A missão mais difícil

Treino do Flamengo – 21/09/2017 (Fotos: Gilvan de Souza / Flamengo)

Em uma rápida análise sobre o restante do calendário, o Flamengo é aspirante a dois títulos e, tem como meta no Campeonato Brasileiro terminar, pelo menos, em quarto lugar.

Os títulos que ainda corremos atrás são a Copa do Brasil e a Copa Sul-americana. A meta no brasileiro, como já coloquei, garantir vaga direta para a Libertadores.

A missão, digamos assim, mais simples, é ficar entre os quatro primeiros colocados no Campeonato Brasileiro. Afinal, ocupando a quinta colocação, e com todos os jogadores podendo ser usados, convenhamos, é praticamente obrigação.

O mesmo se aplica à Copa Sul-americana, onde já vamos para a fase das quartas de final e, a exemplo do Campeonato Brasileiro, todos os jogadores estão inscritos.

Com todo respeito ao Fluminense, achei melhor pegar o tricolor do que ter que encarar os três mil e cem metros da altitude de Quito. Além da cruel altitude, a viagem desgastante. Melhor assim, com dois jogos no Maraca.

O maior problema será a Copa do Brasil, embora estejamos afastados do título por apenas um jogo.

Há dois fatores negativos. Decidir na casa do adversário e, em função de um regulamento injusto, não poder contar com todos os jogadores. Diego Alves e Éverton Ribeiro, que seriam jogadores decisivos, estão impedidos de jogar.

Claro que tudo isto é apenas tese e, quando o tema é futebol, qualquer tese é relativa…

E você, preferia a LDU ou achou bom encarar o Fluminense?

1 Comentário

  1. Também acho melhor pegar o Fluminense. Mas também acho que o futebol carioca está precisando de um evento como esse. Um clássico em quartas de final em uma competição internacional faz muito bem.

    Mas pelo que eu li e entendi, a próxima fase ainda não tem seus jogos com as datas determinadas… é isso mesmo ?

    Reply
    • Grande irmão Anderson! Tenho pavor de pegar o Fluminense em qualquer jogo decisivo. Depois que Ailton tirou Charles pra dançar e cruzou no braço do Renato, todo Fla x Flu é papo pra cardiologista.
      Nosso histórico contra eles, em decisões, não é bom.
      Se passar daremos um passo gigante. Ainda mais, com a experiência que Rueda acumulou contra times do continente.
      Papo de altura e viagens, não são relevantes. Até lá só teremos o Brasileiro em pauta.
      Por tudo isso, preferia a LDU.

      Reply
  2. Alex Muralha,
    Rodinei, Vaz, Rhodolfo e Renê;
    Márcio Araújo, Mancuello e Geuvânio;
    Matheus Savio, Gabriel e Paquetá.

    Esse é o time que deve enfrentar o Avaí segundo o blog COLUNA DO FLAMENGO.

    E AÍ EU PERGUNTO.

    Se não ganhar, Rueda vai puxar uma pressão DESNECESSÁRIA.

    Reply
    • Eu hem!
      E o ER7 que não pode jogar a final da Copa do Brasil?
      Duvido que não esteja em campo hoje. Se entrar com Matheus Sávio vou pro cinema…

      Reply
  3. Achei ótimo pegar o Fluminense. Faria 1 jogo no Maracanã e outro em Brasília com mando e renda divididos (50% a 50%).

    Kleber, quarta que vem é a hora do Flamengo mostrar sua força. O time do Cruzeiro não é grandes coisas, prova disso que pelo Campeonato Brasileiro empatamos lá em 1 a 1, ainda sem o Everton Ribeiro e o Diego Alves. Naquele jogo, o Flamengo teve 60% de posse de bola e só não venceu por bobeada da defesa. Agora com Cuellar jogando muito, Arão bem, Guerrero (atenção neste cara, pois em decisão ele cresce) em campo, Diego motivado e a zaga voltando a jogar muito, sou mais Flamengo.

    Meu único temor é o gol, pois Muralha não dá para confiar. Espero que a bola nem chegue nele. E se for para os pênaltis, vou dormir mais cedo e esperar para ver de quanto foi a derrota nas cobranças.

    Amanhã, mesmo com time reserva enxertado com Everton Ribeiro, o Flamengo precisa vencer. Se tudo der errado, temos que chegar à Libertadores pelo Brasileiro. Pré-Libertadores começando em janeiro é um risco enorme.

    Eu acredito em 1 a 0 para o Flamengo contra o Cruzeiro. Gol do Guerrero.

    Reply
  4. Acho válido usar a próxima partida para dar ritmo aos jogadores, talvez veremos pela primeira vez Mancu em sua posição original, sua última chance de mostrar serviço. Vai ser duro ver o Muralha no gol na final, mais seremos campeões com gol do Guerreiro..

    Reply
  5. Como sugerido acima o FLA devia mandar algums jogos da Sulamericana em Brasilia. Muitos jogos seguidos no Rio estão fazendo o publico decrescer, é bom deixar os cariocas com um pouco de saudade e ainda elevar a renda e a moral com estádio cheio e COFRE também. Além disso jogos em brasilia faz o STs CRESCER pois da acesso a MILHARES de FLAMENGUISTA dos ESTADOS ADJACENTES a brasilia.
    Não fica legal os jogos INTERNACIONAIS do FLA em estadio PEQUENO e VAZIO.

    Reply
  6. Gostei do Fluminense. O que queremos ? Titulo ou dinheiro? O título pode trazer as duas coisas. Então vamos jogar na Ilha do Urubu! O presidente do Fluminense, malandro, já acena para dois jogos no Maraca. Vamos decidir em casa !

    Reply
  7. Sergio, amigo,
    O ser humano tem memória curta. O mesmo presidente do Fluminene, não faz muito tempo, teve atitude digna, admitindo dividir irmåmente um Fla-Flu, no Engenhão, quando, como mandante, poderia ter destinado apenas 10% dos ingressos para a torcida do Flamengo. Lembro que fiz questão de ir cumprimenta-lo, no camarote do Fluminense, pela atitude pouco comum nos dias de hoje. Tenho uma ótima impressão de Pedro Abad. Uma pessoa especial. Do bem…
    E, convenhamos que, Fla-Flu, quanto mais decisivo, só pode ser no Maraca.
    Forte abraço.

    Reply
    • De fato Kleber, a dupla Fla Flu tem uma rara relação de amistosidade e competitividade rara no cenário carioca.

      Arrisco-me a dizer que a administração do Pedro Abad é mais coerente e tem uma relação mais estável do que foi no mandato do Peter Siemsen, que já era boa!

      É sem dúvida uma questão de nível, de bom nível, visto que ambos os clubes possuem ambições de grandiosidade interdependentes um do outro, ou seja, não precisam usar a imagem um do outro para mobilização social, esportiva e política.

      Reply
    • Nobre Presidente, não tenho memória curta. Penso apenas como torcedor não como dirigente. Prefiro ser campeão! Título entre para a história, cordialidade não.
      Obs. Nunca fui dirigente, esse pensamento e de torcedor. Faça uma enquete, o que a Nação prefere, título ou cordialidade ?
      Frete abraço.

      Reply
  8. Substituto para Éverton
    Cardoso na FINAL ?

    Já no proximo jogo eu colocaria o Pará para fazer a função do Éverton
    Cardoso como teste. É o jogador mais similar ao Everton e tem um passe e drible melhor. Além de ter pulmão e velocidade.

    Reply
  9. Kleber Leite!Alguma coisa me diz que seremos campeões da copa do brasil!Eu e o Pedro Cezar frequentador assíduo desse blog vamos sair de Campinas para Belo Horizonte de carro andar 600 quilômetros para tentarmos ver a partida!Nosso plano de sócio torcedor não nos permitiu comprar os ingressos pois já no sábado todos os ingressos já estavam esgotados!Pra gente entrar no mineirão vai ser só com cambista!Mas pra quem ama o flamengo todo o esforço se faz necessário!Outra coisa se o Rueda seguir os conselhos do Egon e entrar com Renê e adiantar o Trauco é pulo de 10 pra gente levantar a taça!Saudaçoes rubro negras!!!!!

    Reply
  10. Não tem o que fazer: necessário a utilização de uma mescla de titulares e reservas, embora titular acho que nenhum vai jogar. Acho que é a hora do Mancuello mostrar ao que veio, pois parece vai jogar em sua posição de quando veio para o Flamengo.

    Reply
  11. O time do FlorminenC é melhor que o da LDU, e não tem viagem ao alto morro pra jogar contra eles. Mas clássico tem sempre grande rivalidade e os tricoletes tem apenas a sulamericana para salvar o ano.
    Penso que tudo depende de como será a final da Copa do Brasil, pois sendo campeão e tomara que seremos, creio que o time entrará de ferias, apenas irá cumprir tabelas e teremos apenas os “famosos” churrascos do R.Caetano em pauta. Caso contrario, o time terá obrigação de seguir lutando na sulamericana, porque o brasileirão já era…
    Quanto ao jogo de hoje, o Avaí não é mais aquela baba do 1º turno, mas não podemos abrir mão de poupar Juan, Arão, Diego e Guerrero, contudo o grande temor é escalar o Muralha, porque é o único goleiro que sobrou pra final, pegar ritmo é necessário , mas caso , Deus nos livre, haja alguma contusão? Precisamos avaliar isso.
    Pior do jogo será aturar R.Vazco, Geuvanio e Romulo…..
    fora R.Caetano !!

    Reply
  12. E depois do fuzil o que vem ?

    O Brasil deve parar para pensar, já chegamos no ponto em que o fuzil já não é suficiente para o combate ao crime, o passo seguinte após o fuzil então será os LANçA GRANADA/FOGUETE, granadas …

    Ou se ataca o fator FINANCIADOR ou logo os policiais terão que verdadeiramente ter armas de GUERRA.

    Reply

Comente.