Semi da Libertadores começou pobre

Quem assistiu ao jogo entre Palmeiras e Atlético Mineiro, com certeza, esperava algo bem melhor.
Palmeiras jogando super recuado, acovardado, sem criar uma única chance de gol em mais de noventa minutos.
O Atlético, embora sem repetir as boas atuações no Campeonato Brasileiro, foi melhor que o rival, criando pouco, mas criando – além de Hulk ter perdido um pênalti.

A sensação que fica é a de que, no Mineirão, com público, o time de Cuca, por ser bem melhor, deve se classificar. Claro que, em se tratando de futebol, tudo pode acontecer, mas o Galo é favorito.
Transmissão curiosa, com o comentarista dizendo que Hulk perdeu o pênalti por ter chutado com o tornozelo…
Como é que se chuta uma bola parada com o tornozelo?
A comentarista de arbitragem, também curiosa. Embora achasse falta, elogiava o árbitro argentino por deixar o jogo rolar solto…

Agora a parada é conosco. Claro que Arrascaeta faz uma enorme falta, mas não há como não acreditar em uma vitória que nos dê um conforto razoável para o segundo jogo, em Guayaquil.
Continuo achando que a nossa estratégia contra o Grêmio foi equivocada. Deveríamos ter poupado o possível no jogo pela Copa do Brasil, quando a probabilidade de classificação era 99,9%.
Enfim, como dizia minha avó Corina, “águas passadas não movem moinho”. O que dizia o vascaíno Eurico Miranda, melhor não rememorar, embora fizesse total sentido…

Boa sorte para nossos meninos. Que a noite seja rubro-negra.

E agora???

Nosso grande rubro-negro Flávio Godinho levanta algumas questões que, além de atuais e pertinentes, são polêmicas. Como adoramos a boa discussão...