O 7 foi 10!!!

Aqui pra nós: como está jogando Éverton Ribeiro. De novo, um partidaço e, longe, o grande destaque da partida. A quantidade de bolas, deixando companheiros na cara do gol, foi de impressionar.

O início do Flamengo foi avassalador, com gols perdidos em penca.

Comentava com Luiz Augusto Veloso, Radamés e Vinícius França que, embora não seja craque, Gabigol, elétrico, dava uma enorme não de obra para a defesa do Madureira.

Tanto é verdade o que aqui coloco que, Gabigol perdeu uns seis gols feitos e marcou dois. Lutou muito e, foi premiado.

Diego Alves fez uma baita defesa no primeiro tempo.

Pará começou bem, depois caiu.

Zaga, quase perfeita. Um único erro que Diego Alves salvou.

Renê, discreto.

Arão, depois de Éverton Ribeiro e ao lado de Gabigol, destaque no jogo.

Ronaldo, eficiente.

Bruno Henrique, hoje, não acertou uma. Apesar disso, insistiu sempre. Saiu meio na bronca e, com razão, para entrar Uribe que nada acrescentou.

Mais uma vez, Éverton Ribeiro foi ÉVERTON REI…BEIRO…

Viva Egon!!!

Tenho em mim e, não canso de enfatizar que a afinidade é o mais importante dos sentimentos. Tudo, “inclusive, tudo”, começa pela tal da afinidade...