A hora é essa!!!

Flamengo 3 x 3 Fluminense – 01/11/2017 (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)

No programa comandado pelo craque na comunicação Marcelo Barreto, foi feita uma observação muito interessante sobre Vinícius Júnior. Em síntese, foi colocado que, o menino que pôs fogo no Fla-Flu, é a união de talento, inteligência e velocidade. Perfeito!

O toque de trivela que deu para Éverton Ribeiro foi o início de um dos mais belos gols vistos recentemente no Maraca. Gol em três tempos e com três toques. Vinícius, Éverton Ribeiro e Vizeu. Espetacular!!!!

Alguns companheiros de imprensa analisam em função do resultado. Alguns afirmaram que Rueda mexeu certo. Discordo. Rueda, escalou mal e, substituiu com atraso, pois Vinícius, que deveria ter começado como titular, na pior das hipóteses, deveria ter entrado no intervalo. Há quanto tempo, quantos e quantos companheiros aqui já escreveram que a melhor formação para o Flamengo era com Éverton na lateral e Vinícius Jr pela esquerda de ataque? Pois é…

E, por favor, sem essa de se dizer que Vinícius funciona melhor entrando durante o jogo. Ora bolas, é uma questão de matemática, pois quanto mais tempo ele jogar, obviamente, mais tempo terá para “colocar fogo no jogo”.

Não sei se Éverton vai se firmar de lateral esquerdo. Pode ser, pode não ser. Só sei que já é hora do nosso time ter um atacante que reúna talento, inteligência e velocidade. Este é o ponto crucial. Se temos no elenco, não escalar, convenhamos, é maluquice.

E querem saber mais? Guerrero vai produzir muito mais. Aliás, Guerrero ou quem estiver jogando de centroavante.

Há momentos na vida para tudo. É hora de Vinícius Júnior.

1 Comentário

  1. Prezados,
    Acompanho o texto até chegar no nome do Guerrero… Esse cara NUNCA se destacou em lugar algum, semore foi jogador mediano para baixo. E digo mais, ele teria perdido aquele gol que o Vizeu fez, ou sequer estaria bem colocado!

    Reply
    • Discordo sobre o Guerrero, embora respeite sua opinião. Guerrero foi crucial no periodo de Corinthians e diferente do que vem sendo apregoado, só não permaneceu por la, porque o clube paulista estava em dificuldade financeira e não cumpria com o combinado em contrato, causando atrasos mensalmente. Ao sair do Corinthians Guerrero tinha mais de 90 dias de atrasos. Independente disso, todos que acompanham futebol, sabia que Guerrero nunca foi grande artilheiro, portanto, não pode ter sido contratado para tal. Acho um jogador caro demais, mas não vejo no Brasil jogadores da posição tão melhores do que ele. O que penso é que ele recebe muitos cartões, jogando poucas partidas e aí o custo beneficio sobe muito. Mas sei tambem que não temos substituto em nosso elenco. Sou favoravel à continuação do Guerrero, discordando dos valores.

      Reply
      • Nos dois gols de cabeça do Fluminense o Vizeu falhou no corte da bola.

        Alguns comentavam que o Guerrero faz muito bem esse papel junto aos zagueiros, e que com ele em campo provavelmente dois dos gols do Fluminense não aconteceriam, na teoria!

        Outra falácia sobre o tal peruano é que ele é bom jogador etc…Frequentemente ausente por conta de cartões amarelos e convocações a seleção, Guerrero se notabiliza por jogar encostado nos zagueiros (procura o zagueiro) e de costas para o gol. Sua dinâmica é dominar a bola e manobrar em sentido contrário a meta adversária.

        Então estamos absolutamente certos que o gol que o Vizeu fez (em infiltração) esta totalmente fora das características de jogo do Guerrero.

        Ainda existem outras ponderações que se o Guerrero teria sucesso na finalização em gol como fez o Vizeu..Como é sabido o tal peruado, se habilidoso é com a bola nos pés (improdutivo como peão) é grosso para caralho para finalizar em gol!

        Como já externei no post passado, Guerrero não só não estaria na posição de finalização do Vizeu, e se estivesse perderia o gol, e por fim, já nem estaria em campo a aquela altura do jogo!

        Bom jogador esse não é?

        Reply
  2. “Paradoxo”

    Abel Braga não tem time mas vai para frente, já o Rueda tem time e não vai, paradoxos!

    Fato curiosíssimo que notei no 2o. gol tricolor: A bola bateu no travessão em uma bola flat (sem efeito), quicou na frente (bem adiante) da linha do gol, sem efeito, sem girar nem nada, e bateu em uma imperfeição do gramado que fez a bola quicar em direção das redes. Nunca tinha visto um montinho artilheiro assim!

    Reply
    • Simples meu caro Watson: veja a posição do Flu, o aproveitamento do Abel ( aliás imagina se é o Rueda fazendo a alteração do Romarinho ) e compare com o aproveitamento do Rueda.
      Eelementar meu caro Watson

      Reply
  3. Presidente porfavor! Pelo bem do Flamengo! Faça alguém da direção do futebol do Flamengo ler esse seu post!!!
    O Trauco tem talento, já provou isso, mas hoje passa por uma fase terrível.
    Temos o Everton que cumpre a lateral esquerda bem, pois tem entrega, marcação, velocidade e lá na frente fica com pouco espaço para correr e com o Q.I limitado (como diz o nosso companheiro Egon) fica difícil a vida dele lá na frente.
    Se fica difícil pro Everton Cardoso fica fácil pro Vinicius, é o Habitat Natural do garoto, ele gosta de estar cercado de adversários, ele gosta de estar perto da área, ele sabe tirar coelho da cartola!

    SRN

    Reply
  4. Faco minhas as suas palavras, Diego!
    A carreira do Guerrero e do Trauco no Flamengo estao encerradas. Esses caras nao sabem o que e Flamengo, estao pensando em Copa do Mundo. Fora peruanos!!
    Quanto ao VJ, ele tem que ser assiduo no time. Nao pode jogar apenas 15min. Eu comecaria com ele jogando os jogos no Maracana e fora, entrando no 2o tempo, logo no inicio. Ano que vem, acho que a titularidade dele e algo natural.
    Mais uma vez: Fora Trauco! Fora Guerrero! E que MA e Gabriel nao sejam mais relacionados.

    Reply
  5. Honestamente, sei que muitos irão discordar ou até criticar…. mas se a condição pro VJR jogar e colocar o Éverton no banco ou na lateral eu compraria esse risco.

    O Éverton e muito dedicado, tem raça e importante taticamente, sim, ok, concordo…. mas convenhamos que ele não é agudo com a bola nos pés, não tem o drible para quebrar a defesa, erra muitos passes, entra em impedimento com frequência e perde muitos gols também, vejo o VJR mais agudo, e muito liso, vai pra cima da defesa abrindo preciosos espaços, é mais inteligente e por ser mais ofensivo irá ajudar e muito a diminuir essa lacuna que existe entre o meio e o ataque do Flamengo.

    Tomara que o Rueda entenda a necessidade do VJR jogar e o Éverton também, aceitando jogar na lateral, pois marcar pior que o Trauco eu duvido que ele consiga.

    Precisamos vencer o gremio a todo custo! VJR neles!

    SRN

    Reply
  6. Caro Kléber e amigos!
    Particularmente tenho muitas duvidas do Everton na lateral. Muitas vezes confundimos entrega com qualidade. Se for o caso, troca o VJ por ele direto. O Trauco é um jogador de meio e extremamente habilidoso. Não vejo nele um jogador que deva ser descartado. O Everton pela entrega até parece um titular absoluto, porém, ele volta muito o jogo, lógico, que no elenco atual ganha espaço.
    Em resumo, contrataria um bom lateral esquerdo e não sonharia com o Everton improvisado. Vamos ver se no domingo o VJ entra de primeira. Caso sim, que retribua toda confiança que temos nele!
    SRN

    Reply
    • Everton improvisado? Quem assistiu ele em sua primeira passagem pelo Flamengo, sabe que ela esta improvisado é no ataque, ele não tem faro de gol. Na lateral ele usa suas melhores características, velocidade, explosão e raça. E VJ sim vai agregar mto ofensivamente,sempre joga focando o gol.

      Reply
  7. Se me permite, caro Kleber, gostaria de acrescentar aos que, como nós, tanto reclamam a presença mais constante do Vinicius Junior,as palavras do nosso grande Tostão, que na sua coluna na Folha também não entende o porquê do não aproveitamento do nosso jovem talentoso jogador. Diz ele: ¨No Fla-Flu que define a classificação na Sul-Americana, três jogadores me chamam a atenção: … e Vinícius Jr., que passou da hora de ser mais bem aproveitado no time titular do Flamengo.¨

    Será que depois desse jogo de ontem nosso treinador finalmente se curvará ao talento do nosso menino de ouro?

    É verdade que ele vai oscilar bons e não tão bons jogos, pois falta-lhe a experiência, que por sinal só virá se tiver sequência de jogos.

    Reply
  8. VINÍCIUS JR = Talento + Inteligência + Habilidade rara + Velocidade + Frieza + Provoca calvície nos beques + Sem oportunidade. Resultado: Chegou a hora dele.

    Reply
  9. Amigos do blog, VJ deve ser titular e não tenho dúvida que será ao lado de Guerreiro uma dupla de atacantes top. Porém não vejo em Everton um nome para lateral,só em casos de precisar ir para cima para reverter um placar.Para mim o time deve dar sequência para Renê que é bom marcador e assim liberar VJ só para atacar. Time D.Alves Para Rodolfo Juan Renê Arão Cuellar Diego Everton Ribeiro VJ e Guerreiro.SRN

    Reply
  10. Marcio Araujo deu MAIS ao FLAMENGO que o GUERRERO.

    Este comentario nos comentarios passados me chamou atenção. É VERDADE. De fato ele nos deu mais, não dá migué e esteve sempre ali para dar o seu suor.
    O M.A. foi mais guerrero que muitos. Talvez pague o preço pela postura de bonzinho. O mundo não perdoa.

    Reply
    • Concordo 100% meu amigo!
      Inclusive, em 2016 calou a boca de muitos críticos. Hoje Cuellar está melhor. Mas na época do Muricy não estava.
      Em relação a lateral esquerda, fico integralmente com a opinião do Ivan. Zeca é ótimo lateral.
      Entendo a necessidade de escalar VJr. Everton foi campeão brasileiro em 2009, substituindo o titular Juan que se contundiu. Cumpriu muito bem a tarefa.
      Por outro lado, tenho minhas dúvidas sobre a proteção do nosso lado esquerdo. Não sei se a joia voltaria para ajudar na marcação, já que é um segundo-atacante nato…
      Mas toda tentavida é válida e, muitos treinamentos pode resover…

      Reply
  11. Não sou a favor desta estratégia do Everton na lateral, sou a favor do Vinícius ser titular e o Diego e Everton Ribeiro voltar p ajudar a marcação, deixando o garoto mais livre p criar no ataque ,sem muita obrigação de ficar preso na esquerda.vcs repararam q no Fla-Flu ele fez várias jogadas pela direita, tem q jogar assim solto!

    Reply
  12. Acredito que o Flamengo não irá com força máxima diante do Grêmio e dessa forma é hora para o Vinícius Jr.

    Minha escalação para o domingo: Diego Alves, Pará, Rodolpho, Vaz e Renê, Cuellar, Arão, Diego, Vinícius Jr, Guerrero e Everton.

    Acredito que Juan e Everton Ribeiro não terão condições, pois sentiram ontem. Já o Trauco precisa de uma orientação pois está comprometendo.

    Reply
  13. Também acredito que Vinicius Junior deva ter logo uma sequência, não só ele, mas também Léo Duarte e Vizeu. Quanto aos peruanos, esses são muito bons sim, mas lá para no Peru. Time para Domingo: Diego, Pará ou Rodinei, Rodolfo, Ló Duarte, Evrton Cardoso, Cuellar, Araão, Diedo, Everton Ribeiro,Vizeu e Vinicius junior (sem posição fixa no ataque).
    Sds Rubro-negra.

    Reply
  14. Essa é a hora de mudar, da um gás novo na equipe.
    O Trauco vem falhando com frequência (quase jogo a jogo), inclusive, no Fla-Flu, o primeiro gol começou com ele tentando chutar a bola que rebate em alguém e sobra pra Marco Jr., e ele inteligentemente, tocou de primeira pra Lucas sem marcação
    (avenida trauco) finalizar. E isso já tinha ocorrido num jogo contra o fluminense em que o Trauco tentou finalizar, a bola rebateu, gerou um contra-ataque e gol do Fluminense (creio que na final do carioca).
    Essa é a hora, Everton na lateral, Vinícius Jr. na esquerda e buscar o título da sulamericana e uma melhor classificação no brasileirão.

    Reply
  15. Companheiros, VJ vem fazendo diferença a quanto tempo? Quantos jogos ele entrou e sumiu em campo? Vejo muitos aqui comparar ele com Negueba, no que eu discordo. Acho que tem tem talento, se a hora está chegando, ele vai ter que mostrar em campo. Quanto a Guerrero, se trouxer um melhor que ele tudo bem. Agora teremos sérios problemas na zaga, com a saída de Rever a coisa vai complicar. Levar 3 gols do Fluminense…francamente…
    O time não jogou bem, mas jogou como flamengo! Raça, amor e paixão. Deus queira que seja suficiente.

    Reply
  16. Kleber e amigos: há muito, MUITO TEMPO eu me seguro pra fazer este comentário. Porque não tenho informação e trata-se de pura percepção.

    Não é estranho que o maior talento surgido no Brasil desde Neymar e Gabriel Jesus, simplesmente não seja escalado? Vou além: com Zé Ricardo, ele tinha no time principal o treinador que o acompanhou durante TODAS as categorias de base.

    Para mim é claro que algo de estranho acontece nos bastidores da equipe. Problema de disciplina? A entourage do garoto é complicada? Algo tem de estar acontecendo.

    Faço uma digressão para meu Internacional em 2006. Tínhamos um craque da base, chamado Alexandre. O time estava tão redondinho que ganhamos a Libertadores sem ninguém nem ouvir falar no tal do Alexandre. Seguimos no Brasileirão (em que fomos vice) e ele seguiu sem ser usado. O motivo? Alexandre estava com um contrato mal amarrado. Fernando Carvalho, nosso então Presidente, estava evitando que o moleque entrasse, arrebentasse e saísse de graça (como havia ocorrido com Ronaldinho Gaúcho no Grêmio). Alexandre foi estrear NO ÚLTIMO JOGO do time no Brasileirão, arrebentando e marcando dois contra o Palmeiras. Já de contrato renovado. Foi ao Mundial contra o Barcelona, já conhecido como Alexandre Pato, com sua venda acertada para o Milan.

    Mas VJR não se encaixa nesta tese: ele JÁ FOI VENDIDO. Não há do quê blindá-lo. Então, só vejo problema disciplinar, com companheiros ou do entorno do garoto. Seja qual for a alternativa, é claro que se trata de um problema que Rodrigo Caetano deveria resolver.

    Neymar estreou no Santos com 16 anos e logo virou titular. Ato contínuo, carregou a equipe nas costas nos anos seguintes. Gabriel Jesus seguiu trajetória semelhante no Palmeiras, dando o Brasileirão do ano passado pra equipe.

    Ao contrário dos amigos flamenguistas, que caíram de pau em Zé Ricardo até derrubá-lo e agora já começam a pontificar contra Rueda, um dos melhores técnicos da América do Sul nos últimos 10 anos, não vejo tanto talento assim no time.

    Diego Alves chegou com o ano andando, ou seja, seis meses com meios-goleiros. Juan é craque, um gênio da zaga, mas a idade pesa (sempre pesará). Rever é um bom zagueiro, que o Inter dispensou após uma temporada muito ruim no Beira-Rio. Pará? Lateral meia-boca. Trauco? Ataca como poucos, mas simplesmente não defende. Na meia-cancha, um Arão que se destacou num Botafogo encaixadíssimo. Um Cuellár que só começou a jogar com Rueda. E aí UM JOGADOR DIFERENCIADO: Diego Ribas. Na ponta um Éverton que entrega tudo taticamente, mas está longe de ser decisivo. E na frente, um centroavante que está NO MELHOR ANO DE SUA CARREIRA EM TERMO DE GOLS. E por quê mesmo Guerrero tem sido criticado? Porque criou-se uma expectativa para além do que TODA A SUA CARREIRA permitia imaginar.

    Sejamos sinceros: o próprio Diego Ribas, diferenciado que seja, não arrebentou na Europa. Rodou no segundo escalão do Continente.

    Diante deste cenário, é óbvio e evidente, como Kleber vem insistindo há meses, que não se pode abrir mão de um talento como Vinícius Jr. Mais estranho ainda quando se tira o menino de um Mundial (ainda que sub-17), sob pretexto de que precisava-se dele no time e aí não se põe para jogar.

    Se com Bandeira o modelo de dirigente profissional já virou dogma indiscutível (e eu, particularmente, sou favorável ao modelo), talvez seja a hora de discutir os resultados que o tal profissional, Rodrigo Caetano, vem entregando. Ainda relembrando o quê Kleber vem insistindo há meses, não há uma empresa no mundo que não cobre resultados de seus profissionais.

    (É por isso que eu raramente comento: ia fazer um comentário pontual sobre os problemas que enxergo na não-escalação de Vinícius Jr. e cometi um textão chato pra cacete!).

    Saudações coloradas, amigos!

    E que o ano que vem, na Libertadores direto (com o título da Sul-Americana, de preferência), seja muito melhor para todos.

    Reply
    • Seu texto nao deixou de ser pontual, caro Bisotto. Acredito que muitos de nós aqui tem essa mesma duvida. Por que esse menino não é escalado? Na minha teoria da conspiração, acredito que seja exigência do Real Madrid. Usá-lo sim, mas em pequena escala para não correr o risco de quebrarem o menino. Sobre isso, ressalto que uma entrada dura que ele sofreu recentemente foi até manchete na Espanha. Estão, sim, de olho no garoto.

      Reply
      • Até faria sentido, Helder. Mas li na imprensa espanhola matérias dizendo que o Real andava puto pelo motivo inverso: Vinícius não jogar. Não faz sentido: eles deixar o guri aqui pra tentar amadurecê-lo. Se não, teriam levado e mantido no time B, o Real Castilla, com muito menos riscos de contusão do que jogando aqui.

        Uma coisa é certa: é das histórias mais esquisitas no futebol brasileiro nos últimos tempos.

        Reply
    • Caro Eduardo!
      Como sempre, preciso e genial nos comentários.
      Vou agradecer pelo comentário sobre o Rodrigo Caetano, talvez o achem competente pelo poder de saber ficar calado.
      Que o Flamengo de 2018 seja bem melhor.
      SRN e coloradas

      Reply
    • Sérgio, eu acredito que a rescisão depende muito da substância encontrada!

      No caso de drogas não sociais como cocaína, heroína e outras, a rescisão imediata é facultativa ao clube.

      No caso de drogas que associadas com o aumento do desempenho em campo, o jogador fica suspenso, porém não condenado, até o fim do julgamento de suas apelações.

      Em se condenado, creio eu, ai sim é dado ao clube o direito de rescisão contratual.

      Mas quero salientar que estes julgamentos no caso do Alexsandro durou mais de 8 meses, ou seja, até lá o contrato do Guerrero fica suspenso, sendo que ele termina em meados de 2018.

      Tecnicamente acredito que Guerrero esta fora do Flamengo.

      Reply
  17. Prezados,
    Já esta explicada a “lesão” do Guerrero.
    “O atacante peruano Paolo Guerrero foi pego no antidoping por uso de uma “droga social” na partida entre Peru e Argentina, realizada no último dia 5 de outubro, pelas eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo de 2018. Depois de a imprensa internacional divulgar o caso, o presidente da Comissão de Controle de Doping da CBF, Fernando Solera, afirmou o resultado positivo ao SporTV “

    Reply
    • “Droga social”, será? O que consta é que foi pego o estimulante S6. Os jornais peruanos já estão em várias linhas de contestação!

      O que sabemos é sobre um caso recente do Alexsandro do Palmeiras (ex-Flamengo), que foi condenado a 2 anos de pena, recorreu e foi inocentado após 8 meses de contestação.

      Tivemos tbm o caso da Maria Sharapova que pegou 2 anos, recorreu e ficou 1 ano fora do circuito de tennis.

      Não sabemos o que será da carreira do Guerrero daqui para frente, e sinceramente, não nos importa. O que nos importa mesmo, que seja qual for o fim do processo o tempo de seu contrato na Gávea já terá expirado.

      Adeus Guerrero!

      Reply
    • Contra na meu caro Carlos Alberto, existem males que vem para o bem meu caro!

      A mais de 1 ano que estamos nesse espaço colocando em questão o futebol do Guerrero, e nas últimas semanas ficou mais latente isso.

      Então de nossa parte não existe nada contra, só a favor!

      Reply
      • Carlos e Nino,
        Males que vem para o bem… Acho que só assim para nos vermos livres desta draga peruana! Mas do jeito que a Diretoria é banana, capaz de renovar para “apoiar o atleta”, será mais um protegido do EBM…

        Adeus Guerrero!!!

        Reply
  18. Amigos estamos nos precipitando. A entrevista do Solera foi clara: o Guerrero ainda não foi condenado como dopado. Foi descoberta uma substância S6 e ainda não há nada de conclusivo. A suspensão é preventiva.
    Quanto aos colegas que ficam conjecturando ilações, tenho a dizer que acredito plenamente no departamento médico do Flamengo.

    Reply
    • Octávio,
      Acho que o Departamento Médico do Flamengo pode ter sido preventivo, podem ter sim identificado a substância em algum exame de rotina (exames de rotina que constataram, por exemplo, a doença do Ederson)… Isso explica o afastamento por dor muscular, e não vejo nada demais se assim o fizeram, pois aguardavam, talvez, a total eliminação pelo organismo.

      Basta ver que depois das eliminatórias ele não mais jogou. Conduta preventiva que evitaria suspensões, mas acabou que ele já havia sidi pego no jogo das eliminatórias.

      Reply

Comente.