O caso Fagner

(Foto: Pedro Martins / Mowa Press)

Há quem comente que Fagner, que foi convocado para a Seleção Brasileira – e cortado em função de uma contusão – vai jogar contra o Flamengo. E, na esteira, surge o forte comentário de que tudo não passou de uma armação corintiana para ter o seu lateral direito no primeiro jogo da fase semifinal da Copa do Brasil.

O noticiário dá conta de que o Flamengo pode protestar junto à CBF e, chegar até o Comitê Disciplinar da Fifa. Os advogados especializados, mestres na matéria, afirmam que o Flamengo teria sucesso na apelação, caso Fagner tivesse abdicado formalmente de jogar pela Seleção, fato que não ocorreu. E, que da forma como os fatos ocorreram, o Flamengo teria que produzir prova de que tudo não passou de uma armação, o que convenhamos, é praticamente impossível.

Primeiro, não acredito que tenha havido alguma armação e, por um fato muito simples. No futebol, não há segredo. Desta pseudo armação, obrigatoriamente, teriam que participar  jogador, dirigentes, médicos, fisioterapeutas, preparadores físicos e… por aí vai. Isto sem falar nas pessoas próximas a todos aqui citados. Alguém, fatalmente, iria “colocar a boca no trombone”… Improvável, diria mesmo, impossível.

De qualquer forma, o Comitê Disciplinar da Fifa, tendo este caso como exemplo, deveria estender a uma situação como esta o que ocorre quando o jogador abdica de jogar, em que fica ele afastado por um determinado período das atividades de seu clube. A partir de agora, jogador convocado que, por contusão seja cortado, deveria ficar fora das atividades de seu clube enquanto a Seleção estivesse formada. Simples…

1 Comentário

  1. Kléber, é fato que perdemos representatividade junto à CBF, Conmebol e afins. Esse episódio do Fagner, a negativa de alteração da data do jogo pra semana que vem, a escalação do soprador de apito que foi uma calamidade no jogo do Palmeiras no turno, os pênaltis absurdos não marcados na Libertadores, enfim, todos sabem que nossos dirigentes não são do ramo e, por isso mesmo, tripudiam sobre nós. Só nos resta partir pra cima deles dentro de campo e superar tudo isso. E, a partir de 2019, com uma Diretoria que se faça respeitar, iniciaremos um processo de resgate dessa credibilidade que possuíamos quando não tínhamos dinheiro, só raça e respeito pela nossa camisa Rubro-Negra, não aquela azul horrorosa.

    Reply
  2. “Se perder para o Bandeira, abandono o futebol”
    Perdoe-me grande Kleber, mas vc, mais que ninguém, sabe das armações e da guerra nos bastidores. Desde a incoveniente convocação dos jogadores de Flamengo, Cruzeiro e Coríntians para esses tolos amistosos da seleção, até a “grita” que deve o Coríntians ter aprontado, para não ficar abaixo do já beneficiado Palmeiras do Del Nero, culminaram no caso Fagner.
    Tramóia pura, prejudicando não só o Flamengo, mas todo o futebol carioca.
    A ESPN, tentou em vão justificar o caso Fagner e a criminosa escalação do árbitro para o jogo.
    Furto!!! Furto puro e simples, e nosso banana Bandeira ainda escalando o Barbieri pra chorar…
    O diretoriazinha de merda essa nossa!!

    Reply
  3. Caro Kleber
    Tem quatro coisas na vida que eu acredito: Papai noel, saci pererê, coelho da pascoa e andres sanches. O nosso congresso nacional composto por quase 600 nobres deputados e senadores se reunem e em questäo de horas assalta o povo Brasileiro, vc acha que 4 ou 5 gatos pingados não pode bolar uma situacão para o Fagner jogar? Lembrando a frase do presidente do corinthians, se eu perder pro Bandeira eu paro com o futebol. O Lula também diz que é honesto, onde ele está hoje?
    SRN

    Reply
  4. Não se trata de ter representatividade na CBF, de ser incompetência da diretoria, a situação é que o Flamengo há um bom tempo não compactua com os desmandos, as jogadas da nossa confederação. Foi por compactuar com o PMDB que o PT se afundou. O que a madrasta do futebol brasileiro quer é ter mais um comparsa, coisa que o Flamengo não aceita mais e com razão.

    Reply
  5. Se tratando da máfia paulista que comanda o futebol brasileiro, tudo é possível. Some a isso a generalizada incompetência da omissa diretoria rubro negra, resultado que fora de campo já fomos eliminados. A grande verdade foi dita pelo atuante e vitorioso André Sanches: “Bandeira está preocupado com sua eleição pra Brasília….”Esse é o fato ! Nosso inútil presidente abandonou o clube e seus seguidores são amebas. Para piorar, ainda colocaram o estagiário pra reclamar de arbitragem,piada !
    Ao Flamengo só resta lutar pelo G4 no brasileirão e aguardar o fim da maldita era da chapa azul…

    Reply

Comente.