Em noite de Diego, vitória pra lá de merecida

(Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)

Diego Ribas, tão criticado – e muitas vezes de forma injusta – foi o nome do jogo, em que o Flamengo meteu 2 a 0 no Grêmio. Pra começar, a vitória foi justa, pois até no seu pior momento na partida o Flamengo teve as melhores chances para marcar.

Um primeiro tempo bem superior ao Grêmio, com total domínio do meio campo, onde no ataque apenas Vitinho representava perigo para a defesa do Grêmio. Uribe teve a chance de fazer o primeiro gol e, só não fez por não ter a mínima velocidade necessária para um atacante que veste a camisa de um clube que tem como meta ser mundial.

Se faltou competência a Uribe, sobrou sorte ao colombiano. Imaginei que o time voltaria para o segundo tempo com Berrío no lugar de Uribe, porém, Dorival preferiu não mexer e, quis o destino que, em lance irregular – e em claro jogo perigoso – Uribe abrisse o placar.

Estranhamente, o Flamengo recuou e só voltou a reequilibrar o jogo com a entrada de Berrío, que, com sua velocidade, passou a infernizar a defesa do Grêmio, tendo sido decisivo para o gol de Diego.

César fez uma defesa de cinema, em cabeçada de Geromel. Todo sistema defensivo, muito bem. Meio campo pegador, com Cuellar combativo. Dinâmico com Arão e Éverton Ribeiro e, muito criativo com Diego. Vitinho, bem no primeiro tempo, sumido no segundo. Uribe, em noite de sorte, acarinhado pela arbitragem. Berrío, pela velocidade, sempre útil. Marlos Moreno, que entrou bem, perdeu um gol cara a cara com Paulo Vítor.

Os cinco pontos de diferença continuam. Na próxima rodada, pegamos o Cruzeiro em Belo Horizonte, enquanto o Palmeiras joga contra o Vasco, em São Januário. Pelas circunstâncias, acho a missão do Palmeiras mais complicada.

Na última rodada, pegamos o Atlético Paranaense em casa e, o Palmeiras recebe o Vitória, da Bahia…

Claro que é improvável o Palmeiras deixar escapar o campeonato. A única esperança é que o improvável adora o Futebol.

Segue abaixo a avaliação do nosso querido amigo Carlos Egon Prates ao desempenho do nosso time. Como sempre, com ótimas tiradas:


Exibição de gala! Sem dúvida alguma o melhor jogo do Flamengo neste Brasileiro…
Imagina a cabeça do Renatão, vendo Dorival Júnior armar um time impecável, como aconteceu hoje.

Durante 90 minutos mais descontos, apenas uma cabeçada do Geromel e uma defesa espetacular do César.

Não resisto! NOTAS PARA OS GAROTOS…

CÉSAR – Mesmo com o peso de substituir Diego Alves, vem garantindo nossas vitórias como a defesa a queima-roupa do Geromel. Irretocável – 9

PARÁ – Descascou cebolinha e comeu sem tempero. Sabendo das virtudes do pontinha, deu uma de Renê. Defendeu mais que atacou – 7

RODOLFO – Faz parte da minha zaga titular. Com ele e Réver na defesa, difícil tomar gols pelo alto – 8

RÉVER – Apesar da idade continua espanando tudo pelo alto. Tem deficiências por baixo, mas por cima é absoluto – 8

RENÊ – O melhor entre os zagueiros. Apesar de ter perdido um gol na cara do goleiro, tudo que caiu pela direita ele engoliu – 8,5

CUELLAR – Aquilo de sempre e sempre bom. Regularidade absurda durante o Brasileiro inteiro. Baita volante de marcação – 8

ARÃO – Sem dúvida alguma o nome do jogo. Achou uma brecha pela direita e mesmo sendo 2º volante, foi um belíssimo segundo atacante – 9,5

DIEGO – Hoje só perdeu para Arão! O velhinho matou a pau e foi premiado com um gol de oportunismo, que fechou o caixão do Renatão – 9,4

EVERTON RIBEIRO – Após algumas partidas em baixa, foi importantíssimo hoje. Muitas vezes puxou nosso contra-ataque além de voltar na marcação – 8

URIBE – O gol e mais nada! A dificuldade desse carinha em acertar passes de 1 metro, é impressionante – 6

VITINHO – Depois que afirmei que era um dos poucos que chutava bem, estou torrando minha língua. A impressão que tenho é que ele não sabe que está jogando pelo Flamengo. O Vitinho que vimos no Botafogo não tem nada a ver com o que está jogando no Flamengo. Dispersivo ao extremo – 4

BERRIO – Entrou cheirando a tinta e numa arrancada deixou Diego na cara do gol. É fundamental puxando um contra-ataque – 8

DORIVAL JÚNIOR – Com certeza não deve ter lamentado a falta do Paquetá.
Armou um belíssimo esquema e não deu a menor chance do Grêmio tocar a bola – 9

Com a vitória do Palmeiras, ficou ainda mais difícil. Mas o prazer de ver o Flamengo jogando como hoje, de certa forma, compensa nossas tristezas durante o ano. Continuo sonhando com os gols perdidos do Paquetá e Vitinho…”

Carlos Egon Prates

1 Comentário

  1. Caro Klebwr
    O diego jogou bem, mas só isso. Infelizmente, basta ele jogar razoavelmente bem que é o novo zico. Hj o pará foi impecável, mas…. No primeiro tempo, fomos bem mas pecamos no último passe, nosso camisa 10 não conseguia acertar o passe ou achar o nosso finalizador. No segundo tempo, não jogamos tão bem mas nosso camisa 10 apareceu, enfim, aos 45 do etapa final. Não persigo ninguém mas sou torcedor do Flamengo e não do diego. Everton ciscador ribeiro merece um banquinho daqueles.
    SRN

    Reply
  2. O Flamengo foi bem e sempre vai bem quando conta com o Berrio em campo. O Cesar está muito bem, não deixando saudades do Diego. Não conto pontos perdidos, pois se perdemos gols os adversarios tambem perderam em derrotas ou empates. Agora secar, torcer não paga nada e vou estar.

    Reply
  3. Caro Kléber e amigos!
    Para o restante do campeonato eu manteria esse time que começou. O time foi bem e aqui não é lugar de choro de lamentações. Que 2019 tudo seja no futebol mais sério e profissional.
    Que não exista espaço para teste de laboratório.
    SRN

    Reply
  4. Egon, com todo respeito aos seus sempre pertinentes comentários, acho que o Paquetá não tem vaga neste time. O Paquetá viveu os seus melhores momentos com o V. JUNIOR jogando o fino e o Diego sendo sacrificado a todo jogo. Podemos puxar os últimos jogos do Diego , e veremos que sempre que ele atuou de camisa 10 de verdade , jogou demais. Uma abraço e nada está perdido! Aprendi que com o Flamengo e Luiz Felipe Scolari, tudo pode acontecer .

    Reply
  5. Dorival esta fazendo um bom trabalho no time, o que só ressalta os erros colossais e inimagináveis do EBM com ZR, Rueda, Carpegiani e Barbieri!

    Como pôde errar tanto? E no óbvio?

    Jogamos três temporadas no lixo (2016, 2017, 2018), falta de aviso de nosso Guru, não faltou!

    E quem esta acreditando no título esta “na bacia das almas”, no campo do “sobrenatural de Almeida”, para mim a fatura esta encerrada!

    Os detratores do Diego, minhas saudações! Que atuação exuberante do nosso meia! Porém algo esta me dizendo que ele quer ir embora ano que vêm!

    E o Opalão hein? Dorival errou na escalação do ER, em minha opinião devemos vende-lo (ER) ano que vêm e recuperar o investimento. Precisamos de pontas ali!

    Cezar tbm, debaixo dos paus é gigante! Já nas bolas altas sobre a área…

    Saudações!!!

    Reply
  6. Critiquei o Arão quando mereceu, mas voltou jogar bola, parece que despertou e voltou jogar bem, não negociaria ele a preço de banana como quer alguns clubes, principalmente o inter, é um jogador útil, diferente de Rômulo e geovanio que não tem utilidade nenhuma. Já o Diego não perderia ele de graça pro Santos, não é craque mais é bom jogador, ainda mais que Everton Ribeiro voltou jogar mal.

    Reply
  7. Meu amigo Amoedo! Vou um pouco mais longe…
    Se seu comentário fosse feito logo após os primeiros jogos após a CONVOCAÇÃO, também te daria razão…
    Paquetá não joga nada faz tempo. Tenho sido crítico ferrenho ao seu futebol (?) na maioria dos meus comentários. É o 10%…
    Se jogasse 10% do que acha que joga, seria seleção.
    Embora promissor – inegavelmente – passei a entender a marra da criança, no dia que deu um esporro no Diego com todas as câmeras viradas para os dois.
    Poucos sabem, que nas categorias de base, sempre revezou a 10 com o Patrick, que hoje está no banco do Santos.
    Podemos enumerar algumas virtudes, mas não estamos falando de um jogador que joga pro coletivo. Jogou para realizar o que o Milan sacramentou.
    SEMPRE foi firulento e perigosíssimo na cabeça da nossa área.
    Portanto, meu amigo Amoedo, não sinto menor falta do Paquetá, principalmente quando deixa um jogador como Diego no banco.
    “acho que o Paquetá não tem vaga neste time”…
    EU TENHO ABSOLUTA CERTEZA…
    Abs irmão

    Reply
  8. Kleber,

    Corroborando com o que você já disse por diversas vezes, PERDEMOS O CAMPEONATO MAIS FÁCIL DE SE GANHAR !!!

    Por pura incompetência dessa alienada Diretoria em relação a conhecimento de futebol, que além de iniciar o Brasileiro com o inexperiente e fraco Barbieri, o manteve por muito mais tempo do que deveria, estamos deixando escapar por entre os dedos um campeonato que em última análise só tinha UM ÚNICO TIME EM DISPUTA DO TÍTULO, E ESSE TIME ERA O NOSSO FLAMENGO…
    Isso mesmo, considerando que Palmeiras, Cruzeiro e Grêmio estavam envolvidos e priorizando a Libertadores / Copa do Brasil, o gênio do Barbieri, respaldado pela incompetente Diretoria, entendeu que seria possível disputar as três competições com um mesmo time, sem dar uma rotação no elenco, deu no que deu…
    O Palmeiras, que não vinha tão bem das pernas, foi mais inteligente, trouxe um Técnico experiente, acostumado a gerir grupos com estrelas, e o que ele fez? Simplesmente, “rodou” o elenco, quase se dando ao luxo de ter um time para cada competição, luxo esse que claro não poderíamos pretender, pois não temos o elenco tão bom e tão numeroso quanto os Porcos…
    Mas poderíamos, em função de jogos estratégicos, estar poupando um ou outro jogador mais importante…

    Enfim, repito, ESTAMOS PERDENDO O CAMPEONATO MAIS FÁCIL DOS ÚLTIMOS TEMPOS, e espero que a nova Diretoria que em janeiro assumirá nosso MENGÃO, tenha aprendido a lição que me parece tão cristalina…

    SRN

    Reply
  9. Concordo com o Nino, Dorival está fazendo um excepcional trabalho. Manotou apenas na escalação esdrúxula de domingo.
    Berrio, voltou a jogar o que não havia jogado a temporada toda ano passado. Acho que o problema era no tendao patelar….e ele nao sabia. Tenho medo das atuações exporadicas, por essas e por outras que nosso querido lomba disse que o Flamengo estava bem servido de laterais. se enganou com uma ou boa atuação de rudinei, Para e cia.
    Já o Rene, começo a reconsiderar suas atuações, tem jogado muito bem.
    Diego e Everton Ribeiro, não sei..manteria os dois..liberaria um…esses caras são muito bipolares…um dia jogam bem..dois dias ..tres dias..quatro dias..jogam nada.
    da uma confusao na gente tremenda.
    Quem vem jogando muito bem e equilibrou o time : Wilian Arão.
    Quem contratou o Uribe: Demissao por justa causa e seis meses em Curitiba para pagar o prejuizo.
    Estamos a três pontos de um feito inedito: Nunca fomos Vice do brasileiro. Até isso o Bandeira péssimo gestor de futebol e pé frio conseguiu.
    Bela Vitoria, pena que tardia.

    Reply
    • Amigo Liliano!
      Caso o Flamengo vença o Cruzeiro e Atlético PR, embora “necessário”, vai ficar feio mandar o professor pro espaço.
      Dorival equilibrou o time apesar das várias e várias substituições a cada jogo. Ou os caras estavam suspensos ou contundido.
      No frigir dos ovinhos, seu aproveitamento foi muito bom.
      Como me parece um cara equilibrado, seja quem for o técnico para 2019, manteria Dorival – caso topasse – na mesma posição que Carpegiani foi contratado mas ficou pelo caminho: coordenador de futebol…
      Num universo de leigos, pelo menos seria um boleiro na gestão.
      Além disso, tiraria Zinho da Fox e colaria na Comissão Técnica a ser escolhida.
      Poucos sabem, que MUITOS jogadores da base são oriundos do Nova Iguaçu. E, o que muitos desconhecem, é que Zinho além de sócio-fundador, é pra lá de respeitado no clube da região metropolitana.

      http://www.nifc.com.br/wp-content/uploads/2015/07/zinho-interna.jpg

      Reply
    • Liliano meu nobre!

      Fazer algumas “cagadas” é ato inerente da função de técnico, acho que ninguém escapou disso até agora!

      Cagada constatada (e se constatada né?), se faz necessária correções!!! E é nesse ponto que geralmente o bicho pega! Exige além de talento, coragem, expertise e sorte!

      Creio que podemos atribuir estes requisitos ao Dorival, que sempre se safa com boas substituições, não obstante ontem ter errado em jogar sem centro avante com a entrada do Berrio, coisa que ele logo corrigiu com Lincon.

      Saudações!!!!

      Reply
  10. É meu nobre presidente e amigo Egon, jogos assim fazem a gente lastimar ainda mais nossa sorte esse ano.
    Curiosamente, contra o Grêmio, fizemos nossas duas melhores exibições esse ano, uma lá e outra cá, em campeonatos distintos. Pelo menos na minha opinião.
    Se … que não entra em campo, não tivessem tido a infeliz ideia de efetivarem estagiários no meio do caminho, hoje, provavelmente, contabilizaríamos alguns títulos significativos nesses últimos três anos.
    Hoje tivemos postura de time campeão. Mas … aquele empate contra o Palmeiras e aquela derrota para o Botafogo … ahhh … jogaram foram nossas esperanças. Tivemos outros tropeços bobos no meio do caminho, mas isso acontece com todos. Mas sentimos que dava para ter chegado.
    Uma pena!!!

    Reply
    • Grande parceiro Helder!
      Como o SE não joga, podemos viajar à vontade nessa conjunção…
      Pelo meio do caminho, tivemos algumas derrapadas na escolha dos técnicos. Por outro lado, Internacional (Odair Hellmann) e Atlético PR (Tiago Nunes) vão muito bem com seus “desconhecidos”. Acho até, que mesmo Zé Ricardo, com TODAS as deficiências e carências do Botafogo, não está fazendo feio.
      O que acontece – e bato nessa tecla desde que você me conhece – é que jogador profissional, que ganha milhões, não pode perder gols absurdos muitas vezes sem goleiro na foto e, dentro da pequena área.
      Damião ontem, enterrou todas as pretensões do Inter no Brasileiro, perdendo 2 gols sem goleiro. Que culpa tem Odair nisso?
      Assim aconteceu com Paquetá contra o Palmeiras e, Uribe e Vitinho contra o São Paulo. Esses gols, hoje nos daria a liderança…
      Nem mesmo o argumento de escolhas erradas, serve como desculpa. Entendo que Vitinho e Paquetá jogariam em qualquer time.
      Acontece que estão no Flamengo…
      Podemos questionar a absoluta falta de dom para matar a jogada. Afinal, Fred com 340 anos, ficou parado 3 meses e voltou marcando 4 gols em 3 jogos.
      Portanto, meu amigo, os estagiários vã para o tronco até a página 4. Mas o que tinha que ser resolvido dentro da pequena área, foi isolado…
      E assim vamos saindo de todas as competições. Criam e chutam pra fora do estádio…
      Após Brocador (2013), nada mais aconteceu com a 9.
      Esse fundamento – assim como Renê ontem – não pode ser esquecido por nós. É nosso velho calcanhar de Aquiles.
      Grande abraço meu irmão

      Reply
      • Entendo, meu nobre companheiro. Mas sabemos que perder gols é inerente a qualquer atacante no futebol, nenhum técnico tem culpa nisso, mas, a formação, a preparação, um esquema tático mais bem definido, jogadas ensaiadas, orientações táticas e técnicas, saber dar bronca na hora certa, dar cara ao time, criar identidade, e por aí vai, são um conjunto de valores que nenhum estagiário traz consigo em uma escala tão ampla. Uma coisa é treinar base, outra, bem diferente, são os profissionais. Principalmente quando se lida com cascudos. Tem que ter peito para barrar, dar bronca, substituir, etc.
        Cito, a título de exemplo, Felipão no Palmeiras. Tentaram Valentim e Roger. No que deu? Nada. Depois que o Felipão chegou, o que aconteceu? Palmeiras não perdeu mais. Como fez isso bem antes que nós, papou o Brasileirão. Não quero dizer que se o Dorival ou qualquer outro tivesse chegado antes, hoje seríamos campeões, não tenho bola de cristal para afirmar isso, mas, quem sabe, teríamos estancado a gangrena que estava se tornando nosso futebol com Barbieri. Teve jogo que parecia um bando de peladeiros em campo. Isso é inadmissível num clube da nossa grandeza.
        Acredito que boas coisas virão para os próximos anos. A terra foi bem semeada. EBM fez um trabalho genial, não podemos negar isso. Não ganhou títulos no campo, mas muitos fora dele. Hoje o Flamengo é um clube respeitado e até admirado pelos nossos adversários. O desejo de jogar no Flamengo hoje é grande. Voltamos a ser referência, meu amigo.
        Essa nova diretoria vai colher os frutos desse excelente trabalho, não tenho dúvidas disso.
        Grande abraço amigão!

        Reply
  11. Meu caro Presidente, não sei se estou sendo inconveniente, não sei se o momento é oportuno, mas gostaria de sugerir que levantasse uma bola aqui para o pessoal desse espaço.

    Qual o treinador preferido aqui desse grupo para o próximo ano, Abel ou Renato Gaúcho? Ou seguiria com Dorival Junior, que melhorou muito nosso time.

    Reply
    • Temos um problema, amigo Helder!
      São tantas variantes, que o mais aconselhável é esperar o final do filme…
      O leigo é um burro por opção. Se o assunto não interessa, ele deleta.
      Já o burro, não é opção. É dom…
      O papo está entre Renato, Abel e, quem sabe, Dorival.
      Massssss… com essa nova/velha gestão que vem por aí, não se espante se pintar Celso Roth com apito e roupa de técnico…

      Reply
    • Acabo de ver que o Globoesporte.com está fazendo essa pesquisa e vai dando …… resultado parcial …… Renato Gaúcho.

      Pessoalmente, não tenho preferência. Acho que qualquer um dos dois seriam muito bem vindos.

      Reply
  12. Prezados,
    Mais uma vez salvos por uma excelente defesa do César. Seus implicantes críticos mais uma vez dormem chateados, aguardando a primeira falha (comum para QUALQUER goleiro) para dizer “eu avisei”… Para eles eu digo: TEMOS UM SENHOR GOLEIRO!!!

    Espero que o Flamengo não faça a besteira de gastar dinheiro com aquele goleiro velho do Santos (15 milhões em um cara em fim de carreira). Que utilizem a grana para comprar um lateral direito decente, um meia decisivo e um atacante goleador.

    Reply
    • Assinado Diego!
      Tanto o goleiraço, quanto ao Vitinho funcionário da NASA kkkkkk
      Pena que você só tenha visto UM chute errado. Acho que bebi muito e vi uns CINCO…

      Reply
  13. A gente critica muito certos jogadores, principalmente os que chegam de fora. Uribe não servia. Depois de um começo fraco, Barbieri deixou ele treinando, ganhando forma física e agora ele deslancha. Ontem meteu uma na trave e fez o gol. Já tinha sido falado aqui que não servia. Mesma coisa o Vitinho que, aos poucos, começa a mostrar seu futebol. É bom lembrar que ambos vieram de finais de temporada no México e Rússia ou apenas com início de preparação para entrarem logo no time, no ritmo do campeonato, da cidade, do clima, da pressão, enfim.

    Diego, que já tinha sido execrado por muitos, ontem foi perfeito. Aí vem aquela situação de que um jogador de sua idade já não pode jogar todos os jogos os 90 minutos. Ele descansou domingo e ontem deu um show.

    Atuação de gala do Pará, Cuellar e dos dois zagueiros. Everton Cebolinha não ganhou uma.

    Reply
  14. Henrique, querido amigo,
    ” Uribe deslancha”? Como assim? Deslancha pra onde?
    Outra coisa: Não meteu nenhuma bola na trave. O gol ia ser contra. E, o gol por ele marcado, segundo os dois comentaristas de arbitragem da Globo, foi ilegal.
    O ataque só funcionou quando ele saiu,para a entrada de Berrio.
    Uribe, é um ex-jogador, sem nenhuma velocidade e sem explosão, características básicas para qualquer bom atacante.
    Com todo respeito…
    Forte abraço.

    Reply
  15. Caríssimos presidente e Egon,
    Nessa altura do campeonato (literalmente), penso que o grande perigo porvir é a nova diretoria se precipitar e, ao invés de fazer dispensas e contratações pontuais, tentar mudar tudo. Se fizer isso, vai acabar reforçando outros times com jogadores que ainda podem ser muito úteis ao Flamengo (casos de Diego, Marlos Moreno, Uribe, Rodolfo, Pará, Geuvanio, etc). Alguns desses, muito criticados, poderiam até ser excelentes opções na reserva mas, por pressão da imprensa e da torcida, correm o risco de irem embora.
    Acho que só deveriam sair sendo até utilizados como moeda de troca, os seguintes atletas: Rodinei, Romulo, H. Dourado, Diego Alves, Matheus Sávio, Trauco e Rever.
    Precisamos sim de um técnico como Renato Gaúcho ou Abel, capazes de motivar os jogadores e controlar o vestiário. Vejo também como fundamental que a nova diretoria saiba contratar pontualmente jogadores que venham para tomar conta de suas posiçoes (titulares absolutos) e que tenham característica de liderança. Assim sendo, um centro-avante, um lateral-esquerdo (Dodô ou Jorge) e direito (Marcos Rocha ou Zeca) um super zagueiro (Dedé ou Geromel) um super goleiro (Vítor do Atlético MG), seriam grandes e realistas opções.
    Se fizerem isso, vamos ganhar tudo em 2019.
    SRN

    Reply
  16. Caro Kleber, no futebol não existe essa coisa de vitória antecipada, o fato de o Palmeiras ter dois jogos com adversários fracos não significa que já ganhou. Em 1968 nós já eramos considera dos campeões, o Botafogo foi excursionar. Fomos jogar com o Bonsucesso, bastava um empate e seríamos campeões mas perdemos e o Botafogo foi o campeão da Taça Guanabara. Estamos no páreo, duro vai ser torcer para aquele clube lá de São Cristóvão. Abraços.

    Reply
  17. Amigos, cuidado com nossa já conhecida bipolaridade !!!Agora tudo ficou lindo? Acho que não é bem por ai, kkkkk.
    Concordo que temos que manter o Diego pro ano que vem, jogador diferenciado e extremamente útil , mas tem muitos jogadores que na minha opinião devem ser negociados. Romulo, Geuvânio,Henrique Dourado, Uribe, Marlos Moreno e Trauco tem que sair.
    Outro ponto, não devemos empolgar com o Dorival, estamos sem técnico a 2 anos , ele faz sim um bom trabalho mas precisamos de um líder , e o Renato é perfeito pra esse novo momento, tem empatia com a torcida e com os jogadores ,conhece o Flamengo e está no momento perfeito da carreira pra aceitar o desafio. Teremos um ídolo de verdade fora das 4 linhas, capaz de comunicar e sentir a NAÇÃO .
    Que venha 2019 !!!!

    Reply
  18. Sim, esse é o Diego que esperávamos. Jogador participativo, vertical , com garra e com presença de área. Pena que atuações assim foram muito raras , com a nossa camisa.
    Time jogou bem, claro que esse Grêmio é muito inferior ao de 2017, mas ainda tem qualidade.
    Jogamos com inteligência e aplicação, soubemos vencer na hora certa. E com isso, apesar de toda incompetência da atual diretoria, já garantimos o G4.
    Otimas atuações de Cesar, Rever, Cuellar e Arão. Apenas Vitinho e René ficaram devendo.
    Agora é pensar 2019, caprichar na barca e acertar a mão nas contratações.

    Reply

Comente.