Passado e futuro do Flamengo

(Reprodução da internet)

Logo após a primeira eleição, onde a Chapa Azul foi consagrada vencedora, foi consolidado no Flamengo um movimento que, nada mais é do que a fundação de um clube dentro do próprio clube, o que não deixa de ser algo preocupante, pois o poder é a meta deste grupo, cujo nome é “SóFla”.

Afirmo que é um clube dentro do Flamengo, pois os “associados” da “SóFla” têm regulamento interno, como se estatuto fosse. Ali, há a obrigatoriedade de se pensar como a maioria, não havendo nenhuma possibilidade de um “associado” dar seguimento ao seu pensamento e assumir postura diferente do que foi decidido pelo grupo.

Marquinho Assef contou o caso de um membro da “SóFla” que foi expulso, pelo fato de não concordar com determinada postura que seria tomada em determinada reunião do Conselho Deliberativo do Flamengo.

E, como são participativos, como têm meta, no caso o poder, estão sempre presentes, influindo decisivamente em todas as reuniões.

Abro que parênteses para lembrar que o Conselho Deliberativo do Flamengo é composto pelos membros natos, eleitos e por todos os sócios proprietários, só que, estes sócios proprietários que representam a maioria esmagadora do Conselho, são obrigados – a cada final de ano – a encaminhar um documento dizendo que querem participar das reuniões do Conselho Deliberativo. Claro que, a hiper maioria dos sócios proprietários, por um motivo ou outro, deixa de enviar o tal documento e, com isso, apesar de proprietários, são proibidos de participar das reuniões, o que reduz o conselho a quase uma confraria. E, aí reside o perigo.

Por favor, não confundir este movimento em que os seus membros são obrigados a agir de acordo com a vontade da maioria, como alguns outros que surgiram, como a FAF, Dragões Negros e por aí vai.

Estes grupos eram na verdade uma junção de grandes rubro-negros que, embora formando um grupo, podiam discordar dentro dele. Em síntese, o objetivo não era o poder, e sim, contribuir para o bem do Flamengo. Márcio Braga e Antônio Augusto já pertenceram a um mesmo grupo e, um montão de vezes, saíram no pau, em função de pensamentos distintos. Em síntese, havia no ar, única e exclusivamente o interesse em contribuir, e não, o de assumir o clube.

Muito me impressiona a forma desrespeitosa com que este grupo da “SóFla” trata o passado do Flamengo. Muitas vezes tenho a nítida impressão de que, na cabeça deles, o Flamengo, maior paixão popular deste país, foi fundado há seis anos. Que todas as glórias, os títulos e o maior patrimônio, que é a sua torcida, foram obra do Divino Espírito Santo, em tabelinha com São Judas Tadeu.

Incrível que estas pessoas, jovens em sua grande maioria, não tenham percebido que o mundo mudou e que as dificuldades que muitos dirigentes tiveram no passado, em função de uma série de fatores, hoje não mais existem. Só que, a solução de hoje, teve início lá atrás.

Hoje, o Flamengo pode ter o seu dia a dia tranquilo muito em função da fortuna que arrecada com os direitos de televisão. Só que, para se chegar a isso, houve um pontapé inicial, dado lá atrás, quando Marcio Braga, Michel Assef e outros companheiros, peitaram o genial Dr. Roberto Marinho, exigindo que a Rede Globo pagasse ao Flamengo toda vez que um jogo fosse transmitido. Dr. Roberto achava que o Flamengo é que deveria pagar à Rede Globo, pois esta transmitindo os jogos, divulgava a marca Flamengo. A discussão foi longa, vitoriosa e, o resultado aí está…

O patrocínio nas camisas que, representa hoje, algo significativo para o bem-estar do dia a dia, também foi um obstáculo difícil de ser transposto, pois havia quem pensasse que isto seria uma intromissão, uma agressão, ao “Manto Sagrado”. E, aí também, o Flamengo foi pioneiro e recordista. Pioneiro, por ter sido o primeiro clube brasileiro a ter um contrato específico para a exibição de uma marca em seus uniformes e, recordista por este patrocínio – Petrobrás – ter sido o mais longevo – 24 anos – na história do futebol mundial.

O sócio torcedor, que a exemplo dos direitos de televisão e do patrocínio nos uniformes, representa hoje algo também significativo na contribuição do bem-estar rubro-negro, também é fruto de uma ação antiga. Este movimento, hoje consolidado, teve início em 1995, com a criação do “SÓCIO OFF RIO”, responsável pela transformação do quadro social que, de seis, chegou a quarenta mil sócios.

O marketing, tão importante também, da mesma forma, não foi criado seis anos atrás. Através do marketing ou, como alguns preferem chamar, engenharia financeira, o Flamengo, lá atrás, conseguiu, por meio de ações criativas, trazer Zico de volta e, contratar Romário, Lúcio, Bebeto e Edmundo, sem que o clube injetasse – até porque não tinha – um único centavo.

E, tudo isto sem falar nos dirigentes que viveram o Flamengo em um outro momento, em um outro mundo, além de dedicarem suas vidas à nossa paixão maior, contribuíram com seus próprios patrimônios para superar momentos dificílimos e cruéis para o clube. Desde o primeiro dia como presidente do Flamengo, sou testemunha de que quatro rubro-negros colocaram a mão no bolso para “salvar a pátria” …

Aliás, e me dirijo especificamente aos companheiros que fazem parte do grupo “SóFla”, como é que vocês acham que, em 1995, assumindo o clube que ia para o quarto mês de atraso em todos os salários – 600 funcionários e mais os profissionais do futebol – foi possível retomar a dignidade, com o Flamengo cumprindo todas as suas obrigações com funcionários, profissionais e fornecedores, sem atrasar um dia sequer, de 1995 a 1998? e… isto sem mencionar que, em meio a este tiroteio, tivemos que “recomprar” o passe de Sávio, dado foi como garantia para uma empresa a quem o Flamengo devia.

Lá atrás, amigos, houve o caso de dirigente tão apaixonado que até sua empresa perdeu. Este é o quinto da relação de rubro-negros que tiraram do próprio bolso para resolver a vida do Flamengo. Infelizmente, este quinto, que vivo está, perdeu tudo, menos o seu amor pelo Flamengo. Por ele tenho o maior respeito e menos mal que esteja, em justíssima homenagem, eternizado em algo tão importante para as futuras gerações do nosso futebol.

Resolvi fazer este desabafo, após receber mensagem relativa a esta campanha eleitoral, onde o recado, talvez pelo desespero em função do que as pesquisas apontam, só faz denegrir todos aqueles que um dia foram dirigentes. A mensagem mostra fotos de dirigentes e alerta para o “perigo” destes voltarem, caso a Chapa Roxa seja eleita.

No meu caso, além da foto, a citação de que a Klefer recebeu a visita da Polícia Federal na sua sede. Pura verdade. Só esqueceram de dizer que nada que desabonasse a conduta da empresa, e de seus diretores, foi encontrado. Quanta maldade, quanto ódio enrustido, quanta hipocrisia, quanta falsidade, quanto desconhecimento de causa do que é o Flamengo.

Pena que o extraordinário rubro-negro Walter Oaquim esteja neste mesmo barco eleitoral, o do ódio, candidato à vice-presidente na Chapa Rosa, do “SóFla”. As urnas vão dizer neste sábado, o que os rubro-negros pensam. O Flamengo, fundado em 1895, não precisa de um clube dentro dele. Não cabe. O Flamengo já é grande demais.

1 Comentário

  1. Que desabafo lindo presida….a que níveis de baixaria essas eleições chegaram….tomara que no final aconteça o melhor para o mengao!vamos Flamengo ,vamos ser campeão !

    Reply
  2. Prezado Kleber,
    Fui membro do SoFla e por não concordar com esse tipo de conduta , pedi meu boné, antes do golpe de 2015. Não sou massa de manobra e muito menos gado para ser conduzido. Muito me preocupa esse projeto de poder eterno pregado por eles. Espero, para o bem do Flamengo, que os sócios deem um basta nessa insanidade.
    SRN

    Reply
  3. Perfeito o texto. Concordo em tudo que foi dito.
    O Flamengo não foi criado em 2013 não. Tem que se respeitar o passado. Até porque se fosse criado em 2013 não teria torcida, e torcida se conquista com títulos.

    Reply
  4. Caro Presidente e amigos. Espero que este fato citado pelo Sr. seja o suficiente para que entendam aquilo que venho dizendo em outros posts. Eles estão desesperados…
    Respeito a opinião de quem apoia esse grupo que está no poder, mas eu acredito que o Flamengo precisa de mais…
    O Landim é a melhor opção no momento.
    Este grupo parece que luta por poder pelo poder…
    O Flamengo é um clube centenário e não tem 6 anos de vida…

    Quero meu Flamengo de volta…
    O Flamengo não pertence a nenhum grupo político…
    Pertence aos mais de 40 milhoes de rubro-negros.

    Que neste pleito prevaleça o que for melhor para o Flamengo, seja o resultado que for…

    SRN

    Reply
  5. É que eu digo sempre aqui: se todos remassem pro mesmo lado, o Flamengo seria insuperável. Vejo que o que está em jogo neste sábado é um jogo de vaidades, de poder e não o bem do maior clube do Brasil.

    Outra coisa, eu e 99% dos apaixonados pelo Flamengo jamais torceremos contra ele independente de quem esteja no comando. O problema é esse 1%.

    Reply
  6. Caro Presidente Kleber, muito obrigado pela coluna que além de elucidativa é espetacular. O SoFla (o PT do Flamengo) é como você bem disse um clube dentro do Flamengo e isso deveria ser proibido de alguma forma pelo estatuto.
    Eu também recebi a propaganda da falida chapa rosa e me senti ofendido pois amigos meus foram atingidos de forma absurda, desleal e desrespeitosa. Enfim típico do SoFla/PT.
    Fico triste que grandes Rubro Negros como, Walter Oaquin e Hélio Ferraz estejam nesta barca furada e cercados de pessoas que nada tem haver com à dignidade deles, porém tenho a certeza absoluta que já no dia 8 de dezembro à noite após o Rodolfo Landim ser proclamado presidente do clube ambos já estarão ajudando o Flamengo como sempre fizeram.
    Caro Kleber, a partir do próximo ano voltaremos a gritar varias vezes É CAMPEÃO e levantarmos muitas taças, coisa que o EBM e o SoFla detestam.
    Parabéns e tenha a certeza que você falou em nome da grande maioria dos Flamengos.
    SRN

    Reply
  7. Caro Kleber
    Acho muito legal vc declarar seu voto, pois vivemos em um país democrático. Kleber, desculpe, mas não tenho condições de opinar a respeito do tema, pois como of rio, não conheço a politica do Flamengo no seu dia dia. Agora, de fato, o nosso Flamengo não comecou agora. Arrogância e prepotência não leva ninguém a lugar algum. É por esse motivo que sempre critico aqui no blog o futuro presidente do Flamengo, BAP. Tudo na vida é questäo de prudência. O só Fla não tem o direito de rasgar a história do clube e muito menos o BAP. Agora, por favor presidente, tem ex presidentes que usaram o clube para ficarem ricos, alguns depois se deram mal e outros individaram o clube. Lembro como fosse hoje todas as vezes que ia ter eleiçâo no clube, eu daqui de Brasilia ficavam torcendo para quem entrasse torna-se o Flamengo imbatível. Pura ilusão. Vários entraram e nada. Hoje, Kleber, eu paricularmente não acredito mais em dirigente do Flamengo. Ha unica vez que fui ao RJ assistir a um jogo do Flamengo, fui distratado por esse senhor chamado BAP. Depois disso, prometir que nunca mais iria assistir a um jogo do Flamengo. Infelizmente, não cumprir essa promessa, pois meu amor pelo Flamengo nasceu antes de eu existir. Pois, todas as que o Flamengo vem a Brasilia, tô dentro. Kleber, esse deaabafo não é em hipóteae alguma para vc, pois se assim fosse nem do blog participaria. Agora, que tem muita coisa errada no clube tem e não é de hoje.
    Abs
    SRN

    Reply
    • Eu fico com as sábias palavras do MESTRE EGON

      Não há santos nem demônios.

      E não vamos esquecer que a chapa AZUL, qdo eleita lá em 2012 dizia exatamente a mesma coisa, e foi exatamente por isso que se elegeu.

      No mais, dia 1 de janeiro começa uma nova gestão.

      Reply
  8. Denis, amigo,
    Dois detalhes: garanto a você que o Bap é uma bela figura humana. Como qualquer um de nós, pode ter tido um dia infeliz.
    Para encerrar, não estou declarando voto. A minha intenção, nada mais é, do que alertar onde mora o perigo maior.
    Claro que na chapa roxa, há perigo também, refletido na candidatura á vice-presidência.
    O processo democrático é isso mesmo. Avaliar tudo, eliminando o que possa ser o pior.
    Forte abraço.
    Carlos Peixoto, amigo,
    Que ESPETÁCULO de texto!!!
    Beijo.

    Reply
  9. Kleber como não vivenciamos o dia da política, o que sabemos sempre é por aqui, e vejo muito o que vc, Renato Bayardino, Egon e os demais que sabem sobre a política interna, faz eu ficar cada dia mais na certeza, que o ideal seria ter Márcio Braga e Kleber Leite, de volta na política do clube.
    Que São Judas ilumine essas pessoas e que elas coloquem sempre o Flamengo na frente de tudo…..tudo pelo Flamengo, nada do Flamengo!!!!!
    SRN

    Reply
  10. Bem!
    Como todos sabem, existem os que concordam, não concordam e, outros que passam lotado. Meu caso!
    Nosso Guru menciona nas entrelinhas, nosso amado George Helal. Um dos rubro-negros mais notáveis da história do nosso clube.
    SE… fosse votar, com certeza anularia meu voto. Não vejo entre as 4 chapas, NADA que represente o Flamengo que EU quero.
    Da mesma forma que a SóFla trata Flamengo como clube recém-fundado, a chapa Roxa, trata o Flamengo com arrogância, vaidade e prepotência.
    A eleição no Flamengo, deixou de ser uma união por dias melhores e, passou a ser uma guerra de poder entre a SóFla x UniFla.
    Por um lado são velhos conhecidos. Por outro, novos conhecidos com exceção de Walter Oaquim.
    No frigir dos ovos, são 4 chapas que certamente não mudarão o destino do Flamengo.
    Respeito TODAS as opinião, além de entender, que fatos rasteiros e até mesmo constrangedores fazem parte do processo. Não existe guerra sem tiro…
    Como entender, que um candidato a vice-presidente e, presidente do Conselho,
    Deliberativo queira limar um benemérito como Kleber Leite?
    Como entender, um ex candidato a presidência, diga aos 4 ventos, que enquanto ele estiver lá, Kleber Leite não coloca os pés no futebol?
    Por que votar no mais do mesmo, seja de um lado ou do outro?
    Como disse Peruano e com muita propriedade, “todos são farinha do mesmo saco”.
    Nessa eleição, não existe santo nem demônio!
    Minhas expectativas já foram por água abaixo, desde o anúncio dos componentes das chapas. Mais uma vez, e por mais 3 anos, vamos capinar sentado, aguardando as decisões de um Comitê Gestor, que assim como em 2013, era uma suruba de caciques atirando para todos os lados e errando tudo.
    Nunca aqui, declinei a favor de NENHUM deles. Sempre deixei claro, que de 2013 a 2018, NÃO tivemos ao menos um indiozinho que entendesse de futebol. E, mesmo que houvesse, seria uma “ameaça” para os caciques.
    ELES, não permitem um Departamento de Futebol independente, com bonecos competentes e, que entendem do mercado da bola. Isso, com muito ou pouca grana.
    Para que EU perca meu tempo com velhos filmes, é necessário que surja uma nova chapa que saiba o significado do verbo delegar…
    Na verdade, papo reto… quero que as 4 chapas SE FODAM…
    Após 6 anos de vergonha e quase… nenhum torcedor da Nação, merece um clube rachado, em que o futebol passa a ser mero detalhe, quando na verdade, é a essência da nossa paixão.
    Pra mim já deu!!!!

    Reply
  11. Egon, querido irmão,
    Quanta sinceridade!!! Quanto rubro-negrismo!!!
    Entendo e respeito tudo que você aqui coloca, até com o que, levemente, possa não concordar.
    Enfim, amigo, seja o que Deus quiser.
    Fortíssimo abraço.

    Reply
  12. Caro Kleber,
    Não estranho este episódio, já aqui mesmo me referi ao fato de que o Flamengo tem um brilhante passado construído com o sacrifício de tantos apaixonados, e que o clube não foi fundado a apenas 6 anos.
    Neste lamentável fato ocorrido me sinto atingido em 3 momentos:
    1 – Por te considerar um irmão, vê-lo sendo injustamente atacado
    2- Pelo fato de meu pai ter sacrificado sua vida profissional e as vezes até familiar para se doar voluntariamente ao clube.
    3 – Pela memória de tantos rubro-negros que fizeram do Flamengo o clube mais querido do mundo,citarei alguns homenageando todos os demais,Hilton Santos, Veiga Brito, Moreira Leite, Fadel Fadel, Ivan Drumond,André Richer, Hélio Mauricio, Flavio Soares de Moura e tenho certeza que pessoas de bem que fazem parte desta chapa como Walter Oaquim, Hélio Ferraz e Luis Augusto Veloso não concordam em nada com este tipo de atitude.
    Que Deus ilumine os eleitores rubro-negros no sábado.

    Reply
    • Amigo Radamés!
      Walter Oaquim, Hélio Ferraz e Veloso, com certeza fazem parte da história bonita do Flamengo, juntamente com os mencionados pelo amigo.
      O que NÃO entendo, mesmo não concordando com as atitudes da SóFla, permanecer na chapa.
      Se o motivo for chamar a razão para uma suposta melhoria, compreendo perfeitamente. Caso contrário, fosse eu, nem passaria ao lado…
      Mencionar KL, quando nosso presidente nem está envolvido no processo eleitoral, não só é covardia, como conveniência rasteira…

      Reply
  13. Meu amado Guru!
    Nada mais perigoso que ter razão. O que provoca o acordo, é justamente a divergência. Espero que ELES compreendam isso…
    No meu entender, ACHO que vou ter o Brasil que EU quero.
    Por outro lado, e diretamente, meu Flamengo faz parte desse processo…
    Realmente, seja o que Deus quiser.
    Beijo grande

    Reply
  14. Não moro no RJ e muito menos perto dele, mas pelo que acabo de ler, podemos ter dias mais sombrios do que imaginávamos.
    Torço para que essa eleição não vá parar nas barras da Justiça (tamanho é a fome de PODER), como tem acontecido ultimamente com outro clube do RJ.
    Se isso acontecer, seria o FIM!
    Que São Judas Tadeu nos livre e guarde!
    SRN!

    Reply
  15. Querido Kleber,
    Inicialmente, parabéns pela contundência e pertinência de suas colocações. Sinto-me muito a vontade para comenta-las por ter vivido e assistido a todos os fatos relatados por você, principalmente os referentes aos últimos anos com a chegada do novo grupo, na ocasião representado pela chapa Azul.
    Com referência ao SóFla, posso falar de cadeira. Fui um dos fundadores do mesmo e ressalto sua importância na renovação de nosso Conselho Deliberativo. Lamentavelmente, após esta ótima participação, começamos a observar que alguns companheiros do SóFla começaram a exacerbar suas posturas em decorrência do poder adquirido junto à Diretoria do Clube. Meu primeiro entrevero com um dos lideres foi exatamente ao defende-lo de acusações totalmente descabidas, com criticas típicas de quem não conhecia sua história dentro do Flamengo. Logo em seguida, com a chegada das eleições, declarei meu voto no candidato antagônico ao que indicavam. Tal postura custou-me a exclusão do grupo. Não aceitei ser “conduzido” pela vontade da maioria.
    Todas suas lembranças e colocações são perfeitas, em 1995 com a criação do Sócio Off-Rio, vimos o embrião do Sócio Torcedor, seu desempenho na contratação de Romário e demais citados, foi uma verdadeira aula de Marketing. Sua postura ao assumir e liquidar a monstruosa dívida com nossos funcionários e jogadores é algo a ser eternamente exaltado.
    Poucos sabem que o começo de toda a revolução que ora vivenciamos também teve sua participação. Tudo começou em um encontro seu com G.A e F.G. Desnecessário ressaltar os nomes, você sabe a quais pessoas me refiro. No dia seguinte, em conversa telefônica ouvi de um amigo empolgado haver encontrado executivos que poderiam ser a redenção do Flamengo se formassem um grupo dedicado ao soerguimento do Clube. Contatos foram feitos e assim nasceu a Chapa Azul.
    Concordo com você em relação ao nosso companheiro Ergon, o Bap é uma figura excepcional e quando o conheci senti-me feliz por ver que o mesmo era rubro-negro. Jamais gostaria que torcesse por outro Clube. O cara é um trator.
    Outro ponto que julgamos oportuno ser ressaltado é de que o grupo que formou a chapa Azul inicial foi o verdadeiro artífice das transformações por que passou o Flamengo nos últimos anos. Todo Planejamento Administrativo/Financeiro do Clube foi feito pelo Landim e pelo Tostes. Bap teve um desempenho sensacional em nosso Marketing, revendo contratos e obtendo novos patrocínios. Todos os demais companheiros da chapa exerceram com maestria suas funções. O resultado, exceção feita ao futebol, todos conhecem. Temos um novo Flamengo.
    Outro motivo de muito orgulho para este seu amigo é a dedicação de Maurício Gomes de Mattos junto ao projeto das Embaixadas, que criamos quando lá estivemos na VP de Planejamento. O apoio dado pelo mesmo nos dá a certeza do irreversível crescimento do projeto das Embaixadas e Consulados Rubro-Negros.
    Agora vamos todos votar no dia 08/12 no candidato de nossa preferência para o maior engrandecimento de nosso Clube.

    Reply
  16. Boa noite, amigos,
    Será 2019 uma reprise de 2018? Pelos comentários de pessoas que conhecem as entranhas do nosso Mengão, fico preocupado. Preocupado devido ao resultado que talvez irá apontar mais do mesmo.
    É tão bom quando se aproxima uma eleição, e temos esperança de uma melhora como no caso do Brasil (espero que assim seja), que precisava e precisa de uma limpeza completa.
    Espero que o vencedor do pleito assuma o Flamengo com o coração, e que receba bem quem quer o melhor para nossa paixão. Chega de cheirinho. É hora de “comer” títulos!!!
    Dona Leila (Crefisa) disse que qualquer coisa que o Palmeiras precisar, ela vai bancar. Devemos ter uma grande união no Flamengo para poder bater de frente com a porcada,pois caso contrário, é apostar para ver em qual rodada o Palmeiras será campeão brasileiro mais uma vez.
    SRN.

    Reply
  17. Cada dia mais fã de meu amigo Egon.
    Como definir uma chapa com Rodrigo Dunchess e Wallin como boa?
    Como aceitar a continuidade da Bandeirada e seu futebol medíocre?
    Kleber, só posso entender esses ataques gratuitos a vc ao medo.
    Medo de sua influência, grandeza e reconhecimento que a maioria dos rubro negros tem por vc, resultando isso na grosseria do SoFla e no temor do Wallin em uma eventual sua participação nos destinos do clube.
    É difícil imaginar quem faria melhor ao Fla, mas como tem o apoio de Zico, Márcio Braga e espero, o seu, Kleber, tomara seja Landim o vencedor.
    Seria que o grupo SoFla tem tomado aulas com Eurico e Campello?
    Que baixaria!!!!
    Não somos o Vasco!!!!!!!!
    SRN

    Reply
  18. Perfeito Kléber, alertar às vésperas da eleição é um dever dos quadros mais importantes do clube. Faz bem à Democracia. Nosso companheiro Weliton Jr.sintetizou bem o nosso repúdio a essa história de que, parece, o clube foi fundado em 2013. Sem títulos não há torcida, sem torcida o clube morreria ou nem existiria. Só uma torcida apaixonada como a nossa enche o Maracanã com 50.000 torcedores a cada jogo sem ganhar nada de relevante há pelo menos 5 anos.

    Reply
  19. Amigos, pelas pesquisas divulgadas no blog do Renato Maurício Prado, o Landim está nadando de braçadas… Cerca de 54% das intenções de votos, enquanto Lomba tem pouco mais de 23%…
    Eis o motivo do desespero dos Rosas…

    SRN

    Reply
  20. Kleber e Amigos,

    Confesso que ao ler cada comentário e o post de sua autoria, fiquei atônito. Fiquei triste ao ver que o que se busca não é o melhor para o Flamengo, e sim, o melhor para a chapa em questão. Um poder dentro do poder, ou seja, quem governa não é o verdadeiro governante, não passa de um boneco de fantoche. Isso é tenebroso.

    Nos constrange também vê-lo ser atacado de forma tão rude e nada acontecer com aqueles que o agridem. Isso, definitivamente, NÃO É FLAMENGO. Sinceramente, fiquei extremamente desanimado com esse Flamengo que pode vir por aí.

    Reply
  21. Kleber amigo,

    Quero te cumprimentar pela excelente matéria, muito apropriada e verdadeira, este Só Fla é um verdadeiro CÂNCER no clube, tive o privilégio de ser perseguido por eles quando lá trabalhei.

    Forte abraço

    Reply
  22. Querido Rada,
    Eu faço das suas as minhas palavras.
    Quanta falta de respeito eu já presenciei, nesses últimos anos, pelos vitoriosos fios de cabelos brancos da Gávea. Triste… lamentável…

    Reply
  23. Caro Kleber
    Tenho lido os comentários dos amigos e o Flamengo tem uma saolução, basta acabar com o só fla e ponto. Tanta demora pra pouca coisa. Apesar de não conhecer o amigo Egon, minha opinião é parecida com a dele. O problema do Flamengo não é só fla e sim todos os grupos. Temos BAP, Walim, Walim, Landim, EBM, etc cada um só olha para o próprio umbigo.
    EGON, assim como eu vc defende o Flamengo e não esses grupinhos.
    SRN

    Reply
    • Amigo Denis!
      Muito mais relevante que grupinhos é nossa história.
      Perdemos verdadeiros ídolos que calçavam chuteiras e, mesmo assim, nossa trajetória é gloriosa.
      Já deixei claro que TODOS foram grandes administradores. NUNCA neguei isso!
      Por outro lado, no que diz respeito ao futebol, de 2013 a 2018 tivemos uma safra de leigos nunca vista.
      A “verdade” sempre dita, é que começaram a gestão sem um tostão.
      No meu entender, o mesmo Bandeira que hoje se despede, fazia parte do grupinho que carregava o nome de Chapa Azul em 2013. Prova disso, é que foi “escolhido” para substituir o impugnado Wallim Vasconcelos.
      Quando assumiu em 2015, no papel de dissidente solo, já tinha grana jorrando pelo ladrão, e a situação pouco mudou.
      Em janeiro de 2009, Marcio Braga bradou pro universo, que o dinheiro tinha acabado e, quando eleito em 2004, com as finanças no sal, afirmou que nem mesmo tínhamos talão de cheques.
      Contudo, nos seus 2 mandatos, levantamos os Cariocas (2004, 2007, 2008, 2009), Brasileiro (2009), 3 Taças Guanabara (2004, 2007, 2008) e 1 Taça Rio (2009).
      No balanço, em outubro de 2009, nossa dívida girava em torno de R$333 milhões.
      O mesmo Márcio, que tinha Kleber como vice de futebol, montou o time campeão brasileiro de 2009…
      Sem dinheiro, sem talão de cheques etc…
      Meu pessimismo está pautado, justamente na absoluta falta de gestores que entendam que o Flamengo não é Clube Monte Líbano, Caiçaras, Iate Clube do Rio de Janeiro, Piraquê etc…
      Somos TAMBÉM um clube social, mas acima de tudo, somos um clube de FUTEBOL, com torcida de FUTEBOL…
      Enquanto as chapas favoritas caminham pensando em estádios, Profut, finanças e prêmio Itaú, Tia Leila e Alexandre Mattos vão contratando a rodo.
      Duro ou abarrotado, enquanto não houver nesses grupelhos, um boleiro capacitado e criativo, que tenha independência e carta branca para gerir nosso futebol, vamos continuar trocando seis por meia dúzia…
      Nem mesmo sei se meu pessimismo procede. Mas meu feeling, sim…
      Grande abraço, parceiro.

      Reply
  24. Caro Kléber e amigos!
    A política é algo muito podre e as disputas produzem os amigos e os oportunistas, os a favor e os contrários. No final do filme veremos que quem perde é o clube e sua gigante torcida.
    Pelo que acabo de ler e na sempre bem conceituada fala do EGON, entendo que a essas alturas das eleições, parece que será vencedor o menos pior, ou, que seja quem for, haveremos de ter o mais do mesmo.
    Tomara que nesse enredo todo haja tempo para pelo menos o vencedor andar de cara limpa e sem comandos paralelos.
    Que o vencedor faça o Flamengo ser vitorioso. Será que é pedi muito?
    SRN

    Reply
  25. O Flamengo é uma instituição acima dos indivíduos, porém forjada através da dedicação, sangue, suor, abnegação, absoluta entrega e lágrimas de diversos deles. Sem estes sequer existiria, portanto todos aqueles que contribuíram e contribuem para o seu surgimento, crescimento e lhe dão suporte, do mais humilde torcedor ao mais bem sucedido gestor, merecem igual respeito. Não somos obrigados a concordar em tudo, a ver o mundo sob o mesmo prima, entretanto temos o dever de nos mantermos retos em todos os momentos de nossas vidas. Aqueles que optam por seguir caminhos outros, a história cuidará de lhes proporcionar o devido lugar. As eleições em nosso clube não são motivo de orgulho, nem nos apontam para o futuro onde já deveríamos ter feito morada novamente. Que São Judas Tadeu não tire os olhos de nossa gente! Aos que estão sendo alvos de ataques por motivos torpes, meu mais sincero abraço! Espero que não haja dúvidas para ninguém que somos 40 milhões de donos deste Clube. Os que pensam o contrário logo passarão!

    Reply
  26. Valeu Kleber! Eu, particularmente,não aguento mais esse grupo que hoje comanda o Flamengo. E o interessante é que o Bandeira retrata exatamente essa arrogância. Pior ainda… ele passa um ar de pessoa serena e democrática, porém, quem acompanhou a política do clube sabe que isso não passa de uma falácia. Chama seus criticos de “falsos rubro negros”, afirma que toda e qualquer crítica vinda da arquibancada é fruto de uma arquitetura política, enfim, não tem humildade nem para reconhecer que no futebol sua gestão foi péssima. E isso contamina os jogadores, estão todos remando no mesmo barco do conformismo. É zagueiro que afirma que o ano foi bom porque foram vice-campeoes, é camisa 10 que protege treinador estagiário, resumindo, é um elenco que não entende que o Flamengo vive de títulos e apenas de títulos. Somos tetra campeões nacionais no prêmio do Itaú. Faça-me rir!
    Esse senhor, quase ex-presidente, desde o fim do primeiro mandato mostrou suas garras e não teve consideração alguma com quem o colocou lá. Ou alguém em sã consciência acha que ele foi o fato gerador dessa aumento de receita? Basta uma rápida pesquisa na internet para ver que ele nem fazia parte da cúpula daquele grupo que hoje é representado pelo Landim.
    Portanto, espero que as pessoas que exercerão o voto no sábado recoloquem o Flamengo nas mãos do Grupo que realmente revolucionou o clube, A CHAPA ROXA!
    ISSO não quer dizer que estes não serão cobrados, a cobrança virá, e se a gestão for fraca certamente será criticada da mesma maneira.

    Reply
  27. Egon, que orgulho de compartilhar sua amizade e seu sentimento de amor pelo Flamengo , como você e seu amor pelo Flamengo são especiais.Se quem está gladiando pelo poder do Flamengo tivesse um pouco do seu respeito pelo clube seríamos uma potência !!!!
    Kleber, fica em paz , com essa sede por poder, com essa baixaria que no fundo traduz a impotência de todo esse pessoal em gerir futebol, em ganhar no campo, é impossível minar qualquer sentimento de gratidão e respeito pela história do Clube de Regatas do Flamengo. SRN

    Reply
  28. Parabéns pela narrativa, Kleber querido! É triste, mas é comum esse tipo de gente que pensa que a história começa no espaço de tempo no qual a pessoa começa a raciocinar… gente que provavelmente nunca abriu um livro de história.
    Siga firme!
    Um abraço forte

    Reply
  29. RICARDO LOMBA E O MUNDO IDEAL…
    “Não consigo entender esse ambiente do Flamengo. Me relaciono bem com todos, mas transformaram isso em uma guerra. O vencedor terá três anos de governo. Precisamos de união para que o processo seja o mais positivo possível. A oposição deve ser construtiva. Não concordo com o rumo que a coisa tomou. O radicalismo não é o caminho. Tanto os rosas quanto os roxos perderam a mão. Não é assim que se faz política. Essa disputa me incomoda muito”, desabafou…

    Reply

Comente.