Que autoridade, TCHÊ!!!

(Foto: REUTERS / Agustin Marcarian)

Amigos, mesmo tendo a certeza de o time do Lanús ter suas limitações, o jogo poderia ter outro desfecho, não fosse a perfeita postura do Grêmio no primeiro tempo.

O time argentino começou querendo se impor na base da coação e do jogo violento. Aí o Grêmio ganhou a partida.

Primeiro foi firme, não se intimidando, e depois, muito bem arrumado e criativo, liquidou a fatura ainda no primeiro tempo.

Impressionante a marcação alta imposta pelo time gaúcho na primeira metade do jogo. Além do bom futebol, preparação física e psicológica invejáveis.

O gozado é que no segundo tempo meu amigo Galvão reclamava que a pegada do Grêmio já não era a mesma. Lembrei do saudoso João Saldanha, que dizia com muita propriedade que é impossível durante noventa minutos ficar indo e vindo, beijando o pé e a bochecha da girafa…

Em síntese, a estratégia do Grêmio foi perfeita. Se impôs e liquidou a fatura nos primeiros quarenta e cinco minutos.

Parabéns aos amigos gremistas e, em especial a um que não mais está entre nós. Com certeza, o Carioca está promovendo uma linda festa no céu

E, os clubes brasileiros agradecem, pois com esta conquista do Grêmio mais uma vaguinha pintou na próxima Libertadores. E, dependendo do Flamengo, mais uma vaguinha pode chegar…

E o Fernandinho, hein? Trocamos pelo Geuvânio…

Nesta quinta-feira, seja o que São Judas quiser. Que o Flamengo tenha, ao menos, a mesma atitude do Grêmio, que soube se impor jogando bola.

Vamos torcer. E muito!

1 Comentário

        • Para refletirmos um pouco… o Grêmio já foi para 3a Taça Libertadores, junto com o Inter tem um total de 5 conquistas.
          Os quatro grandes aqui do Rio somados tem apenas 2!! Não estou nem comparando com o clubes de SP, mas sim com o RS, estado menor e clubes de visibilidade regional, ao passo que os nossos cariocas tem torcida em todo Brasil. Edilson, Leo Moura, PVictor, Cortez, Fernandinho, Cícero,só para citar alguns que aqui não prestavam e são campeões da América.
          o Flamengo em quanto isso gasta milhões em jogadores badalados e faz vexame atrás de vexame..Vasco, Fluminense e Botafogo raramente disputam a Libertadores!
          Já passou da hora do futebol aqui ser realmente profissional, com cobrança,seriedade, menos oba-oba, sair do provincianismo de comemorar Taça RIo, de ser Rei do Rio..

          Reply
          • Marcelo, os times cariocas se contentam em ser campeões estaduais e terminar como o “melhor do Rio” no Brasileiro. Aí fica sempre nisso.

          • Verdade, Henrique.
            Times cariocas se contentam com pouco, são extremamente apegados aos medalhões (no Flamengo, por exemplo, o Diego, o Guerrero e o E.RIbeiro são caros e improdutivos). Vimos os dois principais campeões do país (Corinthians e Grêmio) com times organizados e sem grandes estrelas com salários absurdos.

          • Marcelo, Henrique e Diego.

            Quero ressaltar que recentemente o Fluminense teve a Unimed como mecenas e conquistou dois Brasileirões!

            É dinheiro, mas tbm não é só dinheiro, tem que saber fazer um time vencedor e isso começa na cadeira do presidente do clube!

  1. Caro Kleber,

    A marcação alta do Grêmio no jogo de hoje é fruto de um duro aprendizado que o Renato Gaúcho passou no 1o jogo em Porto Alegre no 1o. tempo!

    Ali ele deu sorte de não tomar o gol e aprendeu como anular o time do Lanuz, o segundo tempo em Porto Alegre já foi outro jogo.

    Futebol é feito de competência, mas o engraçado é como a sorte ajuda tbm os competentes, não é mesmo?

    Reply
  2. Parabéns ao Léo Moura por jogar uns quinhentos jogos pelo Dla e Maitê chegado nem perto de a final pelo Fla .Sera se só pagar as contas já resolvi ,
    Infelizmente o FLAMENGO virou a piada do ano.
    Vamos ter que aguentar essa palhaçada ?Amanha o EBM vai falar que tá tudo tranquilo

    Reply
  3. O mais patético foi ver flamenguista torcendo para o Grêmio, para ter mais uma vaga na libertadores e o Flamengo ter mais chance de entrar. Que mentalidade! É por isso que não ganhamos nada, enquanto times com menor potencial que o Fla , como Grêmio e Corinthians estão aí…

    Reply
    • Torci pelo Gremio sim, mas especialmente porque o Renato Gaucho é o tecnico e o tenho como idolo desde sua passagem vitoriosa pelo Flamengo. Já não tenho o Leo Moura como idolo como vejo aqui no espaço do presidente, mesmo tendo jogado tantos anos pelo clube.

      Reply
  4. Fernandinho, Leo Moura e Paulo vitor, sera que os que tem na Gavea sao tao melhores que eles?
    Sera que o Para e melhor que Leo Moura?
    Sera que o fernandinho nao servia pra esse time atual do Fla?
    Sera que o muralha e melhor que o PV?

    Parabens Gremio, sem mosaico, sem aerogremio, sem midia em cima babando ovo, sem estrelas, sem guerrero, sem expectativa nenhuma, sao CAMPEOES DA AMERICA! Enquanto isso, nós Flamenguistas da mentalidade pequena estaremos comemorando ano que vem 37 anos da conquista da ultima libertadores! Que Fenomeno!!!

    Reply
    • o problema não são os nomes..o problema é isso aí, mosaico, aerofla, oba oba, bonde da stella..não só no Flamengo, mas no futebol carioca. Estamos ano após ano ficando para trás.

      Reply
  5. Pois é. Tem jogadores que sentem o peso da magnética. Fernandinho é mais um desses bons jogadores que sentiram. Até craques como Alex, Edmundo, Denílson sentiram…. Duvido que sentiram saudades quando ele se foi devolta para o Grêmio!

    Reply
  6. Prezados, como tenho dito aqui no blog, nome não ganha jogo. O único jogador acima da média no Grêmio é o Luan (que não ganha salários astronomicos), o restante na sua maioria, bons jogadores, mas que colocam garra, determinação,não se entregam, lutam até o fim e vontade de vencer, ou seja, tudo que o nosso time não tem, aceitam tudo passivamente assistindo tudo dentro de campo. Já fazendo um comentário sobre contratações, vejo que o nosso Flamengo quer pagar a um zagueiro mediano, Pablo, R$700.000,00. Parece que 2018 será o retrato de 2017, jogadores super valorizados que outros clubes jamais pagariam esse absurdo, enquanto isso o dinheiro arrecado está saindo pelo ralo.
    Sds rubro-negra.

    Reply
  7. KL, a “troca” do Fernandinho pelo Geuvânio não foi exatamente algo que o Flamengo quis. O Fernandinho estava emprestado e foi pedido de volta pelo Grêmio. Já a vinda do Geuvânio foi, como os nossos atuais dirigentes gostam de dizer, uma “oportunidade de mercado”. Mas ressalto que a torcida do Flamengo não ficou tão fã assim do Fernandinho, só naquela virada pra cima do Figueirense no jogo dos 3 golaços do Éverton, Jorge e do próprio Fernandinho na Sul-Americana de 2016. Ele foi tão querido pela torcida quanto foi o Alan Patrick. Mas a torcida do Flamengo reclama tanto dos seus jogadores que, quando a fase não é boa, costuma dizer que sente falta deles. Agora, é óbvio que vão sentir falta do Fernandinho, assim como sentem falta do Brocador, do Elias, do Alan Patrick, do Jorge, entre outros. E qual deles está atualmente arrebentando no seu clube? Pois é…

    Eu acho que nosso elenco e treinador são bons. O que precisa é de algo que o brasileiro, especialmente o flamenguista, não gosta de esperar: tempo. Não é sempre que o entrosamento chega em 2 jogos, que tudo começa a funcionar por causa de 1 jogador diferente que chega, enfim, tudo requer um processo. E o Flamengo está passando por vários processos ao mesmo tempo: adaptação do treinador e comissão técnica, readaptação de jogadores que vieram de centros fracos do futebol (Everton Ribeiro e Geuvânio), excesso de contusões durante o ano, suspensões (Guerrero), encaixe de jovens promessas no time (Paquetá, Vizeu, Vinícius Jr e, agora, Lincoln), má fase de jogadores que já foram aplaudidos pela torcida (Pará e Trauco), fora a busca incessante por um esquema de jogo que se adapte às características dos nossos jogadores. E acho que o atual esquema não é o melhor, eu escalaria o time num 4-1-3-2 com Diego Alves (César), Rodinei, Rever, Juan e Trauco; Cuellar; Paquetá, Diego e Éverton Ribeiro, Vinícius Jr e Guerrero (Vizeu ou Lincoln). Isso nos deixaria com um poder de criatividade e ofensividade altos, uma proteção de alto nível com o Cuellar e nossos defensores e ainda permitiria o apoio dos laterais com a chegada de 2 dos 3 meio-campistas (ou até mesmo dos 3 para pressão). Claro que isso também precisaria de treino e adaptação, pois iria requerer linhas que avançassem e recuassem conjuntamente, rotação dos meias, aproximação entre meias e atacantes, posicionamento defensivo eficiente e com proteção aos contra-ataques… enfim… é como eu enxergo. Os melhores estão aí, então, que joguem!
    Ainda espero que 2017 termine pelo menos com a vaga para a Libertadores, mas creio que 2018, com algumas saídas e entradas e o tempo do treinador e jogadores todos fazerem juntos a pré-temporada e jogarem o carioca para adquirir ritmo e entrosamento, vai fazer com que possamos ter um ano mais caprichado do que este foi e ainda está por terminar. Gostaria muito que com vitórias hoje e no fim de semana e, obviamente, mesmo com a vaga garantida via G6, o título da Sul-Americana. Não vai “matar” a frustração pela Libertadores, Copa do Brasil e Brasileirão 2017, mas já é um pouco mais digno que só ficar com o carioca.
    Por falar em carioca, o Mozer disse que já era uma grande conquista. Podia ser, no tempo dele e até há alguns anos atrás. Hoje não mais. Comemora-se a conquista, mas não é isso que os clubes almejam para os seus anos. O campeão carioca, não raro, tem atuação apagada no restante do ano. E, na minha opinião, a fala do Mozer escancara os motivos de eu achar que o Zico não pode jamais ter um cargo no Flamengo. Já pensou o Zico tendo que alinhar um discurso, como fez o Mozer, e sendo questionado pela Nação? Eu não aceitaria ver uma cena dessas. E acho que nem ele próprio aceitaria se dispor a isso, por isso mesmo não aceita. O Mozer manchou um pouco a sua história com essa declaração, infelizmente. Mas o Zico jamais poderá ter sua imagem manchada quando o assunto é Flamengo. Ninguém sabe e tem mais propriedade para falar em amor e dedicação ao Flamengo dentro e fora de campo do que o nosso Galinho de Quintino!
    SRNs!

    Reply
  8. Assim como em 2013 onde o Atlético foi campeão da Libertadores porque tinha um grande goleiro que fez milagres, uma zaga segura, um craque no meio e um atacante que fazia gols de tudo que é jeito o Grêmio chega ao seu Tri campeonato.
    O nosso querido Flamengo erra nas suas contratações pensando somente em jogadores de lado de campo, um bom time começa com uma boa e segura defesa (Goleiro e zagueiros) e depois se arruma um bom volante (que ja temos) um bom meia ( que já temos ) e um atacante com faro de gol ( o que NÃO TEMOS) e depois se contrata jogadores de lado de campo por ultimo esses são jogadores que podem variar e rodar a escalação, agota Defessa, Volante, Meia e Atacante esses se não forem bons de verdade continuaremos a ficar na primeira fase da libertadores (se jogarmos a de 2018)
    Honestamente acho que precisamos para o ano que vem de 2 laterais? Sim! Mas primeiro pensaria em um banco para o Diego Alves, um parceiro para o Rever (com velocidade e altura), mais um zagueiro para dividir o banco com o Juan (acredito que o Juan não aguentará muitos jogos nem no banco) e de um atacante de verdade que goste de fazer gol, não importa a maneira o importante é a bola na rede, atacante que gosta de tocar a bola não serve (infelizmente venderia o guerreiro, precisamos de um Henrique Dourado, um Jô, Um Lucas Barrios, Um Roger, Um andre….).
    Acredito que chegaremos a final da Sul-americana mas acho que tirar o titulo do Independente é coisa pra time cascudo que que tem boa defesa coisa que estamos longe de ser e ter, seja o que São Judas Tadeu quiser.

    Reply
  9. Vale olhar a escalação dos 4 últimos times Brasileiros campeões da Libertadores Santos 2011, Corinthians 2012, Atletico-MG 2013 e Grêmio 2017, os 3 primeiros citados não tinham nenhum estrangeiros nos seus times titulares e acho que nem em seu elenco e no Grêmio apenas 2 dos titulares não são Brasileiros ou seja não tem necessidade de enchermos nosso Flamengo de jogadores sul-americanos para ganharmos a tão sonhada libertadores, nosso país é capaz de produzir seus craques e levar nosso time longe, fica a dica, chega de estrangeiros.

    Reply
  10. Kleber ser campeão da Libertadores com jogadores relegados por vários times realmente é um feito que tem os méritos do Renato vc ter no setor defensivo,Bruno Cortez,Bressan,Edilson no ataque Lucas Barrios,Fernandinho e Cícero e Cristian que estavam encostados e Douglas que estava machucado foi inimaginável que sirva de exemplo para nós,que times como este se constrói com o engajamento do grupo e a vontade de vencer,este grupo ganhou jogando bola.
    PS.É duro ouvir do Léo Moura e do Paulo Victor que lá realmente eles tem cheirinho de título,dizer o que…….

    Reply
    • “Comment le faire”

      Meu caro Mário Fernando de Oliveira, saudações!!!

      Como já disse o nosso guru Kleber Leite aqui no blog, futebol é uma questão de como fazer!

      Neste quesito o Palmeiras deu um exemplo de como montar um time de futebol com pesados investimentos em 2016 e Corinthians e Grêmio deram exemplo de como fazer sem pesados investimentos em 2017!

      Em comum com esses times é o “felling” de como fazer. Neste quesito de “delicadeza”, “conhecimento”, “intuição” e a “competência” da nossa diretoria é tão precisa quanto um trator em um jardim.

      Reply
      • Competência e conhecimento só se adquirem com o tempo. É impossível uma pessoa saber tudo, em todos os campos. No futebol não é diferente, portanto é necessário colocar pessoas certas nos lugares certos. E não se vê isso atualmente no Flamengo. Misto de raiva e tristeza pela conquista do Grêmio ontem. Não por achar que o Grêmio não tenha merecido, mas por saber que o time do Grêmio, no papel, não é melhor do que o do Fla.

        Reply
        • Márcio meu caro, eu fiquei feliz pelo Renato Gaúcho! Ele precisava deste título para se firmar, além de tudo mereceu!

          Essa frustração da era EBM me parece mais um tratamento contra câncer!

          A doença no clube era tão perniciosa, infectuosa, profunda, sistêmica, cauterizada, que já havia até imobilizado alguns membros do “corpo”.

          A ortodoxia administrativa do EBM vamos aplaudir por 1000 anos, mas o “tratamento” gerou efeitos colaterais, assim como a quimioterapia geram alguns, como a QUEDA DOS CABELOS e outros.

          Os efeitos colaterais são oriundos da força necessária para ir em direção oposta da que o clube estava indo.

          Obviamente que o pessoal do EBM não tinha as informações ou formação necessária para gerir esportivamente o futebol, é o que se vê! Clube saneado porém sem glorias!

          Reply
  11. Caríssimo presidente,
    O elenco do Grêmio só confirma a tese de que o maior problema do Flamengo hoje é a própria torcida!
    Não? Então, vejamos: Bressan, Fernandinho (titulares ontem) saíram do Flamengo escorraçados pelos torcedores “especialistas”. Sem mencionar o Paulo Vitor e o Léo Moura, que até tentou voltar mas foi esnobado pela “orgulhosa” nação rubro-negra (“orgulho” fundamentado em um título internacional conquistado de forma isolada há mais de 40 anos atrás!). Há também aqueles no time titular do Grêmio que, embora sem ter jogado no Fla, tenho convicção que aqui não teriam a menor chance de passar no crivo “exigente” da FLAMIMIMI, FLABLÁBLÁBLÁ e da FLAMÍDIA. São eles, Edilson, Cortez, Ramiro, entre outros. Esses são só alguns exemplos entre muitos atletas que não “serviam” para o Mengão e que foram muito bem sucedidos em outras equipes.
    Como venho insistindo há tempos, já passou da hora de fazermos o mea-culpa e realizarmos que nós, TORCEDORES, precisamos melhorar muito antes de exigirmos um time melhor.
    O elenco do Flamengo hoje, é o melhor que tivemos (de forma equilibrada e financeiramente solvente) desde a geração Zico-Junior que terminou em 1992. Se ganhamos qualquer coisa depois disso, foi de forma fortuita, como em 2009, e não planejada e consistente.
    No entanto, parece que o “especialistas” , uma vez mais, se esforçam pra rotular outros atletas que hoje integram o elenco, como “incapazes” de vestir o manto! Enquanto isso, outros clubes e torcidas continuam crescendo e ganhando títulos. Estamos na semifinal de um torneio internacional e nossos representantes embarcam humilhados por sua torcida! Inacreditável!
    Acorde torcida Rubro-Negra!!!
    SRN

    Reply
    • Orlando amigo….. já disse isso aqui e repito.

      Nossa torcida é MEGALOMANÍACA. Isso por si só atrapalha toda e qualquer gestão.

      Mas há os pseudos “entendidos” que teimam em não enxergar a nossa realidade.

      Concordo com tudo o que vc disse e ainda acrescento a pressão totalmente desnecessária para com o Zé Ricardo.

      Será que os mesmos pseudos entendidos, poderiam me explicar, porque Zé Ricardo continua dando certo no Vasco, mesmo com um elenco muito inferior? Será que era mesmo o Zé Ricardo o Problema?

      Reply
      • Meu caríssimo e ilustre irmão rubro-negro, ex-editor da FlaPress não remunerada, sentimos muita falta dos seus “esforçados arquivos”, estatísticas e demais idéias que denotavam sua superioridade intelectual.

        Como sempre suas pertinentes é sábias palavras vêem nos tirar das trevas da ignorância em que quase a totalidade de nós aqui no blog vivemos, quanto a isso meu caro vc é a luz em nosso caminho sem dúvida!

        Só discordo pontualmente aqui ou ali, não é nem que eu discorde, só pondero por favor!

        Nessa linha sua linha de raciocínio meu caro, onde a torcida é que é a culpada, seria o mesmo que sentenciar o réu como culpado?

        Me esclareça por favor meu sábio amigo?

        Reply
  12. “Comment le faire, mais qui sait comment le faire?”

    Não é justo falar do Palmeiras de 2016 sem citar a boa fase do Flamengo do Zé Ricardo, sem querer ser viúva do mesmo, até porque não o sou!

    Mas o dado concreto foi um desastroso inicio de temporada de 2016 sob a batuta do Muricy.

    A partir do momento que caiu a comissão técnica algumas vozes por detrás do Godinho começaram a o inspirar em uma direção, digamos com mais conhecimento em futebol.

    Hoje em dia, devido as implicações das investigações sobre o conglomerado Eike Batista, não podemos contar mais com o Godinho, que era na verdade uma figura sob a inspiração de duas das maiores personalidades do futebol da Gávea.

    Tempos difíceis!

    Reply
  13. Orlando pereira, vc disse tudo! Penso igual,quantas vezes no Maracanã a torcida vaia o jogador antes do início da partida o Juan l.esq. passou muito por isso! Temos que fazer a mea culpa.
    Só pra não passar o Fernandinho já foi triturado aqui no blog.

    Reply
  14. “Renato Gaúcho foi SINISTRO!!!!”

    Muito feliz pela realização do nosso Renato Gaúcho, que apesar do gol de barriga em um insignificante (que só teve significância em um ano da volta do Romário) Carioção, sempre foi rubro-negro e carioca tbm!

    O 1o. jogo em Porto Alegre foi épico! Um time que joga em casa se ver acuado na defesa como se fora visitante. O Grêmio fora espremido e amassado pelo Lanuz e só não tomou o gol por sorte!

    Ai entrou o dedo do técnico apregoando uma marcação alta no segundo tempo sob o Lanus, algo que se já de difícil execução no 1o. tempo, imaginem no 2o.? O elenco e o técnico foram bravos!

    Naquele momento de valentia e ousadia o Grêmio começou a ganhar o título. Ontem em Buenos Aires mais uma edição, por 45 minutos, do que aconteceu no 2o. tempo em Porto Alegre.

    Renato encontrou a fórmula, notável, genial, parabéns!

    Reply
  15. Flamigos,
    Não acho que o maior problema do Flamengo hoje é a própria torcida, na minha opinião, o maior problema do Flamengo hoje é o ineficiente departamento de futebol que temos… Falta comando, cobrança, vontade de vencer e acima de tudo, respeito a instituição. Disputamos uma final de Copa do Brasil com um goleiro e um centroavante inexperientes o que se repetirá se formos pra final da Sulamericana.
    Acho que esse elenco do Grêmio com a camisa do Flamengo e comandado por quem está lá, não ganharia o Carioca e estaria lutando pra não cair no Brasileiro.
    A Maior Torcida do Mundo Faz A Diferença!
    SRN

    Reply
  16. Todo mundo falando do Fernandinho, já disse aki nesse blog em outra oportunidade, que ele não era um glamour de jogador, só que melhor que o Berrio e com um custo mais baixo.

    Reply
  17. Kleber, deixe o Fernandinho lá. Na minha opinião todos jogaram bem, mas, o “monstro” na partida foi um garoto chamado Arthur. Como joga esse rapaz. Não creio que o Grêmio tenha cansado, Na minha opinião foi a saída desse rapaz no 2º tempo que mudou o panorama da partida. Esse garoto e o não menos talentoso Luan jogam muita bola.

    Reply
  18. Não me lembro de Ver uma final de libertadores com um time tão  fraco, frouxo, passivo como esse lanus,  agora fiquei imaginando nosso time com Bressan, cortez, Fernandinho, barrios, Jael, Cicero, Edilson, Léo moura.  íamos parar na segunda divisão com certeza. Impressionante como as coisas acontecem para determinados clubes,  pegam refugos de outros times e da tudo certo,  o flamengo paga caro, contrata, e as coisas não fluem. Não sei se isso é sorte, competência de treinador, dirigente, não sei, mas sinto vontade de deixar de acompanhar futebol a algum tempo, pois tenho muito mais decepções,  tristezas, do que alegria.

    Reply
  19. Acabo de assistir o programa Fox Sports Radio e chego a algumas conclusões:

    1- Se o Rueda fosse escalar o Cezar ou qualquer outro goleiro possível, já teria anunciado desde a saída do Brasil, muito provavelmente para trazer a torcida para o seu lado.

    2 – Se Rueda realmente vai bancar o Muralha, de fato estando o Flamengo na Colômbia melhor que fique por lá em caso de derrota.

    3 – Caindo o Rueda, vamos começar 2018 no verdadeiro CAOS.

    Reply
    • Anderson, brilhante o seu comentário meu caro!

      Fico feliz em perceber que meus garranchos balbuciando a “Teologia do CAOS” , em posts anteriores, tenha-lhe causado alguma reflexão.

      No entanto caríssimo amigo, eu só lhe alerto para uma pequena correção em suas deduções:

      Rueda não apregoará nenhum CAOS, ele é sistêmico e não anti-sistêmico, ou seja, se houver CAOS, ele será figura central do CAOS, mas como vítima e não protagonista, entendeu?

      Aliás tbm sou de pensamento que ele aceitou essa “irresponsabilidade” por pura aventura, pelo viu metal. Assim, o quanto antes ele pegar o boné dele e for para a Colômbia, melhor para todos!

      Reply
  20. Kleber, na torcida do Flamengo acho que ninguém queria a permanência do Fernandinho, que tem jogado muito bem no Grêmio.

    Depois dessa conquista do Grêmio, independente do que vir a acontecer hoje a noite, o Flamengo só depende de si no domingo para ficar na zona de grupos da próxima Libertadores.

    Reply
      • Henrique, em matéria de “vexames” por favor não se antecipe para 2018 pois 2017 ainda não terminou.

        Estamos na 6a posição com 53pts e pegamos o Vitória no Barradão no desespero.

        Vasco esta na 7a com 53pts e joga em casa contra a rebaixada Ponte Preta.

        Botafogo em 8a com 52pts pega o desinteressado Cruzeiro já classificado para a Libertadores do ano que vêm.

        A Chape com 51pts pela a galinha morta do Curitiba em casa. Jogo difícil pois o Curitiba esta no desespero contra a queda ainda.

        O Atlético Mineiro com 51pts joga em casa contra os reservas do Grêmio.

        Resumo da historia: O jogo mais difícil sem dúvida é o nosso! O time pode ganhar? Claro que pode ganhar!

        Hoje tem o jogo pela Sul Americana, mas não dá para contar com isso, pois a final será somente dia 14 de Dezembro, ou seja, se não se classificar no Brasileirão, mesmo que chega as finais da Sula, vai ser uma pressão das galaxias.

        Reply
      • Diego, amigo,
        É triste concordar, mas acho que você tem toda razão. Se for na fase de grupo, geralmente não conseguimos classificação. Se for pré-libertadores,grande chance de cair no primeiro mata-mata.
        SRN.

        Reply
  21. Parabéns ao Grêmio ! Foi muito superior ao time do Lanus.
    Mas dentro de campo esse time do Grêmio é uma colcha de retalhos que esquentou bem…Quem acreditaria que um elenco com Bressan, Cortez, Fernandinho, Jael,Leo Moura, Edilson , etc… iria ganhar a Libertadores??
    Isso comprova que o futebol atual esta nivelado por baixo. E tendo um time organizado taticamente, com comando , planejamento e raça , se consegue títulos…
    Renato G. organizou bem o time,e com certeza o vice-presidente de futebol do Grêmio, Odorico Roman planejou e comandou o grupo, tanto que o Grêmio jogou “fora” o estadual para se planejar para libertadores, e raça não faltou aos gaúchos…
    Quem sabe um dia o Flamengo também chegará a esse nível fora de campo…
    Apenas para ressaltar , R.Caetano ficou quase 04 anos no Grêmio e ganhou apenas 01 campeonato gaúcho…dificil imaginar porque o futebol do Flamengo hoje é um festival de vexames ??
    Fora R.Caetano !!

    Reply
  22. ORGANIZAçãO é o que ganha titulos.

    O Grenio, Cruzeiro e o Corinthians COMPROVARAM pela 100 vez que o que ganha titulos é a organização e jogadores dispostos a correr.
    Peguem a lista dos SUPERMILIONARIOS times formados no Brasil a grande maioria deles foram grandes FIASCOS.
    Organização+jogadores jovens aspirantes a CRACK+alguns renomados essa é a formula do sucesso.
    Contraditoriamente a FALTA de DINHEIRO fez os 3 times acima formarem times vencedores.
    Os times do Rio não ganham libertadores pois cobra-deles que ganhem TUDO. Acabam fragilizados na Libertadores.

    Reply

Comente.