Viajando nos comentários

(Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)

Vou começar levantando a bola sobre uma observação feita pelo jovem, talentoso e grande rubro-negro HENRIQUE, que, de uma certa forma, afirma que o treinador não é fraco.

Henrique, amigo e doçura de pessoa, o treinador é fraco sim, para o tamanho do Flamengo. Meu Deus do Céu, será que não se consegue entender que cada um de nós tem o seu limite de competência e o limite do nosso treinador (?) está um bilhão de quilômetros de distância da necessidade do Flamengo?

A não contratação de um TREINADOR, de um LÍDER, além de comprometer um terço dos jogos que compõem este Campeonato Brasileiro, inibe a possibilidade de um melhor aproveitamento do período de paralisação, quando em função da Copa do Mundo, quem tiver competência pode ir se arrumando melhor e, quem sabe, estar em outro estágio quando do reinício do campeonato.

Juro que não consigo entender esta estratégia. Parece elaborada pelo arco-íris…


O nosso DIEGO S. OLIVEIRA, traz dois temas muito bons. O primeiro, também já havia ouvido algo a respeito, dá conta de que Diego está jogando de segundo volante em função de ser o local onde Tite poderia levá-lo para ter uma vaga entre os jogadores que irão para a Copa. Não quero aqui discutir se Tite tem ou não razão se Diego só pode na “amarelinha” ter vaga nesta função. Isto é uma coisa.

A outra coisa é o interesse do Flamengo e, sobre isto, não há nenhuma dúvida de que Diego armando mais próximo à área e, portanto, também em condições de chegar próximo ao gol adversário, funciona bem melhor. Tomara que isto não seja verdade, pois seria o fim da picada o Flamengo se curvar aos interesses de qualquer um, inclusive aos da Seleção.

O nosso DIEGO toca em um outro assunto, com uma pergunta de quem sabe das coisas: “Cadê o Vitor Gabriel?” Diego, amigo, penso igualzinho. Vitor Gabriel, no Flamengo, só perde para Guerrero.


O amigo PAULO CESAR FERNANDES indaga se o governador Luiz Fernando Pezão, realmente, assinou a liberação para a construção de um estádio na Gávea, com capacidade para 45 mil pessoas.

Como também já havia lido e comemorado a bela notícia, mantive contato com o nosso governador e, infelizmente, a notícia não corresponde. O que assinou ele foi a liberação para a construção da Arena, que irá atender aos esportes olímpicos, além da construção de um restaurante voltado para a Lagoa.


Os temas dos amigos IGUARACY DE SOUZA e FERNANDO ARAGÃO, embora distintos, tem tudo a ver.

IGUARACY indaga se convidado fosse eu para ajudar no futebol, se aceitaria. FERNANDO cita o caso Éderson e, transcreve no seu comentário o post em que dou conhecimento ao pessoal do futebol do Flamengo, baseado em uma informação seguríssima, de que poderia ser uma contratação complicada, pelos problemas físicos do jogador.

Vamos começar – e terminar – por aí. Se os dirigentes atuais, ao menos, escutassem e avaliassem, hoje o Flamengo não teria o prejuízo que teve e, continua tendo, pagando a um jogador que não joga. Se, ao menos, escutassem e avaliassem as observações feitas por quem, como único interesse seja o sucesso e a grandeza do clube, quem sabe o balanço do futebol, que hoje não é bom, pudesse ser bem melhor…


(Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)

A DESPEDIDA DE JÚLIO CÉSAR

Sobre Júlio César, a quem amo, admiro, respeito e sou grato, vou falar amanhã. O que quero discutir aqui é o timing, o momento, a oportunidade, para esta despedida festiva.

Deixo algumas perguntas no ar:

  • O momento é propício?
  • A torcida está em sintonia fina com o time, para um momento que requer cumplicidade?
  • A competição – Campeonato Brasileiro – foi definida de forma a atender os interesses do clube, nesta despedida festiva?
  • E por último. Vale a pena correr este risco, com três pontos em disputa?

1 Comentário

  1. Kleber, acho que a gente dá muita importância ao treinador. O que digo é que se as três bolas tiradas sobre a linha e os três gols claros que o Diego perdeu tivessem entrado, estaríamos questionando o treinador? Concordo que o Flamengo precisa de comandante, mas não vejo ninguém no mercado. Para desespero do Nino, meu treinador ainda seria o Zé Ricardo, mas a nossa cultura no Brasil não é essa.

    Sobre o JC, acho que ele tem condições de ser titular absoluto do Flamengo, pena que ele não quer, não pode, etc. Antes do jogo da Libertadores, diria que o momento para a despedida era oportuno, mas agora já não sei. No entanto, nossa torcida é coisa de outro mundo, pois hoje pela manhã fazia filas para comprar ingressos para sábado mesmo após o tropeço de ontem. Vai dar 50 mil pessoas no sábado. Eu queria estar lá, as como dependo de avião, me enrolei e as passagens custavam quase R$ 2 mil. Aí não rolou!

    Reply
      • Amigos, procurem o ZR por aí. Deve estar perdido depois da chinelada de hoje a noite. Por favor parem de brincadeiras com o Flamengo.

        Reply
      • Amigos, o ciclo do ZR acabou na Gávea, é natural, isso é futebol.

        Nem o ZR sentia que tinha mais condições de continuar. A diretoria insistiu até ao absurdo em manter o treinador na época.

        Não adianta aqui ficarmos de “viúva do ZR”, o que adianta é bola para frente e essa diretoria acertar, parar de errar, como fez com o Rueda e o Carpegini, é simples.

        Reply
        • Amigos, vamos lembrar que com Zé Ricardo o Juan era banco do Rafael Vaz e Paqueta não era nem relacionado e Marcio Araujo absoluto no meio de campo
          Então por favor , estamos sem treinador mais com ele estava pior

          Reply
        • Nino, acho que faltou ao Zé Ricardo um personagem como o o Espinosa no Grêmio para o Renato Gaúcho ou um Antônio Lopes para o Jair Ventura no Botafogo.

          Passou, sorte a ele.

          Espero que um dia o Brasil aja igual à Europa deixando seus treinadores trabalhar por um longo tempo. O Guardiola no ano passado perdeu tudo com o Manchester City. Esse ano, gastando 1 bilhão em contratações, ganhou só o Inglês, mas o mundo bate palmas para ele e o futebol do City. Aqui, perdeu um jogo no carioca ou demais estaduais, vai todo mundo embora.

          Reply
    • Sim..continuariamos questionando o treinador mesmo que tivesse vencido o péssimo time de Santa Fé..acho que a maioria aqui acompanha atentamente futebol e não é comentarista de resultado. Só pra lembrar com o Carpegiani vencemos o Emelec e ainda assim ele continuo sendo (corretamente) questionado.

      Reply
      • Marcelo,

        1o. o Flamengo não tem elenco para jogar nesse 4 1 4 1, nem mesmo no 4 3 3.

        Nossa zaga é lenta e não faz bem a recomposição com o volante e com os meias lá na frente. Assim qualquer buraco é como se viu no gol do Sta Fé, ficam a ver navios.

        Segundo nossa lateral esquerda é absolutamente vulnerável.

        A situação piorou com a saída do MA que cobria espaços absurdos por puro instinto, o que o Cuellar não tem. Na zaga Vaz tbm era um zagueiro mais veloz que o Ruan, mas enfim estes jogadores não se firmaram.

        Na frente não temos finalizadores, nosso time é um time estático, previsível, fácil de ser marcado. O Flamengo tem um claro problema de posicionamento de seus jogadores.

        Por isso QUEREMOS TÉCNICO, CADÊ O TÉCNICO?

        Reply
    • Eu concordo completamente, Henrique, também teria mantido o ZR. No fim, foi o “menos pior” dos treinadores desde 2016. Não vejo o mercado com solução alguma. Fala-se agora no Seedorf, mas acho que vai ser dinheiro demais para um treinador estrangeiro em início de carreira, por mais nome e moral que ele tenha. E continuará sendo um treinador que não sabe nada de Flamengo. Talvez saiba sobre grandes clubes (fora o foguinho, hehehe), mas não tem conhecimento de Flamengo. Poderia dar certo? Sim, claro. Mas acho um pouco excessiva a ideia.
      Também escrevi no post anterior que, se a bola tivesse entrado, se tivéssemos feito uns 3 ou 4 no Santa Fé, nego não ia estar caindo tanto em cima. Mas fato é que o time precisa se ordenar, precisa se encontrar em campo, precisa se entrosar, precisa ensaiar jogadas, enfim, tudo o que um time com bom elenco deve minimamente fazer.
      SRNs!

      Reply
    • Nino, lembro que o Mauro César é jornalista e quanto mais manchete polêmicas ele criar do Flamengo melhor pra ele. Críticas vendem mais jornais que elogios.

      Reply
      • Mas ele tá errado?

        O EBM não criou nada! Ele apenas é um homem descente e bem intencionado que incorporou um programa de saneamento, reestruturação e saneamento do clube, não foi quem botou o ovo em pé!

        Essa é a parte boa do EBM! A parte má é que ele não tinha o peso para ser presidente do Flamengo, caiu de para quedas com o impedimento do Wallin.

        A parte má e prejudicial do EBM é que ele não entende bulufas de futebol, quando delegou, delegou mal na maior parte do tempo, e em outra parte centralizou (na saída do Godinho por um ano).

        O resultado é que desde a saída do Godinho (que tinha o Kleber e o Plínio como, digamos “fontes inspiratórias) o futebol do clube foi só ladeira a abaixo! Fato!

        Ele tentou se manter centralizando com o apoio do Rodrigo Caetano e obviamente Fred Luz outro que não entende de futebol. Dizem que RC entende mesmo é de negociações, contratos, tratativas, e que de futebol, de jogador, não é o seu ponto forte.

        O EBM se acha dono do projeto que moralizou o clube, e por isso eu digo que “é o projeto certo nas mãos da pessoa errada”.

        Como gestor de finanças e patrimônio o EBM é fantástico, mas como gestor de expectativas e gestor do futebol é um verdadeiro desastre.

        Ainda que pese a visível (e agora até ilaria) falta de expertise do EBM no futebol, como homem inteligente que é, era de se esperar que delegasse, e delegasse bem!

        Ao invés disso ele vê fantasma de ladrões da Gávea em toda corrente politica fora da SóFla!

        O resultado é esse, ele morre agarrado a vaidade de seu cargo como presidente do Flamengo. Nós a Nação de mais de 40mi vamos junto até o fim do ano.

        Reply
        • Quem quiser ver o que é ser Flamengo, teria que ver a raça a disposição do time de basquete hoje a noite , fechando as quartas e caminhando para o hexa.
          O final ? procurem na internet e vejam a interação da torcida e time no final com TODOS os jogadores cantando junto com os torcedores.
          Este sim é o meu Flamengo e não este bando de marajás vagabundos que entram em campo.
          Saudações do orgulho da nação.

          Reply
        • Tenho dois medos:
          1) Que o EBM acabe entregando o time ao seu sucessor na Série B do Brasileiro;
          2) Que o saneamento e reestruturação do clube caiam por terra nos próximos anos em função do fracasso do EBM no futebol. Algo como “essa maneira de tocar o Flamengo não deu certo, então vamos tentar outra coisa”. Ocorre que ela “só” não deu certo no futebol.
          Enfim, São Judas Tadeu nos ajude.

          Reply
  2. Cro presidente, decepcionado com a equipe que não tem brio, vontade e raça, decepcionado com o Diego que deixou seu futebol na mesa de operação do menisco, decepcionado com a presidencia que não toma no futebol a decisão correta, decepcionado com nós torcedores que atrapalhamos o clube tanto tecnicamente como financeiramente ao fazer do Maracanã e proximidades campo de batalha, e principalmente certo de que o Julio Cesar deveria renovar seu contrato ,pois ele não é melhor, ele é MUITO MAIS GOLEIRO do que Diego Alves. Julio Cesar deveria continuar e tomara o presidente aceite a ideia.Ele tem algo que não vemos no grupo do Flamengo: sangue rubro negro, alma rubro negra e amor pelo mais querido.

    Reply
  3. Boa noite, amigos,
    Não sei se alguém aqui assistiu ao Fox Sports Rádio hoje, e viu o Sormani informar sobre a possibilidade de Seedorf ser técnico do Fla. Que trabalho bom ele tem? Muito estranho isso.
    No mesmo programa, Zinho ficou nervoso ao ouvir Sormani dizer que não existe torcida igual a do Corinthians. Disse que é a única torcida que cala a do Boca, quando esse vem jogar no Brasil. Citou a invasão do Maracanã contra o Flu e também contra o Vasco. Mencionou a ida de mais de 40 mil torcedores ao Japão.
    Zinho tentou argumentar, mas foi engolido por Benja, Mano e Pascoal.
    Eu fico triste em admitir, mas acho que eles têm razão. Nossa torcida hoje, quase não comparece aos estádios, e quando vai, é para vaiar e fazer selfies.
    SRN.

    Reply
    • Paulo isso é devido a faze que o Corinthians vem passando,deixa o Flamengo se acertar em campo e começar a ganhar títulos aí a história é outra

      Reply
      • Amigo, José, acho que o problema não é apenas a falta de títulos. Nossos verdadeiros torcedores, infelizmente não têm condições financeiras para ir ao estádio. Quando puderam ir ver um simples treino, fizeram uma festa bonita.
        Um abraço, amigo.
        SRN.

        Reply
      • Por isso dizem, e eu concordo, que boa parte da nossa torcida é modinha atualmente. Em 2007, o time começou o brasileiro mal, na zona de rebaixamento e eu fui em TODOS os jogos no Maraca naquela arrancada que culminou no 3o lugar e vaga direta para a Libertadores de 2008. A torcida abraçou o time, que se entregava em campo. De 1×0 em 1×0, o time foi indo e até o Roger “chinelinho” jogou bola naquele ano! Aquele elenco era MUITO mais fraco que o atual, mas, certamente, tinha muito mais vergonha na cara do que esse que temos visto, um bando de conformados e desinteressados!
        SRNs!

        Reply
    • os integrantes desse programa são instruidos pela direção do programa e provocados o tempo todo pelo Benja a criarem polêmicas vazias..nem perde tempo assistindo e muito menos dando crédito a alguma baboseira falada ali.

      Reply
    • Fruto da elitização promovida por EBM, Fred Luz e outros.
      Os caras praticam preços surreais para tentar forçar uma adesão ao programa de sócio torcedor, que dá descontos. Mas parece que esse é o único benefício, então o programa é fraco. Temos muita coisa para melhorar.

      Reply
  4. Paulo roberto, amigo , moro aqui no estado de São Paulo e posso te afirmar que esse papo de comparar as torcidas só é bom pra imprensa paulista. Vejamos… o Corinthians ganha tudo à 20 anos , se transformou no time da moda e da mídia depois da maquiagem feita pelo efeito Ronaldo além de estar no estado mais populoso e rico do Brasil… assim é mole !!!!
    Não se aborreça com isso , o que precisamos é de ganhar títulos , coisa que infelizmente com uma diretoria amadora e omissa será muito difícil; que venha 2019 e novos ares, eu mesmo não perco meu tempo criticando o nosso presidente, pra mim ele é indiferente .

    Reply
    • Amigo, Pedro Cesar, o Corinthians sendo de São Paulo, realmente facilita muito as coisas.
      Claro que melhoramos na parte de estrutura. O problema é que se isso não gerar títulos, vamos ficando para trás. O Corinthians em fase boa, é campeão. Com problemas financeiros, é campeão. Fica difícil. A torcida deles só aumenta. Moro em Vitória – ES, e era raro ver torcedor de times paulistas. A grande influência, devido à proximidade, era de times cariocas.
      Hoje, vejo torcedores (principalmente) do Corinthians.
      Concordo com você. Vamos esperar 2019.
      Um abraço, amigo.
      SRN.

      Reply
  5. Quando vejo a queda vertiginosa de sócios-torcedores do Fla,começo a concordar que estes torcedores abandonaram o clube.Se se inscreveram no programa era por que tinham condição financeira para tanto.Não deveriam sair.Amor ao FLA,paixão ao MENGO,é para sempre!!!O amor platônico é muito bonito para poetas,não para torcedores apaixonados de fato.
    SRN,abs.

    Reply
    • Mais um erro de EBM! O sócio-torcedor foi uma iniciativa, no início, de capitalizar o clube. Confesso que fui um dos primeiros a aderir, e continuo até hoje por pura paixão. Nunca mais fui ao Maraca (Ninho então, nem pensar), de modo que pago sem nenhum benefício. Mas a maior parte da torcida não é assim! Não temos onde jogar em competições interestaduais, o time não engrena, ninguém, em sã consciência irá gastar $ para nada. Mais uma mancada dessa administração.

      Reply
  6. Tem que afastar esses todos esses jogadores (assim como fez o presidente do Olympiacus) e colocar a base pra jogar. Teremos bem menos desgosto.
    Esse time banana não sabe o que é ser Flamengo.
    Eu assisti ao treino aberto via YouTube e admito que chorei de orgulho em ser rubro negro vendo – e invejando quem lá estava – aquela torcida apaixonada…
    No fim vejo os jogadores dando uma voltinha no gramado, de forma sem graça e fria. Esses caras não tem noção do que é o Flamengo.
    Eu arrancaria minha camisa, beijaria meu escudo, jogaria pra torcida, e tenho certeza que iria chorar no gramado. Tamanho seria o orgulho de ter aquela multidão me apoiando em campo…

    Como é sensacional torcer pro VERDADEIRO FLAMENGO.

    VOLTA MEU MENGÃO!!

    Reply
  7. Enquanto isso perdemos mais uma, Zeca vai para o Inter, trocado pelo Sasha. E estão falando em Uendel que se não me engano já passou por aqui.
    Ontem pela primeira vez gostei da rápida entrevista do Bandeira que falou a verdade: eu não entendo de futebol.
    Não mesmo.

    Reply
  8. Caros amigos do blog,
    O futebol do Rio está sendo destruído e ninguém faz nada. Os clubes são desunidos e permitem que o campeonato estadual enfraqueça. Permitem que os melhores jogadores busquem jogar campeonatos mais fortes como o Paulista e os da Europa. Não se sentam em uma mesa com o Governador e com a Concessionária do Maracanã para resolver de vez a questão do estádio. Tudo isso é lamentável. Infelizmente, não vejo um bom futuro para o futebol Carioca. Após a destruição do verdadeiro Maracanã, que era o grande diferencial do futebol do Rio, o futuro é preocupante. A saída é cada grande clube do Rio ter o seu próprio Estádio em condições para disputar uma final de Libertadores, ou seja, pelo menos 40000 pessoas, e o New Maracanan precisa de outras fontes de receita para que ele se torne viável (ex: Shopping Center no antigo Estádio Célio de Barros, Estacionamento vertical no Parque Aquático Júlio de Lamare e outras opções no terreno ao redor do estádio). Creio que com essas outras fontes de receita o ingresso pode ficar mais barato. Sobre o Tombamento do Maracanã? Após a reforma da Copa do Mundo ele já foi desvirtuado. Amigos, mudar o rumo é preciso! SRN!

    Reply
  9. Fico pensando no que pode estar acontecendo e não consigo entender… o elenco não é ruim, temos boa estrutura, salários estão em dia faz tempo e, mesmo assim, não temos resultado.
    O treinador faz diferença, claro! Mas certamente nosso problema não é só esse, tenho que concordar.
    Agora… querer Ze Ricardo é dose pra mamute. Cuca, ao meu ver, passaria longe da Gávea. Nunca imaginei dizer isso, mas meu treinador hoje seria o Felipão, que vem de um bicampeonato na China. Diante do que temos disponível, seria a melhor alternativa.

    Reply
  10. Fraco é a VARIEDADE.

    Não é que esse tecnico seja muito bom, é que os OUTROS NãO SãO MUITO MELHOR NãO. Personalidade ele tem e mexeu sem MEDO.
    Escolher o que ? Quando se fala em técnicos não há muito a escolher.
    Olhem os jogos da Libertadores ano passado o Diego se destacou muito pelos LINDOS chutos de fora da área. Esse ano passou a querer sempre infiltrar para finalizar de perto e o resultado foi o desempenho dele despencou. Esse time não chuta da entrada da área, é um futebol OBVIO, sem aqueles fura bola. Só chutinho colocadinho ?

    Parecia pelada CASADOS (FLA ) X Solteiros (eles)
    Vi ontem um time de AMIGOS batendo uma PELADINHA. Nem parecia jogadores profissionais.

    Os JOGADORES NãO SE COBRAM. Esse é o mal. .

    Reply
    • Não sei se o Barbieri é tão destemido assim. Afinal, manteve o Diego (que vivia uma noite infeliz) até o final. Acho que ele deveria ter sido substituído pelo Geuvânio e aí o Paquetá teria alguns minutos para jogar mais centralizado, sua posição de origem, e Vinicius e Geuvânio nas pontas com Lincoln de centro avante. Creio que a movimentação seria mais intensa e efetiva com essa formação.

      Reply
  11. DETESTO ELENCOS CAROS.

    O FLAMENGO e o Palmeiras gastam e o Gavião vai lá com seus times BARATOS, mas ARRUMADOS e obsecados por titulos e ganham os campeonatos.

    Reply
  12. Caro Kleber, obrigado pela atenção e pela informação. Considero que um estádio de nossa propriedade é de fundamental importância para o nosso futuro inclusive para a implementação de campanhas de fidelização de sócios torcedores. A fale news me deixa decepcionado.

    Reply
  13. Caro, presidente e amigos do blog.

    Acho que se o Luxa não tivesse soltado os cachorros quando foi demitido por essa diretoria, com certeza ele seria o técnico para esse momento turbulento. Pra mim ele tem todas as credenciais para isso: é rubro-negra, conhece a casa, tem experiência, tem títulos nas costas, é xerifão, vencedor, não come história de medalhão… Mas se não fosse as cornetadas que ele deferiu na época da demissão, estaria na Gávea nesse momento e Bandeira como é orgulhoso e vaidoso, jamais aceitaria ele de volta. Uma pergunta: vocês acham que se fosse um técnico cascudo na beira do campo no último jogo, o Henrique Dourado ( que não está jogando absolutamente nada) iria sair de biquinho????

    Sobre a despedida de Júlio César, eu não vejo como arriscado e impróprio não. Pelo contrário, acho que é uma boa oportunidade do time tentar fazer as pazes com a torcida e aproveitar a vibe de um Maraca lotado. Sabemos que no futebol não tem lógica, mas se o Flamengo com o investimento no elenco que fez se preocupar com momento impróprio num jogo um América -MG da vida, pode mandar fechar as portas da Gávea então .Aí é o fim do mundo.

    SRN

    Reply
  14. “Acordem!”

    Lendo de passagem a grande maioria dos comentários, ficou claro que 99% estão concentrados em criticar o elenco, ok!

    Mas o que os amigos não estão entendendo é que qualquer jogador não renderia nada nessa estrutura leniente, desestruturada, sem expertise montada pelo EBN e Cia.

    A imprensa Carioca e Paulista não fala em outra coisa! Eles estão convencidos que o problema do Flamengo é de gerencia, e que jogador jogando mal é problema técnico individual, mas que grupo todo jogando mal é problema de estrutura, no nosso caso gerencial.

    Então meus Srs. acordem! Se colocarmos Diego, ER7, Arão, Ceifador, Guerrero e tantos outros bons jogadores do nosso elenco jogando em um clube com presidência extrudada (como o Corinthians), podem ter a certeza que estes caras renderiam muito mais.

    Em tempo, “CADÊ O TÉCNICO PELO AMOR DE DEUS?”

    Reply
    • Caro Nino, se você estiver falando em termos de estrutura de departamento de futebol, eu concordo com você. Se estiver falando do EBM pessoalmente, eu respeitosamente discordarei, não por achar que o EBM faz um trabalho excelente perante o futebol, ao contrário do que faz no campo administrativo-financeiro. Acho que falta, sim, alguém mais “cascudo” para trabalhar com o Lomba e ter poder sobre o grupo. Isso é essencial, uma vez que, se o grupo começa a achar que pode fazer o que quiser e tá tudo bem, o clube é quem paga a conta.
      Só que o presidente não está lá para tomar todas as decisões e ficar ele, pessoalmente, procurando a solução para os problemas. Ele delega aos seus Diretores as atividades e as propostas encontradas são, então, levadas a ele. É um sistema ortodoxo de gestão. A decisão final passa, sim, por ele, mas tem muitos outros atores envolvidos, como nosso caríssimo Kleber Leite sabe perfeitamente pela extensa vivência do clube que possui. E que, até, me corrija se eu estiver escrevendo alguma bobagem nesse sentido.
      Apesar de muitos terem se sentido aliviados com as demissões do Carpegiani e do Rodrigo Caetano, acho até que o RC acabava tendo alguma moral com os caras, afinal, ele os contratava, então, tinha alguma tarimba para cobrar. É isso que nos falta atualmente. E falo até em um nome que tenha uma moral gigante e seja um líder e motivador nato. Mas quem é essa pessoa? Por pior que seja dizer isso, só consigo pensar no Paulo Pelaipe. E digo esse nome não por achá-lo competente, por exemplo, para contratações ou por ter uma boa imagem (como seria o caso do Leonardo, ex-lateral). Talvez duas boas tentativas, mas aí seria mais na língua da boleirada do que em outro aspecto, seriam o Alessandro, que fez essa função no Corínthians ou, melhor ainda, a meu ver, o Fábio Luciano, que entende de bola, de jogadores, é estudado e tem muita moral com a torcida. Mas também pesa aí a questão de como ele se sairia em contratações…
      SRNs!

      Reply
      • Marcus,

        Eu acho que devemos deixar alguns nomes no passado!

        O problema esta especificamente na cadeira da presidência!

        Saiu Wallin, saiu Pelaipe, saiu RC, saiu ZR, Rueda, Márcio Araújo, Vaz e as coisas continuam na mesma?

        Esta mais que comprovando que os modos operante do EBM no campo esportivo não funcionam. Na mesma medida que ele acerta no campo administrativo erra no campo esportivo.

        Reply
        • Mas, quando você diz que alguns nomes devem ficar no passado, então, não temos aqui campo para treinadores como Luxa, Cuca, Felipão, Dorival Jr ou outros medalhões no Flamengo. Aí, passaria a ser acertada a decisão de continuar com o Zé Ricardo, à época, e, agora, com o Barbieiri. Ninguém quer o Barbieri porque ele é novo. Mas, até outro dia, falavam em Jair Ventura, em Fernando Diniz, enfim, justamente em treinadores NOVOS. E não é dizer que eles ganharam alguma coisa, pois não ganharam nada. Só fizeram algumas boas equipes em times pequenos, assim como o atual treinador do foguinho está fazendo.
          O problema é que técnicos brasileiros são, em geral, ruins. Tanto é que fazem boas temporadas da mesma forma que fazem péssimas e são demitidos. E o torcedor brasileiro não tem paciência com nada. O certo, que seria ter um elenco e treinador definidos no início da pré-temporada já cai por água abaixo com qualquer empate no carioquinha ou com o simples fato de parte da torcida não aprovar algum nome. Então, aquela coisa que “tem que melhorar” o futebol, parar de demitir treinador toda hora, deixar trabalhar mais tempo, no Brasil, nunca vai ser algo natural. Exceções confirmam a regra, casos, no momento, de Renato Gaúcho e Carille.
          SRNs!

          Reply
  15. Ontem ao menos uma notícia boa, o River venceu!
    O negócio é torcer para o River vencer a próxima em casa e chegar na última rodada já classificado. E o Flamengo, conseguindo pelo menos um empate contra o Santa Fé mantém uma distância de 2 pontos para o terceiro colocado.
    Assim teremos um jogo em casa contra um Emelec já desacreditado para encaminhar nossa classificação.

    Reply
    • Boa noticia?????????????????? Onde???????????????? Isso só mostra que já na próxima rodada cairemos para a terceira posição do grupo… E com a desculpa de que foi na casa do adversário sob a tutela de gente que não entende de futebol… Acorda, o cenário é desastroso!!!!!!!!!

      Reply
        • Márcio, a dinâmica dos jogadores é a seguinte:

          Eles estão vendo que as coisas estão erradas e sabem que não vai funcionar! Estão sentindo o clima adverso, seja administrativo ou político.

          A outra questão é a grande pressão da torcida e da mídia. Outro ponto são os excelentes salários que eles recebem! E qual é a resultante disso? O que eles pensam?

          “Bem não somos diretores e nem da parte técnica do clube, vamos correr, fazer o máximo, se não der tbm não sofreremos”.

          É assim, eles não vão bater de frente com a torcida, não vão bater de frente com o técnico, e não vão bater de frente com a diretoria e nem entre eles mesmos.

          Reply
          • Nino,
            As coisas erradas são os próprios jogadores, com total anuência da diretoria!
            O pensamento deles, a falta de compromisso e comprometimento são patrocinados pela diretoria que por sua vez está se lixando para resultados esportivos, nadam de braçada nas finanças e isso é louvável!!! Mas já coloco em dúvida esta competência, ganhar de um lado e jogar fora do outro em investimentos sem retorno (os mega salários) é na verdade gestão temerária!!!!
            Esses caras não vão bater de frente com ninguém porque o que querem de verdade é não serem incomodados. Ademais a escalação, o esquema tático e tudo o mais é decido, tão somente, por eles. Perceba as substituições, são sempre as mesmas peças sacadas, o garoto propaganda de gel é intocável…O H. Dourado e o ER7 deixaram claro na quarta feira os motivos de manter o estagiário no cargo, são eles que decidem!!Mas enfim, são só mais alguns meses de desespero.
            Em tempo, provavelmente direcionarão todas as forças para CB, uma vez que a CBF já divulgou premiação milionária para o campeão e nossas estrelas vão pleitear, além dos gordos salários, o percentual de conquista…$$$$$$$
            Deixo um link com um texto interessante.
            https://globoesporte.globo.com/blogs/meia-encarnada/post/2018/04/19/o-flamengo-e-a-cabeca-fraca.ghtml

            Um forte abraço.

      • O importante é estarmos classificados na ultima rodada, para isso, vai ajudar muito ter um River menos preocupado com o resultada da última partida.
        Nossa disputa é com o Santa Fé, não podemos perder para eles, daí pra frente, pegaremos um Emelec já praticamente eliminado em casa e um River já classificado fora.

        Reply
    • Como escreveu seu xará, Arthur Muhlenberg, “O River está constrangendo o Flamengo a se classificar pras 8as da Libertadores. Tem tudo pra dar ruim.”
      SRNs!

      Reply
  16. Misturar festa e despedida com jogo de campeonato é fria! Vide a fatidica eliminação na Libertadores 2008. Ainda que o América seja um time fraco, não justifica. Deveriam ter feito um jogo amistoso e pronto.
    e quanto ao Julio Cesar ser titular no Flamengo como muita gente defende, ele era 3o reserva no Benfica! Não, ele não tem a menor condição de ser titular.

    Reply
    • Eu acho que o JC merece se despedir em um jogo oficial. E não acho que isso vá trazer clima festivo ou desatenção do time ou coisa parecida. Acho que, se o time jogar melhor que o América-MG (e eu espero que o faça), não vai ser o JC quem vai estragar isso, nem o nosso desempenho no campeonato.
      O jogo de 2008 que você cita não foi uma questão de jogo festivo meramente. Eu estava lá e, pior, era no dia do meu aniversário! Estava comemorando com os amigos e vendo aquilo. O problema, naquela vez, foi o salto alto que o Flamengo calçou por ter feito 4×2 fora de casa. Como podia perder por 2 gols de diferença, abdicou de jogar e ficou esperando os caras com o 0x0. Depois do 1×0, continuou esperando. Com 2×0, foi um pouco pra cima, mas não muito, esperando o tempo passar e pensando que, eventualmente marcaria. Quando eles fizeram 3×0, num desvio de bola fatal na barreira, o time ficou completamente perdido e apático. Ficaram nervosos, a torcida se calou e se instalou um silêncio geral. Ninguém mais achava que o Flamengo faria 1 gol para se salvar da eliminação vexatória. Todos só ficaram sentados perplexos, mesmo quando o jogo acabou. Eu fui um que não consegui levantar e sair logo.
      Mas, pelo menos, os jogadores mostraram vergonha na cara ao sair de campo naquele jogo. Hoje em dia, iam dizer que tinham feito o possível, que o jogo foi equilibrado, que tiveram mais chances, que fizeram de tudo pra ganhar e blablablá…
      SRNs!

      Reply
    • Em relação à Libertadores, a minha esperança morreu na quarta-feira.
      Já no que tange ao Brasileiro, a minha esperança é não cair para série B.

      Reply
  17. Caro Kleber e colegas rubro-negros !
    Hoje vi uma notícias no qual me fez refletir, que o encerramento de contrato do treinador do Arsenal o competente Arsène Wenger depois de 22 anos no cargo, e aí eu me pergunto, quais os motivos fazem com que o clube e o treinador mantiveram uma parceria durante tanto tempo ?
    Ok .. muitos podem dizer, que a europa é outra cultura, blá blá blá
    A verdade é uma só, com todo o respeito ao M. Barbieri que não tenho dúvidas seja um profissional de muita competência e com um futuro promissor, mais o Flamengo é maior que tudo isto, estamos falando de uma entidade que tem mais de 100 anos de existência, e daqui a 100 anos vão continuar falando do Flamengo e todos nós iremos passar. Sempre defendi o ZR, mais precisou vir o Rueda é dar moral ao Paquetá ? Alguns podem ou não gostar, mais precisamos de um técnico de bagagem, que esteja na beira do campo na Colômbia e na Argentina comandando a equipe, e não vejo outro profissional que não seja o professor Luxemburgo para assumir esta missão.
    Sds rubro-negras !

    Reply
  18. Luxemburgo agora é youtuber. Ninguém mais o quer no futebol, então ele vai virar um personagem na internet.

    Sinceramente, acho que o Flamengo tem jeito e não entendo por que novamente a torcida escolhe seus vilões como é o caso agora do Diego. Todos os anteriores saíram merecidamente, mas nossa torcida e imprensa principalmente insistem em achar culpados. O vilão da vez é o Diego que peca por ação e não omissão.

    Ontem falei sobre o time e vejo Paquetá ao lado do Cuellar com Diego a frente de ambos. Um na direita, VJr na esquerda e Lincoln na frente enquanto Guerrero não volta. Não é tão difícil assim. E chega de zaga velha!

    Reply
  19. Caro Kleber,
    Nós estamos falando muito em técnico e de repente e talvez, algum nome já possa está bem encaminhado. Nunca se sabe.
    De toda forma hoje no Brasil, temos muitos técnicos parados, alguns com nomes e bons trabalhos, alguns com nomes e em fases desinteressadas e outros verdadeiramente esquecidos.
    Caso possas e ache interessante, faça uma enquete para vermos quais os que estão parados poderia ser um bom nome, e lógico, também entre os que estão empregados, mesmo sabendo, que o Renato é quase uma unanimidade.
    Fica a sugestão. De repente essa diretoria ver e acorda.
    SRN

    Reply
  20. Kleber,
    Estive ausente por um tempo, mas fico feliz com a citação de parte do meu comentário! Eu gostaria de ver o Vitor Gabriel por mais vezes.
    Ele tinha sido convocado para a seleção sub-20, não sei como foi o desempenho.

    Reply

Comente.