas e não reconhece que não está bem. Parece que é o dono do time e da bola.
    Sinceramente, não sei se uma questão de posicionamento, entrosamento ou má fase. Agora não é mais o protagonista, chegaram novos jogadores do mesmo nível.
    Vamos ver daqui para frente.

    Reply
  6. Kleber, concordo com você que depois das substituições o Flamengo ficou bagunçado, acho que se tivesse permanecido com o mesmo time poderia empatar, e também é esquecer o B. 2017, ja era não tiram mais do corinthians, agora é brigar pela sul amerericana e copa do Brasil.
    Agora com o time que o flamengo tem, como vem amarelando nas competições vide Libertadores e agora Brasileiro…TEM QUE TER SANGUE E ALMA PRA GANHAR TITULOS…VAMOS FLAMENGO

    Reply
  7. Queria ver se o Flamengo do Zé Ricardo jogasse como joga o Corinthians e Grêmio, com todo mundo atrás da linha da bola, 30% de posse de bola, só nos contra-ataques, fechadinho, levando sufoco o jogo todo…

    Reply
  8. Kléber Leite, não adianta trazer MESSI, se você tem um treinador que só consegue, há um ano, ser eliminado dos principais campeonatos. A diretoria tem feito um grande esforço trazendo mais e mais excelentes jogadores, no entanto, Zé Ricardo continua mantendo jogadores no time titular de nível fraquíssimo que sempre falham nos jogos decisivos, como ontem as falhas bisonhas de Rafael Vaz e Márcio Araújo que custaram a derrota.
    O Flamengo pelo investimento, pela pré-temporada, pelo planejamento era para estar em primeiro lugar, a culpa é do treinador que tem todas as melhores condições para trabalhar e grandes jogadores para escalar, mas não consegue, vou repetir: há um ano, fazer o time deslanchar!

    Reply
    • Amigo Nesti!
      Vaz nem estava no lance das caramboladas.
      Pela ordem: Marcio Araujo, Cuellar. Réver e Trauco…
      Vaz, na minha opinião, foi muito bem ontem.

      Reply
      • O lance começou com a falha do Vaz cabeceando a bola pra trás junto à lateral. Na sequência, falharam Marcio Araujo, Cuellar e Trauco.

        Reply
          • “amigo Egon….se não houvesse a falha do Vaz, que estava na lateral no lugar do Trauco, que por sua vez, estava na posição do Vaz dentro da área (completa bagunça), nãso haveria o lance das pixotadas ou caramboladas.

      • Meu caro Egon, me permita discordar : no lance do gol veja a furada do Vaz na cabeça na nossa ala esquerda, abriu o buraco por onde o Luan entrou, claro que com a inestimável contribuição do MA
        Abs

        Reply
        • MA e outros…
          O que quis dizer, é que a “falha” do Vaz, poderia nao dar em nada, se um dos 4 tivesse travado Luan.
          Como também, a indecisão entre Diego e Trauco poderia ter redundado em gol.
          Abraço meu amigo.

          Reply
  9. Nesti-Nase, amigo,
    Qual foi a falha do Rafael Vaz no jogo contra o Grêmio?
    Acho que você está misturando estação…
    Que tal ver o jogo de novo? Você vai concluir que Rafael Vaz e Éverton, foram os que jogaram bem no nosso time.
    Forte abraço.

    Reply
    • Engraçado ontem assisti o jogo com um amigo da arquibancada da ilha ,esse amigo é daqueles que já vai com a corneta direcionada e nesse caso voltada para o Vaz e eu vejo o zagueiro com um olhar diferente da maioria,vejo que com ele a nossa saída de bola sai redonda para o meio campo e consequentemente para o ataque e a cada jogada que meu amigo via que a bola ia em direção ao Vaz ele já começava a criticar antes mesmo da bola chegar em nosso zagueiro e eu mostrando o lado bom do Vaz e era um tal de matada no peito do Vaz,saída com categoria do Vaz,dribles do Vaz,e poucos chutões pelo que contei foram 1 somente ontem.
      Ou seja acho que devo estar louco pois vejo o Vaz como um bom zagueiro com rara técnica.

      Reply
    • Rafael Vaz não é dos piores e nem dos melhores.
      No lance do gol do Luan ele participou, sim. Deu um bote errado lá na frente, fora de posição e deixou a defesa aberta.

      Reply
    • Querido Kleber a atuação do Vaz foi realmente muito boa, exceto no lance do gol, onde ele não interceptou o lançamento pela nossa ala direita, abriu um buraco na zaga por onde o Luan se infiltrou, claro que com a estimada colaboração do MA.
      Abs

      Reply
  10. Kleber,
    Isso é lindo: todos somos seres humanos, acertamos e erramos, muito legal, muito bem colocado, mas me desculpe, estamos falando de futebol, de COMPETIÇÃO, DE SER O MELHOR, DE GANHAR, DE SER CAMPEÃO !!!

    Infelizmente, esse espírito competitivo que sempre norteou o nosso Flamengo, parece estar sendo esquecido, parece estar adormecido por essa diretoria, tendo à frente o EBM, que continua prestigiando esse iniciante Zé Ricardo em detrimento do nosso único e, até então, inviolável DNA, como bem diz o nosso hino…
    VENCER, VENCER, VENCER !!!

    Claro que todo ser humano pode errar, o nosso ser humano em questão porém tem abusado nos erros, os 4 últimos jogos no Brasileiro de 2016 no Maracanã, o Palestino na Sul-americana de 2016, a queda na 1a fase da Libertadores de 2017, enfim para apenas um ano são muitos “ERROS” até para esse simples mortal…

    Pelo visto vamos continuar sofrendo com os “erros” desse ser humano e gastando muito dinheiro em vão…

    SRN

    Reply
  11. O Flamengo está de parabéns. Não tem como dizer o contrário. Tanto na administração do clube, como no campo de futebol.

    Pensamos e falamos em títulos, com sólidos fundamentos.

    Temos ótima administração, CT, estádio, dinheiro, patrocínio, jogadores e ótimas perspectivas.

    A diretoria está fazendo contratos longos, com bons jogadores, para consolidar. Nenhum clube está tão bem financeiramente como o Flamengo. Nem perto. E tem tudo pra melhorar. Duplicar o CT, construir estádio novo e várias outras coisas.

    A primeira fase da administração acabou em 2015. Sanearam tudo. Regulamentaram e estabeleceram padrão.

    A segunda fase começou em 2016, redondinha.

    Estamos há um ano nessa nova fase. É muito recente. E tudo já está acontecendo.

    Discordo das opiniões relativas aos resultados dos últimos 12 meses.

    Até poderiam ser melhores, mas não sei a que custo.

    Talvez com um pensamento imediatista, de trocar técnico, cortar a cabeça de jogador, rifar Rodrigo Caetano, desrespeitar outro ídolo (Mozer), fazer dívidas trabalhistas, ficar com o filme queimado no mercado, dar susto e trazer insegurança pro elenco.

    Poderíamos até conseguir um título na marra, na velha fórmula do futebol.

    Mas não sobraria nada em termos de filosofia, convicção, planejamento, seriedade, lealdade, etc.

    Acho que não vale a pena. Por tudo que já foi feito até aqui e por tudo que ainda podemos conseguir. Não quero apenas o BR17, quero 05, 06 ou todos os BR’s nos próximos 10 anos.

    E tenho convicção de que estamos no caminho.

    Entendo que os resultados dos últimos 12 meses são aceitáveis, apesar de não termos conseguido avançar na Copa BR16, Sulamericana 16 e na Libertadores 17.

    Foi apenas o título Carioca 2017, mas conseguimos uma terceira colocação no BR16 e estamos bem no BR17. Estamos participando de várias competições. São muitas vitórias e poucas derrotas.

    Um ano é pouco para exigir tanto quanto alguns exigem.

    Temos que pensar é no que conseguiremos entre 2016 e 2026. Tenho esperança de que serão muitos títulos.

    O técnico não é ruim. Muito pelo contrário. É bom e ainda vai melhorar. Esse papo de teimoso é folclore. Todos gostam dele no clube. Ele faz parte de uma comissão técnica e o trabalho é profissional.

    Tenho absoluta certeza de que todas as opções que pensamos aqui em termos de escalação, substituições, contratações e qualquer outro assunto o técnico também pensa, a comissão técnica também pensa e a diretoria também pensa.

    E muito melhor que nós. Amparados em diversas informações e observações, de perto, no dia a dia.

    De minha parte não existe desconfiança. Muito pelo contrário, existe muita esperança, mesmo que não ganhemos o BR17 e mesmo que o time do ZR não engrene até o final do ano.

    E isso não é defesa do Zé Ricardo, especificamente. Não acho ele o melhor, nada disso. É defesa de uma continuidade de qualquer técnico que esteja lá e não esteja fazendo nenhum absurdo.

    Até sou favorável a fazer um balanço no fim de 2017 e ver o que se pode mudar em termos de filosofia de jogo e saber se o ZR está disposto a isso.

    Mas sequer consigo me aprofundar no assunto, pois não sei o que exatamente é pensado sobre isso pelos profissionais do clube. O que ouço o ZR falar em termos de filosofia de jogo é animador, mesmo que o time dele não pratique bem a teoria que ele apregoa.

    Estou longe de achar que o time é só chuveirinho. Quem fala isso está sendo ridículo ou mal intencionado na análise. Não basta dizer apenas que foram muitos cruzamentos. Tem que falar das outras jogadas criadas no jogo e tem que dizer acerca da realidade de cada jogo. Daquilo que era necessário fazer.

    É difícil exigir comportamento de alguém, mas gostaria de ver a torcida parar de reclamar, de torcer contra técnico, de pedir a cabeça de jogador.

    A diretoria merece confiança. E isso é bom pro torcedor. Sobra apenas torcer e sofrer no bom sentido.

    Tem que torcer, acreditar, parar com esse desrespeito. Isso não ajuda em nada. Tampouco faz diferença. A diretoria não vai agir em resposta a isso. Que bom.

    Eu acho que existe diferença entre achar o Márcio Araújo ruim de bola e ficar queimando o jogador.

    Eu também não acho ele bom o suficiente para ser titular de um grande time do Flamengo, mas quando vejo a escalação dele, torço por ele e se estivesse perto, incentivaria com boas palavras. Acho que é assim que funciona.

    SRN.

    Reply
  12. Para completar, quero reafirmar minha opinião de que ainda faltam duas peças pra fechar o time titular.

    Havia dito que eram três peças. Mas parece que o goleiro já fechou.

    Agora falta um lateral direito e um volante pra fechar o time titular, pois o elenco está ótimo.

    Pra lateral direita, perdemos o Mariano que, sinceramente, vi ótimos jogos dele no Sevilha.

    Mas ainda tentaria o Adriano (ex barça) apesar de ter sido contratado recentemente na Turquia, parece. Em resposta a algúem que me questionou em outro post, ele é ambidestro e joga muito bem de lateral direito.

    Para volante, acho que o Ramires seria um bom nome e teria o Lucas Leiva ou Luiz Gustavo, mas que parece terem sido vendidos agora também. Ou o Fernandinho.

    Teria que tentar um assim. Que jogou de titular na seleção.

    Talvez o Hernanes, que está na China.

    Reply
  13. Vili Ribeiro você está de parabéns ,o Rafael Vaz tem técnica ,raça e personalidade. quando tínhamos Cesar Martins e Wallace era um Deus nos acuda. ele só não pode brincar e achar que igual ao leandro. meu querido presidente,realmente o nosso treinador abriu o time , e deixou nossa defesa exposta ,enchendo o time de atacantes. será que Diego alves vem ????

    Reply
    • Caro Geraldo!
      Zé abriu o time, mas deixou Mancuello atrás como volante. Quis aproveitar o fundamento passe, pois o argentino é bom.
      Perdendo de 1×0, nada mais justo que partir para o tudo ou nada. Não tomamos o 2º e quase empatamos.
      Prática essa, usada pela maioria dos técnicos quando estão em desvantagem.
      O Palmeiras terminou o jogo contra o Corinthians, com 6 atacantes em campo e Mina jogando de centroavante.
      Chegamos num nível, em que mesmo o Thiago, tem trabalhado muito pouco. Ontem pulou atrasado, na minha opinião.

      Reply
  14. Sempre fui um critico acido e contumaz desta diretoria pela sua reticencia em contratar bons jogadores de fato, preferindo aventuras como Cirino, por ex.
    Hj este nao e mais o caso. O elenco e robusto, porem falta ainda tecnico. ZR e promissor, eu gosto dele como pessoa, o track records dele e impressionante mas a julgar pelo jogo de ontem e por algumas escolhas rrcorrentes dele, creio que hoje o Flamengo e muito para ele. Seria hora dele estudar, se preparar na Europa, ainda como funcionario do clube para voltar repaginado. Com ele a frente, nao creio que teremos conquistas em 2017.

    Reply
  15. Esquece de futebol no Flamengo gente , só em 2019 , parem de se desgastar com essa água de salsicha . Bandeira é ótimo nas finança mas é incapaz de delegar nosso carro chefe. Aquilo é triste , desculpem o desabafo mas essa diretoria só ganha título se o time do Barcelona vestir rubro negro , e olhe lá . Uma pena , uma pena .

    Reply
  16. Ótimo suas colocações Otávio, penso o mesmo é p o próximo ano com certeza teremos um grande jogador p meio, e hj li uma reportagem do sonho do Ramires jogar no Mengao, acho ele ótimo jogador!

    Reply
  17. PINGADINHAS DE SEXTA FEIRA.

    Carabao está com enormes dificuldades em fazer com que a distribuição do seu produto, flua no mercado brasileiro.

    Nos últimos dias, a empresa tem fechado contratos de distribuição e contratado novos profissionais. A distribuição do energético está restrito atualmente a Rio de Janeiro e Vitória, mas longe dos grandes varejistas, donos de mais de 30% da distribuição de bebidas, segundo medições do mercado

    —————————————————————

    Embora nem todos consigam enxergar, a boa fase fora de campo, comandada ela diretoria, vem nos trazendo algumas novidades. se antes tínhamos que ouvir algumas cavadas de empresários que faziam questão de trazer e oferecer jogadores pífios, hoje o sarrado subiu.

    Se fala em Ramires saindo da China, Marcelo Diaz, Mariano e recentemente parece estar mais forte a chegada de Diego Alves, que por sinal começou com uma cavada da torcida.

    Geuvanio, ER7, Diego, Conca e até mesmo Guerrero, foram considerados pela imprensa como ” Fora do padrão Rubro Negro”

    Os tempos mudaram até nas cavadas.

    —————————————————————

    Paulo Victor fez questão de dar uma alfinetada no Flamengo na sua apresentação no Grêmio.

    Até onde eu sei, não teve nenhuma pilantragem quando Muralha assumiu o seu lugar. Será que PV esqueceu que foi ele quem pediu para sair do Flamengo?

    Se ele pensava em voltar e assumir o lugar de Muralha e de Thiago, hummmmmmmmmmmmmmmmmmm, deu zica.

    —————————————————————

    O vice de finanças do Flamengo, Claudio Pracownick, disse que o clube ainda tem espaço para reforços de ponta mesmo depois de pagar por Éverton Ribeiro no ‘cartão de débito’.

    Sem querer, mandou muito bem !

    —————————————————————

    Guerrero está valorizado no mercado da bola. Prova disso é que o Beijing Guoan, da China, voltou à carga pelo jogador e oferece US$ 25 milhões (cerca de R$ 80,6 milhões) para contar com o artilheiro. A informação é do jornal peruano “Libero”.

    Será mesmo ? Por 80 kilos de picanha? É muito dinheiro $$$$$$

    —————————————————————

    Novo público, equipes próprias e seletiva nacional: Flamengo abre planos para os eSports
    O clube vai seguir o caminho de PSG, Real e Bayern e terá times de LOL e PES. O intuito é estreitar laços com público jovem, explica vice de marketing em entrevista a ÉPOCA

    Tõ dentro. Ano que vem eu vou ser atleta do Flamengo no CS GO!

    —————————————————————

    Flamengo manterá parte do Morro da Viúva visando negócios futuros.

    O Mengão receberá cerca de R$ 23 milhões no negócio e, segundo o globoesporte.com, continuará com 30% de posse sobre o mesmo, o que significa que o Fla ainda pode lucrar com a utilização do prédio, que deve ser reformado pela empresa e transformado em empreendimento imobiliário.

    —————————————————————

    Pra terminar, André Rizek soltou em primeira mão que o Flamengo vai expandir o Ninho do Urubu. A ideia é passar tudo o que foi construído só para a base, remodelar e atualizar o mesmo projeto, e refazer um novo só para profissionais.

    Tá ruim de açúcar ? Toca o Merengue !

    —————————————————————

    Reply
  18. Caro Kleber e amigos!
    Não foi a primeira vez no futebol e nem tão pouco será a última que uma bola chamada vadia ou como seja, defina um jogo. O Grêmio é de fato um belo time e quando tem jogos do Grêmio que não seja no horário do Flamengo eu procuro assisti. Eles vieram para jogar por uma bola, marcam muito, se fecham bem, correm o tempo inteiro e depois tem muita facilidade para cadenciar o jogo, sem contar, que tem uma defesa segura.
    O que me preocupa hoje, não é o lado psicológico dos nossos jogadores e sim, de todos os times que vão enfrentar o Corinthians. São situações de que quem vai enfrentar essa equipe considerar que ela já é campeã. É muita diferença de pontos para um primeiro turno e certamente isso importa muito, apesar de que com três empates muita coisa muda. A questão é que os outros precisam ganhar a qualquer custo todos os jogos.
    O jogo do Cruzeiro não sei se será ainda um divisor de águas, mas certamente uma derrota, poderá abalar a equipe. Por enquanto é hora do equilíbrio, e quem sabe, jogar um pouco como o Grêmio, por uma bola e pela sorte.
    O futebol também é muito engraçado. A questão do Flamengo não foi o jogo de ontem. Os pontos perdidos contra Sport, Avaí, Botafogo e o próprio Fluminense, hoje nos fazem muita falta. Essa é a grande diferença para o líder.
    Vida que segue e vamos vivendo cada jogo na esperança de que esse ano se repita a façanha de 2009. Entramos favoritos, assim como Palmeiras e Atlético. No futebol muito levado a sério, o engraçado mais uma vez aparece: o primeiro lugar está nas mãos de quem pouco se pensava e a zona de rebaixamento contempla o São Paulo atolado por lá com ajuda do seu mito. O Palmeiras do gênio Cuca muito confuso, o Atlético pouco motivado e o nosso Flamengo tentando entender que tem time para ser campeão. Por enquanto, o futebol da retranca é que vale a liderança. Quem investiu muito precisa aprender jogar por uma bola.
    SRN

    Reply
  19. Caro Kleber e amigos rubro-negros, não é a primeira vez que o nosso querido e paneleiro Zé Roberto equivoca-se, no jogo contra o Grêmio, mais uma vez não foi diferente!!! Não consigo entender a não entrada do Éderson no decorrer dos jogos, todos entram (mesmo sem ritmo de jogo , como no caso do Geuvânio, correu por 10 minutos e morreu literalmente em campo), será que ele esqueceu de jogar bola ou não está se empenhando nos treinos ?!! E a nossa maior jóia pq não estava sequer no banco de reservas ?? O jogo no segundo tempo era ideal para o Vinicius Jr devido a retranca do Grêmio, partindo para cima e abrindo espaço para outros jogadores. Término aqui com uma pergunta, não seria a hora do Zé dar uma chance ao Vizeu quando o Guerreiro não estiver em campo??( o Damião é muito ruim !!!). Sem mais , Saudações RN !!!

    Reply
  20. Prezado,
    Renato Gaúcho é malandro do futebol, sabe que é ora de cutucar e lançar pressão no líder. Se deixar quieto como está, os caras vão ter mais tranquilidade.

    Reply
  21. A torcida do Flamengo está com síndrome de derrotas. Com o elenco que temos tínhamos que líder do campeonato. Jogamos com o Grêmio em casa, com apoio da torcida, jogamos mal, Perdemos o jogo e o time sai aplaudido. Estamos nos apequenando .
    Eu penso totalmente diferente, no Flamengo nem o céu é o limite!

    Reply
  22. Kléber Leite e Egon, companheiros ilustres deste blog, acompanho os jogos do Flamengo desde criança, que tal ao invés de pedir para eu assistir o jogo novamente, no caso Kléber Leite, revise o lance e veja que Rafael Vaz furou de cabeça no meio de campo, fora da sua posição de zagueiro(lado esquerdo da zaga) e em seguida a falha de Márcio Araújo e o gol que deu a vitória ao Grêmio.
    Vou repetir, como faço desde o ano passado, Márcio Araújo e Rafael Vaz não têm a menor condição de jogarem como titulares do Flamengo!
    Enquanto no Flamengo tiver jogadores desse tipo vai ser difícil ganhar título de expressão!
    O treinador Zé Ricardo com um grande elenco, uma grande estrutura e chegando mais craques para o time não consegue fazer o Flamengo deslanchar!
    Pra ajudar!
    Link: http://colunadoflamengo.com/2017/07/sao-sempre-os-mesmos-que-falham-diz-sormani-sobre-marcio-araujo-e-vaz/

    Reply
    • Nesti meu amigo!
      O “falhou” que o amigo se referiu, não dá pra culpá-lo pelos 5 erros subsequentes.
      A bola passou por cima dele, caiu nos pés do ponta que rolou para Luan. Onde estava Trauco?
      Marcio Araújo foi atrapalhado por Cuellar, Réver falhou no carrinho e, Trauco, como última opção, foi com a perna errada para o desarme.
      Veja bem, meu amigo Nesti! Nesse mar de lambanças, só Vaz e MA foram mencionados. Kkkkkkkkkkk
      Com sempre leio as opiniões do amigo, te entendo… Kkkkk
      Como detesto Paulo Vitor, se bater um tiro de meta e sair pela lateral, mesmo que o adversário faça o gol após 100 passes, vou cair de porrada no PVesgo…
      É humano, meu irmão…
      Enorme abraço.

      Reply
    • O mesmo Sormani diz, que Réver é o pior zagueiro do Brasil.
      Assim como Juninho Pernambucano diz, que Marcio Araújo é craque…
      Somos melhores que eles, meu amigo.
      Só que nossa caneta é limitada… Kkkkkkkkkkkk

      Reply
  23. “As mães Dina de cada um”
    Renato Gaúcho é realmente um poeta! Fala muita besteira, mas sinceramente, “esse é o espirito”! Sua declaração por mais descabida que fosse injetou ânimo!
    O “macumbeiro mor” da mídia televisiva declarou que o Corinthians perde o fôlego na final do campeonato, apareceu com a camisa do Palmeiras declarando que o “investimento” faz diferença. Como Palmeiras esta em crise, investimento por investimento sou mais o Mengão!
    Semana passada a sensação de todos é que venceríamos o Vasco, o que todo mundo pressentiu e ninguém disse é que o jogo contra o Grêmio cheirava a mierda! Já para o jogo de domingo contra a raposa a sensação é de vitória lá, que seja! SRN.

    Reply
  24. Egon, aqui encontramos um local para opinar e com isso ajudar o Flamengo a ser campeão de tudo, é o que realmente queremos. Eu particularmente, acredito que o Flamengo tem hoje o melhor elenco do país e não precisa de um grande treinador, apenas de um bom treinador para saber comandar tantos craques, mas Zé Ricardo não vem mostrando essa capacidade. Temos jogadores para ganhar de qualquer time e em qualquer lugar!
    No time titular você não pode ter jogador de baixo nível técnico, pois nos jogos mais importantes eles aparecem de forma negativa e isso é traduzido em eliminações precoces e ridículas. Hoje, graças a essa Diretoria somos uma potência financeira e contratamos grandes jogadores que o torcedor nem sonhava há poucos anos, mas faltam os resultados dentro do campo.
    Abraços!

    Reply

Comente.