Gostei e não gostei

Nova Iguaçu 0 x 1 Flamengo – 04/02/2018 (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)

Gostei:

. O que mais gostei foi da flagrante recuperação de Éverton Ribeiro que, pela idade e, pelo fato de em dois Campeonatos Brasileiros ter sido protagonista, estava realmente devendo. Claro que o fato de ter se afastado de um centro competitivo – e, de não ter feito a pré-temporada no ano passado – contribuiu, e muito, para que o torcedor do Flamengo ficasse com “a pulga atrás da orelha”.

Hoje, o dinamismo de Éverton Ribeiro, principalmente no primeiro tempo, começou a espantar a desconfiança do torcedor.

. A nossa zaga, muito bem no jogo. Por cima e por baixo, Juan e Rhodolfo estiveram perfeitos. Como prêmio, o lindo gol de Rhodolfo, no último minuto do jogo.

. Achei válida a iniciativa de Carpegiani de começar o jogo com apenas um volante, no caso, Cuellar. Experiência válida, pois em várias oportunidades nesta temporada vamos nos deparar com idêntica situação. Em tempo, Cuellar foi muito bem. Bela partida.

. Para encerrar o lado positivo, ou seja, do que gostei, alguns momentos de Lucas Paquetá, principalmente, no primeiro tempo.


Não gostei:

Do tempo perdido. Depois de se anunciar durante toda semana que Éverton 22 seria o lateral esquerdo, com Vinícius Júnior compondo o lado esquerdo de ataque, Carpegiani que, pelo jeito, ainda não sabe quem é quem no Flamengo, escala Renê na lateral, com Éverton de 11 e, não de 22. Bola fora… perda de tempo…

. A substituição, com a entrada de Vinícius Júnior no lugar de Lincoln, foi equivocada. Não que duvide da competência de Vinícius Júnior, nem que morra de amores por Lincoln, apenas para registrar que para sair Lincoln, deveria ter entrado outro centroavante. E que ninguém me venha dizer que não temos. Aproveito, para mais uma vez, neste início de fevereiro de 2018, reafirmar que muito em breve, Vítor Gabriel será o dono da camisa 9. Com todo respeito ao Ceifador… Questão de tempo…

Pelo que tenho visto, concordo plenamente com meu amigo Fernando Versiani que, com todos os jogadores à disposição, entende que Éverton 22 deve ser efetivado na lateral esquerda, e que do meio pra frente, até que se prove em contrário, é isso: Cuellar, Arão, Diego e Éverton Ribeiro; Vinícius Júnior e Ceifador.


A semifinal será contra o Botafogo, com o Flamengo jogando pelo empate. Há no ar um comentário de que a Federação vai marcar este jogo, para sábado que vem, no Engenhão. O problema é que isto contraria o regulamento, que prevê o jogo no campo da equipe com melhor performance. Desta forma, o jogo pode ser em qualquer estádio que o Flamengo venha indicar, menos no campo do seu adversário, pois aí seria o caso de abrir mão da primeira vantagem, que é jogar no seu campo. A segunda vantagem, como já disse, é o Flamengo jogar podendo empatar.

Como sempre disse mestre Zagalo, “vantagem é para ser usada.” Aguardemos…

1 Comentário

  1. Grande Kleber, não comungo com seu entusiasmo. Pelo que vi hoje, espero estar redondamente enganado, vamos assistir o mesmo filme de 2017. Nosso time é composto por jogadores supervalorizados, que jamais poderiam vestir o manto. Ex.Pará, Rodnei, Renê (tenebroso).
    Outros precisando de um castigo. Isso mesmo, já que são meninos. Paquetá, V.Jr, são mascarados demais. Mereciam um banquinho…
    Não consigo enxergar, nos dias de hoje, time com um só volante. Temos tomado sufoco de qualquer timeco e Arão não marca ninguém, portanto não devia jogar. Como Rômulo é uma lesma, ou que se tente Jean Lucas ou Ronaldo. Se não derem certo, temos que contratar…
    Sobre Marlos e Everton, penso que o pensamento tem que acompanhar a velocidade das pernas, caso contrário, ficam Neguebas demais…kkk

    Reply
  2. Kleber a meu ver o Flamengo NÃO jogou no nosso tradicional
    4-1-4-1.

    Cuellar e Paquetá no primeiro tempo fizeram o Flamengo jogar no
    4-2-3-1 e que a mim, deu um enorme dinamismo. Até os 40 do primeiro tempo Paquetá estava jogando atrás de Diego, pelo lado direito. Cuellar ainda mais atras, fechando pela esquerda.

    Gostei muito dessa formação tática, e me surpreendeu. Achei bem ousada por parte do Carpegiani. Paquetá tem força e técnica para jogar nessa posição e ser sempre um elemento surpresa.

    Numa segunda oportunidade, eu até testaria o Diego de segundo volante, ER7 como armador centralizado e o Paquetá na ponta direita.

    Eu concordo com você. Trocaria o horroroso Renê pelo Everton 22, e colocaria VJ na ponta esquerda no lugar do Everton 22.

    Nesse caso contra o Botafogo eu iria de:

    Cezar;
    Rodinei, Rodolfo, Juan e Everton 22;
    Cuellar e Diego;
    VJ, ER7, Paquetá;
    Lincoln( Ceifador/ Vizeu/ Guerrero/Imperador)

    No segundo tempo, o time cansou…. normal, mas eu gostei muita da movimentação do primeiro tempo.

    Agora resta treinar uma formação tática e suas variações, já que na Libertadores o Cuellar não jogará os primeiros jogos.

    Reply
  3. Acompanho integralmente o meu querido Kleber.
    Somente agregaria um comentário : como são fracos os nossos laterais. Pará, Rene, Rodinei não deviam passar nem na porta do Ninho.
    Ganhar a Libertadores com esses cabeças de bagre vai ser muito complicado.
    E… como são mascarados nossas “pérolas”. Tomara que o nosso professor enquadre esta turma.
    Saudações

    Reply
  4. Carpegiane BRINCOU.
    Gstei de ver o FLA fluindo para os lados e para frente. Paramos com aquele futebol enceradeira. Parece que agora TEMOS CONTRA-ATAQUE.

    Gosto disso, ele erra mas mexe no time tentando acertar e não fazendo aquele B A BA.
    O Moreno gosta de ficar na cara do gol é o típico jogador que se encaixar com os jogadores de MEIO vai na cara do gol direto e fortuito. Se parece com o V. Jr.
    Licolm precisa chutar mais PRO GOL, deixar de querer ser garçon. Meter pra dentro e correr pro abraço.
    O E. Ribeiro parece que esse ano chega no FLAMENGO.

    Reply
  5. Kleber,
    Me desculpe mas discordo quase que totalmente do seu comentário, principalmente em relação ao que você gostou no jogo go de hoje.
    Continuamos sendo um time COM PÉSSIMA DEFESA, sim todos são fracos, não temos bons e velozes zagueiros, laterais piores ainda, volante para saída de bola também não temos, o Cuéllar Ainda se salva, principalmente em função de ser bom de desarme, Diego continua jogando no século passado, lento, não dá continuidade ao jogo, enfim para dizer que discordo “quase” que totalmente, concordo com você em relação ao Éverton Ribeiro, entendo que poderá ter um bom ano, porém como já dizia minha avó Severina: “Uma andorinha só, não faz verão”.

    Kleber, no futebol de hoje é impossível se formar um bom time sem bons laterais e sem volantes com boa saída de bola, que façam a transição defensiva com qualidade, é exatamente isso, em relação à composição tática que o nosso Flamengo não tem, independente de outros problemas, como falta de bons zagueiros, a falta de bons laterais e volantes é o nosso principal problema.

    Para finalizar, algumas observações:
    1 – RENÊ NÃO PODE JOGAR NO FLAMENGO, NEM SER RESERVA;
    2 – Vinicius Junior GRAÇAS A DEUS já está vendido, esse talvez tenha sido o maior feito da administração Bandeira, vendê-lo por inacreditáveis 45 MM de euros;
    3 – Paquetá se não tirar a MÁSCARA, vai ser mais uma revelação que não dará em nada;

    SRN

    Reply
  6. Outro detalhe parece que o FLA perdeu o patrocinio da empresa de CUVEIRINHOS.
    Paramos com aquele chuveirinho FORçADO os 90 minutos.
    Nosso cruzamentos continuam sendo muito na PEQUENA AREA. Os goleigos agradecem.
    Espero mais cruzamentos para a marca do penalti. Vamos fazer o goleiros sairem DEBAIXO da trave. GOLEIRO ODEIA ISSO. Começam a discutir com a zaga.

    Reply
  7. Com todo respeito, mas jogar contra o Nova Iguaçu em Brasília e já classificado é apenas um coletivo de luxo. Acho que temos pouco a avaliar. Outra coisa, só pode botar 7 jogadores no banco nesse estadual? Se sim, ok, mas caso contrário o Carpegiani deveria ter botado ao menos o Vitor Gabriel no banco.

    Kleber, a melhor notícia desse final de semana foi a possível união dos dois grupos que formavam inicialmente a chapa azul:
    http://colunadoflamengo.com/2018/02/ge-vice-de-financas-desponta-como-candidato-no-flamengo-chapas-se-aproximam/

    Reply
  8. Caro Presidente, concordo que nossos laterais são fracos e essa Diretoria não vê isso, continua contratando o que não precisamos só por ser “oportunidade se negócio”, negócio pra quem, Cara Pálida? Quanto ao Everton 22, alguém já perguntou pra ele se ele se sente bem na lateral? Pra jogar ali e não se sentir à vontade só porque os outros são ruins não vai resolver nosso problema, vai ser apenas burocrático, pra colaborar. Pensem nisso…

    Reply
  9. Boa noite, amigos,
    Sinceramente, não gostei muito do que vi. Continuamos com a mesma falta de alguém para organizar nosso jogo, e ter apenas uma chance clara de gol no primeiro tempo, e no segundo, apenas o gol de Rhodolfo é muito pouco. Ver Diego jogando a mesma bolinha de sempre, e ter que assistir nossos horríveis laterais, é dose pra mamute!!!
    Lincoln tem que ser mais fominha (como todo grande atacante), e também ficar mais na área.
    Uma coisa que me parece melhor(e precisa de treino para dar certo), é a movimentação do time, com uma troca constante de posições de Paquetá, Diego e Everton Ribeiro.
    Vamos esperar os próximos jogos.
    SRN.

    Reply
  10. Vamos ser realistas, esse time aí o máximo é campeonato carioca. Esse time sem laterais, sem um grande volante, o máximo é carioquinha. Everton na lateral, eu também pensava assim, mas depois que vi ele na lateral, na final da sul-americana, fiquei pé atrás. Éverton Ribeiro para eu,que sou de Minas e o vi jogando no cruzeiro, não é nem sombra daquele jogador brilhante que foi, nem sombra. Defesa lenta. Diego, perdeu totalmente a visão de jogo, movimenta bastante, busca jogo, mas passou do meio abaixa a cabeça e roda. Perceberam como realmente precisamos do Dourado?? Não temos um homem de área.
    Renê, Pará até quando???
    Paquetá..precisa definir que Posição joga e fazer sua correria em produtividade. Em resumo, mesmo com jovens da base , etc..esse time é só carioquinha e mais nada.
    Vai ser o mesmo time que toda vez que enfrentou ano passado um time de ponta ou considerado grande ;perdeu.
    1*0 no Nova Iguaçu em Brasília com gol espírita de zagueiro aos 49 do segundo tempo.. é muito preocupante sim.
    Infelizmente presidente, não consegui ver nada de bom.
    Nada mesmo.

    Reply
  11. Kleber leite discordo de você, o Everton foi muito mau, jogador burocrático não marca e não ataca, tem que ser banco.
    Outra coisa, enquanto tiver o Rodrigo Caetano no Flamengo jogador bom e talentoso não joga, então esquece o menino Felipe Gabriel…não se engane esse time do Flamengo é muito mentiroso.

    Reply
  12. Boa noite amigos!
    Alguém pode me dizer como o Pará e René são jogadores de futebol? O pior jogam no Flamengo é de titulares! É de lascar….time que tem Pará e o René de titular não ganha campeonato não, se bobear não ganha esse caroquinha ai..
    Mais um ano sofrimento, infelizmente a torcida do Flamengo se ilude fácil, o time do Flamengo é fraco, time que tem Pará e o René e o morto Everton Ribeiro não vai a lugar nenhum..
    Como eu já disse aqui nesse blog, moro em São Paulo, vendo o Palmeiras e o Corinthians jogarem, estamos muito atrás, infelizmente.

    Reply
  13. Caro presidente,concordo plenamente quando o senhor fala que o Vitor Gabriel será dentro de pouco tempo o nosso camisa 9.

    Olha gente, esse menino é diferenciado,une velocidade,habilidade,força física e tem faro de gol.Penso que a base vai precisar de alguém com peito para bancar os meninos no time.

    Jean Lucas,Ronaldo, Bill e os zagueiros Dantas e Patrick já estão pedindo passagem assim como o menino Vitor Gabriel.

    Futebol na teoria é simples,joga aquele que estiver melhor,só que na prática a história é outra.

    Se derem chance para os meninos a coisa vai acontecer.

    Reply
  14. Vou ser “linchado”, mas, eu proporia o seguinte:
    O Júlio Cesar quis retornar para encerrar a sua carreira no Clube que iniciou.
    Pois bem, será que o Diego também não gostaria de voltar para o Santos com a mesma intenção. Aí, resolveríamos duas questões:
    1) Nos livraríamos desse rapaz que é muito esforçado e nada mais, e também, pelo seu alto salário, abriria uma brecha para mais contratações.
    2) Com isso, tenho certeza que o Santos abriria mão do Zeca e assim teríamos uma solução para a lateral esquerda.
    Quanto ao jogo de hoje, gostei muito da movimentação no 1º tempo. Concordo com os comentários da máscara em relação ao Paquetá e V.J.
    Para finalizar, creio e também torço para que o Dourado dê certo, pois, precisamos de um matador na área.

    Reply
  15. Foi bem válido a escalação e a mudança de sistema do treinador. Esse time jogou a maioria a primeira vez no ano e não podemos esquecer que teremos um ano forte pela frente. O que restou claro para mim é que o Rene, por mais boa vontade que eu possa ter, não é jogador para o Flamengo, podendo continuar sua carreira em equipes de menor cobrança, menor poder de fogo. Duas coisas para mim são nitidas: o VJ por mais que eu queira, por mais que eu torça, não tem ainda condições de ser titular no Flamengo quer almeja titulo. Penso que ele tem que ir entrando no segundo tempo para ir pegando experiencia e jogo e tambem que por mais que seja o que mais tem aparecido dentre os jovens valores, não podemos querer do Paquetá um protagonismo agora, pois temos dois jogadores em condições de se-lo: Everton Ribeiro e Diego.

    Reply
  16. Também gostei da formação inicial e principalmente pela movimentação do time no primeiro tempo, inclusive no post anterior sugeri esta escalação com apenas um volante, mas o Diego seria o “segundo volante”, não o Paquetá, com treino pode dar certo. Entretanto perdi de vez a esperança e paciência com o Renê que, mesmo em pré-temporada, não acerta um cruzamento ou jogada ofensiva. Pra isso que serve a base: suprir as necessidades do time principal. Sou a favor de dar oportunidade de um lateral esquerdo da base e o mesmo se aplica para a direita, visto que ontem, os dois da direita também foram horrorosos. O Everton Cardoso como lateral, tenho minhas dúvidas… fico com a mesma impressão do colega Fernando Roberto, embora naquela oportunidade não se havia treinado.
    O segundo tempo foi um show de horrores de tudo quanto é tipo… sem comentários. No mais é rezar pra São Judas Tadeu…

    Reply
  17. À medida que vão atuando,observo algumas situações :
    Pará e Rodinei continuam fracos,mal sabem cruzar uma bola para a área;
    Renê não tem bola suficiente para jogar no FLA;
    Rodolfo não condição atletica para disputar bola no meio de campo,quando sai em direção ao ataque e perde o lance;
    Jonas não melhora;
    Cezar não tem saída de bola,erra tôdas;
    VN.Paquetá,algum precisa instrui-los.Não são os salvadores da pátria,como querem.
    Carpegiani,tem que definir os 2 times que pretende usar.Está especulando muito em detrimento de um melhor jogo em conjunto.
    Final com o Bota,pode ser em qualquer lugar.O engenhão,alega a diretoria,não é neutro.Tanto faz.Se pretende levar o título tem que jogar lá ou em Brasília.
    SRN.

    Reply
  18. Sei lá, Centroavante tendo que correr atrás de lateral,Diego novamente tendo que vir buscar a bola próximo ao Cuellar,Everton22 seguidamente cruzando mal fora a qtidade de impedimentos que acabam prejudicando o ataque isto não foi ontem foi o ano passado todo e vai continuar pelo visto.
    Qto aos laterais independente da qualidade questionável me passa a impressão que existe certa orientação para não irem muito ao ataque para manter um 3° defensor mais próximo a zaga independente do Cuellar.
    Se quisermos jogadores velozes e rápidos a frente e que façam gols o time vai precisar de jogadores que saibam jogar e marcar bem pelas laterais e que também por dentro saibam armar as jogadas e que obriguem o meio adversário a dar espaços aos atacantes do lado de campo.Neste caso o Everton22 seria o ideal na esquerda e na direita o Rodinei mesmo não tendo cacoete de jogar pelo meio mais tem muita força e fez vários gols mais por dentro.
    Obs:O Rafinha que o Flamengo tentou joga desta forma e mesmo veterano o Bayer não liberou.
    Obs2:Esta qtidade de jogadores rápidos e velozes que o Flamengo e grandes times tem no momento,(embora com um certo atraso em relação a Europa) vai obrigar a voltar com laterais mais marcadores.

    Reply
  19. Não entendo o motivo do Pará e Renê serem titulares. Qto ao Everton cardoso, não sei porque o motivo da sua titularidade, entra ano, sai ano, o cara só sabe correr, não consegue finalizar uma única vez de forma correta. Fazer o quê né?

    Reply
  20. Qualquer jogo desse campeonato mequetrefe só serve para iludir, essa é a verdade. O nível é tão fraco, que em 5 jogos o Flamengo não foi vazado.. isso contando com péssimos laterais e uma zaga lenta. Mesmos jogadores, mesma filosofia, mesmo comando de diretoria, apenas a troca do técnico, sendo que esse já chegou querendo outro cargo. Temo sinceramente, que assim como ano passado, só em Abril/Maio vamos descobrir que não temos time e aí o ano já foi pro vinagre.

    Reply
  21. Agora para centroavante o Flamengo trouxe o Dourado, que é uma interrogação, não uma solução… Vamos torcer e imaginar que ele jogue bem, faça seus gols..mas e se machucar? for expulso? quem vai jogar? Lincoln, Vizeu vendido, Victor Gabriel que nunca entrou num jogo grande? ano passado foi o filme dos goleiros, e os caras não aprendem.

    Reply
  22. Particularmente, não tiro o jogo de ontem (aliás, como nenhum no carioca) como parâmetro para nada. O time iniciando, o trabalho sendo bem feito, com o retorno gradativo dos titulares em meio aos mais novos, que começaram muito bem o campeonato, a classificação já encaminhada e um jogo em… Brasília??? Enfim… o time ontem não tinha grandes obrigações, senão levar minimamente a sério o jogo como parte dos preparativos para a Libertadores.

    O que eu gostei de ver, foi o 4-1-4-1 em campo (alguns aqui referenciaram como 4-2-3-1), com o Cuellar como único volante de ofício, Diego e Paquetá um pouco mais recuados, porém, chegando à frente e os Évertons nas pontas, todos mudando posições, para municiar o Lincoln.

    Eu não gosto do futebol do Renê, mas também não acho que o Éverton Cardoso deva ser o lateral esquerdo. Ele não tem competência defensiva, coisa que o 4-1-4-1 requer, pois utiliza menos a capacidade ofensiva dos laterais. Seria bom para uma eventual jogada de ataque, mas ele não tem condições de recompor e jogar atrás, muito menos de fazer cobertura para o Juan. Esse saudosismo do Éverton na lateral, proveniente de 2009, precisa acabar, já que já fazem quase 10 anos e ele era bem mais novo e tinha um time mais consistente para suportar as subidas dele, fora os excepcionais e inesquecíveis Pet e Imperador. Naquele ano, o Éverton contava com o Zé Roberto no auxílio ao ataque e tínhamos uma carreira de pitbulls comandada pelo Williams, com Toró e Aírton na proteção. Aí era muito fácil de dizer que o Éverton podia subir. Agora, num esquema como 4-1-4-1 (ou 4-1-3-2), é temerário dizer que ele tem condições de ser lateral esquerdo.

    As substituições promovidas, a meu ver, foram esperadas. Mesmo que não concordemos com a saída do Lincoln para a entrada do Vinícius Jr, era algo que precisava ser testado e, sim, com os Évertons em campo. Com a saída do Diego, caberia a eles ditar o ritmo, com o auxílio do Paquetá. Não deu certo, mas, se o Vinícius Jr tivesse feito o gol da vitória ou se o Marlos Moreno tivesse feito o gol na jogada do VJ, poucos lembrariam disso.

    Também é preciso ser consciente de que o Nova Iguaçu é um time pequeno que joga como tal. Não quer dizer que seja melhor que os nossos adversários na Libertadores, mas torna o jogo mais difícil, pois jogam por uma única bola enquanto tentam não tomar gol.

    Eu acho que o Carpegiani ainda não conhece todos os atletas bem, o que é natural, mas ele é muito bom treinador e certamente chegará a um resultado satisfatório. Ele não é brincalhão como o ZR de dizer sempre que estava vendo evolução e nem é um completo desconhecido dos jogadores e do trabalho no Brasil, como era o Rueda. Ele é “só” campeão brasileiro em 80 como jogador e da Libertadores e Mundial em 81 como treinador. Claro, os times daquela época são desproporcionais ao atual, mas ele saberá fazer o Flamengo ser Flamengo. Ele conhece o clube, sabe como se deve fazer para ter êxito.

    E a torcida podia parar de criticar cada mínimo detalhe e procurar transformar a desconfiança em apoio! Será que não percebem o quanto atrapalham o próprio time com cobranças em hora e local indevidos? E por causa de um jogo de carioca com o time já classificado? Vamos devagar com essa dor…

    SRNs!

    Reply
    • Perfeito Marcos, concordo plenamente contigo.
      O trabalho ainda está na fase inicial, temos que ter paciência e saber esperar para ver o time ganhar conjunto e quem, de fato, serão os títulares. Ainda é muito prematuro tirar conclusões. O nosso maior problema, não se encontra na gávea nem no estado do Rio de Janeiro, e sim, no estado de São Paulo e se chama Palmeiras. Vai ser duro tirar do Palmeiras os principais títulos que realmente importam. Carioca não é parâmetro para nada, já cansamos de dizer isso aqui.
      Nossos amigos aqui enxergam com clareza o que a diretoria já deveria ter enxergado há séculos. Não temos laterais em condições de chamarmos de títulares absolutos. Considero o Rodinei e o Trauco bons reservas, nada mais que isso. Pará e Renê foram invenções que não deram certo e duvido que algum dia darão. E para completar não vemos nenhum movimento na diretoria no sentido de que se buscam contratar laterais para o time.

      Reply
      • Enviei sem completar meu comentário.

        É claro que não podemos dizer que nem o Palmeiras ganhará tudo e nem que o Flamengo não ganhará nada. Futebol é apaixonante porque tens suas vertentes inexplicáveis, onde nem sempre o melhor leva o título. Mas, nitidamente, carecemos de bons laterais e um bom meia de criação.

        Reply
    • “E a torcida podia parar de criticar cada mínimo detalhe e procurar transformar a desconfiança em apoio! Será que não percebem o quanto atrapalham o próprio time com cobranças em hora e local indevidos? ”

      Todo o texto é perfeito, mas esse seu “final” é exatamente o que eu penso.

      Reply
  23. Amigos não é falta de apoio e cobrança em hora errada,e sim visão do que vemos é poderemos ver, que com esses laterais horrorosos medíocres como o Pará e o René, não vamos a lugar nenhum,jogamos contra um nanico como o nova Iguaçu e esses caras só mostraram o quanto são ruins.

    Reply
  24. Vi um time lento e apático…só vencemos porque a arbitragem resolveu tirar um jogador do adversário, para nos ajudar…
    Pará não tem a mínima condição de estar no elenco do Flamengo…deve ser “amiguinho” do marajá R.Caetano.
    Não gostei da entrada do V.Jr no lugar do Lincoln…time ficou torto ! No lugar do Lincoln deveria entrar o Geuvanio ou V.Gabriel.
    A dupla de Zaga e Cesar foram bem, alias Juan jogar não é novidade. Cuellar também foi efetivo e Paquetá precisa jogar mais e “rebolar” menos…
    E.Ribeiro foi razoável, acredito que pior que foi em 2017, impossível.
    Já Diego, parece que vai ser a mesma “agua de salsicha”…
    Com relação a vantagem de empate e campo, se o Botafogo resolver jogar em Marte, a nossa omissa diretoria irá aceitar e dizer amém…
    Pelo nível do campeonato , pela media de publico desse Estadual e sendo sábado de carnaval, a FFERJ deveria marcar o jogo para a Sapucaí…

    Fora R.Caetano

    Reply

Comente.