O preço de uma decisão equivocada

(Foto: Jefferson Botega / Agencia RBS )

Deu no rádio – e já está em tudo que é lugar – que Mauricio Barbieri foi demitido. Enquanto a delegação viajava para Salvador, o treinador retornava para casa.

Sempre ouvi as melhores informações sobre Barbieri. Quem com ele conviveu no dia a dia teve a nítida certeza de que, amadurecendo, ganhando experiência, poderia ter um futuro brilhante. Tanto é que todos no Flamengo, mesmo diante da possibilidade da contratação de um novo treinador, queriam sua permanência na comissão técnica.

O noticiário, entretanto, dá conta de que Barbieri foi demitido sumariamente e, isto quer dizer com absoluta clareza que o ambiente entre treinador e jogadores não estava bom. Cheguei inclusive a ler que alguns jogadores se queixaram das constantes modificações e da falta de critério nas escalações.

Partindo da premissa de que seja Barbieri um profissional interessante e de futuro, é fácil concluir o quão equivocada foi sua efetivação como treinador. Erro crasso do presidente e do vice de futebol. Como efetivar um treinador de 36 anos, que nunca jogou futebol e nunca havia dirigido nenhum clube? Estava na cara que a falta de rodagem faria, mais cedo ou mais tarde, Barbieri rodar…

Esta decisão equivocada acabou por ceifar o amadurecimento de um bom profissional prestando serviço ao Flamengo.

O que se sabe é que o nome para dirigir o time nestes doze jogos restantes é Dorival Júnior. Certamente, será dito a ele que, se a situação vencer as eleições a continuidade estará garantida, o que, em tese, obriga um contrato somente até dezembro. Como está desempregado, é provável que Dorival Júnior tope correr o risco.

Como não sou de ficar em cima do muro, não posso deixar de dizer que é um nome que não me anima, embora entenda que, ante as circunstâncias, seria impossível ter uma pessoa de consenso neste momento.

Mesmo assim, como faltam doze jogos, o perfil de quem venha a ser contratado deveria ser, obrigatoriamente, o de um treinador que pudesse sacudir a moçada. Não vejo Dorival Júnior com este perfil.

O resumo da ópera é simples. O planejamento equivocado da diretoria jogou o ano pela janela.

A esta altura do campeonato, o fundamental é garantir vaga na Libertadores. Aliás, pelo que se gastou, se isto não ocorrer, será a maior prova de incompetência na história do nosso futebol.

1 Comentário

  1. “Dois meses e meio de trabalho”

    Estamos a somente 3 pontos do líder do Brasileirão, mas ninguém acredita em título. Todos temos a percepção que esse grupo de jogadores tem DNA perdedor, não conhecem superação, não sabem o que é Flamengo.

    Uma última chance se abre com a demissão do Barbieri, uma vez que o técnico não tinha mais a menor possibilidade de continuar.

    Fala-se em Abel, Renato, mas isso somente para o ano que vem.

    Em minha opinião somente dois nomes de peso aceitariam comandar o time por dois meses e meio (obviamente com contrato de seis meses): Luxemburgo e Levi Culpi.

    Os dois nomes me agradam!

    Saudações!!!

    Reply
    • Nino, meu caro, eu acho que o Luxemburgo não é boa pedida. Ele conflita com o elenco (entenda, precisamos de alguém que peite os jogadores, mas não do jeito dele) e depois vai querer extensão de contrato se fizer um bom trabalho. Sem falar que tem a ideia fixa de ser manager, o que não vai funcionar nunca. Com isso, perderemos a chance de ter um treinador melhor. Também não me anima o Levir. Os únicos nomes realmente animadores seriam Renato Gaúcho e Abel, nessa ordem. Também sempre falei do Felipão, mas a galera só fala dele pelo 7×1 e esquece que ele já foi multicampeão. Taí o Palmeiras subindo… Sem falar no Grêmio por perto, mesmo jogando com os reservas na maior parte do campeonato.
      SRNs!

      Reply
  2. Mas é IMPRESSIONANTE a burrice dessa diretoria Kleber!isso é para ter sido feita antes da primeira partida contra o Corinthians qd tivemos essa possibilidade e o Careca com sindrome de Stalin bancou a permanencia contrariando TODOS!!!esperou essa humilhação para abaixar a marra e acatar….eh INACREDITAVEL a falta de sensibilidade e o não entender o básico do futebol….Dorival Jr é pavoroso,mas até minha vó no lugar do Barbieri….talvez e APENAS para esses 12 jogos eu tentaria o Levir Culpi que é treinador que não tem medo de medalhões….pro ano que vem,TEM que ser o Renato ou o Abel…amanhã se esse time não se esforçar e trazer a forceps a vitoria na Bahia,se prepare que essa recepção no aeroporto será bem calorosa…SRN

    Reply
  3. Caro Kleber, sua análise e perfeita. O nome do Dorival também nao me anima, mesmo reconhecendo as dificuldades de arranjar um profissional a essa altura do calendário. Eu procuraria o Wanderley Luxemburgo, é Flamengo, ele é cacudo, vencedor e tem peso paea sacudir o grupo.

    Reply
  4. Kleber,
    Concordo com todo o seu texto. Também vejo no Barbieri um profissional bastante promissor, com 36 anos conseguiu carregar o time até a sua limitação, muito mais decorrente da inexperiência do que da incompetência. Tentaria mantê-lo na comissão, assim como fez o Corinthians com o Carille…

    O PROBLEMA: Sempre achei que o problema na demissão no Barbieri seria o “pós-demissão”, pois quem contrata o treinador é a Gestão incompetente de futebol… Agora o nome da vez é do Dorival Jr. (para algumas torcidas, “Burrival”), um cara conhecido por não ter pulso, ou seja, por ser frouxo. Lógico que pouco topariam assumir no atual cenário político, mas pelas circunstâncias o nome ideal seria o Luxa… Mas a vaidade do EBM não deixa!

    Reply
  5. “Como não sou de ficar em cima do muro, não posso deixar de dizer que é um nome que não me anima, embora entenda que, ante as circunstâncias, seria impossível ter uma pessoa de consenso neste momento”
    Querido Guru!
    Voltamos aquela célebre frase: “Posso não saber o que quero. Mas o que não quero tenho certeza”…
    Essa pergunta seria pule de 10 com a suposta demissão do Barbieri. QUEM????
    Faltando menos de 3 meses para as eleições, num verdadeiro tiro curto para salvar o ano, NINGUÉM entre nós tem um nome que possa agradar pelos menos 50% da Nação.
    Quase uma cópia fiel do rodízio que temos entre nossos atacantes.
    Ninguém arrisca 2 titulares…
    Muitos cascudos desempregados, e muitos estagiários fazendo água.
    Arrisco dizer, que NENHUM técnico conseguiria ser sucesso, com nossas opções ofensivas. Talvez, uma adaptação de alguns do nosso elenco, possa surtir efeito.
    O mais indicado, que seria Vitinho, está mais a passeio que para entrega.
    Dorival Júnior pegou o Flamengo em 10º lugar no Brasileiro e, deixou em 11º em 2012. Em 2013, foi eliminado pelo Botafogo no estadual.
    Até o QUEM… está em cima do muro nessa…

    Reply
    • Egon,
      Li uma notícia no extra:
      “Para quem planeja o futebol do Flamengo, 2019 é agora. O clube, através dos profissionais da comissão técnica e do Centro de Inteligência, vê sinais de esgotamento no atual elenco, e já começa a pensar em uma reformulação.”.
      QUE MEDO!!! Imagina uma “reformulação” feita por esses caras. Se forem reeleitos, tiro férias do Flamengo por 3 anos… Kkkk

      Reply
      • Diego meu amigo!
        NÃO ACREDITO nem mesmo nos que acompanham Landim.
        TUDO farinha do mesmo saco, com alguns agravantes. Ou seja! nenhum deles entende de futebol.
        Segundo Landim, Cláudio Pracownik será o Vice de Finanças. Ontem era o vice do Bandeira…
        Bap será o Vice de Marketing. Também foi na gestão do Bandeira. Hoje, com um agravante. Mora e trabalha em São paulo pois é presidente da SKY…
        Pra piorar, volta o famigerado Conselho Gestor pra tomar decisões pelo futebol.
        A velha tribo de caciques sem um Vice de Futebol com carta branca, para decidir sobre os destinos do nosso carro-chefe.
        A meu modo de ver, essa eleição demonstra claramente, que a intenção é sem dúvida varrer com a SÓFLA da Gávea.
        Argumento que entendo e concordo plenamente, mas que não vai resolver nosso problema crucial. Um time campeão…

        Reply
  6. Caro Nino, estou contigo !!! Luxemburgo na cabeça, o momento é de motivação , e isso a curto prazo ele é perfeito.
    Fica mais um vez nítida a falta de “time”e experiência dessa diretoria, as vezes me pergunto, como esses caras são omissos, lentos e incompetentes, será possível?

    Reply
  7. Sinceramente, não há o que lamentar. Não estamos aqui falando do ser humano e sim do profissional. Ele aceitou o risco. Se desse certo, eram flores. Não deu, coisa previsível.
    Outro erro seria contratar Dorival pensando-se em Abel. Faça lá um acerto verbal com ele e em Janeiro ele vem de vez. Chega de técnico provisório. Quanto amadorismo.

    Reply
  8. Não gosto do Dorival como tecnico. Se não era para trazer Abel ou Renato, ficassemos com tecnico com bom conhecimento no clube, ate mesmo o Joel. Pior de tudo foi queimar o rapaz e jogar dois torneios fora.Não sei9 o que houve, mas depois da saida do VJunior a coisa desandou de vez.

    Reply
    • Amigo Dalmir!
      O que houve é fácil descobrir…
      VINICIUS JÚNIOR ERA NOSSO ATAQUE INTEIRO…
      Os que ficaram, tem 1 gol cada um, com um agravante monstro. Marlos Moreno não sabe o que é comemorar 1 gol desde 2016…
      Com esse elenco de atacantes, até Guardiola iria pro saco.

      Reply
  9. “Percepções ala Sobre Natural de Almeira”

    Analisando alguns nomes possível para este fim de ano:

    Luxa e Levi, tenho a percepção de que algo vai ocorrer! Seja para o bem o para o mal. Levi principalmente entra em choque com as estrelas do time. Já Luxa briga mais com a diretoria, não teria motivos até o fim do ano.

    Dorival, tenho a percepção de fracasso! Ao que parece ser a escolha inicial da diretoria, aliás eles estão sendo bastante coerentes nesse ponto.

    Saudações!!!
    ——————
    Grande Nino,
    Segundo o Redação SporTV, o Dorival já está fechado, contrato de dois meses.
    Abraço,
    Robert Rodrigues

    Reply
  10. Não teria sido mais prudente tanto situação quanto oposição se reunirem e deixar o EGO de lado e tentarem um consenso por 2 anos?
    Abel Braga seria o nome ideal. Dois anos de contrato poxa com o Aval de Situação e OPOSIÇÃO!!! Grande oportunidade perdida.
    Kleber você aceitaria colaborar como Coordenador ou algum cargo ligado ao FUTEBOL?

    Reply
  11. O ideal seria as duas chapas entrarem em consenso e trazer o Abel ,já iria vendo as falhas ,onde poderia melhorar e já separar as maçãs podres do elenco ,mais isso seria pedir muito né ,uma utopia,não consigo entender que um time de futebol tenha oposição ,isso é inaceitável mais infelizmente comum no meio do futebol.Mais pelo que vi em todos os noticiários não sabemos se Luxa ou Levir aceitaria essa situação ,talvez o que aceitou foi Dorival.
    Gente o Dorival não é essa porcaria toda também ,foi vice em 2016 com o time do Santos ,time inferior ao nosso.

    Reply
  12. Mais do mesmo…pqp
    Não acredito que essas pessoas que la estão, situação e oposição, torçam de fato pelo flamengo. Se assim o fosse, fariam o melhor pelo clube. Jogo de egos, pura disputa pelo poder, nada alem disso.
    Aquela propalada frase “tudo pelo flamengo”, grande conversa fiada.
    Ta aí o candidato a deputado estadual EBM que não nos deixa mentir. Grandes oportunistas, grandiosos FDP.

    Reply
  13. Só Mano e Renato estão faz mais de 1 ano no mesmo time. Vejo um erro total de concepção do nosso futebol. Boca e River, por exemplo, têm os mesmos técnicos há 3 e 6 anos respectivamente.

    O Guardiola gastou 1 bilhão e não ganhou absolutamente nada no primeiro ano pelo City. Ficou e gastou mais 1 bilhão para ganhar “só” o campeonato inglês.

    O Mourinho está apanhando dia sim dia também no United e fica lá intacto.

    Precisamos mudar essa cultura. A cada 3 meses, o time troca de treinador e o jogador já sabe disso. Aí faz birra e força a queda do técnico. É sempre assim.

    Não a toa nosso futebol hoje é apenas para defender e jogar no erro adversário. O líder do Brasileiro é o SP, defendendo e jogando no contra-ataque. Depois que o Everton saiu, o time não vence mais. O Inter também joga assim. O Corinthians contra o Flamengo deu 3 chutes no gol em 180 minutos.

    Nosso futebol precisa mudar e isso precisa partir da CBF com regras rígidas sobre troca de treinadores.

    Reply
    • Pois é, Henrique.
      Espero que a partir de 2019 escolham um treinador forte: Renato, até mesmo Abel (que não gosto), e deixe o cara trabalhar por toda a gestão…

      Em seis anos foram 14 treinadores, evidente que o problema NUNCA foi de técnico!!!

      Reply
  14. Barbieri poderá a ser grande treinador no futuro, mas hoje não tem o perfil do Flamengo , principalmente , num clube com diretoria omissa e um elenco de jogadores mercenários…
    Já vai tarde! A substituição de Vitinho no segundo tempo afundou de vez seu relacionamento com esse grupo de perdedores…

    Reply
  15. Perfeito o texto, é uma pena que não se conseguiu mantê-lo.

    Entregamos para o mercado dois técnicos bem mais maduros do que quando aqui estiveram.

    Boa sorte a ambos e nos resta torcer, tbm entendo que Dorival não tem o perfil de quem chegar para dar um choque positivo, mas é com ele que vamos!

    Reply

Comente.