Assimilando o golpe

O domingo, como não poderia deixar de ser, foi o dia da redenção para os tricolores e, de meditação para “nosotros”…

Acordei com a seguinte mensagem do meu querido amigo, tricolor – que andava sumido – Luiz Oscar Niemeyer.


Para dar sequência aos desabafos dos amigos, depois da gozação do Lulu, dois depoimentos recebidos do grande rubro-negro Fernando Versiani. Chamo a atenção para o segundo, onde acho que ele tem total razão e, para nós, é preocupante.

Quem escala time sub 20 num Fla x Flu corre o risco de ser humilhado”

O Flamengo tem hoje no elenco apenas quatro jogadores que “fazem o time jogar”. Os dois Évertons Diego e Paquetá. Não tem meia de criação reserva. Isso é erro de montagem de elenco. Sem esses quatro, o time não anda. É simples assim.


Segunda-feira, vida nova. Que a lição tenha sido assimilada. Quarta, agora, sem o nosso maior patrimônio e, nossa melhor arma, vamos começar a nossa “Copa do Mundo”.

Que São Judas não seja barrado, no Engenhão, pela Conmebol…

1 Comentário

  1. Viva o otimismo…!!! mas otimismo exagerado vira insanidade, o time do Flamengo é isso tudo mesmo..? O futebol jogado no Brasil é de segunda ou mesmo de terceira linha, fruto da sangria de nossos melhores jogadores para o exterior. Mas mesmo assim, está faltando substancia técnica para se alcançar algo maior, mesmo num cenário mediano do nosso futebol. Os tais reforços pontuais não vieram, na base do 0800 fica mesmo difícil ou quase impossível. O Zagueiro não apareceu, os laterais tb não, o volante ficou pra depois e o atacante não foi aquele que esperávamos. Pará ou Rodinei ? Juam com 39 anos e não podendo jogar sempre, Renê ou Trauco ? que triste escolha ! um Cuellar lento para resguardar o nosso tb lento sistema defensivo, Paquetá em formação, E.Ribeiro e seus lampejos bissextos, um Diego que não é mais o mesmo, Everton motorzinho, eficiente, mas que pensa pouco, o V.Jr hoje ainda um jogador em formação, bom pro segundo tempo, Rhodolfo ? W.Arão ? Jonas ? H.Dourado ? e o esquema com apenas um volante do Carpegianni, será que vinga contra um time mais forte ? Eis a questão, tb é a preocupação do titular do blog Kleber Leite….

    Reply
    • Perfeita análise, Lemos. O Palmeiras foi às compras e fez o dever de casa: dois bons laterais, Lucas Lima e um bom goleiro, Weverton, embora já tivesse dois. Por aqui, na Gávea, ficamos à mercê do Rodrigo Caetano e suas”oportunidades de negócio” como se uma Nação de 40 milhões de torcedores fosse um supermercado ou uma padaria. Aí vêm Marlos, Renê, Trauco, Mancuello, Rômulo, Conca, Ederson e outros Que tais. Não se iludam, o ano vai ser difícil, quem sabe ano que vem tenhamos alguém que entenda de Futebol pra gastar essa dinheirama toda que agora está nas mãos de quem não sabe nada.

      Reply
  2. Kleber, acredito que eu vá na contramão dos demais colegas, mas volto a repetir que essa goleada para o Fluminense tem peso zero no Flamengo. Ao menos deveria!

    Sei da rivalidade, da expectativa da torcida de Cuiabá, do nome Flamengo, etc, mas eu acredito que enquanto o Flamengo quiser ser o maior do Rio, será apenas o maior do Rio. É preciso expandir horizontes e tratar o estadual como ele deve ser tratado: uma competição amistosa!

    Se o Flamengo perder todos os jogos da Taça Rio por goleada, estará nas semifinais do Carioca da mesma forma. E se ganhar o Carioca sacrificando um ou outro jogador para a Libertadores, será novamente um ano trágico como fora 2017.

    Até anos atrás, a rivalidade local era maior que muitos campeonatos. Hoje, pra mim, não é! E volto a repetir, qualquer resultado no Fla-Flu significaria nada na tabela.

    O importante começa na quarta-feira. Imaginem se o Flamengo perde um Diego, um Rever para esse jogo por lesão ou desgaste? Aí sim seria trágico!

    Espero que eu te me feito compreender, pois apesar de ser novo, não ter visto o Zico, Júnior, Dida e tantos outros, também torço pelo melhor do Flamengo, que, repito, não é ser campeão carioca mais uma vez!

    Reply
    • Acredito que essa questão debatida já foi exaurida com os diversos comentários no pôster anterior. E que os Cuiabano não se ofendam com os comentários um pouco egoístas e egocêntrico.

      Reply
    • Meu caro Henrique.
      Se o Flamengo quer ser grande ou gigante, como eu prefiro, deve começar por seu estado, ou melhor, por sua rua e daí conquistar o mundo!!!!
      Tradição e hegemonia são prerrogativas dos gigantes. Os elencos são montados para eventualidades ocorridas durante TODA a temporada, ou seja, suspensões, lesões, desgastes (estes inexistentes num começo de temporada), e demais intercorrências. Se o elenco foi mal montado é outra questão. Nessa partida não foram escalados, sequer, os reservas… E alguns titulares, reafirmo, deveriam sim estar em campo. Para que aderir ao ST com o argumento de grandes contratações se não posso assistir aos grandes contratados em campo?
      Não estou falando da derrota em si, mas como foi a derrota! Cacete, como não vou torcer pro Flamengo ganhar de todo mundo no carioca se torço até para a equipe de LoL (Que diabos é isto????????????)…
      Sou um apaixonado por essência e como tal me obrigo a não aceitar derrotas, entendo mas não aceito.
      Podes não ter visto o Zico jogar (e é uma pena), mas deve ter visto muitas de suas entrevistas e seus comentários onde sempre repete que jogador tem que estar em campo, pois sempre foi assim…
      Quero ver o Flamengo protagonista, não só no Brasil ou América, quero vê-lo em todos os lugares!!!!!
      SRN

      Reply
      • Boa noite, amigos,
        Perfeito seu comentário, amigo Márcio Martins. Se queremos ser os maiores, temos que lutar para ganhar tudo( nem sempre é possível) que for disputado.
        Entendo os que não se importam, mas eu como um torcedor “das antigas “, fico muito chateado com qualquer derrota do Fla, em qualquer esporte.
        SRN.

        Reply
    • Henrique, acho que em relação ao peso da derrota para o Campeonato , todos estamos de acordo. Peso nenhum. e mesmo a importância do Estadual, é a cada ano que passa menor. A preocupação é que derrotas como a de sábado, empate contra o Vasco na Taça GB e outras atuações burocráticas no mediocre campeonato carioca, são reiterados avisos para a direção e torcida, que o elenco do Flamengo está bem longe de ser a maravilha que querem acreditar. E seguimos pra outra Libertadores – sem laterais confiáveis, com uma dupla de zaga envelhecida, um volante que nunca serviu, sem um atacante confiável e com nossos 2 principais jogadores (ER7 e Diego) bem longe do auge em suas carreiras.

      Reply
  3. Henrique, querido,
    As suas colocações, como sempre, são equilibradas e pra cima. Concordo com tudo que você colocou, mas poderia ter havido um pouco mais de respeito ao adversário. Acharam que era moleza. E, em Fla-Flu, isto não existe.
    Pouparam errado. Sem comprometer o jogo contra o River, o nosso time poderia ser mais consistente.
    E, aproveitando o papo, comece a observar com cuidado alguns jogadores que você aqui apostou algumas fichas…
    Observe melhor…
    Forte abraço. Sou seu fã. A sua juventude e o seu otimismo, são contagiantes.
    Você é o que sonho como a cabeça do Flamengo de amanhã.

    Reply
  4. Apenas acrescentando que por estar muito tempo afastado, acabamos não lembrando, mas temos o Ederson. E cujo contrato vai até o meio do ano. O problema é que, já iniciamos um ano com necessidades de reforços em três setores do sistema defensivo, e que não chegam. E no meio do ano poderemos ter que contratar alguém para substituir Guerrero e o próprio Ederson. Agora se a diretoria irá investir na nossa alegria ou no nosso sofrimento e, outra coisa.

    Reply
  5. Que eles comemorem o 4 x 0 que EU quero comemorar o TíTULO.

    O Flamengo perdeu o jogo ? Por que podia. O FLU não podia.Eles não podem NADA. Nós PODEMOS inclusive deixar eles ganharem.
    Nós PODEMOS entrar até com o sub 15. Por que PODEMOS. Simples assim.
    Eles fiquem com o 4x 0 que o FLA fica com o título, NEGóCIO FECHADO.

    Reply
  6. Kleber amigo.
    Gostaria de sua opinião, sobre o meu relato:
    Que time foi esse que Carpegiani escalou? Parecia um Frankeinstein
    Já que houve uma decisão de poupar os titulares, porque não colocou em campo o time das primeiras rodadas do campeonato carioca? Entrosado, todos com motivação plena pra mostrar serviço.
    Grande Abraço rubro-negro.

    Reply
  7. Meus caros,
    Eu vejo a coisa da seguinte maneira: o Flamengo levou um “sacode” no clássico do sábado por muito mérito do adversário, que pode ter se sentido minimizado por saber de antemão que não entraríamos com o time titular no jogo. E foram nos enfrentar sem ter inegavelmente nada a perder. A diferença entre nós e eles é que eles sabiam que não poderiam perder o clássico de forma alguma. Se nós tivéssemos ganho ou, ainda, empatado ou ainda, talvez, perdido por 1×0, não haveria essa “caça às bruxas”, a qual acho extremamente desnecessária. Se há algo que não ajuda em nada é adotar uma postura destrutiva frente ao que ocorreu no sábado.
    Para que fique bem claro, vou escrever: não estou dizendo que eu acho que a derrota foi boa ou coisa do tipo. Talvez dela se possa, sim, tirar lições. Uma delas deve ser tirada pelos próprios titulares que jogarão contra o River Plate: não se pode dar 1 minuto de mole e nem tentar tirar a bola daquela forma pior que peladeira, como no 1o gol do Flu.
    Por outro lado, é importante frisar que a grande maioria da torcida concordou com a decisão de se escalar um time misto com a grande maioria do time composta por jogadores que não jogam regularmente e outros que fariam suas estreias na temporada. Por aqui mesmo, nos posts que anteceram o jogo (e fui um deles), muitos defendiam a entrada com um time reserva por conta do jogo da Libertadores. Agora que viram o caldo desandado é que muitos estão aqui dizendo que não podia, que não era pra ser, que tá errado etc. Falar depois é mole, mole… duvido que haveria qualquer reclamação se o resultado fosse menos desvantajoso, especialmente se tivéssemos tido a capacidade de vencer a partida.
    E é exatamente aqui que mora o meu ponto: a culpa, então, não é do planejamento, não é do treinador, não é da comissão técnica, não é de más contratações e outros culpados apontados. Além de termos que reconhecer todo o mérito do adversário na derrota, a culpa é dos jogadores que entraram em campo com a camisa do Flamengo. Nas entrevistas não repetem à exaustão que esperam honrar o Manto? Que esperam continuidade? Que buscam seus espaços? Que farão o seu melhor em campo? Pois então, senhores, o que foi aquilo? Aquilo é honrar o Manto? É fazer o melhor? É querer ser titular? Não me parece.
    Como já escrevi, eu concordei com a escalação de um time reserva/misto para esse jogo. O que eu achei grandes equívocos foram a escalação de um meio com 3 volantes e a entrada do Vizeu. Eu entendi a necessidade de se testar os volantes, já que só o Cuellar tem condições de ser titular até o momento, porém, estará suspenso na Libertadores. Jonas não pode ser o melhor substituto. Para mim ele recorda aqueles pitbulls que a torcida adorava, mas sempre surtavam e levavam vermelho na hora H por excesso de “vontade”. Vide o Toró expulso contra o Nacional em 2008 e o Williams contra a Universidad Católica em 2010. Tenho o mesmo receio com o Jonas. Espero que eu esteja muito enganado. Mas a questão é que, fora o Jonas, não há outro que tenha sido preparado para tal, pois o Romulo não joga nada e os demais jovens não estão sendo bem testados no time titular a ponto de poderem mostrar maturidade para serem o ÚNICO volante do time que possa jogar contra um experiente e cascudo River Plate. E não importa que estejam mal no campeonato argentino. Ano passado acontecia o mesmo com o San Lorenzo. Vencemos bem, mas não foi a mesma coisa na última rodada novamente contra eles. E não adianta, equipes tradicionais não se desprezam. O Real Madrid não estava nada bem no espanhol. Quando muitos não esperavam, ganharam com alguma autoridade do PSG e já se recuperam no espanhol. Não se pode deixar levar, o importante é estar concentrado, jogar futebol e, por mais óbvio que seja, aproveitar as oportunidade e marcar os gols. Qualquer chance perdida pode fazer falta.
    Portanto, meus caros, vamos dar a importância da derrota do sábado para uma atuação acima da expectativa do nosso adversário? Eles ganharam muito mais do que nós perdemos. Se o jogo fosse repetido amanhã, com as mesmas escalações, duvido que o resultado seria o mesmo. Voltemos nossa atenção, nosso apoio e nossa expectativa para o time titular, para a Libertadores, para o River Plate, para o Engenhão, onde, infelizmente, não poderemos estar. E, aqui sim, temos uma “penca” de culpados…
    Já estamos na final desse Carioca. Temos que fazer boa figura na Libertadores para depois podermos ganhar o Carioca com calma e depois procurar continuar jogando bem na Libertadores e nos subsequentes Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro. E, se Deus quiser, que venha a disputa do Mundial de Clubes 2018!
    SRNs!

    Reply
  8. A derrota em si realmente vale muito pouco, assim como o Campeonato Carioca. Mas ela sim, deve ser encarada como um lembrete (mais um) que o elenco e time do Flamengo não são tão bons como a diretoria imagina ser. Basicamente temos o mesmo elenco do ano passado e o mesmo comando (direção). Se perdermos o Diego de novo, quem vai jogar?? o Jonas já dispensado outras vezes pelo Flamengo, agora é solução para Libertadores? Laterais alguém viu? o VIzeu que nunca foi valorizado, vai ser o reserva do Dourado, mesmo já vendido..qual a chance dele corresponder? Na zaga vamos com 3 veteranos? Temos bons nomes no elenco, mas mesmo esses já não estão no seu auge – aliás bem longe disso.

    Reply
  9. Ulisses, ontem o Ederson estava no Resenha da ESPN Brasil e falou sobre sua recuperação. Disse que em 1 mês deve estar em forma e aí verá como será sua readaptação aos treinos para poder ter uma previsão de jogar. Ele disse que passou por 2 cirurgias para retirada do tumor e vestígios, além de 21 sessões de quimioterapia/radioterapia. Toda essa paulada também afetou um pouco seus pulmões, então toda paciência do mundo será necessária e caso ele volte a jogar já será um feito. Aliás, o fato dele estar vivo, treinando, correndo já é uma vitória. Não sei se voltará aos gramados em alto nível. Torço para que sim.

    Reply
    • Sim, Henrique. Acabou de sair uma reportagem no Lance em que o técnico pensa em utilizar o jogador na segunda fase da Libertadores (depois da copa), ou seja, a renovação e a classificação é praticamente certa. Desculpe o trocadilho.

      Reply
  10. Amigos rubro negros, estou na contagem regressiva pra essa turma do futebol desaparecer do flamengo, faltam 10 meses pra nos livrarmos do ranço de derrota, prepotência e incompetência de EBM, Caetano, Fred luz, Mozer e outros.Provavelmente mais um ano sem ganharmos coisas grandes, batendo nos nossos fregueses do rio e passando vergonha fora, Ta espero muito estar errado, mas é assim que vejo.

    Reply
  11. O time do FlorminenC também tem vários garotos e jogadores oriundos de Criciúma, P.Preta,Mogi Mirim,Santa Cruz. etc… e esta com salários atrasados!…a grande arma dos tricoletes esta no Banco de reservas, chama se ABEL BRAGA. treinador que sabe montar times e cobrar dos jogadores.
    Perder um clássico é natural, ainda mais quando não vale quase nada, numa tabela inútil. Porem, perder como perdemos é inadmissível! Tecnicamente, Nosso time reserva não é tão inferior aos titulares de Flu , Botafogo e Vasquim. Nos fomos campeões da Copinha, com a garotada voando baixo. Claro que há jogadores medíocres , tipo Pará, Rômulo, Trauco, Rodolfo, MMoreno, etc que jogam graças ao marajá do R.Caetano, mas barangas há em todos times do Brasil…
    Então , qual problema? porque tantos vexames? FALTA COMPROMETIMENTO dos atletas, FALTA HOMEM NA DIREÇÃO DO FUTEBOL, falta treinador que cobre seriedade dos atletas e o principal : falta VERGONHA a vários mercenários que, hoje,vestem a nossa camisa sagrada.
    Ilustre KL, não tem como haver vida nova , pois não aprendemos as lições de 2016 e 2017, mas sim ficamos reprovados ! Os 3 patetas do clube(Mozer, F.Luz e R.Caetano)exaltam intensamente titulos de TGB…
    As coisas são tão amadoras no nosso clube , que no sábado os titulares, ao invés de treinarem, ganharam FOLGA . E quem será no clube que aprovou essa tabela da T.Rio, com dois clássicos com jogo do River Plate entre eles??
    E pensar que R.Caetano ganha quase meio milhao de reias pra fazer isso??
    QUERO MEU FLAMENGO DE VOLTA !!

    Reply
  12. Kleber e amigos, não vamos condenar todos os jogadores do Flamengo por causa desse jogo com o Fluminense,apenas um joga apesar do placar, principalmente os garotos, afinal de contas foi um time desentrosado, vejo potencial em alguns garotos,que com o tempo vão ficar mais maduros e desenvolver seu futebol, exemplo o Klebinho é mais jogador que o Pará,agora ficou claro que o Romulo e o Trauco, não dá.

    Reply
  13. “Que São Judas não seja barrado, no Engenhão, pela Conmebol…”

    Caro Kleber, infelizmente estaremos sem nossa força maior no jogo de quarta. Mas o problema existiu e a punição foi razoável (imagina se o FLA fosse suspenso da Libertadores?). Por isso achei a frase acima, extraída do seu texto, uma crítica injusta à Conmebol. Ninguém morre de amores por nenhuma dessas entidades que dirigem nosso futebol. Porém, o Flamengo e todos os flamenguistas têm de trabalhar na conscientização do comportamento civilizado nos estádios. Pois se o FLA não pode abrir mão do maior trunfo de ter a melhor torcida do mundo jogando junto no estádio, também não pode correr risco de punições piores, ou melhor, punição alguma. Que a tristeza de jogar sem torcida sirva, ao menos, para que todos os rubro-negros se conscientizem de que nossa torcida é incomparável e diferenciada das demais porque de fato ganha jogos. A duras penas, que a lição de agora seja duradoura. Que continuemos a ganhar jogos como sempre, e jamais a voltar correr risco de prejudicar a Nação.

    SRN

    Reply
  14. Concordo com o Henrique, Carioca, hoje em dia, deve ser encarado como amistoso, um grande preparatório para as competições verdadeiramente importantes. Agora, não podemos aceitar normalmente derrota de 4 a 0 nem em pelada no Aterro. Deveriam ter escalado um time misto, com os reservas imediatos de cada posição.
    Quanto a Libertadores, já estou cansado de tentar entender o que acontece com nosso time. Já escrevi aqui há um tempo, Libertadores é diferente de tudo, não se ganha apenas jogando na técnica e com os melhores jogadores (no papel). É preciso guerrear, catimbar, enfim… saber jogar a competição. Ganhar de meio a zero se necessário! Temos q aprender a ser copeiros e , infelizmente, não sei se com esses jogadores seremos capazes disso.

    Reply

Comente.