O show foi da torcida

Fabio Koff (Foto: Adriana Franciosi / Agência RBS)

Antes do nosso papo sobre o jogo, duas mensagens. A primeira, para lamentar a grande perda do futebol brasileiro. Fabio Koff deixa uma enorme lacuna, pois foi a liderança que, durante muito tempo, conseguiu o milagre da união entre os clubes brasileiros.

Tive a honra de, em determinada reunião do Clube dos 13, propor a mudança de estatuto da entidade e, com isso, Fabio Koff pôde estender o seu mandato. A mudança foi a de permitir que ex-presidentes de clubes também pudessem exercer a presidência. Até então, só os presidentes de clubes, com mandato em vigor, poderiam presidir o clube dos 13.

Muito tempo depois, disputei com ele uma eleição no Clube dos 13, em que foi ele o vencedor com 12 votos contra 8. Não éramos inimigos. Apenas, naquele momento, tínhamos visões distintas sobre o futebol brasileiro.

O meu abraço sincero à sua família e ao mundo tricolor gaúcho. Fabio Koff foi uma das mais marcantes lideranças do futebol brasileiro.

Missão mais do que cumprida. Descanse em paz, amigo.


O segundo tema, para agradecer às mensagens de carinho e apoio aos amigos do blog sobre a notícia da minha absolvição no Conselho Deliberativo, que, na realidade, seria uma redundância. Este assunto está sepultado, pois fui absolvido, por ampla maioria, pelo Conselho de Administração, onde os beneméritos do clube, de acordo com o estatuto, são julgados.

Em síntese, esta vitória já comemoramos lá atrás.


(Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)

Agora, o jogo

Quase, por muito pouco mesmo, uma linda festa correu sério risco.

O Flamengo, que dominou todo jogo, não conseguiu traduzir esta superioridade em gols e, aos 40 do segundo tempo, tomou uma bola na trave.

O time começou com Geuvânio e Ceifador, que nada produziram. Entraram Jean Lucas e Guerrero e, claro que o time melhorou. Guerrero, nota-se com clareza, continua sabendo jogar bola, mas precisa de ritmo de jogo. Precisa jogar…

Fora a individualidade exagerada, principalmente no primeiro tempo, as atuações estiveram em plano bem razoável.

O que interessa é que a classificação foi garantida. Destaque absoluto para a nossa torcida, que deu um verdadeiro show no Maracanã. O nosso maior patrimônio esteve em noite de rara inspiração, amor, entrega e beleza.

Que torcida é essa!!!!!!!!!

1 Comentário

  1. Kleber, não foi bom mas também não foi ruim. Poderíamos ter vencido, se não fosse o excesso de individualismos. Rodnei e Renê estiveram muito bem. Ceifador e Geuvânio , mais uma vez, estiveram mal. A Ponte Preta foi um adversário que apresentou um bom futebol , notadamente seu sistema defensivo. Estamos classificados e isso é que importante.

    Reply
    • Olhando apenas o resultado e esquecendo as deficiências apresentadas. Lembre-se que sem um bom rendimento, as chances de triunfo diminuem, fica dependendo da sorte(como hoje) e dos lampejos individuais.

      Para ganhar é preciso mais que sorte, tem de ter eficiência e um bom trabalho.

      As deficiências que o time apresentava e que pensávamos que tinham sido corrigidas, na verdade não foram, e o desempenho desde o jogo contra o Inter é a prova disso.

      O individual, chuveirinhos e bolas altas voltaram no lugar das boas jogadas com triangulações e tabelas rápidas que são muito mais eficientes. E olha que pegamos um clube que sofre na série B.

      Reply
  2. Como falei aqui, alguns jogadores precisam descansar. Hoje, Vinícius Jr, Paquetá, Cuellar e Rever estiveram bem abaixo. Jogando a cada 3 dias e viajando pra lá e pra cá, é nítido o cansaço. Deveriam ter descansado hoje, mas provavelmente serão poupados no domingo, no jogo que vale a liderança do Campeonato Brasileiro.

    Gostei do Jean Lucas. Acho que o Flamengo ganha uma boa opção no meio-campo. Aliás, por que Geovânio e não Marlos Moreno?

    Reply
  3. Valeu pela classificação é só!

    Fiquei muito surpreso com a ineficiência do nosso (deles) Vini. Isolado na ponta com marcação e sobra, aceitou a marcação e errou praticamente tudo que tentou.

    Mais uma vez Guerrero confirma sua categoria, mesmo fora de forma, o time melhorou muito com sua entrada, mas a ressaltar que nos classificamos com um gol do Dourado no jogo de ida, afinal futebol é bola na rede.

    Outro dado que me contrariou foi como esse time joga para trás, é impressionante. Os jogadores não tem ambição de ir a frente com a bola, ou tem medo de ir.

    Reply
    • Vinícius Jr sendo um pouco mais objetivo vai ser melhor para todos. Acho que em breve ele começa a tabelar com Diego e Guerrero. Hoje estava sozinho.

      Reply
    • Nino, Vinícius contra marcação dupla ou tripla não resolve sozinho, os rivais já perceberam isso.

      Acontece que o estagiário não coloca ninguém para ajudar o menino por ali, como opção de passe, para tabelar e criar algo, é bola nele e que se vire. Reflexo de um time mal treinado,sem coletivo, e dependente de lampejos e chuveirinhos para conseguir algo.

      Além disso ter como companhia o Renê ali pelo lado é duro, mas nenhum meia vem ajudar Vinícius a tramar uma jogada decente, nem, dependendo da situação, se coloca Trauco que ajudaria muito mais.

      Reply
      • Daniel G, existe bom fundamento no seu comentário!

        Senão vejamos
        – Renê não apoia
        – Diego cai pela direita
        – ER7 joga pela ponta direita

        Ok, mas Cuellar joga tanto pela direita quanto pela esquerda, e Paquetá tbm joga pela esquerda.

        Podemos considerar as ponderações, mas o fato concreto é que o Vini é que vai ter condições de resolver isso, errou muitos passes e isso é injustificável.

        Tenho muitas dificuldades em imaginar esse jovem jogador de 150mi jogando no Real Madri.

        Reply
  4. Atuação ridícula, ninguém jogou nada, apesar de que os caçadores de cristos, devam pinçar as atuações de Geuvânio e talvez do próprio Renê. O Paquetá foi uma caricatura de jogador de futebol, o fominha Vinícius JR não foi diferente. A sim o treinador, nos lembrou o Ney Franco, pois o time conseguiu voltar pior para o segundo tempo, bem igual ao treineiro mineiro. A melhor oportunidade de gol, foi da fraquíssima macaca, aquela bola na trave foi o lance do jogo. Poderia ter sido ainda pior, lá aonde assistimos o jogo, teve rubro-negro torcendo pro jogo acabar logo e até quem pedisse o Jonas para garantir o vexaminoso empate, juro que fiquei com vergonha…..

    Reply
  5. Jogo decepcionante. A Ponte veio com um time com 5 reservas. Demos o primeiro chute perigoso com 30 minutos, aquele do VJ.
    O time é fraquissimo, incompativel com o orçamento. Mal treinado, mal escalado, mal arrumado em campo. Porem, desde o evento no aeroporto, luta nao tem faltado. O time se doou, se entregou mas nao conseguiu nada mesmo diante de um time da serie B.
    Concordo com o Henrique. Ha jogadores que sentiram o cansaço. Hj poderiamos ter usado um misto. Mas planejar nao e o forte do estagiário.
    No mundo do faz de conta de EBM, o dos “verdadeiros “ rubro-negros, esta tudo ok, vamos levando. Sem treinador, sem planejamento para o futebol nem para o clube, haja vista a incrível operação de 20 milhoes de reais jogados fora na Ilha.
    Nao se pode continuar assim, brincando de fazer futebol. Isso e Flamengo!

    Reply
  6. Pode-se arrumar mil desculpas, cansaço,gramado, falta de pontaria. Mas o que mais realçou em meus olhos foi o nó tático que nosso estagiário levou de Doriva, se teve uma equipe que mais se aproximou da classificação foi a Ponte, colocando 3 bolas na trave nos dois jogos e um pênalti não marcado. Aí eu pergunto, classificar aos trancos e barrancos em cima de um time que está sofrendo na série B,merece premiação? Pois é o que todos, do diretor ao jogador já tem garantidos. Loucura isso, como se não bastasse nosso investimento e folha salarial ser o quíntuplo da macaca.

    Quanto ao jogo, as deficiências se repetiram, o time teve enorme dificuldade para criar as jogadas, era tudo na base do individual e bolas respingadas, bem diferente do jogo contra o Ceará e no lance do próprio gol contra a Ponte em Campinas, em que o time triangulou,tabelou,e,com isso, deixou companheiros em boas condições de finalizar,como foi com Dourado.

    Porém já no jogo contra o Inter, o time voltou com essas mesmas dificuldades, apelando para lampejos individuais e chuveirinhos, não a toa os gols saíram em lances fortuitos. Isso me leva a crer que as boas atuações foram pontos fora da curva contra rivais fracos.
    Raça dos jogadores não faltou, teve o apoio da torcida, mas nada foi suficiente, o que mostra que o problema do Fla não acabou, afinal, continuamos com uma gestão desorganizada no futebol, e um estagiário no comando, acontece que algumas vitórias contra equipes fracas mascarou isso.

    Reply
  7. Boa noite, amigos,
    O Flamengo é um time muito inconstante. Isso pode ser perigoso quando enfrentar time forte, e mostrar esse pobre futebol de hoje.
    Infelizmente não temos um jogador decisivo. Aquele cara que mete medo no adversário. Acho nossos atacantes com pouco poder de fogo. Sai Dourado, entra Guerrero, e melhora o toque de bola, mas não ameaçamos muito. VJ tem que melhorar os passes e cruzamentos.
    O chato é que um dia temos esperança de ganhar algo importante, e na partida seguinte bate um certo desânimo com a atuação, principalmente tendo enfrentado um time tão fraco e ainda desfalcado.
    Valeu a classificação. Bola pra frente.
    SRN.

    Reply
  8. Precisamos parar de arrumar muletas para esse time, cansaço?? Esse time já fez duas pré temporadas esses ano. Só começou a correr depois de levar uma dura no aeroporto. Se esse time estiver cansado tem que demitir preparadores físicos e tudo mais de novo. Sem contar que time reserva o Flamengo tem??? Aquele que leva de.quatro do fluminense e perde pro Macaé??? Se coloca time reserva..já estava elimido da CB.
    Fato é o time tem limitações muito clara, não tem lateral esquerdo, falta zagueiros de confiança, a lentidão da zaga do Flamengo é gritante. Geovanio é uma caricatura de jogador. Henrique Dourado pode até fazer gol, mas não sabe jogar futebol. Paquetá ontem esteve muito abaixo, mas o principal. Flamengo não tem treinador.
    A parte tática foi uma bagunça gigantesca, foi identico ao jogo na Colômbia, com diferença apenas que depois do esfrega da torcida o time passou a ter mais vontade. Mas a atuação taticamente falando foi idêntica a de Bogotá. Uma bagunça que dá medo.
    Precisamos de treinador e de jogadores… urgentemente.
    Para finalizar: Jean Lucas, prestem atenção nesse menino. Vai ser o mais promissor de todos. É diferenciado.
    Se o chamado centro de inteligência existisse, daria uma olha no zagueiro central da Ponte, um zagueiro muito rápido e ótimo na bola alta ( Henrique) se não me engano. Chega a frente várias vezes na corrida que os atacantes.
    Pena que os caras não são do ramo.

    Reply
  9. Simplesmente desanimador. Colocar a classificação em risco, contra um time de segunda divisão, desfalcado de cinco titulares, com mais de 50 mil torcedores incentivando. O time correu, tem “alguns” valores individuais. Mas não passa confiança! Eu honestamente fiquei com medo e torcendo para o jogador acabar. A Individualidade dessa garotada está demais! Falta comando! E não vai ser um estagiário com currículo de time pequeno que vai resolver isso. EU QUERO UM TREINADOR !! LUGAR DE BARBI É NO FLUMINENSE.

    Reply
  10. FLA CLASSIFICADO!

    Contra time que sofre na série B e veio com 5 reservas. A Ponte teve 3 bolas na trave e um pênalti não marcado. Mas todos ali receberão prêmio por conseguir o feito de eliminar a macaca.

    Classificamos graças ao gol do criticado ceifador,afinal, futebol ainda é BOLA NA REDE. Futebol é jogada trabalhada com triangulações que originou o gol do ceifador, mas pelas últimas atuações aquilo pareceu excessão, pois o estagiário não conseguiu treinar um time capaz de criar jogadas decentes.

    Como disse Alexandre, EBM vai levando, sem treinador, sem planejamento…

    Coitado de quem se iludiu com a vitória em cima do poderoso Ceará.

    Reply
  11. Não sei como.Mas o Flamengo tem que rever,(sem trocadilho) o elenco.Geuvânio,Renê,Pará,Juan,Rèver,não têm condições plenas de jogar no FLA.
    Geuvânio=Não consegue produzir nada.É um a menos no time.
    Renê=Marca mal,deixando espaços,não tem velocidade e não sabe distribuir uma bola dominada.
    Juan=Validade vencida.Apenas um símbolo.
    Rèver=Pesadão,não sabe sair jogando.Se vai marcar na intermediária não tem velocidade para voltar.
    Léo Duarte=Muito verde para ser titular.Precisa de mais rodagem.
    VN,Paquetá=Querem ser protagonistas o tempo todo.Futebol egoísta.Acabam cansando cedo.
    Em Campinas e no Rio a trave salvou.Até quando ????
    Abs.

    Reply
  12. Quanto a Fabio Koff, meus sentimentos a família, não o conhecia e nem sua biografia, mas a distancia, me parece que, houve uma época que ele era um Eurico Miranda Gaúcho…mas descanse em paz !
    Quanto ao jogo, se tivéssemos um treinador experiente e confiante, e um departamento de futebol com planejamento, certamente, teríamos poupado alguns jogadores nesse jogo. Jogar em casa,contra uma equipe da serie B, com 06 desfalques e podendo empatar ? É mais fácil que andar para frente…Flamengo deveria ter entrado com Trauco, Jonas ,M.Moreno, Arão pra suarem um pouco…Penso que o fato do estádio cheio e o Flamengo com todos titulares motivou a fraca P.Preta correr mais…
    Contudo valeu pela classificação. De positivo, as boas atuações de Rodinei e Rene, e de negativo as atuações medíocres de H.Dourado, Geuvanio e V.Jr, sendo que o menino da Real Madrid saiu vaiado…quanto a isso continuo enxergando nele jogador de segundo tempo e o maior estelionato futebolístico aplicado nos últimos 10 anos… Com relação ao maravilhoso show da torcida, esse elenco e essa diretoria não são dignos da torcida que tem…

    Reply
  13. Prezados, jamais pensei ver na minha vida, um time sem sintonia e identificação com a nossa torcida. Foram 50.000 pessoas, cantando, incentivando o tempo todo, e um time gelado, e não foi só ontem. Tenho certeza que no final do jogo, no vestiário, os jogadores perguntaram quem eram aqueles malucos, cantando e vibrando na arquibancada.
    Sds rubro-negra.

    Reply
  14. É impressionante a insistência no geovanio, caramba o cara não acerta nada, parece um menino de 17 anos que acabou de entrar nos profissionais. Aliás se fosse um menino não teria tantas oportunidades como ele ta tendo, é o novo Gabriel 2.0. E por falar em jogador ruim, o que faz arão, Rômulo, ederson, geovanio, mamando a grana do flamengo, o Rômulo ta em um spa, só que recebe pra ta lá, fim de tarde vai pra praia, curte o shopis com a família, de dia vai malhar no ninho, esse flamengo é uma mãe.

    Reply
  15. Meus amigos e cornetas do blog, são seis jogos sem levar gol, nove jogos de invencibilidade, somente uma derrota no ano com o time profissional…. se fosse o Renato Gaúcho seria gênio, deus e outros elogios. Não adianta achar que seremos a seleção de 70, não seremos.
    Numa noite que mais uma vez o VJ não acertou uma jogada, um passe e que alguns jogadores foram muito abaixo do esperado, nos classificamos. Ponto.
    Agora saiu a notícia de possíveis tratativas com o Seedorf. Aí eu parei e desliguem o tubo.
    Saudações com 540 minutos sem tomar gol

    Reply
  16. Repararam a diferença entre a torcida dos ingressos a 150, 200 reais e a de ontem? Essa é a verdadeira torcida do Flamengo, que incentiva, canta o jogo inteiro e faz a diferença. Cansamos de sermos campeões com times medianos, mas com uma garra que os fazia superar as dificuldades. Começou no treino livre, continuou contra América, Inter e Ponte. Agora é só de 50.000 pra cima no Maraca. E viva o preço justo!

    Reply

Comente.