Flamengo e Seleção

(Foto: Lucas Figueiredo / CBF)

Lendo a coluna do Renato Maurício Prado no JB, que melhora a cada cinco minutos, deu vontade de também dividir este espaço entre os dois importantíssimos temas.

Começo pela Seleção Brasileira e, dando crédito ao autor – no caso, o nosso Renato Maurício Prado – gostaria de discutir aqui o motivo pelo qual o povo brasileiro não está “comprando” esta Copa na Rússia, como sempre aconteceu em outras Copas do Mundo. Por que motivo, faltando menos de vinte dias para a bola rolar, as ruas continuam nuas? Onde foram parar as bandeiras e as tintas nas cores verde e amarela?

Será que as respostas estão relacionadas exclusivamente ao futebol? Será que o momento conturbado que vive o país tem influência suficiente para desanimar quem ama o futebol e ama a Seleção? Enfim, o tema realmente é apaixonante e, dou a largada sugerindo que, no caso específico do Rio de Janeiro, em que não há um único jogador na Seleção pertencente a qualquer clube carioca, trava um pouco desta paixão pela camisa amarela. Pode até ser saudosismo, mas para mim, Seleção sem jogador do Flamengo é igual a comida sem sal.


Treino do Flamengo – 21/05/18 (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)

Partindo para o nosso quintal, estou muito preocupado com o jogo contra o Atlético Mineiro. Não temos um treinador e o time que vai a campo estará cheio de desfalques. Zaga juvenil.

Cuellar, o mais competente na média dos dez últimos jogos, vendo pela TV. De bom, o retorno de Diego, muito pouco para compensar tantas ausências importantes.

Se no jogo contra o River, quando só a vitória interessava, o time jogou retrancado. Imagine, contra o Galo…

O que me espanta é que o tempo está passando e não há nenhum sinal de qualquer reformulação que permita ao torcedor sonhar com um segundo semestre vencedor. A sensibilidade dos nossos dirigentes, infelizmente, anda na sola do sapato.

CADÊ O TREINADOR?


Meu abraço fraterno à Eliane, Teté, Bito e Renata, neste momento de perda e de dor.

1 Comentário

  1. Prezados,
    Sou de Teresópolis, mas até por aqui a presença de seleção brasileira na CBF é pouco comentada, o que não ocorria em outros anos… Acredito que seja por falta de identidade.

    Já o Flamengo, jogo preocupante. O histórico jogando no independência já é péssimo, com time desfalcado então…

    Reply
  2. Kleber, por que o Paquetá está fora? Não entendi! Suspenso ele não está.

    Outra coisa, não tem cabimento realizar a rodada deste final de semana com o Brasil desse jeito. O time pode até viajar, mas será que volta? A PM vai deslocar efetivo gastando gasolina, os torcedores vão como e se houver alguma confusão como ficarão os feridos já que os hospitais estão operando apenas em regime de emergência? É no mínimo uma irresponsabilidade da CBF.

    Reply
  3. Caro Kleber,
    Excelente posicionamento do Renato Mauricio Prado sobre o nosso presidente. vale conferir:
    Um dos grandes problemas do futebol do Flamengo dos dias de hoje é a sua completa falta de alma e de identidade. Quem é a cara do departamento? Quem chama os jogadores e a comissão técnica às falas, após um vexame? Quem aparece nos momentos mais turbulentos para falar com a imprensa e, através dela, dar satisfações à sua imensa torcida? Ninguém.

    A gestão de Eduardo Bandeira de Mello, desde seus primeiros dias (e já lá se vão mais de cinco anos), se caracterizou pelo desprezo ao trabalho dos jornalistas – e, por extensão, ao direito de informação da sua “nação” de 40 milhões torcedores apaixonados e ávidos por notícias rubro-negras.

    Se depender do presidente, todas as comunicações se darão através do site oficial e quando, porventura, alguém precisar falar algo além disso, o próprio cartola mor se manifestará – para seu gáudio e vaidade. E falará, como de hábito, com seu proverbial desconhecimento do mundo da bola e sua empáfia de quem acha que sabe tudo sobre tudo. Não sabe.

    No dia seguinte a mais uma atuação pífia, decepcionante, sem alma e sem bola – além de covarde e pouco inteligente – ninguém do comando do futebol do Flamengo apareceu. Onde anda o vice de futebol Ricardo Lomba – o único que teve, uma vez, atitude digna de dirigente de futebol e logo foi silenciado pelo estilo “cala a boca” de Bandeira e Fred Luz?

    E o que faz e pensa o novo executivo Carlos Noval? Desde que substituiu Rodrigo Caetano deu apenas uma insossa entrevista: aquela do dia de sua apresentação quando, entre outras coisas, defendeu que o interino Maurício Barbieri assumisse o time, depois da demissão de Paulo César Carpegiani.

    A nova maneira de os clubes de futebol se relacionarem com os chamados “setoristas”, repórteres que cobrem o dia a dia do clube, facilita essa postura. Não há acesso aos treinamentos e aos dirigentes e se faz uma única entrevista coletiva por dia, geralmente de um jogador escolhido a dedo (nos dias mais críticos põem para falar um reserva inexpressivo). Ninguém dá a cara a tapa.

    Isso nunca foi, não é e jamais será o jeito e estilo do verdadeiro Flamengo. Eduardo Bandeira de Mello poderia ter entrado na história do clube como o melhor de todos os presidentes se, além de colocar as finanças em dia, tivesse entregado o futebol a alguém do ramo – e não a fantoches que replicam o seu jeito blasé e tal como ele não entendem patavinas dos bastidores do velho e violento esporte bretão.

    Apesar da saúde financeira, onde está o timaço que todos esperavam? E o estádio? O tal terreno que foi anunciado com pompa e circunstância, na Avenida Brasil, já foi abandonado e a Ilha do Urubu tornou-se um mico para o qual não se vê solução. Isso sem falar no impasse do Maracanã.

    Do jeito que a coisa vai este ano, Bandeira de Mello deixará o Flamengo com as finanças equilibradas, mas tendo conquistado, em seis anos, apenas dois inexpressivos carioquinhas e uma Copa do Brasil que caiu do céu, Deus sabe como. Pouco, muito pouco para um clube no qual o lucro de verdade se expressa em taças, voltas olímpicas e na alegria de sua torcida.

    O Flamengo dos dias de hoje comemora sexto lugar no Brasileiro, faz festa pelo fato de ter chegado a duas finais num ano (e perdido ambas) e empilha a contratação de jogadores bizarros como Berrio e Marlos Moreno. No mais, leva à loucura os seus torcedores com atuações ridículas e os mata de vergonha com vexames em série.

    Isso (não) é Flamengo!

    Reply
    • Caro, o Marlos Moreno, aos 20 anos, foi adquirido por 10 milhões de Euros pelo Manchester City. Ao menos bizarra a contratação não é. E o Berrío, mesmo daquele jeito destrambelhado, quando jogou se saiu bem pelo Flamengo.

      Reply
    • Diego,

      Os contratos de premiações de 2017 são quadros negros para serem expostos na galeria negra de todos os tempos!

      Aquilo foi sombrio e deu a medida exata do nível derrotista dessa diretoria no comando do futebol.

      Reply
  4. Kleber meu queridão!

    Ninguém organiza uma Copa do Fubebol em casa, no país do futebol, tendo a seleção até então como a mais vitoriosa de todos os tempos e toma de 1×7 em vão!

    Uma derrota justamente para a seleção campeã da edição de 2014, mas tbm para a provável futura melhor de todos os tempos!

    A derrota em Minas Gerais foi sem precedentes na história das Copas, algo que tentamos esquecer sem no entanto compreender os ecos e causas de tal fato.

    Tenho uma visão sombria sobre o episódio, e creio que essa percepção esta impregnada no inconsciente da nação!

    Para mim a Copa foi uma encruzilhada do futebol mundial conhecido desde 1950, um fim de ciclo e início de um novo ciclo. Ciclo esse que já vemos no futebol mundial a mais tempo, com esmagadora superioridade do futebol Europeu, o que não ocorria em confrontos diretos até a década de 90.

    A tragédia de Minas Gerais levará tempo para que seja completamente percebida e processada pelo futebol brasileiro, precisamente creio ser tarefa não para uma, mas para duas décadas.

    Quanto ao nosso mais querido do Brasil o sentimento é de perplexão e muita raiva! Raiva pelo descaso com que essa diretoria trata o futebol em detrimento de suas vaidades!

    Saudações!!!!

    Reply
  5. “As eleições do Apolo”

    Fred Luz se licencia do seu cargo de C.O para trabalhar sua candidatura a presidente do clube nas próximas eleições!

    Luz era o candidato secreto, de possibilidade improvável entre as opiniões rubro-negras, mas de inteira probabilidade e sentido na cabeça do EBM.

    A julgar pelo Apolinho (O velho Apolo), que exalta a administração EBM e disse abertamente no ar, que seja lá quem for, voltará com o EBM, não é difícil prever que tal comportamento será seguido por uma grossa camada do eleitorado rubro-negro!

    Minha estimativa é que logo que a candidatura do Fred Luz torne-se mais visível, ele parta de um partamar de 35 a 40% das intenções de votos, assim, logo de cara, o que é um índice altíssimo!

    Não havendo uma tragédia ou vexame no futebol, mas sim, imperando o continuismo das coisas como estão, caso a oposição não se una e se aglutine em um nome forte de alto impacto, teremos a reedição da dupla EBM e Fred Luz para mais 3 anos na Gávea.

    Reply
    • Nino, eu sou um capaz de sair de Florianópolis para votar em algum candidato apoiado pelo Bandeira. Poderia ficar aqui até amanhã elencando os motivos, mas agora tenho que voltar ao trabalho.

      Reply
      • Compreendo, mas discordo da sua opinião Henrique!

        EBM foi uma espécie de “nirvana” rubro-negro, ou um calvário regencial necessário para reorganização do clube.

        A seu favor pesa sua seriedade e firmeza na direção de seus objetivos propostos.

        Talvez esse excesso de ortodoxia é que o tenha tornado um errático no campo esportivo!

        Suas fases se resumem em uma 1a fase um tanto subserviente aos forças que o apoiaram, uma 2a fase mais heterodoxa com o Godinho (Leia-se Plínio e KL) e uma 3a. fase extremamente centralizadora e caótica.

        Porém é difícil condená-lo tal o estado de coisas que ele tomou ciência logo após assumir o clube.

        Ao EBM todas as saudações, nossos sinceros agradecimentos e eterno reconhecimento, mas já chega, já deu!

        Bye bye!

        Reply
  6. Henrique, amigo,
    A maior mentira rubro-negra é atribuir a uma única pessoa o sucesso administrativo introduzido pela chapa azul. Esta chapa foi eleita, pregando a competência de um… GRUPO!!!!!! Até porque, quando da primeira eleição, ninguém sabia quem era Eduardo Bandeira de Mello. Deu certo, porque o TIME que administra é bom. Das finanças, passando pelo marketing e indo embora, o time é ÓTIMO, escorregando porém, gravemente, no futebol.
    E, não esquecer os que ajudaram a montar esta estrutura, que hoje na oposição estão.
    Em síntese, a maior vitória nesta transformação rubro-negra, foi a saída da primeira pessoa do singular, para a primeira do plural. Por favor, não ajude com o seu discurso a um retrocesso que o Flamengo não merece.
    Forte abraço.

    Reply
  7. Kleber, acho que estavas nos avisando de algo, pois segundo o UOL, o Paquetá está na lista dos 35 para a Copa do Mundo. Dessa forma, se a CBF não liberar, ele não vai para o jogo, ou melhor, fica fora de todos os jogos até a Copa.

    Reply
  8. Kleber, Paqueta esta nos 35 do Tite, entao pode ficar impedido de jogar-caso do Dudu no Palmeiras e que deu pano pra manga na semana.
    Falando do time, acho q vamos a BH muito capengas. O melhor a fazer e jogar entrincheirado e por uma bola com o Vinicius Junior. Eu nem escalaria o Cone Dourado pq ele nao tem velocidade e nao consegue dominar 1 bola. Botava o colombiano la na frente para ele correr pelo menos. Tb aumentaria a pegada no meio.
    Com relacao as eleições, se o Fred Luz for candidato e ganhar, eu encerro minha participação como torcedor. Para mim seria um sinal claro e evidente de que o Flamengo que acompanho ininterruptamente desde 6 anos de idade tera morrido. Nao suportaria mais do mesmo: planilhas, balancos, marketing, LoL , promessas de estadios e eatrategias empresariais mirabolantes mas ZERO de futebol.
    Se essa desgraça acontecer vou me dedicar a outro esporte pq o Flamengo de verdade, aquele das multidoes nos domingos, da alma , da raça e da mistica tera sido substituído por essa miseria do EBM e do FL,que inspira pena e incredulidade nos outros.

    Reply
  9. Nino, se o Bandeira e Fred Luz assumirem por mais 3 anos o Flamengo nunca mais acompanho nosso Mengão. Pelo amor de Deus vire essa boca pra lá , já se vão 6 anos de um Flamengo insosso que não me representa, SRN e forte abraço !!!!

    Reply
  10. Ano após ano, o Flamengo de Bandeira de Melo no futebol é a mesma coisa nas principais competições.
    Perdemos três pontos para a Chapecoense, dois pontos para o Vasco e agora tudo indica que vamos perder três pontos para o Atlético Mineiro.
    Mais um ano o Flamengo servindo de cobaia pra treinador, jogadores fracos na defesa, nas laterais e volante do nível de Jonas, como sempre a receita do insucesso!

    Reply
  11. O futebol está perdendo o STATUS no Brasil.

    O desinteresse da populção é apenas mais um de muitos indicadores que há muitos anos (quse décadas) sinaliza a perda da preferencia e especialmente da quase UNANIMIDADE da qual já usufruiu por aqui. Os proprios jogadores declaram NÃO assistir jogos de futebol (PASMEM).
    Outros ESPORTES, atividades e interesses tem atraido a atenção dos brasileiros.
    Vejam só, no Brasil a esmagadora maioria dos JOGADORES são NEUTROS no tocante a declarar sua PAIXãO por algum time e isso TAMBEM ESFRIA os torcedores que midiaticamente são ABDUZIDOS para torcer por times estrangeiros o que os leva subliminarmente a um processo INCONSCIENTTE de afastamento da identificação com o nosso/a futebol/CULTURA.
    É possivel prever que em um futuro não tão distante torcidas de Clubes ESTRANGEIROS formadas por BRASILEIROS se enfrentarão nas ruas AQUI no Brasil. DUVIDAM ?

    Que bem faziam ao futebol – os antigos jogadores – quando declaravam ABERTAMENTE suas PAIXOES pelos SEUS clubes .

    Reply
  12. Espero ver jogadores FORMADOS em nossa BASE na Seleção.

    O trabalho que tem sido feito garantirá que os Flamenguistas voltarão a ver MUITOS jogadores FORMADOS no FLAMENGO jogando em nossa Seleção. Isso é POSSIVEL. Quanto a ver/ter jogadores ATUANTES em clubes AQUI no Brasil na Sel. brasileira, essa será cada vez mais RARIDADE quase inatingivel.

    Então eu traço o cenario futuro baseado no POSSIVEL e não no desejavel, pois o possivel é a BASE .

    Não quero ver o Clube de REGATAS cometer o equivoco de tentar REMAR CONTRA a maré. Espero que no maximo rememos perpendicularmete à CORRENTEZA das MUDANÇAS.

    Reply
  13. Amigos, em especial o nosso bravo Henrique,
    Imaginem se tivesse eu a informação de que Paquetá estava na relação dos 35, se não divulgaria…
    Houve apenas uma coincidência, pois me equivoquei afirmando que Paquetá não poderia jogar contra o Atlético.
    Alias, como não sou de ficar em cima do muro, acho que Tite, desta vez, errou. Nada contra o Paquetá, muito pelo contrário, mas há entre os
    convocados, jogadores com a mesma característica dele, porem, nenhum, capaz de, pela individualidade, mudar um jogo, como Vinicius Junior.
    De qualquer forma, mesmo na lista dos 35, muito bom ver um jogador do Flamengo.
    Abração.

    Reply
    • Kleber,

      A única via de entendimento que podemos ter para a convocação do Paquetá é “jabá de empresário”, credito que Tite deva ser apreciador dessa iguaria, assim como todos antes dele.

      Reply
  14. Kléber, não poderia esperar outra coisa de você, após o abraço afetuoso que você mandou no final do seu texto, mesmo com os acontecimentos dos últimos anos.

    Orgulho de ser seu amigo, pelo menos virtualmente. Precisamos cada vez mais de pessoas como você. Abs

    Reply
  15. Varios dias atras eu
    avisei que TITE estava pensando em convocar o Paquetá.

    Muitos não entendem que Copa tem caracteristicas diferentes de CAMPEONATOS. O Tite MUITO ESPERTO sabe que jogador de COPA tem/deve ter uma mentalidade diferente.

    O Tite capta algo que vai ALéM da técnica nos jogadores.

    Sabe um cavalo PURO SANGUE na baia louco pra esplodir e correr ? Assim são os jogadores ideais para as COPAS.

    Convocação não é somente uma questão técnica tem que ter um algo mais que NÃO é tecnica é ESPIRITO.

    Reply
  16. Kleber, tem um desses institutos que publicou uma pesquisa em que se constata a indiferença do torcedor brasileiro, e eu me incluo, com a seleção do Tite. Meu bandeirão verde e amarelo não irá para a sacada desta vez , ficará guardado para outubro, mês das eleições. Já a bandeira rubro negra , como de hábito, amanhã estará desfraldada e a esperança de um bom resultado , como sempre, estará presente no meu rubro negro coração.

    Reply
  17. Kleber,meu grande amigo…soube qu Vagner love será liberado no meio do ano…será que com a folga do orçamento do Guerrero vc não pode alertar a diretoria ou tomaremos outro baile do Corinthians?o palmeiras quer emprestar o zagueiro Mina…pq essa diretoria não tenta?esse centro de inteligência seria um centro da burrice?????

    Reply
  18. Pátria de chuteiras, não estou nem aí, futebol não é pátria, não é o Brasil, é o futebol de quem nasceu aqui. Enquanto isso, o país está sendo vendido na bacia das almas, e os patriotas de chuteiras tb nem aí.Puramente só torci de 1962 e 1966, depois só pelo Zico e outros rubro-negros, hoje nem vejo os jogos. Mas a frieza do torcedor em geral, tem sim a ver com a triste situação do país e a falta de ídolos, que hoje jogam no exterior, já em 2014 a coisa foi bem fria. Cadê o nosso treinador ???? tá feia a coisa, hoje contra o tal galo, só orando…..

    Reply
  19. Os torcedores do Manchester City tiveram e ficarm muito mais EMPOLGADOS com a convocação da Sel brasileira que os brasileiros. Curioso não ?

    É a Seleção de JOGADORES BRASILEIROS ?

    ou

    É a Sel brasileira ?

    Parece a mesma coisa, mas será que realmente é a mesma coisa.

    O Brasil está ficando ESTRANHO e DISFORME, até no futebol tá tudo estranho.

    Reply
  20. Segundo informações midiáticas, o treinador Fábio Carilli pediu a contratação de Diego Ribas aos dirigentes do time árabe que foi dirigir, o Flamengo receberia cerca de 32 milhões de reais e o ex jogador 1,5 de reais por mês, se for verdade, o treinador ex gambá Fábio Carilli, deveria receber um título do grande benemérito do Flamengo, pois Diego não vale um vintém furado …..se verdade…não podemos titubear…….

    Reply
  21. Os motivos de descréditos da seleção perante ao povo são vários. O nivel do futebol mundial não ajuda, falta de talentos, falta de jogadores brasileiros, a “marra” de alguns jogadores desse grupo da seleção, o fracasso na ultima copa…No tocante a escassez de jogadores do Brasil no grupo se deve a influência de empresários, tenho certeza que Tite não convoca , apenas divulga a lista e tenho quase certeza que até o time titular já vem pronto, ao técnico cabe apenas treinar…
    Quanto ao nosso Flamengo, hoje teremos inúmeros desfalques sendo machucados: Rever, Juan, Pará, Geuvanio e Berrio, por convocação: Trauco e Cuellar; e suspensos : Guerrero e Rodolfo, claro sem treinador e diretor de futebol…
    teremos o elenco a prova. com um detalhe , vejo o Atl MG superior ao River
    Vamos tentar ser nostálgicos, Liverpool neles; para repetir 81…

    Reply
  22. Amigos, pelos comentários de alguns colegas creio que não deveríamos esquecer que o Flamengo é um clube movido pela paixão ao FUTEBOL. Se esses gênios das finanças não dessem palpites no Futebol do clube, ótimo. Mas o problema é que a sede de poder subiu às cabeças desses almofadinhas e o resultado é isso que está aí. Uma vergonha atrás da outra. Fred Luz presidente? Como dizia aquele boleiro: F.O.I. , fui!

    Reply

Comente.