Continuamos correndo atrás

(Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)

O título poderia ser, inspirado nos mais antigos, “Tudo como dantes no quartel de Abrantes…”. No fundo, continuamos um ponto atrás do São Paulo que, meteu 3 a 1 no Sport, em Recife. Nas escalações, Ceifador foi a surpresa no Flamengo, enquanto que Mano Menezes confirmou o time 100% reserva.

O primeiro tempo, com o Flamengo tendo muito maior posse de bola, definiu o placar do jogo. Bela jogada de Éverton Ribeiro, com gol de bico do Ceifador.

No mais, só mais uma bela jogada de Éverton Ribeiro, que o goleiro defendeu. Trauco foi decisivo, pois salvou um gol, rigorosamente, em cima da linha, com Diego Alves já batido.

No segundo tempo, só corremos risco quando Mano Menezes colocou em campo Arrascaeta e Thiago Neves.

Destaque absoluto para a defesa ESPETACULAR deste goleiraço que é Diego Alves. No nosso time, Diego Alves, salvou a lavoura.

Rodinei, muito ativo. Zaga, sem erros. Trauco, salvador. Piris, começou atabalhoado. No segundo tempo, cansou. Não vou analisar por um jogo, mas custo a crer que na nossa base não haja um jogador para a função, no mínimo, com a mesma qualidade técnica do jogador paraguaio.

Éverton Ribeiro foi o mais lúcido e criativo jogador do Flamengo. Diego, muita luta e pouca criatividade. Paquetá, prendendo a bola além da conta. Volto a colocar que acho um crime escalar Paquetá como volante.

Vitinho, mais ou menos. Pelo que custou, ficou devendo. E, o Ceifador, hoje, Ceifou…  Dos que entraram, gostei da disposição de William Arão.

Alguma providência precisa ser tomada. Na mais importante competição nacional, que é o Campeonato Brasileiro, times reservas continuam sendo escalados. Isto é puxar o tapete do torcedor e dos patrocinadores da competição.

Agora, de volta à Copa do Brasil, onde Flamengo e Grêmio, jogarão completos, com seus principais jogadores. Ainda bem…

1 Comentário

  1. Kleber cheguei do jogo agora mas gostei mt do Piris e ceifador foi mt bem….de resto concordo com vc as avaliações…..sugiro pensarmos em um ponto….para o jogo de domingo contra o Atlético PR,onde historicamente jogamos mal e como ceifador está suspenso….pq não colocar Piris com Cuéllar de volantes e Paquetá centroavante onde já jogou….se no segundo tempo as coisas estiverem mal,tira Piris,recua o Paquetá e coloca o Lincoln

    Reply
  2. Presidente permita me discordar, mas gostei muito do Pires da Mota, demonstrou personalidade, marcou muito e sozinho,mas errou alguns lançamentos, infelizmente na base não tem, pois muitos quando entram vão muito mal e ele não tremeu.
    Paquetá não jogou como volante, longe disso, joga livre no meio, porém prende muito a bola e é extremamente fominha, joga de cabeça baixa. Dourado, entre os que ficaram ainda é o menos ruim.
    Destaque para Léo Duarte, bela partida. Diego muito mal, infelizmente vimos o quanto esse time é limitado, foi só o cruzeiro colocar três titulares, ameaçou seriamente o gol do Flamengo. Time muito limitado, principalmente taticamente. Barbieri não é o cara para grandes conquistas. Somente um fato, como o Flamengo deixa Everton ir para um grande rival??? Com toda convicção ele é muito melhor que esse Marlon e talvez pelo menos esse ano, seria mais útil e mais barato que Vitinho que ainda tem que se readaptar ao futebol brasileiro e vem de um pré temporada, totalmente diferente da feita no Brasil.

    Reply
    • Não houve esse negócio de deixar. O SP, com a ajuda do empresário do atleta, depositaram a multa. Não tinha o que fazer, tendo em vista que o jogador queria sair. E, se queria sair, como o fez, já foi tarde…

      Reply
      • Queria sair pois o Fla, por meio de sua amadora cúpula de futebol, não deu a valorização que ele merecia. Ele queria uma aumento salarial justo, que não foi concedido. Mas dinheiro para pagar 1,1 milhão para Guerrero e 600 mil para Geuvânio tinha.

        Se tem um culpado pela saída não é Everton, eu faria o mesmo vendo que outros ganhavam mais produzindo menos.

        Reply
  3. Comovente a vontade do árbitro de ver um empate do Cruzeiro. Preocupado pra QUARTA, grêmio com time reserva precisou de 20 minutos pra fazer 2×0 no Vitória. E nosso time parece estar no bagaço. As jogadas não fluem, enorme dificuldade de entrar na área adversária.o time não flui como antes.

    Reply
  4. Valeram os três pontos, mas temos que melhorar muito, ninguém brilhou e um empate não seria nenhum absurdo. Valeu a grande defesa do Diego Alves, que salvou a pátria rubro-negra. O Dourado marcou gol e nem foi de pênalti, centroavante tem que assinalar gols. O Rodinei deu uma boa melhorada, mas bobeou na cabeçada do Arrascaeta, que deu na grande defesa do Diego Alves, a zaga bem, o Trauco não comprometeu na defesa, mas deixou a desejar no apoio, discreto, o Piris muita marcação, muitos desarmes, mas ruim nos passes, o Paquetá, bem no jogo, mas longe de suas melhores atuações, o Diego de sempre, aquela ultrapassada enceradeira, não chuta a gol, não faz assistências,se limita a bolas pros lados e bater escanteios, mas é protegido pelos céus, o Vitinho um razoável primeiro tempo, o ER melhorou bem em relação aos seus dois últimos jogos, a entrada do W.Arão liberou o Paquetá para criar mais. Contra o Grêmio na q.feira temos que melhorar e muito…….

    Reply
  5. Caro kleber, o Cruzeiro não jogou um time 100% reserva não e terminou, com excessão do Fábio e Dedé, com o mesmo time que nis venceu na ultima quarta. Hoje nossa defesa jogou muito bem. Todos os nossos erros foram cometidos do meio de campo pra frente. Mas o que me chamou atenção no jogo foi a arbitragem. Mais uma vez esse tal de Delcio foi escalado para nos prejudicar, foi irritantemente revoltante. Nesse primeiro turno nos já fomos prejudicados, entre outros, no jogo contra o Vitória da BA, contra o Palmeiras e hoje. É preciso ter muito cuidado com os sopradores de apito e, principalmente, com a paulistada que manda e desmanda no futebol brasileiro, inclusive na arbitragem.Abraços.

    Reply
  6. Caro Kléber!
    Vencer foi o importante, porém, aquelas derrotas para São Paulo e Grêmio continuam pesando psicologicamente. Temos a bola e não temos o jogo. Nos falta alguma coisa e nossa pouca intensidade de atacar talvez seja a ausência mais sentida para uma afirmação. O Flamengo parece ir morrendo ao longo do jogo. Não sei se um técnico diferente e mais experiente não faria diferente. Eu não discordo do Paquetá ali como segundo homem de meio, mas, me preocupa a sua capacidade de perder bolas fáceis. Hoje, melhor dois volantes e jogar ele mais para a frente. Reforço o que falo sempre. Qualquer retranca nos mata e nos devora. Aos poucos percebemos que estamos ficando sem forças físicas. Não está fácil daqui para a frente. Vamos torcendo e rezando por jogos melhores.
    De toda forma o Trauco voltou bem e representa um alívio. O Vitinho e o Piris ainda não devemos cobrar muito.
    SRN

    Reply
  7. Caro Kleber
    O time do Flamengo é um time de muito mimimi. Ou seja, muita frescura pra pouco futebol. O time do inicio ao fim é só toquinho pra lá, toquinho pra cá e nada de produzir nada. O Diego e o Everton ficam o jogo inteiro só segurando a bola e não produzem absolutamente nada. O Diego só é titular pelo nome. E o pior, o melhor jogador do time é sacrificado tendo que jogar de volante. Digo e repito, enquanto no time titular tiver Paquetá, Diego e Everton, esse time não vai engrenar. Só podem jogar dois deles, ou seja, Paquetá e mais um. Caso contrário, vamos penar. Um paliativo é colocar o Paquetá de falso 9 e colocar mais um volante. Com o Paquetá de falso 9, nosso time teria mais mobilidade, pois o garoto se movimenta muito, tem bom chute de média distância e muito talento e juventude. Assim, liberaria mais o Diego pra ver se essa enceradeira libera mais a bola e o Zé preguiça do Everton entra no jogo. E não sacrificaria tanto o Paquetá e o cuellar. Não sou o dono da verdade, mais o que o Diego já fez pelo Flamengo?
    SRN

    Reply
  8. Kléber no geral eu gostei do Piris. Não vejo sub20 no lugar dele, não. Mas me agradaria se aparecesse um para lateral direita.
    Muito me agrada a volta do Trauco desde que ele se proponha a marcar. Ganhamos em qualidade no passe, apesar dele ter errado alguns e dado o contra ataques.

    Na coletiva o Maurício (esse sim é coerente e bom treinador) foi perguntado sobre as variações táticas do Flamengo. E ele disse que ocorrem no decorrer do jogo. Eu digo que sim, claro! Ocorrem pelas circunstâncias que a pressão do adversário nos impõe, mas não por ser da decorrência do nosso jogo.

    Eu entendo que no dia 29 contra o Cruzeiro deveríamos ir com dois centroavantes. E procurar esses atacantes! Não se justifica atuar com Everton Ribeiro – nesse jogo -, atuando na “ponta” se não finaliza no gol. Não podemos ficar cozinhando o jogo. A opção dele é de entrar no segundo tempo.

    Reply
      • Mas Henrique, eu não falei da assistência e sim da função do falso ponta que ele cumpre, é que não finaliza no gol. Lembro ainda que ano passado o Berrio colocou ER no banco.

        Acredito que contra o Cruzeiro precisamos nos reinventar. Nós não temos um meia atacante e nem atacantes eficientes. E ficar com três meias “cozinhando o jogo” em 90min não irá ajudar no Mineirão já que perdemos em casa de 2×0.

        Reply
        • O que também me faz recordar agora, o jogo contra o Botafogo, que jogamos com dois centroavantes e construímos o placar em poucos minutos, logo no primeiro tempo.

          Reply
          • Robson, amigo, não se compara Botafogo com Cruzeiro, precisamos ter em mente que, tirando o Flamengo, os rivais do Rio não servem de parâmetro para nada.

          • Amigo Daniel, ok. Mas o Cruzeiro também não é esta Brastemp na mão do Mano. Na verdade não reduzindo o texto entre o Botafogo e o passe do ER para o Dourado, o que eu quis foi explanar para que justamente o que foi questionado ao nosso técnico: “o Flamengo vem se mantendo e conseguindo os seus resultados, mas se não houver variação na forma de jogar, ela vai ficar marcada e manjada”, ou seja, o fla joga com pontas que não tem pontaria e não são muito efetivos, é para buscar um resultado adverso na casa do adversário, vamos ter que sair das nossas característica e mostrar algo mais. Por isso, eu acredito que a funcionalidade “do (falso) ponta” não ajudaria em Minas.

            Eu acredito no meu time. Eu nao desisti da Libertadores. Então estou levantando o debate e buscando soluções dos amigos RN’s.

  9. Kléber no geral eu gostei do Piris. Não vejo sub20 no lugar dele, não. Mas me agradaria se aparecesse um para lateral direita.
    Muito me agrada a volta do Trauco desde que ele se proponha a marcar. Ganhamos em qualidade no passe, apesar dele ter errado alguns e dado alguns contra ataques.

    Na coletiva o Maurício (esse sim é coerente e bom treinador) foi perguntado sobre as variações táticas do Flamengo. E ele disse que ocorrem no decorrer do jogo. Eu digo que sim, claro! Ocorrem pelas circunstâncias que a pressão do adversário nos impõe, mas não por ser da decorrência do nosso jogo.

    Eu entendo que no dia 29 contra o Cruzeiro deveríamos ir com dois centroavantes. E procurar esses atacantes! Não se justifica atuar com Everton Ribeiro – nesse jogo -, atuando na “ponta” se não finaliza no gol. Não podemos ficar cozinhando o jogo. A opção dele é de entrar no segundo tempo.

    Reply
  10. Sinceramente, o time não jogou bem e jogou contra um mistão do Cruzeiro… Sinto informar, mas o Grêmio vai vir rasgando o Flamengo no Maracanã, pois é mais time, tem treinador de verdade, tem dirigentes de verdade, tem vice de futebol de verdade… E não vamos esquecer, TEMOS QUE GANHAR NA QUARTA, é o único resultado que interessa, porém com essa bolinha de hoje, infelizmente seremos eliminados de mais um campeonato e ficaremos assistindo o São Paulo ser campeão brasileiro, com Inter e o próprio Grêmio disputando segundo e terceiro lugar… Se dermos sorte, ou melhor, se Palmeiras e Atlético MG forem incompetentes, ainda podemos sonhar com um quarto lugar no brasileiro. Esse será nosso ano, jogado fora por estagiários no comando do futebol.

    Reply
      • Paulo Assis, também espero que isso não aconteça, mas analisando friamente isso não se trata de pessimismo, mas sim de uma realidade bem palpável dada a fragilidade tática,técnica e agora física do time comandado por Barbieri,que vem perdendo seu prazo de validade, assim como Zé Ricardo perdeu o seu.

        Como já disse, não se faz técnico de uma hora para outra, Carille aprendeu por 10 anos. Já Barbieri e Zé estão no mesmo nível, o de saber fazer um arroz/feijão inicial e depois não sabem prosseguir, não sabem evoluir, foi assim com Zé e está sendo assim com Barbi. Por isso mesmo ambos costumam começar bem e terminarem muito mal, conforme o tempo de trabalho vai passando,ou seja, o que era para evoluir, piora com o tempo.

        Reply
  11. Três pontos bastante valiosos. Flamengo começou bem e ficou esperando depois de marcar o gol. Confesso que não gosto dessa postura!

    Léo Duarte a cada dia cresce de produção. E olha que eu pedi seu empréstimo depois de uma bobeada contra a Ponte Preta na Copa do Brasil deste ano. É um monstro na velocidade, na força, por cima, por baixo. Se o Rodolpho voltar bem e não se lesionar, a zaga ficará muito melhor com os dois.

    Cuellar fez muita falta, mas gostei da disposição do Piris. Cuelar é mais veloz e passa melhor. Como a outra opção era o Rômulo, Piris agradou a massa.

    Que venha o Grêmio!

    Reply
  12. Achei o jogo muito chato. Nosso time peca por coisas banais. Eu sempre disse que o Trauco não pode jogar menos do que o Rene, mas que ele precisa ter proteção porque ataca muito e hoje ele acabou salvando um gol certo. Quem sai8 eu não sei, mas espero que seja colocado dois volantes senão a correria será desenfreada na defesa do Flamengo. Jpgar com um volante muito bom quando não erramos passes, mas não conseguimos dar passe de 10 metros. E pensar que Gerson dava passes de 40 metros e certos.

    Reply
  13. Tudo bem Ceifador fez o gol da vitória,Mais acredito que deve ter uma ordem em que o Flamengo tenha que jogar com um homem de área!!

    Não vejo necessidade de jogarmos com o Tal 9 , hoje com o Cruzeiro em cima em uma parte do segundo tempo e o nosso time jogando com um a menos com Ceifador,que diga-se de passagem não acrescenta em nada,será que não seria melhor jogarmos com atacantes flutuando?

    E outra gosto do técnico,mais as mexidas precisam ser sempre as mesmas? Porque não continuar com Vitinho e Marlon no time? E concordo que Paquetá é um projeto mirim do Djalma como disse Egon.

    Valeu os três pontos….fui quarta passada,vou nessa quarta ao Maracanã mais tenho a sensação que a parada da Copa não nos fez bem.

    Reply
    • Meu amigo Vili.
      Não vejo um jogador do Grêmio tentando dar caneta, rolinho nem lençol.
      Por outro lado, Paquetá faz questão de mostrar esse tipo de firula completamente inútil, muitas vezes perto da nossa área.
      Agora arrumamos mais um “malabarista”. Vitinho…
      Tô achando que estamos precisando de um esporrento como Renato…

      Reply
      • Perfeito Egon, te pergunto não temos treinador para corrigir isso, não temos diretor, vice de futebol? Ou alguém que possa buscar resolver esses problemas que se repetem? Infelizmente NÃO, dado o nível de amadorismo dessa cúpula de futebol.

        Aliás,desde que começamos a investir no time só tivemos técnicos ruins ou inexperientes, que sabem fazer o arroz/feijão, mas conforme o tempo vai passando não possuem competência e experiência suficiente para dar sequência no trabalho e evoluir. Foi assim com Zé Ricardo e está sendo assim com Barbieri, o prazo de validade acaba rápido. Ambos começam bem e terminam mal, ou seja, o trabalho piora ao invés de evoluir com o tempo.

        Não canso de repetir, um técnico não se faz de uma hora para outra, Carille, por exemplo, passou 10 anos aprendendo com os melhores do Brasil.

        Reply
  14. Ouvi no rádio que o EBM vai fazer uma “representação” na CBF contra o soprador de apito de hoje. Ficou claro que desde o primeiro tempo amarrou o jogo, marcou um caminhão de faltas contra nós, amarelou Paquetá e Dourado e deixou os botinudos celestes matarem contra-ataques e baterem na raiz sem serem advertidos. Escanteios batidos e lá estava ele marcando “perigo de gol”. EBM, meu querido! (Com licença, Gilsão). Não adianta fazer representação, tem que ter prestígio, ser do ramo, o que você, definitivamente, não é.

    Reply
  15. E ficou bem claro hoje que a titularidade do Uribe era só pra pressionar o Guerrero. Perdemos o foco do jogo de quarta feira passada só falando dele e ainda deixaram o Dourado em casa. Vai com Deus Peruano, vai ser encosto lá no Sul agora.

    Reply
  16. Boa noite, amigos,
    Valeu pela vitória. Não podemos deixar o SP abrir muita vantagem.
    Quanto ao jogo, continuarmos penteando a bola pra lá e pra cá. Finalizar que é bom…
    Devemos agradecer muito ao Diego Alves, que fez uma bela defesa, e a oportuna presença de Trauco embaixo do gol. Dourado na única chance, ceifou.
    Vi a entrevista de Bandeira reclamando do juiz, e acho que realmente o árbitro não foi muito bem, mas acho que isso já é procurar desculpa caso não conquiste o título do Brasileirão. Todos os clubes tem algo para reclamar da arbitragem. O Palmeiras hoje contra o Vasco,teve um gol legítimo anulado.
    Vamos jogar bola e pronto. A tendência é o SP abrir uma vantagem na próxima rodada, pois nosso retrospecto no Sul, é bem ruim, e o tricolor paulista pega a Chape em casa, e provavelmente vai vencer.
    É uma pena um campeonato que poderíamos estar bem tranquilos na liderança, tendo em vista que nossos principais adversários estão mais preocupados com a libertadores. Pena que o São Paulo resolveu aparecer.
    E o Gabriel, hein!!?? A praga entrega a bola de modo bisonho para o primeiro gol do SP. O cara me matava de raiva quando jogava no Flamengo, e agora me mata de raiva jogando em outro clube.
    SRN.

    Reply
  17. Mas Henrique, eu não falei da assistência e sim da função do falso ponta que ele cumpre, é que não finaliza no gol. Lembro ainda que ano passado o Berrio colocou ER no banco.

    Acredito que contra o Cruzeiro precisamos nos reinventar. Nós não temos um meia atacante e nem atacantes eficientes. E ficar com três meias “cozinhando o jogo” em 90min não irá ajudar no Mineirão já que perdemos em casa de 2×0.

    Reply
  18. Prezados, acho que vi outro jogo. O gol do “Ceifador”, pra mim foi sem querer, a bola morre quando chega nele, aprendeu a fazer faltas e não consegue acertar um passe, mas fez um gol e já acham que ele agora vai. E o Lincoln, fez contra o Grêmio em um jogo muito disputado e dificil e não tem uma sequência, não entendo isso.
    Um time com os laterais Rodnei, Para, Rene e Trauco, não vai a lugar nenhum. Diego Ribas, a única coisa que faz é correr e lutar, pelo menos isso, mas sem objetividade nenhuma para o nosso time. Perdemos dois jogadores importantíssimos, Vinicius Jr e Everton Cardoso, preferia perder Diego Ribas, que joga com o nome( aliás, no Flamengo acontece isso), e o vagalume do Everton Ribeiro. Só temos no time, o goleiro Diego, Léo Duarte, Cuellar, Paquetá e Lincoln que merece uma sequência de pelo menos 10 jogos. O resto do time, são jogadores medianos para fracos, e que nem deveriam estar no Flamengo. Para o jogo contra o Grêmio, jogaria com dois volantes, Cuellar e Piris da Mota, Paquetá e mais um.
    Sds rubro-negra.

    Reply
  19. o decisivo mês de agosto nem chegou na metade e o Flamengo vem mostrando que não se preparou adequadamente para ele.. realmente acreditou que ia vencer as 3 competições e está agora numa angústia sem fim que se reflete dentro do campo, pois da Libertadores já estamos fora, Copa do Brasil em aberto e no Brasileiro o SP assumiu a ponta. Atuação boa/aceitável no 1o tempo ontem e média no 2o tempo. Time ansioso e torcida mais ainda..um desespero a cada gol do SP em recife, injustificavel. São 20 jogos ainda no Brasileiro , o que o Flamengo deve é se preocupar em jogar todos como uma decisão, que assim vai ser campeão. Não pensando assim jogamos fora pontos contra Chape, Santos, Grêmio e SP.
    4a feira colocaria um mistão para deixar bem claro para todos que o jogo mais importante da semana é domingo em Curitiba.

    Reply
  20. o que é não encarar cada jogo do Brasileiro como decisão? por exemplo, não entender que o jogo contra o SP era decisivo pois vencendo o FLamengo abriria 10 pontos do adversário. Já se sabia que não teriamos Cuellar e Vinicius Junior. 30 dias para preparar o time e os substitutos… liberaram o Jonas que vinha bem e resolveram apostar no Romulo, 1 ano e meio de Flamengo e sem nunca jogar bem. Para o lugar do artilheiro do time, apostaram no Marlos Moreno que em 6 meses mal tinha entrado em campo pq não deram conta de trazer um substituto. e para coroar resolveram dar mais uma chance pro Guerrero, fora de forma, de ritmo e cuja renovação era altamente improvável.

    Reply
  21. Oq chamou muito a atenção no Piris é justamente o passe mais longo. Errou muitos passes mas já deu pra perceber que tem uma característica que soma muito e pode ser possível jogar ao lado do cuellar adiantando o Paquetá. Piris fez algumas inversões de jogo que não vejo ninguém no elenco com essa capacidade. A margem de erro foi alta mas compensou com disposição. Vai ajudar muito

    Reply
  22. Prezados,
    ESQUEMA TÁTICO. Acho que esse esquema tático com apenas um volante funciona contra times fracos e retrancados, no qual a figura do segundo volante acaba sendo uma inutilidade, já que o adversário geralmente só joga com um meia ofensivo – e quando joga – e espera e deixa o Flamengo jogar.

    No entanto, contra times mais fortes que jogam com mais de um meia ofensivo, vejo como necessária a inclusão de um outro volante. Ontem, após a entrada do T.Neves e Arrascaeta, o Cruzeiro conseguiu evoluir bastante, por vezes com um desses dois com grande liberdade. Nesses casos, o esquema acaba exigindo demais do único volante que joga, bem como desgasta demais o Paquetá e o E.Ribeiro.
    Assim, em jogos contra times fortes eu colocaria o Piris e o Cuellar, liberando mais o Paquetá e o E.Ribeiro… Revezaria o Diego e o 9, a depender do jogo. Com Diego em campo, na função de área colocaria o Vitinho mais centralizado (4-2-3-1). Sem o Diego em campo, ficariam os dois meias municiando o Vitinho e o 9 (4-4-2 clássico).

    Reply
  23. “Uma estranha constatação”

    Uma estranha constatação, inexplicável e injustificável ao meu ver, mas até o presente factível!

    O fato concreto é que a queda do Flamengo esta coincidindo com a saída do Ceifador do time, notem só!

    Entretanto eu ressalto que aparentemente não existe qualquer quesito tático ou técnico por parte do jogador que possa justificar tal afirmação.

    O máximo que podemos imaginar é o Ceifador prendendo dois zagueiros lá na frente!

    O resto somente o Sobre Natural de Almeida pode explicar!

    Como o gol do Ceifador, pela sua estrutura, foi para lá de sobre natural, estou nessa linha.

    Saudações!!!

    Reply
    • Nino,
      Hoje li que o ceifador nos “deu” 9 pontos, por gols que definiram a vitória. Não sei se é verdade pois fiquei com preguiça de pesquisar, mas o fato é que ontem ele fez o que se espera de um camisa 9: chutar de qualquer maneira e fazer o gol.

      Reply
      • O Ceifador fez o gol, só. Não chutou uma bola em gol, não deu um passe, não dominou uma bola, enfim. Fez o gol. Está lá para isso. Se é pouco para o atacante do maior clube do Brasil, não sei, mas os outros criam e ele conclui. Na quarta-feira, o Uribe deu duas cabeçadas fodas e o Fábio fez duas grandes defesas. Hoje, o torcedor quer o Ceifador de titular e o Uribe fora.

        Assim, li uma matéria idiota outro dia que o Guerrero fez 43 gols e custou R$ 43 milhões entre salários, luvas, etc. Cada gol valeu R$ 1 milhão. Os passes, jogadas, dominadas, zagueiros prendidos, faltas sofridas que geraram gols não são computadas. Até por isso, li aqui um amigos criticando a atuação do Everton Ribeiro e elogios ao Ceifador. Olha quantos passes, roubadas de bola, assistências, quantos km corridos de cada um.

        Reply
        • Henrique meu caríssimo!

          A história não vai relatar quantos passes, quantos peões o Guerrero fez e sim quantos gols fez pelo time.

          Se vc colocasse na mesa da diretoria que um atacante custaria 43mi e marcaria 43 gols antes de assinar o contrato, concordo com vc que nestas circunstâncias só um idiota assinaria tal contrato.

          Como não temos bola de cristal, esta ai!

          Reply
  24. Prezado Nino, a queda do flamengo não se deve a saída do ceifador..mas a saída do Vinícius Jr. A queda de qualidade , drible, movimentação, perdemos muito com a saída dele. O ceifedor, por incrível que pareça, é menos ruim que o grande Uribe…e hoje que o Lincoln também. Entendi sim sua colocação.

    Reply
  25. Ceifador tecnicamente é horroroso. Se tropeçar na bola mas por nas redes tá bom. Melhor que atacante que cisca vem buscar jogo, faz parede, muro e não guarda na casinha. Ah uma informação: o piris não pode jogar copa do Brasil.

    Reply
  26. Amigos, se o São Paulo for campeão, deverá fazer um agradecimento e uma super homenagem ao Banana de Melo, que não entende bulhufas de futebol.
    Éverton estava insatisfeito, ganhando menos que vários pernas de pau contratados pela “inteligencia” rubro-negra. Ele queria apenas uma valorização salarial, no nível de geuvanio, reserva que veio ganhando 680 mil mês.
    Não quiseram ajustar e reforçaram o São Paulo, que até a chegada do Éverton, não se acertava. Ele encaixou e o time deslanchou. E ainda fez o gol que derrotou o Flamengo, que estava 4 pontos na frente.
    Essa é mais uma grande lambança do Banana, entre tantas que ele protagoniza.
    Que venha o Landim. URGENTE.

    Reply
    • Sebastian, em janeiro o Flamengo pagava 500 mil ao Everton. Propôs aumento e renovação. Ele não quis. Seu empresário deu 7 milhões para o São Paulo pagar sua multa. O Flamengo ofereceu novo aumento e nova prorrogação. Ele não quis. Everton queria sair e mesmo se o Flamengo oferecesse 1 bilhão por mês, ele sairia.

      E digo mais, se ele ficasse, o Vinícius Jr continuaria reserva.

      Reply

Comente.