O poder mágico da vitória

(Foto: Carlos Gregório Jr/ Vasco.com.br)

O momento do Vasco, um de nossos rivais históricos, traduz com enorme clareza a importância da vitória neste esporte mágico que é o futebol.

A semana vascaína tinha tudo para dar errado. Caindo pelas tabelas e, pela frente, o compromisso contra o Flamengo, líder do campeonato.

De forma surpreendente, o time se supera, joga o seu melhor futebol no campeonato e, transforma um empate em vitória moral…

Quando as coisas começam a se ajeitar, pelo bom resultado obtido contra o grande rival, o time viaja para Santiago, na tentativa de uma vitória improvável contra a “La U”, ao invés de paz, de tranquilidade para atingir o difícil objetivo, surge a tal foto que recolocou lenha na fogueira, tumultuando de vez o ambiente.

Aí vem o jogo. Com determinação, falhas dos adversários e sorte, o Vasco consegue uma vitória por 2 a 0, garantindo vaga para a Copa Sul-Americana. Dos males, o menor…

Após o jogo, o ambiente vascaíno – que era de terra arrasada e de perspectiva imprevisível pelo episódio da foto – como num passe de mágica, se transforma radicalmente , onde as palavras mais ouvidas foram vitória e perdão…

Em síntese, no futebol, tudo pode. Menos perder.

No futebol, o remédio para todos os males é a vitória. Sempre foi e, será sempre.

1 Comentário

  1. Caro Kleber, com certeza o resultado comanda sempre as ações nos clubes brasileiros, onde paciência é artigo raro. Basta, por exemplo, que o Flamengo vença o jogo de hoje e, certamente, as ruas serão invadidas por rubro-negros certos de uma vitória contra o Atlético MG na próxima rodada do Brasileiro, culminando com a volta à liderança do campeonato. Do céu ao inferno, ou vice-versa, se vai em questão de um único jogo. Basta vermos o antes e o depois dos jogos contra a Chapecoense, o Emelec e o Vasco. Não tem muita gente acreditando nem em empate hoje, que dirá em vitória. Pensam em perder de pouco. Porém, em caso de uma vitória, o cenário muda completamente.
    Sobre o Vasco, sim, estão se doando, conseguindo se isolar da conturbada política do clube e conseguindo alguns resultados bons para eles. Mas esse pique não vai durar muito. Basta uma ou outra venda na janela, lesionados, suspensos etc. Uma hora o calendário vai cobrar.
    SRNs!

    Reply
    • Marcus,

      O Vasco tem uma conturbada política interna e o Flamengo tem um conturbado presidente!

      O resumo da ópera é a classificação do BR do ano passado, onde até a última rodada corremos o risco de ser ultrapassado pelo caótico clube cruzmaltino.

      Lembrando que nós frequentamos todo o campeonato o G4 e o Vasco o Z4.

      A comparatividade é simplesmente ridícula!

      Reply
  2. “No futebol, o remédio para todos os males é a vitória. Sempre foi e, será sempre…”, perfeito seu comentário, ilustre KL. As vitórias são fundamentais, pois trazem confiança e tranquilidade, mesmo que as vezes mascarem os erros dentro e fora de campo…
    Ainda que num mar de tempestades e com elenco fraco, nosso Z.Ricardo tem conseguido conduzir bem o Vasco . Claro que, esse ano, títulos não virão, mas tem obtido resultados dignos e impressiona o espírito de luta da equipe, mesmo diante de adversários superiores tecnicamente. E não falo só do jogo diante da LAU , até porque os chilenos também são muito fracos , mas sim na temporada. Provavelmente outro treinador já teria jogado a toalha …
    Isso quer dizer que estou preocupado com o Vasco? Óbvio que não! Mas sim vale uma reflexão sobre a demissão rubro negra de Z.Ricardo. Fato ocorrido para atender o desejo de jogadores e um diretor executivo mercenários.
    Enxergo ZR com competência e grande potencial de evoluir. Lembrando que com ele ganhamos nosso ultimo titulo.
    Quanto ao nosso jogo de hoje, espero que tenham deixado a soberba e a incompetência no RJ , mas portem na bagagem a raça e a vontade de vencer, caso contrario poderemos voltar goleados…

    Reply
  3. O Vasco jogou bem contra o Flamengo ou o Flamengo não jogou nada….alias de Vasco faço questão de não entender nada mesmo. É notório que o Flamengo precisa de reforços, além de um treinador é claro. Surgiu a especulação em torno do nome do lateral esquerdo Douglas Stos de 24 anos , que joga no rebaixado Hamburgo da Alemanha, notícias dão conta que o clube alemão, teria pedido 4 milhões de Euros ou 32 milhões de reais pelo meio desconhecido atleta. Isso teria assustado os dirigentes rubro-negros, outra especulação dá conta que o clube da Gávea poderia estar interessado no tb lateral esquerdo ex Barcelona Adriano de 33 anos, é o que resta dessa festa para os clubes brasileiros, trazer jogadores velhos, decadentes e sem valor de mercado , pois jogadores ainda na ativa, nossos clubes infelizmente não têm poder de fogo para contratar, vide Rómulo e Diego Ribas, que hoje se arrastam pelos campos de futebol, embora haja torcedor que não quer acreditar na decadência visível do referido meia…..

    Reply
    • não fará nenhuma falta… aliás, no meio da temporada, o homem forte do clube sai para ir trabalhar em campanha política. Dá para se imaginar o quão esteve preocupado com o Flamengo nesses anos… não é questão de coincidência o futebol não ir pra frente na gestão EBM

      Reply
  4. Eu sonhei que voltávamos de Buenos Aires com uma acachapante derrota!

    Espero que o sonho não tenha passado de uma manifestação de temor do meu inconsciente.

    O jogo de Buenos Aires para mim será um divisor de águas, apesar de não valer nada a não ser 1o. ou 2o. do grupo, vale muito do ponto de vista comportamental do time.

    O jogo de Buenos Aires é o tipo de jogo clássico que nós enfrentaremos na Libertadores, ou seja, torcida, muita pressão e muita adversidade.

    Sinceramente imaginar um sucesso logo mais é imaginar uma total reversão de expectativas de um time mal orientado tecnicamente e de jogadores que psicologicamente não demonstram estarem sintonizados com o espírito da competição.

    Irmãos…”Oremos”!

    Reply
    • Caro Nino, ontem falei sobre a minha ideia de poupar titulares em prol do Brasileiro e sua opinião foi de que poderíamos voltar goleados de lá. Agora o seu subconsciente manifesta isso num sonho em que, suponho eu, jogamos com o time titular? Hehehehe.
      Brincadeiras à parte, se fosse perder por perder, era melhor fazer o que eu escrevi ontem e poupar uma galera. Aliás, a minha dupla de volantes é a que vai jogar: Cuellar e Jean Lucas. Diferiu pelo Paquetá jogando pelo meio para manter o ER7 na ponta.
      Eu não vou dizer que “seria bom tomar um sacode pra ver se algo muda”, porque, primeiro, não quero o Flamengo derrotado nunca. Segundo, porque, depois da eliminação no carioqueta, teve aquela catarse toda no clube e continuamos assistindo basicamente ao mesmo futebol com muito pouca melhora. Mesmo assim, o que melhorou foi a saída do Éverton Cardoso e a consequente entrada do V. Jr.
      Como eu também escrevi no outro post, não sei mais o que precisa mudar no Flamengo, pelo menos a curto prazo, para as coisas se encaixarem e o time finalmente começar a mostrar um futebol à altura da melhora de estrutura e desenvolvimento dos últimos anos. Não sei se o problema é presidente, diretoria, comissão técnica, treinador, jogadores… mas fato é que algo precisa ser feito, já que não podemos ter um elenco muito mais qualificado do que a maioria (poucas exceções, como 2009) dos times de cabeças-de-bragre que vimos na maior parte desse século com a camisa do Flamengo. Parar agora para constatar que dá saudades de Ibson, Kleberson, Toró, Juan “marrentinho”, Souza “Caveirão”, Obina, Brocador, André Santos, Leandro Damião, entre outros, é realmente de doer a alma…
      SRNs!

      Reply
      • Belo texto Marcus.

        Respondendo a sua preocupação, o que precisa mudar é precisamente a diretoria, especialmente o presidente.

        Ontem escrevi sobre o Auter-Ego do EBM, e a maior demonstração desse sintoma em um ser humano é o relacionamento com seus próprios filhos. É precisamente isso, EBM é paternalista, acomodado, exatamente uma mentalidade de funcionário público. É óbvio que esse espírito nunca iria ter sucesso no Flamengo.

        Sobre o jogo, gostei da provável escalação inicial do time, porém tenho dúvidas sobre a capacidade do técnico e dúvidas sobre os brios dos jogadores.

        Saudações!!!!

        Reply
    • Nino,
      Eventual derrota na Argentina (resultado completamente normal) vai gerar uma pressão desnecessária, em um time já classificado para a fase final…

      Reply
      • Diego,

        Uma vitória e uma derrota, bem como um empate seriam resultados perfeitamente normais em um ambiente de normalidade.

        Porém normalidade é justamente o que não existe na Gávea! Todos estamos profundamente incomodados com a permanência do Barbieri no comando técnico do time.

        Precisamente é a partir dessa equivocada decisão é que o clube não esta em uma normalidade, e sim em uma excentricidade irresponsável de quem o dirige.

        Assim uma derrota será um caos e uma vitória uma redenção, ambos os sentimentos fora de uma realidade razoável.

        Vimos de uma insatisfação com o ZR, um embuste com o Rueda, um ufanismo corporativista do RC com o Capegiani e agora com essa loucura do EBM com o Barbieri.

        Que geração de expectativa o nosso presidente esta projetando com estas decisões?

        Reply
  5. Voltando ao assunto treinador.
    Li agora que o Rogério Ceni faz um excelente trabalho no Fortaleza, líder isolado da série B… Seria um bom nome?

    Reply
  6. Ê isso Kleber.Precisamos de vitórias seguidas.È o melhor remédio para desânimo,baixo astral,cornetagem e uma renovação de crédito para o time.As críticas ficam mais suaves,volta a tolerância.Hoje ganhar em BA deverá ser muito bom,trazendo os benefícios acima.
    Vencer,vencer ….!!!!!
    SRNs…

    Reply
  7. Um time pode sair GOLEADO de um jogo, mas jamais deve ENTRAR já DERROTADO.

    Vamos a Argentina LUTAR por uma VITORIA, se iremos perder ou ganhar é IMPREVISIVEL. A unica certeza é que nâo devemos entrar abaixo deles.

    A historia do Flamengo mostra que podemos até ter perdido partidas, mas JAMAIS o FLAMENGO entrou em campo DERROTADO.

    A LUTA é pelas vitorias. Não DAMOS vitorias aos adversários ELES tem que consegui-las, OU NâO !!!

    Isso é FLAMENGO !

    Reply
  8. Desafinou !!

    O time do vasco desafinou. Saiu do tom. Que estranho !!

    A linda musica que o vasco vinha compondo em campo desafinou nos 2 ultimos jogos.

    Reply
  9. Caros,
    GIGNAC no Flamengo?
    Existe essa possibilidade?
    Tenho um amigo Francês que o encontrou no México e me informou que o GIGNAC adorou o Brasil durante o período da copa.
    Será que seria uma boa?

    Reply

Comente.