Bola e urna

(Divulgação)

Estes dois “objetos” adoráveis, às vezes caminham juntos – e às vezes não. Nesta eleição, marcada por estrondosas e fascinantes surpresas, ficou claro que a urna não deu bola para a bola.

No cenário carioca, havia a expectativa de que Eduardo Bandeira de Mello, presidente do clube mais popular do país, conseguiria se eleger deputado federal. Eduardo conseguiu 38.500 votos. Duas coisas ficaram nítidas quando se olha o número de votos conquistados pelo presidente rubro-negro. Primeiro que, levando- em conta a popularidade do Flamengo, se o torcedor estivesse feliz, este número certamente seria bem maior.

Em segundo lugar e, por favor, entendam que a análise que faço longe está de ser política, caminhando apenas pelo pragmatismo, ficou evidente que, a exemplo do futebol, onde Eduardo – na maioria das vezes – não  escolheu bem os reforços para o time, embora gastando muito, na política também não foi competente na escolha do partido. Clarissa Garotinho (PROS), Benedita da Silva (PT), Daniel Silveira e Professor Josiel (PSL), Jean Wyllys (PSOL), Gelson Azevedo (PHS), Paulo Ramos e Chico D’Angelo (PDT) tiveram menos votos e foram eleitos. Definitivamente, sorte e escolher bem, não têm caminhado ao lado do nosso presidente.

Da dupla mais famosa da Copa de 94, composta por Romário e Bebeto, a urna sorriu para um e, para o outro foi um terror. Bebeto, candidato a deputado estadual, foi eleito com 25.917 votos. Já Romário, que nas pesquisas aparecia sempre em segundo lugar, portanto indo para o segundo turno, mancou na reta final, acabando na quarta posição, com 664.511 votos, enquanto que Eduardo Paes teve mais que o dobro dos votos de Romário.

Aí, fica claro que uma coisa é conquistar votos para senador ou deputado, quando a imagem fala mais alto. Para um cargo no executivo, como a de governador, a exposição é muito maior, onde virtudes e defeitos ficam escancarados.

Romário, talvez aconselhado de forma equivocada, não teve a noção exata do seu limite de competência. No futebol, a bola pune. Na política, a urna não perdoa…

Como referencio os gênios da bola, principalmente os que são também craques como figuras humanas, fiquei triste com a não eleição, em São Paulo, de Ademir da Guia.

E a Leila, hein? A nossa musa rubro-negra do vôlei arrebentou nas urnas de Brasília e, se transformou na senadora Leila do Vôlei. Sangue novo. Renovação sadia e necessária. O senado ficará mais jovem e belo.

Para encerrar e, repito aqui, sem nenhuma tinta política. Vendo a Globo News, que fez uma cobertura espetacular das eleições e, no Bom Dia Brasil seguinte, toda vez que via a competentíssima Miriam Leitão, lembrava de mim, como repórter. Explico: era exatamente com a cara e o humor da Miriam que eu trabalhava depois dos jogos em que o Flamengo perdia. Eu e Miriam, temos algo em comum. Não sabemos esconder o que está na alma.

Vida que segue… Agora o que interessa é o Campeonato Brasileiro. Vem aí o Fla x Flu. Que me desculpe meu querido amigo e genial Francisco Horta, mas a começar por sábado que vem, para o Flamengo, todo jogo, será “vencer ou vencer”. Quem viver, verá!!!

1 Comentário

  1. “O fracasso de uma Bandeira política”

    O fracasso de EBM em sua candidatura para a Câmara dos Deputados pode ser comemorada da seguinte forma:

    Menos um comunista no Planalto!

    Seu partido o DEM tem um claro viés comunista trotkista subserviente ao poder maior que é o PT.

    Então sua derrota pode ser comemorada por esse viés, o da postura política!

    Não obstante EBM ser uma pessoa digna dos melhores elogios no campo administrativo da gestão de patrimônio do clube, como frequentemente é dito!

    Então, misturar Wallin, Landin como farinha do mesmo saco é uma verdade relativa, circunscrita apenas a posturas administrativas dentro do clube, e acaba ai!

    Saudações!!!

    Reply
  2. Caro Kleber, me lembro das suas reações quando o nosso Flamengo perdia. Na comparação com a Miriam Leitão a diferença era que eu reagia e sofria como você, enquanto que com a Miriam eu gargalhei, inclusive quando ela saiu do estúdio por causa da turma do Manhantam Connection.

    Reply
    • Paulo,

      Eu tbm sairia…kkk

      Essa turma do Manhattan Connection são insuportavelmente “americanófilos”.

      Ela não deveria ter tanto despreza assim pela turma do MC, afinal o Sr. Caio Blinder é um verme globalista.

      Aliás o mesmos globalistas (não de TV Globo mas sim de metacapitalistas internacionais) que pagam o seu salário na Fake News.

      Reply
    • Oi, xará!
      Permita discordar de você, mas o incômodo sentido pela Miriam Leitão não é para achar graça. Não é novidade para ninguém que ela foi torturada durante o regime militar e ver que mais de 49 milhões de pessoas apoiam um candidato que tem como ídolo um dos torturadores mais cruéis não deve ser fácil mesmo de engolir.

      Podem argumentar que ela fazia parte da luta armada, sequestrava, roubava banco, e etc. Mas o Estado não tinha o direito de fazer isso. Se eles consideravam que ela e muitos outros estavam errados, que eram criminosos, que fossem presos e julgados. Caso condenados, que pagassem suas penas. Mas que nunca fossem torturados ou mortos. Esse não é o dever do Estado.

      Abs e SRN

      Reply
      • Paulo Henrique, meu caro!

        Muito inocente e universitário o seu ponto de vista, me desculpe!

        Em uma guerra não existe o certo ou o errado, existe a necessidade de se derrotar o inimigo.

        Se vc considerar que o movimento comunista na China e na URSS mataram mais de 100mi de pessoas de seus próprios povos, vai ver que os comunistas que vc defende mataram mais do que a 1a e a 2a guerras juntas.

        Com comunista não se brinca de direitos humanos! Comunista guerrilheiro é um soldado e como tal deve ser eliminado.

        Se a Míria Leitão tivesse vivido na Argentina na época militar, certamente ela não estaria entre nós a estas horas.

        Se a Sr. Míriam esta se sentindo mal com a direita, ela pode se mudar para países comunistas como Nicarágua, Venezuela, Coréia do Norte, Rússia, China, ou quem sabe alguns países na África.

        Enquanto o trabalhador saia para o trabalho, para a educação, para a saúde nos anos 70, a Sr. Míria Leitão pegava em armas!

        Não existe interesse do proletariado (povo), pois o povo quer mesmo é educação, trabalho, segurança e etc e não luta armada, o que existe é intelectual de esquerda armado querendo tomar o poder.

        Saudações!!!

        Reply
        • Oi, Nino!!

          Acho que você não entendeu. Eu não entrei no mérito se naquela época quem estava na luta armada estava certo ou não. O que eu desprezo é a tortura. Volto a dizer que não é o papel do Estado torturar e matar. Se alguém infringir a lei, que seja preso, julgado e cumpra sua pena. Aqui não temos pena de morte.

          Uma questão que eu concordo com você é que o “povo quer mesmo é educação, trabalho, segurança e etc e não luta armada”. Mas o candidato que teve mais voto no primeiro turno defende a liberação do porte de armas e parece não se importar muito que os pobres inocentes nas periferias sigam morrendo (ele disse isso na sabatina do JN).

          Sou negro e estou cansado de ver minha gente morrendo, ficando a margem da sociedade. Ao invés de armas, vamos liberar livros, canetas… Vamos dar educação para essa gente.

          Não acredito em nenhum candidato que diz que vai acabar com a violência. Queria ouvir de algum deles que vai começar um projeto, para daqui a 10, 15 anos, tenhamos um país melhor para negros, brancos, índios, gays, para todos os brasileiros.

          Quero mais livros nas ruas e não mais armas.

          Abs e SRN, querido!

          Reply
          • Entendo Paulo,

            Tortura faz parte do poder de dissuasão do inimigo! isso é um conceito românico da esquerda, que aliás queria fazer a mesma coisa.

            Estes conceitos de direitos humanos são muito bons aqui no terceiro mundo, onde somos visivelmente um povo sem auto-determinação, um povo colonizado, que é colônia do mundo, cujo seu destino e diretrizes são decididos fora de suas fronteiras.

            Saudações!!!

          • Paulo Henrique, GRANDES PALAVRAS meu irmão rubro negro! Uma grande ferramenta para diminuir a violência é a educação! Acredito que so com os livros, sejam de qualquer ideologia, poderemos construir uma sociedade mais humana. Semana passada foi noticiado que na UNB foram rasgados alguns livros que tratava sobre direitos humanos, arte e cultura. Me deixou muito triste saber que agora estão destruindo livros. Congela-se investimentos em educação, mas abrem as torneiras para outros gastos.

  3. Meus Deus!!!!

    Imaginem um Romário governador do 2o. maior estado da Federação?

    Não foi difícil para o eleitor notar as deficiências morais, comportamentais e principalmente intelectuais de um Romário, sem sobra de dúvidas!

    Uma pessoa que sequer gere a sua vida particular com lisura quer ser governador? Como assim? De quem foi essa ideia?

    O baixinho já respondeu processo por não pagamento de pensão alimentícia dos filhos, por não pagar condomínio de seus imóveis, de dívidas contra condôminos vizinhos seus, por não pagar IPTUs de seus imóveis, dívida com IPVAs de seus carros.

    A candidatura do baixinho é uma prova que definitivamente esse pais mergulha em um caos!

    Saudações!!!

    Reply
    • Nino,
      Gostei muito do resultado das urnas para Governador, um chute no incompetente Romário (era brilhante nos campos, mas fora deles…) e um esvaziamento nos “amigos do Cabral”.
      Nesse cenário de incompetência e terror, o Wilson é o nosso Zico!

      Reply
  4. Paulo,
    Acho que você entendeu o espírito da coisa.
    O incômodo da Miriam foi flagrante. Ela não suporta o Bolsonaro. A vitória magoou a nossa analista política. Doeu… e, muito!
    Forte abraço.

    Reply
    • Kleber,

      A Mírian Leitão é um bom exemplo de como a cúpula da grande mídia é aparelhada pela esquerda, sendo ela própria uma ex-guerrilheira, presa pelo regime militar!

      Hoje em dia se não fosse os bilhões da verba de publicidade governamental, boa parte da mídia impressa já teria fechado (Jornais, revistas etc).

      Então o negócio é o seguinte: “A gente põe a verba publicitária na tua TV e vc põe o nosso pessoal lá”.

      Reply
  5. Se eu morasse no RJ, certamente votaria no Bandeira. Num país que elegeu Alexandre Frota, Bolsonaro, Tiririca, Janaína Paschoal, é uma pena um gestor como o Bandeira não ter sido eleito.

    Acho que será aproveitado futuramente num governo estadual aí do RJ.

    Reply
    • Meu amigo Henrique!
      Colocar Janaína Paschoal no mesmo cesto que Alexandre Frota e Tiririca, é de phoder, meu caro…
      Os argumentos que levaram a ser a deputada mais votada do país, é completamente diferente da eleição do Romário para o Senado.
      Com uma campanha de R$44 mil reais, passou o carro por cima de todos, apenas pela sua genialidade e preparo.
      Gostar ou não, é outro papo…
      Quanto ao Bolsonaro, também no mesmo cesto, foi o presidenciável mais votado no seu estado e no sul inteiro… kkkkkkkkkk

      *Janaina Conceição Paschoal é uma jurista e política brasileira, filiada ao Partido Social Liberal e eleita deputada estadual do estado de São Paulo. É advogada e professora da Universidade de São Paulo.

      Reply
      • Egon,

        Existe uma máxima que prega que a van guarda de hoje será a reta guarda de amanhã.

        Essa parece ser precisamente a definição mais exata de Alexandre Frota.

        Ex ator global, ex ator de filmes pornôs, ex dependente químico, atualmente defende posturas conservadores em choque com o classe artística.

        Por essa e por outras, é sem dúvida alguma um personagem bem mais interessante do que o Tiririca, mau comparando é claro, até pq Fronta me parece um homem de algum tipo de estofo intelectual. Menos do que o Lobão por exemplo, mas na mesma linha.

        Saudações!!!

        Reply
        • Nineco!
          Com todas as flores mencionadas pelo amigo em relação ao Frota, com certeza não dá pra colocar o cara no mesmo balaio que Janaína Paschoal.
          E outra! o #eunão em relação aos artistas, está muito longe da unanimidade.
          Esse foi meu argumento!
          Pessoalmente – conhecendo Frota desde a época da Manchete – a eleição do Sex Hot é prova inconteste que o “eleitor” vota no homem público… sem ser um político.
          Como Romário, Tiririca, Wagner Montes, Leci Brandão, Ademior da Ghia, Frank Aguiar, Danrley, Bebeto, João Leite, Piazza, Marcelinho Carioca, Kajuru, Popó, Maurren Maggi, Leila do vôlei etc… etc…

          Reply
  6. Concordo inteiramente com você, Henrique. Cada um dos citados por você, por razões obvias, não merecem um pingo de credibilidade.
    Nosso país vai sem sombra de dúvidas de MAL a PIOR.

    Reply
  7. Não afirmo ser fracasso não ser eleito.Houve durante a campanha algo inesperado por politicos experientes, imagine então para politico de primeira viagem: sua candidata à presidente que ja teve 20 milhões de votos, teve votação pifia quando há 90 dias diziam ter mais de 15% de intenções de votos. Campanha murchou por completo, tanto que não elegeu ninguem para federal.Mas algo de bom deixou a ele: ele mostrou ser um sujeito fiel e da mesma forma que ao clube ele é, na vida partidaria o foi em relação à Marina. Romario não me pareceu em condições de governar um Estado tão problemático e complexo como o Rio e Bebeto, fez campanha para Bebeto, sem sal, sem tempero e na mesmice de sempre. Mas eleição já foi, o que vale é o Flamengo e tomara que Bandeira assuma as rédeas rumo ao titulo.

    Reply
  8. Caro Kléber…. o nosso atual presidente, Bandeira de Mello sempre foi massa de manobra, um elemento útil de grupos que pleiteavam o poder,primeiro da chapa azul original , depois da SóFla. Uma pena a mosca da vaidade ter introduzido um veneno tão letal a esse senhor , a ficha caiu da pior maneira possível !!!
    Acredito na sua boa intenção e honestidade mas infelizmente ele quis surfar numa onda havaianesca tanto no Flamengo com a centralização do futebol quanto na política, acompanhando a mais apática das lideranças, deu no que deu.

    Reply
  9. Caro Kleber, o bom da opinião é que cada um pode ter a sua e o bom da democracia e que vence quem tem mais votos. Ser contemplado com 60% dos votos válidos no estado e 46% no pais ,incluso o meu, dá ao Bolsonaro uma legitimidade incontestável.

    Reply
    • Kleber meu querido!

      No Brasil não interessa em quem vc vota, o que interessa é quem conta os votos!

      Nesse quesito estamos bem assessorados pela SmartSmatic, uma empresa venezuelana que administra e gerencia todo o sistema das urnas eletrônicas brasileiras! Sim, não escrevi errado não, UMA EMPRESA VENEZUELANA!

      É claro que faz todo sentido, afinal transferimos o know-how das urnas para eles e eles aprimoraram de como fraUda-las, é lógico!

      Assim esse 1o. TURNO já foi fraudado com a SmartMatic gerenciando as urnas para que Bolsonaro não ganhasse já no no 1o. turno.

      Saudações!!!

      Reply
        • Márcio, seu comentário não pode estar bem intencionado no sentido que a verdade seja uma agressão, veja a definição da Wikipedia.

          “Smartmatic; é uma empresa multinacional de propriedade venezuelana especializada em soluções tecnológicas voltadas para governos. Wikipedia (inglês)”

          Especializada em governos! Em que tipo de governos?

          Precisa dizer algo mais, ou quer que eu desenhe para vc?

          Saudações!!!

          Reply
          • Nino, meu comentário não é tendencioso, e nem quer dizer que vc é mentiroso. Minha fonte de informação foi a mesma da sua… só que fui além da wilkipedia! Embora em algumas coisas eu precise de desenho, nesse caso é simples. Vá no Google e digite Smartmatic; vai aparecer artigos que dizem que, embora a Smartmatic seja venezuelana, na ela nem participou com nada, nada (informação do TSE e outras fontes). Não fica p comigo não, meu intuito foi ajudar. Sem malícia.

          • Márcio,

            Seu comentário me faz relembrar inversamente ao filme Matrix, que é uma farsa conceitual pelo simples fato de ser impossível que a virtualidade seja absolutamente igual a realidade.

            No caso da Smartmatic é o sentido inverso, sendo absolutamente impossível que o real seja igual a virtualidade.

            Seria a mesma coisa que pegar um banana: “Parece com banana, tem cheiro de banana, tem gosto de banana, nasceu em um bananeiro mas não é uma banana”.

            A Smartmatic é uma empresa venezuelana com sede operacional em Londres. Mas é claro, ou vc esperava que na Venezuela de Maduro brotasse algum tipo de expertise?

            O CEO Antônio Mugica é ex diretor da Panagroup Corporation, uma ramificação tecnológica de grupos metacapitalistas que financiam a esquerda no mundo todo.

            O próprio mega metacapitalista George Soros possui várias empresas destinadas a apoiar a infra-estrutura da esquerda em diversos campos da comunicação, social e tecnologia.

            Procure no Google a definição de “metacapitalismo”.

            Saudações!!!

  10. Romário só se elegeu vereador, pelo simples fato de não ter debate.
    Quando tentou pra governador foi um desastre total…
    Sacaneou tanto o Pelé, que acabou como poeta calado…
    Bebeto, como deputado estadual, foi reeleito pelo mesmo motivo! Sem debates…
    Quanto ao hilário EBM, ainda está trabalhando, vai morrer trabalhando, mapeando os eleitores e, mais uma porrada digna de Mike Tyson…
    Como está aposentado pelo BNDES, vai arrumar uma cadeira… em casa.

    Reply
  11. Estão esquecendo do quesito ideológico,não conheço o EBM, mas pelo q me transmite é uma pessoa séria, e integra, falo isso porque o Kléber citou q o Bandeira não sabe nem escolher o partido certo para ser eleito, nas está esquecendo que ele pode muito bem ter escolhido ficar ao lado da Marina por questões ideológica porque não, tenho um grande amigo q se elegeu sem qualquer compromisso ideológico, apenas escolheu o partido q ele sabia que com aquela sigla ele estaria eleito !!

    Reply
  12. Egon , mestre, estava faltando você … perfeito , quem é mais fraco com a boca aberta Romário ou Pelé? Ótima !!! Fico com o baixinho, oportunista das frases de efeito.

    Reply
    • Pedro,

      Ao Pelé podemos imputar ao menos a sabedoria de ter limitado a sua intelectualidade a esfera esportiva e a eventuais pitacos de ordem social!

      Nesse campo o Romário foi além, muito além!

      Reply
      • Mais ou menos, Nineco!
        Pelé foi Ministro Extraordinário do Esporte em 1995 no governo FHC.
        Além de ter apoiado Jânio Quadros em 1960, em detrimento do Marechal Lott…
        Fique certo de uma coisa! Pelé, caso se candidatasse a QUALQUER coisa, estaria eleito com os pés nas costas.
        NOSSO eleitor não é politizado. Elege Tiririca por amor a música FLORENTINA….

        Reply
    • Farão sim. Virá o Michel Bastos ou vão pagar os tubos pelo Ganso…
      É brincadeira minha e espero que fique só nisso mesmo. Na real, a reposição tem que vir da base e tem nome: Pepê.
      SRNs

      Reply
    • Diogo,

      Que burrice? Até o ano passado quem era Paquetá?

      Em um cenário em que o jogador e o seu empresário são os 1o.s a quererem sair, o clube fez um bom negócio!

      Agora concordo com vc que seja realmente uma pena Vjr ter jogado apenas 6m no clube e Paquetá 1 ano, é a vida!

      Mas não estamos mais tão longe assim! O Real fatura 2.5bi de reais anuais e nós estamos na casa de 600mi, com venda de jogadores esse ano acho que chegaremos a 850mi. Portanto é uma questão de tempo nos equipararmos razoavelmente.

      Saudações!!!

      Reply
    • Pois é, meu amigo Diogo!
      Depois da Lei Pelé, impossível segurar QUALQUER jogador na terrinha.
      Nesse caso, não existe “culpa” seja o presidente que for.
      Só o jogador pode recuar ou aceitar.
      O grande problema – mencionado pelo amigo – é justamente o outro dia.
      Na minha HUMILDE opinião – já que o problema dos DEDOS PODRES ficou evidente de 2013 a 2018 – é pegar essa grana e entregar pra nova gestão, que nem é tão nova, mas pode resolver melhor nossos problemas.
      SE…. o Centro de Burrice for melhor 1%, já deveria estar correndo atrás do Hebei China para contratar o Hernanes…
      Isso, sem esquecer o nosso principal câncer. Um centroavante com aprovação do INMETRO. o INDISCUTÍVEL….

      Reply

Comente.