Dos males, o menor

Qualquer criança que goste de futebol poderia comentar este emocionante Flamengo 2 x 2 Inter. O Flamengo só não saiu vencedor pelos seguintes óbvios motivos:

1 – Demos dois gols. Duas grosseiras falhas de Isla e Gustavo Henrique;

2 – O “pardalismo” do nosso treinador, isolando, escondendo Gérson durante metade do jogo;

3 – Com um pouquinho só de sorte, poderíamos ter vencido.

Neste jogo, em que não contamos com uma quantidade significativa de jogadores importantes, sendo quatro titulares absolutos, ficou flagrante, mesmo jogando fora de casa, a superioridade rubro-negra. Já disse e repito: neste campeonato por pontos corridos, o Flamengo só perde para ele mesmo.

Não há como deixar de citar duas atuações soberbas. O que jogou Pedro, o tempo todo, e Gérson, os 45 minutos finais. Realmente de se tirar o chapéu.

Quem cresceu muito no segundo tempo foi Éverton Ribeiro, que acabou premiado com o gol de empate.

Feliz da vida, deixo a seguinte mensagem para o nosso treinador: Gérson e Éverton Ribeiro, por características naturais, não podem ter espaço limitado para jogar. Um pelo senso de organização de jogo, e o outro pelo incrível dinamismo.

Com todo respeito…