Panorama visto da ponte

Alexandre Campello, à esquerda, novo presidente do Vasco (Foto: Paulo Fernandes)

Ontem, quem não acompanha a política do Vasco deve ter tomado um susto quando foi anunciado o novo presidente, após a reunião do Conselho Deliberativo.

Muita gente falou em “armação”, em vergonha, em trairagem e outras coisas mais, quando na realidade, o estatuto do clube não sofreu nenhum arranhão.

O presidente “eleito” em São Januário cometeu o grande erro de imaginar que o jogo estava encerrado e, sentindo-se vencedor, começou um mandato que era de fato, mas não era de direito.

Com isso, talvez pecando pela vaidade, começou a falar como presidente e agir como tal, sem minimamente dividir o bolo com o seu vice-presidente. A faca entre os dentes do vice juntou-se com a faca que Eurico Miranda mordia.

Juntaram-se e produziram um facão que decepou Júlio Brant. Quem viu o filme “O advogado do diabo” entende com facilidade a minha conclusão sobre o fato. A vaidade é a inimiga número um do homem.


(Foto: Marcelo Theobald / Extra)

Acabo de ver Fluminense e Botafogo. O jogo foi razoável, apenas nos quinze minutos finais e, assim mesmo, por conta do time do Fluminense que, com duas alterações introduzidas por Abel, melhorou e quase ganha.

O que já disse aqui, reitero. O Flamengo só perde este campeonato para ele mesmo. A diferença entre o elenco do Flamengo e do “arco-íris, é um absurdo. Vasco, Botafogo e Fluminense que abram o olho, pois neste momento são candidatíssimos ao rebaixamento no Campeonato Brasileiro.


Pedro Abad (Foto: Mailson Santana / Fluminense)

Hoje, lendo O Globo, me deparei com o depoimento do presidente do Fluminense Pedro Abad, se desculpando pela forma como Diego Cavalieri e outros jogadores foram dispensados.

Neste mundo de inconsequência, irresponsabilidade, agressividade e arrogância, tomar conhecimento de atitude tão espontânea e digna, não deixa de ser um lembrete de que ainda há seres humanos especiais.

Deixo aqui um forte e carinhoso abraço ao presidente tricolor Pedro Abad, um ser humano especial.


(Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)

E amanhã, pelo que leio, com o reforço de Vinícius Júnior, em horário maluco para um domingo – oito e quinze da noite – o Flamengo parte para o seu segundo jogo pelo Campeonato Carioca, competição que nunca foi tão fácil conquistar. Mas como dizia o genial João Saldanha, “o jogo é mole, mas primeiro tem que jogar”…

Que o nosso domingo termine feliz…

1 Comentário

  1. Querido Kleber, me desculpe. O pior tipo de ser humano que pode existir é o “traíra”!
    No caso do Vasco, foi deplorável a atitude do presidente eleito.
    Não adianta nada dizer que Eurico não participará de sua administração. Vai participar. Vai ser presidente de conselho. Vai ter nas mãos o Traíra!
    O futebol perdeu a grande chance de dar um passo à frente. O Vasco, vai agora à bancarrota. Vai acabar. Não é bom prá nós, pois o futebol do Rio fraco tbém nos fragiliza.
    Triste demais, Roubinho vai, com o apoio de Eurico, terminar o que começou: exterminar o melhor futebol do Brail, o carioca!
    Em tempo: nem sei quem é Júlio Brant, mas só de ser contra Eurico, deve ter um mínimo de credibilidade!
    Abraços e Srn!

    Reply
  2. Olha, de longe, a minha visão sobre as eleições no Vasco não foi ilegal, mas imoral. O Júlio Brant “garoteou” ao dar aquela entrevista. Agora vamos ver o que o futuro reserva para as bandas da Colina Histórica.

    Sobre o Campeonato Carioca, na minha visão, o Flamengo teria obrigação de conquistar no mínimo o inédito tetracampeonato. Os outros três grandes do Rio estão em uma situação bem grave e não vejo que se recuperem em um curto prazo.

    Abs e SRN

    Reply
    • Paulo,

      É uma Nau sem rumo e sem esperanças no futuro.

      Se por um lado temos mais de 40 anos da era “Calçada % Eurico” com uma visão ultrapassada, facciosa, pessoal, por outro lado temos o resultado disso tudo, ou seja, um quadro político podado, anêmico e imaturo, dilapidado por décadas da era Eurico Miranda.

      Reply
  3. Sou flamenguista desde menino, mas não sou anti-vasco.Vasco é um adversário respeitável que passa por momentos ruins já por uns 10 anos. Eurico com todos os seus defeitos foi um bom presidente quando tinha força de bastidores e de poder em Brasilia.O mundo mudou e o futebol, os clubes, enfim, nada ficou estático e a forma de administrar seu clube não acompanhou a realidade. Sempre vemos jogadores elogiando Eurico, dizendo ser um sujeito de palavra e assim o vi sempre.Torci contra o jovem Julio Brant porque o achei arrogante em uma entrevista. Não acho correto tripudiar sobre quem sai, sabendo que ele não terá como defender-se com a mesma volupia. Para mim é covardia.O candidato saiu criticando conselheiros, benemeritos e etc e lembrou-me um ex presidente da republica que ia prender, caçar marajás e etc e ao final quem foi para o purgatorio foi ele. Não acredito em bravateiros.

    Reply
  4. Sobre o Campeonato Carioca concordo plenamente com Kléber Leite, no entanto desejo muito que o Flamengo entenda que os seus principais adversários há muitos anos não estão mais no Rio de Janeiro, precisamos formar times que ganhem o Campeonato Brasileiro e Libertadores! Devemos olhar para os melhores elencos do Brasil e tentar ser superior, como Palmeiras, Corinthians, Grêmio, etc.

    Reply
  5. Existem relatos sobre a existencia de um mundo em que os que caem lá dentro SE PERDEM totalmente, chegando a ter surtos alucinógicos, com delírios coletivos.
    É possivel até ver alguns relatos de alguns banidos desse mundo sombrio, onde eles descrevem verdadeiras miragens e que por vezes se sentiam GUIADOS a um mundo de fantasias, ameaçado por um terrível DRAGãO RUBRO-NEGRO e os flamengos, seguidores do tal dragão e outros monstros, como a mística modernidade, aliada do dragão.
    Se é verdade ninguém sabe ao certo, mas dizem que é fato a existencia da tal euricolandia.

    Reply
  6. Querido Kleber,

    O Rádio Brasileiro e a Crônica Esportiva estão de luto!
    Nos deixou nesse domingo, o querido e competente amigo Cezar Rizzo.
    Levou-me às lágrimas a notícia de seu falecimento.
    Com o seu inesquecível bordão: Sacudindo!!!
    Descanse em paz!

    Pablo Barcelos

    Segue o link com uma entrevista do saudoso amigo.
    https://www.youtube.com/watch?v=H0PSKfcVVWs

    Reply
  7. …E a nossa torcida vez ou outra reclama de barriga cheia.

    O que é o Fluminense nos dias de hj?

    A ideia que eu tenho é que mediante ao caráter extremo de Abel Braga, no fim do ano, com uma enorme chance de ser rebaixado, Abel terá a incrédula missão de apagar as luzes. A pergunta que não quer calar é: Será que essa luz pode se apagar antes do fim do ano? Eis a questão.

    No Vasco a crise política é tão estranha que quem perde as eleições, acaba tendo o sabor de vitória ( Eurico) e quem ganha (Campello), deveria estar chorando. O pepino nas mãos é enorme. O pior de tudo é que Brant, passou de mais cotado a bobo da corte.

    No Botafogo, com as saídas de Lopes de de Jairzinho, acabo não vendo onde e em que ondas esse time e capaz de surfar. Terá o Botafogo forças para se levantar em 2018? Acho difícil.

    Parece mesmo que os 3 cariocas tem enormes chances de serem rebaixados no brasileirão desses ano.

    No Flamengo a pressão do memento é a famosa barca. Os que foram voar em outros ares, já deixaram a torcida um pouco mais feliz. Muralha e Vaz correm o risco de treinarem separados e não entrarem em campo pelo Flamengo esse ano, caso não arrumem clubes para jogar. Hoje, esses são os nossos 2 maiores problemas. E ponto.

    Rueda já é passado remoto com apenas 15 dias fora do clube, Carpegiani começou os trabalhos com os 2 pés direitos e usando a base, e aos poucos e sem pressa, estamos iniciando o ano conforme planejado pela comissão técnica. E ponto.

    Walace, Love e Pablo podem chegar, e o Moreno já treina com o time. E ponto.

    …E a nossa torcida vez ou outra reclama de barriga cheia. Tem coisa muito pior acontecendo ao nosso lado.

    Como dizia o meu avô:

    “Melhor não reclamar, pois Deus está vendo e pode castigar.”

    Reply
  8. gostaria de saber aonde e como se contrata jogador do nível do Vagner Love de graça e só no papo ? a maioria dos times estão atrás deste tipo de jogador e não encontra nem pagando e , o flamengo com papo furado.mas gastar dinheiro com um monte de gringo que não joga nada faz com facilidade . o flamengo na verdade precisa urgentemente de um goleador e que saiba jogar como Love. concorda Kleber ?

    Reply
  9. Há cerca de 5 anos TODOS prognosticavam, justificadamente, que o FLAMENGO estaria totalmente e irrecuperávelmente nalfragado em poucos anos e que hoje 2018 ou antes.
    Surpreendentemente e infelizmente para alguns, o FLAMENGO assim como um tranformer conseguiu transformar o Titanic afunado no qual havia se trornado em um submarino nuclear que aos poucos foi submergindo rumo a um oceano de águas tranquilas.
    Hoje o FLAMENGO navega na superfície desse mar rodeado de naufrágios ( vasco, flu, botafogo) e destroços por todos os lados.
    Hoje em nosso radar aparece um futuro promissor e nosso leme aponta para o porto das conquistas nesse futuro.
    Temos um oceano de conquistas para navegarmos e o faremos.

    Reply
  10. Este é o problema de haver eleições indiretas. Acha-se que venceu, mas pode acabar dando outra coisa. Vi muitos torcedores reclamando que não houve representatividade na eleição, mas pergunto em qual clube isto acontece, pois os estatutos não permitem isto ocorrer ( Sócio vota e torcedor torce, esta é uma realidade).Esse tema, de fato, merece um post do presidente KL, pois já esteve lá como presidente eleito e está lá como conselheiro, benemérito (desculpe a minha ignorância sobre a sua condição atual).

    Reply

Comente.