Como ignorar o momento?

(Reprodução da internet)

Recebi dois arquivos. Um vídeo genuinamente rubro-negro, e outro, uma mensagem em áudio de um gênio da vida e da comunicação, que é Arnaldo Jabor, este último, encaminhado por um outro mestre do tema, Luisinho Campos.

Claro que o somatório dos dois arquivos conduz a um lugar comum no futuro do Rio de Janeiro.

Meu parceiro e amigo querido deste blog, Robert Rodrigues, levantou a hipótese de não nos envolvermos no processo político. Chegou a citar, acho que partindo do Nino – se não for, desculpe – uma colocação política que teve que alijar. O Robert é a razão e, cumpre a sua missão com rara dignidade, porém, com ele argumentei que neste momento, como virar as costas para o futuro de nossa gente. Por que não levantar o tema político, se ele interfere em tudo?

Vou levantar a bola, primeiro em casa, com a diretoria do Flamengo recebendo um dos candidatos ao governo do Rio. E, fechando, o depoimento de Arnaldo Jabor que, sem citar quem quer que seja, alerta para o perigo do momento que vivemos.

Concluindo: Como no futebol, não havendo baixaria, grosseria e coisas do gênero, a opinião, como sempre, é livre.

Não posso deixar de dizer que me calou fundo o depoimento de Arnaldo Jabor. Genial…




Não peço voto, até porque, nem para mim mesmo pedi, quando candidato fui à presidência do Flamengo. Quando abordava alguém, pedia apenas a atenção da pessoa, sem pedir voto. A decisão é de quem ouve, de quem lê, de quem sofre, de quem quer o nosso Rio melhor.

Refletir muito, é preciso.

1 Comentário

  1. É Kleber,

    Os comunistas estão de fato assustados como se auto parafraseou Arnaldo Jabour, esse cupincha esquerdista.

    Arnaldo deve estar preocupado sim de fato, como essa curiola de vagabundos que se auto intitulam artistas irão sobreviver sem as verbas governamentais?

    Sendo a classe artística um dos principais pilares dessa ideologia de hegemonia cultural fascista dessa organização criminosa chamada PT?

    Esse partido criminoso de técnicas leninistas sócio das Farcs (que detém o monopólio do terrorismo, tráfico de armas, sequestros e drogas na América do Sul), todos camaradas do Fôro de São Paulo!

    Sim Kleber, os comunistas estão muito preocupados!

    O que temos aqui no Rio é o o seguinte:

    – Eduardo Paes respondendo a processos por “corrupção” com 40% dos votos.

    Caso vire o jogo dificilmente termina seu mandato. Qualidade de bom administrador e empreendedor, não obstante uma latente suspeição de roedor. É o político que responde por processos de corrupção que faz! Modelo superado pela política brasileira.

    – Por outro lado o candidato da “Carteirada”!

    Ai o Jabour fica preocupado né?

    “Autoritarismo” diz ele, “Não vão mais deixar fumar nosso baseado em Ipanema oras”.

    Sobre este pesa todas e quaisquer indefinições de toda a ordem, menos a moral. E incompetente já temos o Prefeito da Cidade, o que não é pouca coisa não!

    Seja como for se Bolsonaro era um candidato em busca de uma causa, de fato ele e seus candidatos encontraram a melhor delas, ou seja, a revolta e indignação da sociedade brasileira! Essa é a onda Kleber!

    Jabour, tá ruim? Vai morar em Cuba!

    Saudações!!!

    Reply
  2. Há 10 anos a esquerda” era uma maravilha e elegeu presidentes. Gente que votava na “esquerda” de um instante para o outro aderiu ao grande Aecio Neves sem pudor, sem vergonha e depois do turbilhão, fingiu que não tinha nada com isso. Lamentavel que tragam para ambiente saudavel, coisas da politica partidária, bem proxima do que vem acontecendo hoje no Mais querido do Brasil. Estou fora, falar de Flamengo e de futebol estou sempre á disposição, sobre politica sinto informar que para mim todos, disse todos são enganadores, são mentirosos e não merecem consideração alguma.

    Reply
    • Bem! Como não sou muito chegado ao assunto, embora tenha minhas convicções, volto a dizer que político é uma profissão como outra qualquer.
      Existem alguns que engajam na política aos 20 anos e, com 60 ainda estão correndo atrás de votos.
      Como sou da época do Estado da Guanabara, acho que nunca mais verei um governador como Carlos Lacerda. Assim como Pelé, depois dele o resto…
      Mesmo quase LEIGO no assunto, não posso deixar de mencionar uma frase que li no Face, que é da maior relevância.
      “2002 o PT venceu, 2006 o PT venceu. 2010 o PT venceu. 2014 o PT venceu. 2018 o PT diz que precisa vencer para consertar o país que está destruído”…
      Volto então aquela célebre frase: “posso não saber o que quero. Mas o que não quero, tenho certeza”…
      Com isso, volto para a cozinha – que é lugar de homem – para temperar meu Gambá com batatas…
      Nem mesmo a política do nosso clube, está valendo a pena ser debatida. A doença é a mesma em proporções menores. Mas a essência da canalhice é rigorosamente igual…

      “Se os porcos pudessem votar, o homem com o balde de comida seria eleito sempre, não importa quantos porcos ele já tenha abatido no recinto ao lado.”

      O vermelho e preto ainda me encanta. É pra lá que vou…
      Diego barrado! 6 gols em 2 jogos… infelizmente tenho que concordar…
      Espero que o Gambá não queime…

      Reply
  3. Concordo com os amigos Sergio e Michel. Gosto muito de vir ao blog pois sei que lerei coisas sobre o meu Flamengo. Simplesmente desisti das redes sociais, pelo menos até o dia 28/10, pois o clima tá insuportável. Parece que só existe política no mundo, e só coisa ruim, pois ninguém elogia o seu candidato, mas só fala mal do outro. Por mim, aqui só se fala de futebol. Política, somente a rubro-negra. E olhe lá, pois estão muito estranhas as histórias das nossas eleições.

    Reply
  4. Amigos, também acho que o ideal seria manter a política fora deste ótimo espaço, porém, como o assunto já está na mesa, acredito que seja importante discuti-lo.
    Sobre Eduardo Paes – Foi o melhor prefeito que vi no Rio de Janeiro em minhas várias décadas de existência. É verdade que teve muita verba em função das Olimpíadas e da Copa do Mundo, mas mudou o Rio (Capital) de maneira surpreendente. Percebo o quão bom foi o período do Paes ao viver a administração Crivella agora. Paes era presente, a Guarda Municipal era vista em todos os lugares, hoje não se vê a GM e as bandalhas imperam.
    Havia lixeiras – LIMPAS – por toda cidade, hoje temos poucas, e todas sujas.
    A população sem teto, que praticamente não existia, agora está espalhada pela cidade. Nunca em minha vida vi tantos pedintes e moradores de rua como vejo hoje em dia no Rio de Janeiro.
    Agora, a decisão é pelo nosso estado, algo muito maior. Escolhemos um prefeito que não nos atende (longe disso, muito longe) e corremos o sério risco de seguirmos na mesma linha em nossa escolha para governador.
    Paes tem experiência. Witzel é uma incógnita.
    Acho que o estado do Rio de Janeiro não pode mais correr riscos, e Paes, embora não seja o candidato perfeito, é infinitamente mais preparado que Witzel.
    Eu vou de Eduardo Paes!

    Reply
  5. Talvez a discussão deva ser mais ampla.
    A que ponto chegamos?
    Olhem as opções.
    Já fui apaixonado pela política, hoje só de longe. Que fase meus amigos.

    Reply
  6. Caros, desculpem discordar de alguns amigos. Acho que devemos sempre debater sobre política, mas com a educação que é uma marca desse blog. Realmente nas redes sociais está difícil…

    Sobre o tema, vivemos tempos estranhos. Virou uma disputa contra o PT, que realmente cometeu inúmeros erros graves durante seu governo. Mas qual é a escolha da maioria da população? Um ser totalmente abominável. Existiam várias opções para que o PT não ganhasse as eleições, mas fizeram uma coisa bem estranha que até hoje me pergunto que tipo de mensagem estamos querendo passar com essas eleições.

    Já comentei aqui uma vez. Esse discurso de “tradicional família brasileira”, “combater violência com mais violência” é difícil entrar na minha cabeça.

    Essa coisa de ensinar criança a fazer sinal de arma não entra na minha cabeça. Essa coisa de governar para a maioria não entra na minha cabeça. Essa coisa de usar sua imunidade parlamentar para confessar que é homofóbico não entra na minha cabeça. Essa coisa de preferir um filho viciado do que homossexual não entra na minha cabeça. Essa coisa de que o filho dele foi bem criado, por isso não se relacionaria com uma negra, não entra na minha cabeça.

    Se na Alemanha alguém exaltar o Hitler em público, vai preso. Aqui já vimos o que acontece. Nada!

    Sou negro e tenho um filho de 1 ano que também é negro e pode ser da natureza dele ser homossexual. Não só por ele, mas por todas as pessoas, é impossível eu votar neste ser abominável.

    Reply
    • Meu amigo Paulo!
      Você não é negro! Você é um ser humano como todos os brancos, amarelos, roxos e vermelhos…
      Meu nome (EGON) sempre foi questionado por muitos, pois trabalhei por mais de 35 anos numa empresa de judeus (Bloch Editores). Na verdade, Carlos Egon é nome, como Paulo Henrique.
      ELES levam isso muito a sério por tudo que aconteceu na 2º guerra mundial.
      Mesmo católico, e apaixonado por São Judas Tadeu, sempre me respeitaram. Mas, com certa desconfiança.
      O que aconteceu com os judeus, foi o maior massacre já visto na história da humanidade.
      Por outro lado, a descriminação com os negros, é desde que o homem anda pra frente.
      Um erro irreparável e lamentável…
      Grande abraço no amigo

      Reply
    • Paulo Henrique meu caro!

      Sinto-lhe informado mas vc foi colonizado pelo marxismo cultural.

      Essas bandeiras de negro, homossexual são lutas de classes fomentadas pela esquerda como forma de aglutinação de poder.

      Então se vc tem um filho de um ano e já esta vislumbrando a possibilidade dele ser homossexual, sinceramente meu caro vc esta partindo do ponto de vista errado do que seja uma “sociedade ocidental patriarcal judaico cristã”.

      A propostas destes espúrias como Haddad é anti-sistêmica! É a destruição dos conceitos e valores de nossa sociedade ocidental.

      E uma sociedade sem valores, sem referencias perde a sua ideologia, sendo absolvida facilmente por algo mais forte! É isso que eles querem, uma nova sociedade, uma nova ordem.

      A finalidade comunista é a destruição da “classe média”, que eles chamam de reduto burguês.

      Não sei se vc entendeu?

      Saudações!!!

      Reply
      • Amigo Nino, não tem essa história de luta de classes. A gente luta para sobreviver. Eu, negro, sou exceção nesse país. Tive condições de estudar e fazer faculdade. Mas a maioria de nós não chega perto disso. Aí quando vem um candidato à presidência e descredencia o sistema de cotas, falando que não pegaria um avião pilotado por um cotista ou que não seria operado por um também, é difícil.

        Eu gostaria muito que não houvesse necessidade do sistema de cotas, mas isso não chega perto da dívida que o país tem com a gente. “Aboliram a escravidão” há 130 anos. E o que fizeram na época? Nos jogaram na rua, sem perspectiva nenhuma. O que fazer para sobreviver? Podemos imaginar.

        Desde então, a maioria de nós vive nos guetos. O virtual vencedor das eleições presidenciais “deu licença” para que os policiais matem. Adivinha quem serão os mortos?

        Sobre eu já “vislumbrar” meu filho de 1 ano ser homossexual, ninguém pode mandar na natureza do outro. Se a dele for essa, ele pode ter certeza que dentro de casa não faltará amor, como ele já tem muito. Já na rua eu não posso garantir, pois não estarei sempre ao lado dele. Mas como um bom rubro-negro que ele já é, vai se safar bem.

        Abs, querido e SRN

        Reply
  7. Também acho que espaço não é pra política, mas já que o assunto está em pauta….

    Pra presidente não há dúvidas, impossível votar em quem desviou milhões, bilhões e espalhou a corrupção por esse país.

    Apenas lembrando, brasileiro se acha muito inteligente, mas está longe disso… Dinheiro desviado da corrupçÃo mata milhares de pessoas todos os dias, pois é um recurso que poderia estar sendo usado para melhorias e construções de hospitais e etc. Então, não tem como votar no Haddad, só resta uma opção. O que falam sobre ele é balela. Esse ano, se não houver fraude, Bolsonaro está eleito, pois o povo cansou de tantas mortes e descaso com o dinheiro público. Vai dar certo? Ninguém pode afirmar, como ninguém poderia prever tanta corrupção nos governos petistas.

    Reply
  8. A questão não é falar bem ou mal de algum candidato!

    A questão é que um dos candidatos vêm ao clube com uma proposta demagoga que ele sabe que o estado não tem como cumprir.

    O estado não tem dinheiro nem para pagar o funcionalismo imediato como policiais, professores e médicos, vivendo de empréstimos sucessivos!

    Vai ter dinheiro para pagar uma multa contratual a Concentracionária?

    E o Flamengo, vai botar 600mi, 800mi, 1bi no Maracanã? Em um estádio que nunca vai ser seu?

    É bom que o Flamengo esqueça de vez o Maracanã e passe a considerar uma nova realidade para seu futuro.

    A gestão EBM fez alguns esboços erráticos nesse sentido, mas fez. Já Landin não mostra qualquer disposição sobre o assunto.

    Falei, abraços a todos!

    Reply
  9. “Mimimis e posturas políticas”

    “Quando vc analisa um assunto, arranha-se os termos como a coisa é vista em geral, isso se chama dialética.

    A dialética avança superando conceitos reais, fictícios ou até falsos, mas só existe uma dialética se existir uma retórica antes.

    A retórica é a arte da exposição de um fato a qual vc tenta induzir as pessoas a agirem ou a pensarem de acordo com seus conceitos. O argumento retórico não é verdadeiro nem falso, ele tem que ser apenas persuasivo.

    Se não existe uma rede de discursos retóricos circulando na sociedade, a mente retórica não tem o que examinar.

    A dialética portanto é a confrontação dos discursos retóricos contraditórios e suas articulações em comparação a fim de chegar a uma verdade mais aproximada do fato daquele debate.” (Olavo de Carvlho)

    Em um momento histórico nesse pais, onde esboçamos a possibilidade desse pais deixar de ser comunista, deixar de ter uma economia fascista, com toda sociedade se mobilizando nas redes sociais, em todos os níveis, é nós não queremos falar de política aqui?

    Saudações!!!

    Reply
  10. Paulo Henrique, faço minhas sua palavras!
    Meu guru nórdico tbém é um porreta!
    Esse gambá aí é o que mesmo???
    Kleber, esse papo não vai emplacar aqui.
    Assim espero!
    SRN

    Reply
    • Corretor, é que escrevo com todos os dedos e muito rápido! As vezes (frequentemente) um dos dedos não funciona, vc entende isso…

      É “concessionária”

      Reply
        • Ah entendi, eu vou Shopping, compro um Mac de última geração e isso me imputará conhecimentos filosóficos que não sejam oriundos de superposição de imagens sobre as outras?

          Entendi, boa!

          Reply
    • “Ecos de Cuba”

      “Cuba, oficialmente República de Cuba, é um país insular localizado no mar do Caribe, na América Central e Caribe. O arquipélago cubano consiste na ilha principal de Cuba, além da Ilha da Juventude e de várias ilhas menores.” Wikipedia.

      Reply
  11. Kleber,a politica no momento que o país atravessa,sim se tornou um ponto onde não se pode ser ignorada,e o espaço como é seu,voce pode abordar qualquer tema que ache digno de explanação,quem não quer falar eh simplesmente não comentar…mudando frontalmente de assunto….que SJT nos abencoe e faça São Lisca morder um pouco do toucinho dos porquinhos sem mundial….se eles sentirem a Magnética no encalço vão tremer igual pintinho sem pena….quanto a politica,acho melho Jair se acostumando com as mudanças que o país precisa.

    Reply
  12. No Brasil não ocorre debate político, e sim troca de insultos, palavrão, incapacidade de ouvir qualquer outra questão. Ninguém ouve ninguém nesse momento. Por isso é possível supor que todo ódio político brasileiro, que começou nessa fase e não terminou, possa ser visto como uma cortina de fumaça contra algo maior. Enquanto as pessoas se matam, eu sigo com meu esquema. Não sei qual é esse esquema na teoria conspiratória, mas é uma cortina de fumaça. Ou seja, discutam o que é secundário.

    Reply
  13. Nunca votei em Eduardo Paes e não já votaria nele nesse 2º turno, ainda mais com apoio do Banana de Mello…Alem de sempre “andar” com bandidos do naipe de Lula e Cabral, Paes também se mistura com gente incompetente como EBM….nada pode ser pior !

    Reply

Comente.