Quarta, é decisão?

(Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)

Mesmo sendo um otimista de carteirinha – e dentro desta linha imaginando uma vitória rubro-negra sobre o Palmeiras – ainda é cedo, pois só Deus sabe o que irá acontecer depois da Copa do Mundo.

O primeiro tema, mais de acordo com o momento que estamos vivendo, é tentar entender como o time vai se comportar nesta quarta-feira. Jogar como vem jogando, valorizando a posse de bola, partindo para dentro do Palmeiras ou, em função das características do jogo, na casa do Palmeiras e contra um time forte, jogar de forma mais cautelosa, até porque o empate não é um resultado ruim?

Duvido que o time seja modificado ou, que o esquema seja alterado. Mesmo jogando na casa do adversário, o melhor caminho para não sair derrotado é não abrir mão do que vem dando certo, ou seja, manter time e fórmula que garantiram cinco vitórias consecutivas.

E, bom não esquecer que, mesmo sem os veteranos na zaga, os garotos estão dando conta do recado. Como boa notícia o retorno de Lucas Paquetá.

No Palmeiras, a Copa e as contusões tiram quatro titulares deste jogo. Portanto, o vento continua soprando a favor e, quando isto é flagrante, a hora é de arriscar, de ser ousado.

A paixão pelo clube é algo mágico. Com a Copa do Mundo começando e com a Seleção Brasileira estreando ainda esta semana, nós rubro-negros só pensamos naquilo…

Por favor, responda rápido: onde está a sua cabeça, em São Paulo ou na Rússia?

1 Comentário

  1. Caro Kleber!
    Minha cabeça está no Flamengo. Aliás, uma vez Flamengo sempre Flamengo. Algo me diz que a a nossa seleção não trás o título, apesar do meu desejo e torcida pelo hexa.
    Na quarta eu acho que devemos jogar mais recuados e ir a forra nos contra ataques para vencer mais uma, isso, sem deixar o adversário atacar muito. Jogar com inteligência e na força dos meninos da Gavea. Acho que ganhamos quarta. Empate também nos serve.
    SRN

    Reply
  2. Prezados,
    É estranho, mas há tempos não consigo ter qualquer motivação para assistir aos jogos da seleção. O último jogo que assisti por completo foi o fatídico 7×1, no domingo consegui ver o primeiro tempo mas logo desisti por total falta de emoção.

    Vamos ver se na Copa vai ser diferente, mas acredito que não… Além disso, apesar de vitorioso nos últimos anos (não contesto a qualidade técnica) sempre achei os discursos e entrevistas desse Tite uma ladainha, não suporto ouvir nem por 10 segundos. Cara chato demais!

    Reply
    • Diego,

      Eu escrevi aqui que achava a Copa de 2014 tinha sido como um divisor de águas em diversos aspectos.

      Parece que o sonho implícito de todo brasileiro era um dia sediar a Copa e ser campeão em casa, e fracassados pela 2a vez me parece que esse ideal caiu.

      Caiu junto tbm a expectativa de nos exibirmos como os melhores!

      Parece que entendemos que sermos os melhores no futebol não significa mais nada, e que esse conceito ilusório pertenceu ao século passado, acho que a ficha caiu.

      Ficamos, acredito menos passionais, menos latinos sul-americanos, o que pode indicar outras mudanças de comportamento.

      Saudações!!!

      Reply
  3. A maior expectativa dos europeus é a Champions, sendo a Copa em 2o. lugar.

    No Brasil a maior expectativa sempre foi a Copa, mas isso mudou definitivamente depois de 2014.

    Os europeus entendem a Champions como um campeonato mais extenso e heterogéneo do que os de seus próprios países locais.

    Aqui no Brasil depois de 2014 a coisa se inverteu. Com estádios novos, o Brasileirão ocupa o lugar de nr. 1 na expectativa do brasileiro.

    Na América do Sul, qual o pais pode ser comparado ao nosso? Nenhum, nenhum mesmo, talvez los hermanos, mas com seus estádios da década de 50, definitivamente não se comparam.

    Respondendo mais objetivamente a sua pergunta meu queridíssimo Kleber Leite: “Mente, corpo e alma voltado para o Brasileirão”, tendo a Copa somente como um distração!

    Seria inocência minha imaginar que o evento Copa não vá se tornar a mobilização da mídia esportiva mundial, e aqui no Brasil tbm assim que a competição for andando, mas definitivamente, essa é a Copa de menor mobilização neste pais.

    Saudações!!!!

    Reply
  4. Sobre seleção, sou muito reticente, já não assisto os jogos completos, não consigo ficar ouvindo comentarios de quem sei o conhecimento passou longe e bem claro, não gosto de narração pela tv.Nada como ouvir Jose Carlos Araujo, Luis Penido ou Oscar Ulisses sabendo que aquela jogada que eles dizem “raspar” na trave, na verdade passou mais de metro de distancia.Verdade que infelizmente não ha renovaçãoi e com envelhecimento dos grandes nomes, o radio tambem vai ficando ruim.Reporteres não temos mais como Kleber Leite, Ronaldo Castro, Denis Meneses e Washington Rodrigues; a coisa está feia, mas tomara que o Brasil nos de um presente, nunca esquecendo que prefiro o presente do Flamengo.

    Reply
  5. Kleber,
    Com certeza, minha cabeça está em SP e não na Russia.
    Agora, minha maior preocupação é com as reposições do elenco. Os jogadores contratados têm demorado de 8 a 10 meses para se adaptar, e começar a jogar bem. Everton Ribeiro, Diego Alves, Cuellar que são craques de bola só começaram a jogar bem mesmo esse ano.
    Berrio, Geuvânio, Marlos Moreno e Ceifador ainda não se encontraram. Se estivessem todos em forma, não teria preocupação com a saída do Vinicius, mas como não é o caso, tendo a me preocupar com o mês de Agosto. Afinal, estaremos em Agosto jogando contra o que existe de melhor no futebol brasileiro. Principalmente com relação ao Ceifador, tenho uma preocupação grande, pois além dele não estar conseguindo atuar bem dentro de suas características, a maneira como o Fla joga não é compatível com o seu estilo de jogo. Então, o que fazer, não é mesmo?
    Em três meses, Fla perdeu o jogador que vinha sendo titular do lado esquerdo (Everton) e seu reserva (Vinicius Jr). Salvo um belo coelho a ser tirado da cartola de dentro do próprio elenco, tenho a impressão de que o planejamento não foi bem feito.
    Eu acho que se contratar qualquer jogador agora, é para pensar no final do ano ou mesmo no ano que vem. Talvez com o time mais ajustado, este tempo de adaptação possa ser diminuído.
    Enfim, o melhor momento para vencer o Palmeiras é agora, por causa dos desfalques e de uma certa instabilidade.

    SRN

    Reply
  6. Sou tão flamengo que a última vez que torci pra seleção foi em 98 pq o Zico era coordenador técnico.
    Em 2006 a parada foi benéfica nos deu um título, no embalo que estamos agora , essa copa veio só pra atrapalhar. Coração de rubro negro não é pra ser dividido nem com seleção. Só cabe Flamengo.
    A propósito gostei demais da Alemanha em 2014 porque jogava de vermelho e preto.
    Jogo de.quarta vale mais que qualquer um dos 60 e tantos jogos da tal da copa.
    Já pensaram em sair com 9 pontos de frente?? É possível.

    Reply
    • Caríssimo Liliano,
      Isso! Sem tirar nem por!
      Fico aqui pensando o quanto essa Copa vai nos privar de ver o Mengão em campo.
      rsrsrsrsrrs…
      SRN

      Reply
  7. O TWISTER está no FLAMENGO.

    Minha cabeça está naquele Santos de Neymar e Ganso. Esse foi o último gande e devastador TWISTER do futebol brasileiro. Esse fenomeno acontece de tempos em tempos e assim como os FURACOES tudo que se pode fazer é ADMIRAR a sua FORÇA e poder. O Santos tinha o Neymar e o FLA tem Vinicius jr. O Santos tinha o Ganso e o FLA tem Paqueta (um ganso TURNINADISSIMO e com a cara de futebol europeu de autissimo padrão).
    Dessa vez o TORNADO passará mais rapidamente aqui no Brasil, mas na EUROPA esse TWISTER será muito mais devastador que o santista. O olho do furacão está se encaminhando pra europa, mas outros AINDA FICARãO NA GáVEA, os novos twisters.
    Enquanto isso nos resta CONTEMPLAR a força desse fenomeno.

    Reply
  8. Mengoooooooo , to é preocupado com a janela de transferência, se além de Vini Jr e Vizeu, também saírem Guerrero e Paquetá, temo muito pelo nosso 2o semestre …

    Reply
  9. Prezados, minha cabeça esta em São Paulo. Tenho duas opções: entraria com Vizeu no lugar do Dourado, ou sem ser retranqueiro, com Cuellar e Jonas de volantes, Paqueta, Everton e Diego, com Vinicius como atacante.
    Sds rubro-negra.

    Reply
  10. Até 4a feira, estarei com a cabeça exclusivamente no Mengão! Durante a Copa, acompanharei o Mengão, mas quero curtir a Copa de forma geral, não só ver os jogos do Brasil, mas todos os que puder. Copa do Mundo é um evento que só acontece de 4 em 4 anos e eu não vou perder essa chance, não importa se teve 7×1, se eu acho que o Cássio e, principalmente, o Fagner não deveriam estar na Seleção ou qualquer coisa desse tipo. O que importa é o futebol. Respeito quem pensa diferente, mas eu assisto até Marrocos x Irã, se puder.
    SRNs!

    Reply
  11. Kleber, segundo o Datafolha 53% dos brasileiros não está nem aí para a seleção do Tite. O Datapaulo me diz que esse percentual é bem maior.

    Reply
  12. Russia ? a troco de que ? pátria de chuteiras, to fora…!!! Jogar na base da cautela, valorizando a posse de bola, muito cuidado com a saída de bola, nunca rifa-la. Aqui no futebol carioca, existe a cultura de se jogar sempre pra frente, talvez por isso os paulistas tenham muito mais títulos do que nós, não há como comparar e não dá pra questionar os números.Cansei de ver o Flamengo jogar fora de casa e tomar o primeiro gol num contra ataque. Mas creio que o treinador Barbieri de formação paulista, não irá cair nessa.

    Reply
  13. Acompanho Copas do Mundo desde 1982 . Hoje pelo fato da imensa maioria dos jogadores estarem no exterior desde muito jovens a torcida acaba perdendo a identificação com a seleção. Além disso o nível técnico dos jogos da copa geralmente é baixo , partidas extremamente táticas , retrancas ferrenhas e inúmeras seleções jogando por uma bola.
    Minha preocupação é com o mês de Agosto e a maratona de jogos a que o Flamengo será submetido. Creio que a comissão técnica deverá priorizar a Libertadores e o brasileiro, jogando a Copa do Brasil com time até misto. Não é o que Eu gostaria, apenas imagino o que será decidido, pois não temos um elenco assim tão forte pra disputar as 3 competições no mesmo nível.
    Precisamos no mínimo de um lateral esquerdo reserva, um Zagueiro pra compor elenco já que Réver e Juan não são confiáveis fisicamente assim como Rodolpho também tem problemas físicos.
    Um Centroavante e um ponta esquerda cairiam bem de igual modo para repor as saídas de Everton, Vinicius Junior, Vizeu e provavelmente Guerrero.

    Reply
  14. Em SP!!!!

    Acabo de receber a notícia que o ótimo jogador, Bruno Fernandes, meio campo de 24 anos, melhor jogador na temporada pelo seu time e convocado por Portugal está livre no mercado. Ele e mais 4 companheiros de equipe (que são mais grossos que ele) mas ele é o único que tem potencial.
    O cara vinha atuando de titular, deu inúmeros passes pra gol e fez também os dele. É um ótimo passador e segundo sites de transferência o valor de mercado do rapaz é só 20 mi de EUR. Se isso não é uma oportunidade de mercado não sei o que é.

    SRN

    Reply
  15. Rússia? Essa seleção de empresários e estrangeiros? Ainda que o time de Tite ganhe todos os jogos de 7×1 , seráo poucos torcedores interessados em torcer, e me incluo neles…dificilmente assistirei algum jogo do time do Tite…
    Quanto ao nosso jogo, precisamos entender que campeonato brasileiro é uma corrida de resistência , não de velocidade! Será um jogo complicado, na casa do adversário, contra o time de melhor elenco do país, independente do que acontecer o campeonato não será decidido na quarta.
    Jogar com inteligência, sabendo que o que acontecer será esquecido pela Copa, podendo arriscar mais, porque o Palmeiras não é vice líder, e muita atenção com a arbitragem, que SEMPRE ajuda os paulistas em SP…
    E segue o Líder….

    Reply
  16. Sou da opinião que o campeonato brasileiro deveria ter parado no domingo. Agora, as atenções já estão divididas com quase toda a imprensa esportiva na Rússia. Lógico que na hora do jogo o foco será 110% no Flamengo, mas já começo a pensar no final de semana e a agenda de jogos da Copa.

    Sobre quarta, é decisão sim. O Flamengo precisa entrar com espírito de final de Copa do Mundo, pois hoje a vantagem para o 2o colocado é de 6 pontos. Na volta da Copa, o primeiro jogo é contra o SP. E aí, pode igualar. Que o Flamengo vença essa competição no dia 15/11, data do aniversário.

    Reply

Comente.