O jogo dos três erros

(Foto: Andrey Menezes / FLA TV)

(Foto: Andrey Menezes / FLA TV)

Vou dividir este post em duas etapas. A primeira, contar a historia do jogo que, a bem da verdade, apesar de três gols, a criatividade passou ao largo na construção do placar. Diria mesmo, sem medo de errar que, três erros, sendo um deles grosseiro, determinaram o resultado.

No primeiro, não deveríamos chamar de gol contra e sim, de gol atrapalhado… O que Arão tentou fazer? A sensação é a de que estava distraído e, de repente, viu a bola em cima dele. Azar nosso que escolheu a pior das alternativas para se livrar dela.

No gol de empate do Flamengo, Gum, que estava tendo uma atuação destacada, ao invés de tirar a bola com força, como se um levantador de vôlei fosse, colocou como manda a cartilha dos grandes levantadores, a bola perfeita para Guerrero cravar de cabeça.

No terceiro erro, o mais agudo, talvez tenha havido um equívoco de avaliação do nosso zagueiro, que foi atrasar com estilo – acho que tentou uma chilena – num campo encharcado.

Erramos mais. Perdemos o jogo.


Resenha pós jogo

(Foto: Alexandre Lago)

(Foto: Alexandre Lago)

. Alguém pode me explicar a escalação de Pará? E por falar em Pará, foi patético após o treinador do Flamengo realizar as três substituições, Pará pedir para sair. Desconhecimento da regra ou estava Pará no mundo da lua?

. Pode ser que eu esteja errado, que o futebol tenha evoluído a tal ponto que seja normal, ao contrário de antigamente, o torcedor não saber qual seja o seu time ideal. Quem pensa assim, respeito, mas não concordo. Time bom, time vencedor, está na ponta da língua do torcedor. Quando a alteração acontece por motivos óbvios, como por contusão ou cartão, tudo bem. Acho este time do Flamengo mexido demais.

. E, além de mexido demais, com alterações pouco felizes introduzidas durante os jogos. A entrada de Sheik no lugar de Ederson, a meu conceito, profundamente infeliz. Não é pelo fato de se trocar um jogador de meio por um atacante que torna o time mais agressivo. Nesta substituição, o Flamengo perdeu o domínio do meio de campo. Se era para tirar Ederson, deveria ter entrado Éverton.

. O Flamengo foi muito bem no início do jogo, dominando o meio e criando pelo lado direito um monte de oportunidades de gol. Cirino, sempre muito criticado, fez um belo primeiro tempo. Fisicamente, a queda no segundo tempo foi visível.

. De objetivo e bom no segundo tempo só Mancuello que conseguiu três finalizações muito boas. De resto, uma queda sensível de todo time. A parte física pesou.

. Acho que a palavra de ordem no Flamengo é DEFINIÇÃO. Do time e do treinador.

1 Comentário

  1. O Flamengo jogou mal, isso já vem acontecendo, só que maquinado por algumas vitórias. A defesa foi mal, o meio campo cansou cedo, (seria a volta do bonde da Stella? ), o ataque sem nenhum poder de fogo e o Zé ? Levou um nó do Leva no segundo tempo ! ACORDA FLAMENGO !

    Reply
    • Faço de suas as minhas palavras amigo Sérgio, nesse jogo ficou evidente oq é um técnico formado e um sem repertório, que faz um gol e fecha todo o time para levar sufoco,escala mal e não sabe fazer substituições que mudem a cara do jogo?

      Me diga qual foi a vez que o Zé teve capacidade, de fazer uma substituição que mudasse a cara do jogo? Pelo contrario fica no ciclo fechado de Fernandinho,Cirino,Gabriel,Sheik… Triste, perdemos a oportunidade de brigar pela liderança contra o Inter na quarta.

      Quanto a falta de força no final, isso é reflexo de não ter uma casa fixa(falta de planejamento da diretoria), resultado das viagens que geraram esse desgaste físico.

      Reply
  2. O Flamengo não tem time pra G4 e nem vai ter! EBM melhorou o elenco, então seremos de sexto a oitavo. Precisamos de um 10, alguém que faça gols, um outro volante. Time que tem Márcio Araújo, Pará, Chiquinho, Gabriel não ganha nada! Não vamos pro G4 porque a diretoria não vai trazer nenhum grande jogador pro meio ou ataque. Como falei outras vezes, o Atletico-MG com grandes jogafores logo passa o Flamengo e nos deixa no retrovisor. Esta diretoria é “CEGA” pra futebol.

    Reply
  3. Caro Kléber! O jogo de quatro erros, permita-me! Desanimei ao ver o Sheik na entrada do time no segundo tempo e esse erro foi capital. Seus comentários corroboram com a minha visão da partida. No mais, não fizemos gol no primeiro tempo e isso deixou o Fluminense mais acreditado para a segunda etapa! O que dói????? Três pontos jogados na lama para esse time do Fluminense! Dai imaginar, que nós estamos numa roda viva ou naquela infantil brincadeira do bem me quer e mal me quer! Essa entrega hoje doeu em todos os flamenguistas! Não estava no script. Fomos ajudados pelo Inter e Palmeiras que perderam. Precisamos caminhar de forma segura. Hoje e Zé Ricardo foi apenas um Zé qualquer e de tão infeliz fez as bizarras acontecerem! Concordo Kléber com tudo e vamos ver contra o Inter! SRN com tristeza!

    Reply
  4. E aí Kleber, onde está a “defesa segura” que você comentou a uns três posts atrás???

    A verdade, conforme eu já disse mais de uma vez, E QUE CONTINUAMOS SEM ZAGA!!!
    O Réver, que até tem alguma categoria e sabe jogar, é muito lento, quando o atacante encurta o espaço, normalmente ele perde a bola no 1o ou 2o combate, mas até acho que ele ainda pode ter um crédito, pelo fato de que estava há muito tempo sem jogar…
    O Rafael Vaz, esse sim acho que estreou no Flamengo hoje, isso mesmo só hoje, esse é o verdadeiro Rafael Vaz, reserva do bacalhau, time de 2a divisão. Não tem a menor condição de ser titular no Flamengo e o pior de tudo, é que ele tem o maior problema que um jogador de futebol pode ter, qual seja: ACHAR QUE JOGA MAIS DO REALMENTE JOGA!!!
    Isso mesmo, o gol que ele deu hoje para o pó de arroz, é a mais pura prova disso, displicente, auto suficiente e pensando que joga mais do que realmente joga, atrasou de “ladinho” de pé, simplesmente ridículo…

    Mais alguns detalhes:
    1 – Quando teremos realmente um Técnico??? Não dá mais para esperar, hoje o Zé escalou mal e substituiu pior ainda, Macuello no banco é sacanagem.
    2 – Continuamos precisando de um armador criativo, não podemos achar que o Alan Patric é esse jogador, acho até que ele pode ser um bom reserva, mas nunca o titular absoluto na criação, é do tipo “jogador vagalume” às vezes acende as vezes não, hoje mesmo sumiu no 2 tempo, sem falar nos 2 gols perdidos no 1o tempo.
    SRN

    Reply
  5. Amigos, podem dizer que a bola não entrou de maneira alguma por azar no 1ª tempo, mas,hoje, a vitória foi de um técnico formado contra outro ainda em formação,tem suas virtudes,mas ainda em formação e não compatível com a exigência do Flamengo.

    Prova disso é o Flu,um time desfalcado de seu melhor atacante e com um time frágil, a notar seu atacante de 41 anos, contra um rival que, foi o time que mais contratou na temporada ao lado do Palmeiras,o Fla, e que seu técnico escala com Cirino,Pará e insiste em Fernandinho,deixa Cuellar e Mancuello fora,esse inclusive quando entrou deu qualidade,chutando bem de fora de área,mas, sem entrar,como vai mostrar seu futebol? Coitado.Só entra no desespero como última alternativa.E ainda colocou Sheik,isso mesmo! Um jogador em pleno declínio técnico e físico, que jogou pouquíssimo na temporada, com falta de ritmo,simplesmente no maior clássico do Brasil, isso tendo Mancuello sentado no banco, que tem bom passe e boa bola parada…

    Levir sabia da superioridade técnica do Fla,mas graças a ineficiência de a bola não entrar, Zé Ricardo ficou sem o seu principal trunfo,típico de técnicos que ainda não tem repertório formado: ABRIR O PLACAR,SE FECHAR E LEVAR SUFOCO ATÉ O FIM, um time que tem enorme dificuldade de parir um gol,impressionante, isso já há algum tempo.

    Aí no 2ª tempo entra o fator que nos fez perder o jogo. É evidente que no 1ª tempo fomos muito superior, daí Zé Ricardo troca 6 por meia dúzia, tirando Cirino(um erro já ter começado com ele) e coloca Fernadinho, insiste em Sheik e Cia,impressionante como A dupla Cuellar e Mancuello são a última opção do técnico! já Levir vendo o ímpeto que o Fla teve no 1ª tempo percebe o espaço que ficava atrás, e põe jogadores de velocidade: Oswaldo e Richarlison,jogadores sem cansaço e dispostos a aproveitar erros, resultado:GOL.

    Nunca fui eufórico ao ponto de achar que os novos zagueiros eram ótimos,por apenas algumas atuaçãoes boas,Vaz já acumula seu 2ª erro fatal,contra Figueirense e agora com o Flu. Porém não vou crucifica-lo, apenas quero salientar que ocorreu exatemente oq Levir queria, Fernandinho sai em disparada, não toca para ninguém,pois sempre carrega a bola igual um foguete,chega lá e perde,SEMPRE ASSIM, não passa para ninguém, e gera o contra ataque que Levir queria,não posso afirmar como seria com Mancu em campo,mas não é sua característica correr e não entregar para ninguém a bola.

    Termino dizendo novamente: Zé Ricardo ficou sem o seu principal trunfo: ABRIR O PLACAR,SE FECHAR E LEVAR SUFOCO ATÉ O FIM. E podem perceber a grande dificuldade quando sai atrás do placar que o time tem, pois se lança na correria e melancolia de Sheik,Fernandinho e Cirino e dá ao rival oq o Levir e qualquer técnico rival quer: Espaço, e sem compactação como hj foi, a zaga fica exposta e com isso suscetível a erros.

    Volto a dizer, ele tem potencial para se tornar um técnico de verdade,mas ainda não está preparado, suas escalações,substituições,pouco repertório, e comportamento do time após “parir” gols,demonstram que está longe do ideal.Deve sim, compor a comissão e AMADURECER. Friso novamente, tem um nome no mercado com retrospecto recente mt positivo: Mano Menezes, tanto no corinthians como no cruzeiro.Mas tem gente que fica igual uma criança com birrinha do passado e não contrata.Um grande desperdício de um treinador atualizado,moderno, que revitaliza comissões técnicas com análises táticas em softwares, e com bom repertório e retrospecto.

    Enquanto a diretoria vai deixando o coitado do Zé enquanto consegue vitória sim,vitória não(sem a mínima convicção) o tempo passa, e vai ficando tarde para a contratação no meio do campeonato.
    ALIÁS QUE CAMPEONATO,DA MANEIRA QUE A GENTE GOSTA,EQUILIBRADO,SEM NINGUÉM DISPARAR, COM OS PRINCIPAIS RIVAIS PERDENDO NA RODADA,E NÓS DESPERDIÇANDO A CHANCE DE UM 2ª LUGAR à 2 PONTOS DO PALMEIRAS….O TEMPO VAI PASSANDO…. oS PRÓXIMOS JOGOS SERÃO: INTER,CORINTHIANS E GALO,ACABOU A MOLEZA DE PEGAR TIMES FRÁGEIS(SANTA,VITÓRIA E FLUMINENSE QUE TAMBÉM SE MOSTROU FRÁGIL) FAZER UM GOL E SE FECHAR PARA LEVAR SUFOCO.FALTOU PLANEJAMENTO E COMPETÊNCIA DA DIRETORIA EM MANTER UM TÉCNICO APENAS PELA COINCIDÊNCIA DO RESULTADO.

    A VERDADE É QUE O TEMPO JÁ PASSOU………..

    Reply
  6. Assim vai ser mais difícil chegar aos 44 pontos e salvar o ano caótico. Os jogos pra ganhar ou somar pontos , não estamos conseguindo, por incompetência nossa. No outro jogo, não ganhamos por causa de um pênalti de bêbado. Hoje, nosso lado direito, parecia um bar de 5ª categoria, com Pará e Cirino, dois frequentadores assíduos dos BONDE DOS CACHACEIROS. Nosso meio campo, tem uma eterna e morta promessa chamada EDERSON, e também o fantasma ALan Patrick( aparece e some), que quando não esta de ressaca joga razoavelmente, mas ontem deve ter bebido todas, pois, no jogo, errou tudo até os escanteios. Na zaga,alguns loucos , chegaram a questionar a titularidade de JUAN….piada. Certamente que Jorginho não é louco, agora sabemos porque mantinha o fraco R.Vaz na reserva e o liberou para os primeiros bobos que apareceram. Alias, incompetência é o que não falta no departamento de futebol do Flamengo. Precisam esclarecer porque ainda mantém Sheik, Ederson, Gabriel, Para, Cirino e Everton no elenco. Fora R.Caetano !!

    Reply
  7. Concordo plenamente Kleber sobre sua opinião é fica claro a falta de experiência no nosso treinador se o flamengo quiser alguma coisa no brasileirão tem que contratar um técnico mas cascudo pq o campeonato e logo e acontece muitas coisas voltando ao time o que está acontecendo com Jorge muito bom tecnicamente mais não tem velocidade para atacar ta igual a caranguejo só volta pra trás e pq insiste tanto em Fernandinho Marcelo Sirino ederson e não dão oportunidade a mancuello e Cuellar será que eles são piores do que esses jogadores foram investidos 20 milhões para não jogarem não dá pra entender Zé Ricardo.

    Reply
  8. Eu ponho a derrota nos dois gols inacreditáveis perdidos pelo Alan Patrick, e obviamente as trapalhadas inacreditáveis (duas em um jogo só?) de Arão e Váz. Mas alguma coisa acontece…eu não sei dizer bem o que seja, não sei de quem é a culpa dessa “sinfonia dodecafônica” de horrores!

    Reply
  9. Tarde noite muito infeliz do nosso time.
    Treinador perdido.
    Erros bisonhos de todos os lados.
    Perdemos mais uma boa oportunidade de encostar de vez nos líderes.
    É assim que vai se perdendo um campeonato.

    Reply
  10. Zé escalou mt mal o time:
    Insiste em Cirino.
    Como disse o Kleber esse time está mt mexido. Ele não dá sequencia ao Ederson e resolve do nada dar oportunidade num clássico, até acho que ele tem de ser titular pois é melhor que Sheik,Fernandinho e cia,mas se não tem sequencia não coloque num clássico. tirou ele para colocar um ex jogador em campo, e de tabela perdeu o domínio do meio com um Sheik que tem q se aposentar.
    Enfim, escalou mal,substitui mal, e pelo que percebemos acha Fernadinho,Sheik,Cirino,Araújo e cia melhor que Mancuello e Cuellar,vai entender…….

    como tinha dito : Zé Ricardo ficou sem o seu principal trunfo,típico de técnicos que ainda não tem repertório formado: ABRIR O PLACAR,SE FECHAR E LEVAR SUFOCO ATÉ O FIM, um time que tem enorme dificuldade de parir um gol,impressionante, isso já há algum tempo.

    Time sem sequencia e mal escalado, e péssimas substituições que não surtem nenhum efeito pois são equivocadas, típico de técnicos que ainda não possuem gabarito.

    Reply
  11. Boa noite! SRN!
    Zé Ricardo não escalou os caras, mas os deixou no banco?! Não deu para entender.
    Escalou dois goleiros para o banco. Onde estavam Paqueta e Nixon?
    O Fluminense colocou o Pedro de 19 anos no segundo tempo.
    Ele mexeu muito mal no segundo tempo e perdeu o meio campo.
    O Arão fez como o Oséas, quando jogava no Palmeiras. Segue o link com o gol https://www.youtube.com/watch?v=oTJB34qWask
    O Vaz, é um jogador muito técnico, mas precisa estar mais atento. A Autoconfiança o atrapalhou dessa vez.
    Kleber, o que faz esse Serginho no Flamengo?
    No primeiro tempo, o time dominou o jogo, mas não teve poder de definição.
    Seguimos sentindo falta de um jogador para a camisa 10 e um atacante que meta medo nos zagueiros.
    Grande abraço!

    Reply
  12. É inacreditável como o Fla tem dificuldade para fazer gol. Criou várias chances, e Cavallieri não fez praticamente nem uma defesa, pois os caras não acertam o gol. Nosso gol saiu de uma jogada na qual Gum errou e sobrou para Guerrero. Sei que os gols do flu, foram presentes nossos, mas isso é com eles. Teremos uma sequência complicada agora, começando contra o Inter aqui em Vitória. Irei ao estádio ver o jogo. Tomarei muito chá de camomila, pois espero fortes emoções. Agora fico aguardando a escalação dependendo do que os aparelhos que monitoram os jogadores irão diagnosticar. Até essa agora.

    Reply
  13. Aliás, de encontro ao que o Kleber escreveu semana passada sobre o “Flamengo na imprensa”, ví o jogo todo escutando a Rádio Globo. Fiquei revoltado com tamanha corrente contra o Flamengo por parte do Eraldo Leite, do Dé e do “maria vai com as outras” do Penido! Desliguei o rádio, parei com essa cambada de vascainos, tricolores e botafoguenses na imprensa.

    Reply
    • Eu não ouço mais a radio Globo Rio em esportes. Para teres uma ideia quando vou ouvir esporte na radio Globo, sintonizo a Globo Sp, mesmo torcendo pelo Flamengo. Não sei, mas há uma má vontade muito grande do Eraldo, Dé e o trouxa do Penido.

      Reply
  14. UÉ, mas não estavam todos_ ou pelo menos a maioria_ já vislumbrando o título? Não tínhamos um treinador, após a última ” vitória”? Os que criticaram não eram pessimistas? Ah, torcedor, aprende a colocar a cabeça no freezer!!
    Pra encurtar a conversa, apenas reproduzo o que escrevi, há uma semana, no post ” Maldade” ( após o Fla ter empatado com o São Paulo):

    ” Enquanto isso…empata aqui, perde ali, perde outra…e vence os mais fraquinhos, como o Cruzeiro…talvez o Santa Cruz…empata com o Fluminense… ”
    Saudações,
    Carlos Cazé.

    PS: Vejam que o ” pessimista” estava até otimista, não é verdade?

    Reply
    • Amigo Cazé, concordo 100%, mas o pior de tudo é saber que essa diretoria não tem pulso firme e se deixa influenciar pela euforia de uma vitória ali e uma derrota aqui, se influencia pela imprensa,por corneteiros etc… é uma incompetência de dar dó, deixa o time sem técnico acreditando em mantras de técnicos “da casa”. MENOS SUPERSTIÇÃO e mais PLANEJAMENTO, COMPETÊNCIA E AUTONOMIA PARA QUEM SABE.

      Reply
  15. caro kleber, sinceramente não intendo a boa vontade que o nosso treinador tem com Ederson,cirino, sheik e Fernandinho.as vezes penso que eu não sei nada de futebol ou não enxergo direito pois esse quarteto fantástico não fez sequer uma boa atuação neste ano e mesmo assim são praticamentes intocáveis no flamengo.

    Reply
  16. Kleber, eu não se vc. ouviu o departamento médico do flamengo dizer que o Rodinei e o Everton não tinham condições de atuar, por isso concordo quando vc. fala da substituição do Emerson no Ederson foi errada, mas a do Pará não, pois ele era o único lateral direito a disposição. Quanto ao Rafael Vaz, acho sacanagem ficar criticando o cara por esta jogada de hoje , pois jogou uns 6 jogos até agora e não complicou, acho que houve displicência dele sim, mas vale com aprendizado. Torcedor é assim mesmo, se o Flamengo ganha do Inter no próximo jogando bem , vão dizer que o jogo de hoje foi só azar e que o Zé Ricardo é um ótimo treinador, torcedor em sua maioria é só paixão. Vamos dar tempo ao tempo, pois não vejo ninguém jogando essa bola toda neste brasileiro, hoje tivemos um exemplo do botafogo ganhando do Inter em Porto alegre, e aí ??

    Reply
  17. Primeiro tempo praticamente perfeito. Faltou apenas o gol.

    E segundo tempo com gol contra do nosso melhor jogador (Arão) e uma falha absurda do Vaz.

    A expectativa era terminar a rodada em 2º e partir para a liderança na quarta-feira. Agora, estamos em 6º.

    Lamentável.

    Reply
  18. O Flamengo precisa de um técnico do seu tamanho,hoje fiquei mais irritado com o Alan cachaça Patrick do que no jogo do São Paulo que ele perdeu o pênalti a displicência desse jogador é uma das coisas mais irritantes que existe,perdeu dois gola no primeiro tempo que não existe,nenhum time ganhará alguma coisa com Marcio Araújo,o Zé Ricardo visivelmente não está pronto(está perdendo uma grande oportunidade)a insistência dele com alguns jogadores é impressionante,se o Muralha machucar acho que ele coloca o bisonho Fernandinho ,esse rapaz não te condições nenhuma de colocar o manto,ou se traz um Técnico de Vdd ou vamos continuar passando raiva

    Reply
  19. Prezados, time mal escalado e pior ainda nas substituições. Por que tanta insistência com : Cirino, Sheik, Fernandinho? Já sei até quem vai entrar e sair. Porque o Ederson, não tem uma sequência, pelo menos iguais as dos pernas de pau citados? Perdemos o meio campo com a saída do Ederson, e se já não tínhamos ataque, piorou com as entradas dos protegidos. To cansado mas vou falar novamente:com Cirino, Sheik, Fernandinho, Gabriel, não vamos alugar algum. Será que o técnico, vai continuar “teimando, insistindo nos mesmos erros todos os jogos? Isso é burrice.
    SDS rubro-negro.

    Reply
  20. Amigo Paulo Edson, falhas acontecem. Acho muito boa a participacao do Vaz ate agora. Ele errou por excesso de confianca provavelmente mas nao podemos esquecer as excelentes partidas que tem feito ate agora. Hj mesmo estava bem ate falhar.
    De resto, o presidente esta certo. Precisamos definir um projeto para o futebol e depois um tecnico. Sem isso, que e o minimo que um clube organizado deve ter, fica dificil.
    Nao tendo isso, continuaremos assistindo o estagiario( que tem futuro) cometer erros atras de erros. Sem falar na sua falta de forca para afastar jpgadores limitados como Para, Gabriel, Ederson, Scheik, Fernandinho e muitos outros. Essa diretoria agua de salsicha tem um time a sua altura: agua de salsicha, sem perfil vencedor. Quando tem q ganhar, perde.Se ganha hj, seria segundo. Quase 6 meses para contratar um zagueiro! Inadmissivel!E so contrataram pq o Wallace meteu o pe. Que novembro de 2018 chegue logo para que o fantoche seja limado!

    Reply
    • Vai me desculpar Bittencourt, mas as três partidas que o Váz fez, pelo erro de hoje, ele esta com um saldo devedor enorme, esta no vermelho! Vamos ver que tipo de jogador ele é daqui para frente.

      Reply
  21. Segundo informações, o Rodinei não foi escalado por estar no limite do estresse físico, até parece que a diferença do seu futebol para o do Pará seja um abismo sem fim jogadores medianos, o Rodinei apesar da força física e voluntariedade, não consegue definir uma jogada ofensiva sequer. Antes que os lobystas do horroroso Abel cheguem, saibam que o Zé Ricardo tem feito milagres com o limitado time do Flamengo. Ao contrário dos tempos de Muricy, hoje vemos um time organizado e com padrão de jogo no campo…

    Reply
    • Que milagre é essa Anca? 3 derrotas, 1 empate e 3 vitórias (sendo duas delas sabe lá Deus como?). Que milagre é esse que não escala Mancuello e Cuellar?

      Reply
  22. OUSADIA. É somente isso que está faltando ao Zé Ricardo. Ele tem medo de perder essa OPORTUNIDADE e por isso está fazendo escalaçoes BA BÁ. O medo de arriscar e errar está fazendo ele errar feio.

    Sabem qual a diferença entre o CRAQUE e o jogador MEDIANO ?

    Ambos sabém driblar muito, porém somebte os CRAQUES tem a OUZADIA de tentar.

    Não consigo entender por que APOSENTARAM o CANTEROS.

    FALTA OUSADIA !!!!

    Reply
  23. Mais importante do que discutir a derrota pro FluminenC e discutir o projeto futebolistico para o nosso clube. E isso os incompetentes que estao la ja se mostraram incapazes de fazer.
    Que tipo de tecnico queremos? Um conhecedor do futebol no mundo, atualizado, um cara com curriculum mas tvz defasado ou uma aposta em um novato?
    Dependendo da escolha, sao 3 cenarios e distintos a serem tracados. Eu apostaria em um tecnico experiente, atualizado e com conhecimento de futebol o mundo. Esse cara seria capaz de executar o projeto de levar o Flamengo ao topo da America do Sul, promovendo a base e contratando com acerto. O downside e que isso levaria algum tempo.
    Para mim esta claro que em termos de titulos, 2016 esta perdido. Sendo asdim, por que nao usar o periodo ate dezembro para dar tempo a esse tecnico para lapidar e estruturar o projeto efetivamente vencedor?
    O problema e que tudo no Flamengo,nessa pessima administracao, e casual! Se o Ze ganhar do Inter ele fica, mas se perder sai, ainda que mandadotario de a ele nota 11!!
    Eu iria atras do Sampaoli e ofereceria a ele 1 milhao mais bonus pelos brasileiros e Libertadores conquistados. Se ele recusasse por desejar a Europa, iria atras do Sabella ou do Cocca, ambos argentinos. Tem experiencia, conhecem o mercado sulamericano e sao atualizados.Minha ultima opcao seria um medalhao ultrapassado como Abel, Luxa, Mano e nomes correlatos. Acho que a sequencia Luxa, Osvaldo e Muricy mostrou que esse nao e o caminho.
    Alem disso faria uma reformulacao completa nesse elenco ridiculo. Tem uns 15 jogadores pelo menos desse elenco que ja provaram que nao da! Mas e incrivel a insistencia com esses caras tida 4f e domingo nos ultimos anos!
    Eu trocaria todos os diretores remunerados e os coaches! O trabalho desses caras e horroroso!
    O mercado oferece nomes rubro-negros ou boleiros experientes e com vivencia na Europa que fariam um trabalho melhor a menor custo.cito 3: Pet, Fabio Luciano, Edmilson e Roque Junior. Com certeza nao fariam pior do que o pessimo Rodrigo Caetano!

    Reply
  24. Tem torcedor dizendo que o Levir deu no tático no Zé Ricardo. Pergunto eu, que nó tático? O Fluminense ganhou por falhas individuais nossas e não porque foram melhores. É cada análise que vou te contar. Já que querem treinador medalhão, porque não trazemos o Felipão, Parreira ou Dunga? Afinal de contas são todos a nível de seleção. Tem que rir pra não chorar.

    Reply
    • Quem quer esses tipos de técnicos realmente estão por fora,mas no mercado não faltam bons nomes, Mano está aí dando sopa,se avaliar seu retrospecto recente, é suficiente para ser contratado.

      Reply
    • Concordo Eliel! Perder num clássico é ruim, mas nada de outro mundo. Que culpa o Zé tem que 2 dos nossos melhores jogadores cometeram erros fatais num mesmo jogo, inclusive aonde a chuva não deu trégua?

      Reply
  25. Kleber boa noite, tem semanas que aqui comentamos sobre as escalações e alterações atrapalhadas do Zé Ricardo. Mais hoje de novo bateu recorde. Quem garante que se preserva jogador não colocando pra jogar, está se voltando a mesma conversa fiada da época do Murici. Se um jogador de 23, 20 e poucos anos não consegue jogar duas vezes na semana em um campeonato, então tá na profissão errada. E ganhar campeonato de time sem lesão e o mesmo de ganhar campeonato de maior superavits, só que nenhum dos dois recupera nossa tradição. Resumindo um técnico já, que não erre tanto é que tenha pelo menos a capacidade de mandar um zagueiro jogar feio, dar bico, mais não entregar gol. Estamos perdendo a oportunidade de fazermos algo grande neste campeonato. Minha única alegria Kleber e que faltam dois anos para ficar livre dessa diretoria, e com meu voto. Abraços e SRN.

    Reply
  26. Sinceramente eu não tenho uma opinião formada com 100% de certeza sobre duas questões:

    1 – EU NÃO SEI SE O NOSSO TIME É FRACO DEMAIS …. ou se há um enorme desequilíbrio entre os setores do campo. Pode até ser que,ao escolhermos um desses fatores, teremos o outro gritando,inevitavelmente.

    2 – EU NÃO SEI SE O ZÉ RICARDO É A MELHOR OPÇÃO… por outro lado como posso eu e os demais amigos avaliarmos precisamente um profissional mediante a um elenco que por sua vez está longe da unanimidade?

    Talvez uma excelente pauta para amanhã seja exatamente saber o que o torcedor pensa sobre esse tema.

    Investir dinheiro na parte operacional ( contratar jogadores para os setores carentes) ou investir na parte administrativa( contratar um técnico que segure as rédeas dessa situação)

    Temos que ter ideia e lembrarmos sempre que, qualquer que seja a escolha, também inevitavelmente são antagônicas.

    Se optarmos pela permanência do técnico, significa dizer que confiamos plenamente no elenco que temos.

    Optando por contratar novos jogadores, significa confiarmos no técnico em primeira instancia e detectarmos que precisamos qualificar o elenco para todo o campeonato.

    De certo mesmo, sabemos que seja por conta da crise econômica do pais ou seja por conta da politica de contenção de gastos adotada pela diretoria, só teremos um “tiro para dar”. Ou contratamos jogadores ou contratamos um comandante.

    E como eu imagino que esse seja um tema bastante “dividido” temos que apoiar a diretoria seja qual for a escolha.

    Podemos também fazer uma enquete eletrônica aqui no blog sobre esse tema.

    Forte abraço a todos.
    #SRN

    Reply
  27. Um time perdido, um treinador perdido, um presidente completamente perdido, este é o retrato do Flamengo.
    Flamengo no G4 é igual a história do elefante em cima da árvore !!! Ninguém sabe como ele lá chegou !!! Mas todo mundo sabe que ele vai descer !!!

    Devolvam meu Flamengo !

    Reply
  28. Nino, meu amigo, concordo com vc em relacao a inexistencia de milagres e a falta de oportunidades a Cuellar(melhor que o Marcio Araujo mas que nao vale 8 milhoes pagos) e Mancuello. Acrescentaria o sumico de Canteros como algo inexplicavel neste elenco tao fraco em que ha jogadores que nada fazem: Scheik(vive da fama), Fernandinho, Gabriel,etc…
    Quanto ao Vaz, ele vinha muito bem. Contra o Cruzeiro e Santa Cruz foi disparado o melhor em campo e foi bem contra os bambis. Falhou, mas nao devemos coloca-lo em debito ou achar que ele nao presta por 1 falha. A hora e de dar apoio, cobrar seriedade maxima sempre(seu erro foi puro excesso de autoconfianca) e se ele comecar a apresentar um padrao Wallace( falhas em todos os jogos), ai sim sera hora de crucifica-lo. Acho que ele vai crescer apos essa falha. E bom jogador, chegou, nao tremeu, se impos e se tiver calma e trabalhar forte vai se destacar.

    Reply
    • Caríssimo Bittencourt, vc esta coberto de razão! A falha do Váz foi pontual, mas que maldita pontualidade! E o Arão? O que aconteceu? Ele cabeceou de olho fechado? O time até que jogou razoavelmente bem ontem, assim como contra o São Paulo, mas não dá para por fé nesse time! Acreditar nesse time é “ser irresponsavelmente ufanista”!

      Reply
  29. De cabeça fria, u estou triste com a derrota mas não chego a estar com raiva de A ou B. Zé Ricardo tirou Rodinei e Éverton porque o nosso Centro de excelência em Performance verificou que eles estavam a ponto de se lesionar se jogassem. As falhas não vinham acontecendo e resolveram vir 2 de uma vez por dois jogadores que vinham sendo destaque do time. Tem coisas que só o Sobrenatural de Almeida explica. Todos os 5 primeiros colocados perderam na rodada. Jogo chuvoso, ataque não treinou junto… Agora vamos pra Cariacica. Que venha o Inter!

    Reply
  30. O Zé tá de palhaçada, só pode!!!! Sai Everton (que não deveria ser titular) e entra quem? Ederson?!?! Por que não Mancuello? Sem condições essas idéias absurdas de professor Pardal do Zé! Eu já dei minha opinião de que o meio tem que ser Cuellar, Arão, Mancuello e Patrick, escala e dá ritmo e deixa entrosar, sem invencionices, mas o Zé Pardal fica querendo inventar moda! Assim fica difícil defendê-lo. 3 pontos jogados no lixo, vão fazer falta!

    Reply
  31. Minha gente a revolta é grande, ontem eu deixei de ver meu filho de 3 anos para ver esse jogo! Imaginem só o qual idiota eu meu senti depois. Foi difícil me aturar a noite toda! Agora vejamos se isso pode dar certo: Pará, Cirino, Fernandinho, Éderson (ele deveria tirar essa camisa 10, é piada), Emerson…Isso tudo com Cuellar, Mancuello no banco! As favas com o departamento médico, precisávamos ganhar aquele jogo, então Ródinei e Éverton no banco? Por fim, Zé Ricardiolla no comando, façam-me o favor! Escala mal e substitui pior ainda!

    Reply
  32. A verdade, meus amigos, é que nosso futebol está nivelado por baixo. Muito baixo. Um ou outro clube se sobressai todo ano e fatura o título do nosso maior campeonato.

    O Flamengo, com essa nova diretoria, teve um firme propósito e se apega a ele fielmente que é equalizar as contas para daí começar a investir fortemente. Está errado este modelo? Só um louco responderia que sim.

    Ocorre que somos mal acostumados a querer que as coisas aconteçam de imediato. Tenho consciência de que maltrataram o Flamengo financeiramente por muitas décadas e temos dificuldades de entender que curar essas feridas financeiras vai demorar um bom tempo, até porque elas não ocorreram da noite para o dia.

    Nosso time está longe de ser fraco, mas muito mais longe de ser o grande Flamengo que desejamos. Estou cansado de toda semana virmos aqui buscar respostas ou soluções que justifiquem o fracasso do time em campo. O Flamengo de hoje é reflexo do que diretores anteriores plantaram no passado.

    Eu não posso acreditar que pessoas do bem, como aqui coloca nosso estimado presidente Kleber Leite, não enxerguem bons jogadores no mercado. Que Rodrigo Caetano seja tão incompetente e que não saiba diferencia canhoto de destro. Isso não existe. Os caras são sérios e trabalham com o que podem e com o que lhes é possível fazer.

    Contratação não é tão fácil de ocorrer como achamos. Se fosse todos só contratariam os melhores e haveria uma disputa intensa pelos mesmos jogadores. Todos apostam. Todos acertam e erram. Infelizmente temos errado mais que acertado, esse é o nosso dilema.

    Lé aqui comentários de amigos que questionaram a contratação do Arão. Hoje é um dos poucos que julgamos acertada sua contratação. Mas foi uma aposta. Deu certo, mas poderia ter dado errado. Isso aconteceu com todos os demais, não tenho duvidas. A intenção era tornar nossa equipe muito forte, mas não deu liga. Cirino foi só elogios quando contratado, hoje é um dos nosso alvos preferidos para criticar. Entre outros que não vale a pena ficar citando um por um.

    Eu mesmo reconheço que as vezes sou um crítico voraz dessa diretoria por errar tanto em contratar mal. São apostas que não vingaram ou ainda não jogaram tudo que sabem. O torcedor é movido pela paixão, mas muitos mesmo motivados assim tecem excelentes observações aqui sobre comportamento de determinados técnicos e jogadores extremamente oportunos.

    Mas o que nosso caro presidente Kleber Leite colocou nesse post foi incisivo, decisivo e conclusivo. Replico suas palavras:
    “Acho que a palavra de ordem no Flamengo é DEFINIÇÃO. Do time e do treinador.”

    Não temos acesso direto com a direção do Flamengo. Nos considero privilegiados de termos esse blog como, não apenas como uma ponte, mas um viaduto imenso de oportunidade de acompanhar o dia a dia do que acontece no Flamengo. E como já esteve nos dois fronts, Presidência e Comando do Futebol, nosso presidente nos dá uma baita ideia do que pensam e como agem os homens que hoje comandam o maior clube de futebol do mundo.

    Vejo no Tite, no Levir Culpe e possivelmente no Abel algo que falta longamente no Zé Ricardo: DEFINIÇÃO. Não se escala jogador por nome. O time a ser escalado é aquele que se encontra em melhor condição técnica e física. Ontem ele abusou da burrice, ou, sejamos menos cruéis, da inexperiência em comandar um grande clube. Substituições toscas e totalmente equivocadas. Já não vinha gostando da sua atitude quando saíamos na frente do placar, de tirar atacantes e colocar homens de “proteção” a zaga. Isso é tiro no pé. Ganhamos de Cruzeiro e Santa Cruz por pura “sorte”.

    Diretoria, defina: Quem é ou será nosso técnico?
    Treinador, defina: Quem são os titulares desse time?

    A proposito, pessoal, vamos pegar leve com o Rafael Vaz. Foi pura infelicidade dele ontem. A culpa não foi só dele. Alan Patrick perdeu gols incríveis que se tivesse feito o erro do Vaz teria passado batido. Não vejo ninguém criticando o Alan Patrick com a mesma ênfase que o faz quanto ao zagueiro. Erro dos dois lados. Tanto não fazer como tomar gols, é prejuízo no resultado.

    Abraço a todos.

    Reply
  33. Prezados,
    Confesso que no início fui um dos entusiastas da permanência do Zé Ricardo, pois achava que o mesmo estava pronto.
    Um equívoco, porém, já que notoriamente verde para comandar o time. Penso que será nosso treinador em uns 3 ou 4 anos, investiria em sua formação e deixaria como Auxiliar Técnico e contrataria algum outro treinador.
    Ele ainda tem a mania da base, de toda hora mudar e testar a garotada, o que é fatal no profissional.
    Gostaria de ver o Fernando Diniz, ou o até mesmo o Silvinho (Auxiliar Técnico de grandes treinadores na Europa)

    Reply
  34. Jogo chato,ruim e para piorar a ineficiência do nosso ataque.
    Dominamos, mais a brincadeira é fazer gol e qto as mudanças foram de ordem física. O time contra o Santa Cruz estava se arrastando dentro de campo.
    Balela esta historinha que o Flu deu o campo para atacarmos, na verdade pressionamos e dominamos, mais desta vez perdemos por erros individuais….
    Acho que em relação aos outros times não vejo nenhum time capaz de disparar na tabela vai ser assim até o fim deste campeonato.
    E também esta mania de achar que o campeonato é ruim porque uma grande parte dos times estão próximos na tabela também é uma inverdade.
    Os times estão aprendendo a jogar este campeonato, o que ocasiona um certo achatamento na tabela dentro da competição.

    Reply
  35. Mano? Aquele que abandonou o Flamengo no meio do campeonato e foi demitido na China por incompetência?

    Mais a frente vou postar isso novamente, mas o treinador do Flamengo será decidido nas próximas 4 rodadas. Vejam só:

    – Flamengo x Internacional – 29/6
    – Corinthians x Flamengo – 3/7
    – Flamengo x Atlético-MG – 9/7
    – Botafogo x Flamengo – 16/7

    Se o Zé Ricardo for bem nesses jogos, fica. Caso contrário, vem o Abel. O tempo entre os jogos (uma semana de intervalo) vai proporcionar um maior trabalho, dessa forma, pode assumir um outro nome, o qual sou contrário.

    Se perder para Internacional e Corinthians, o Zé sai.

    Reply
    • Precisávamos dos 3 pontinhos pra ter um respiro caso tenhamos problemas nesses 3 próximos jogos e o ANIMAL me “poupa” o Rodinei e coloca Pará????? Cirino e Éderson e não contente ele coloca o Sheik…nessa hora parei de ver o jogo. Pará, Márcio Araujo, Cirino e Sheik é derrota certa.

      Reply
    • A atitude do Mano, caro Henrique, foi ridícula, mas eu te pergunto: O que é mais ridículo, um treinador sair da forma como ele saiu ou vermos um time ganhando a duras penas, e apanhando que só de candidatos a figurantes nesse campeonato?

      Como sempre colocamos aqui, o Flamengo não é laboratório para técnicos principiantes. Torço pelo sucesso dele, mas no momento, é preciso um treinador de calibre para ajudar a remontar o time.

      Reply
    • Henrique, esse mesmo Mano assumiu o Flamengo com altas promessas que não foram cumpridas na época,eu,como profissional faria o mesmo.
      Esse mesmo Mano que,apesar do limitadíssimo time, deixou uma base pronta e encaminhada,desde antes da vitória sobre o Cruzeiro, para o Jayme ser campeão,ou vai me dizer que o Jayme mudou a base do time na Copa BR?
      Esse mesmo Mano,que,ao contrário dos ultrapassados Muricy,Luxa,Joel etc… é atulizado,moderno e antenado no futebol de hoje.E,novamente, ao contrário de outros técnicos,apresenta um bom repertório e bons trabalhos recentes no Corinthians,que fez Guerrero viver sua melhor fase, e no Cruzeiro(nesse a qualidade do trabalho impressionou).
      Se for analisar o mercado, é sim a melhor opção, ou vc vê outra?

      Reply
  36. Jogo infeliz. Nossos melhores jogadores nos jogos passados cometeram erros bizonhos. Dominamos o 1 tempo e não fizemos gol. No 2 tempo entregamos o jogo. Jogo para esquecer. Continuo acreditando no título, pois estamos perto dos líderes e temos um bom elenco. Eu acredito!!!!!!!!.

    Reply
  37. Meu caro Presidente, talvez sejam mais do que três erros, e não me refiro somente ao jogo de ontem!
    Por que tanta irregularidade no futebol do Flamengo? No final do ano passado, ao se eleger para novo mandato, a situação do Flamengo admitiu publicamente que as coisas iam muito mal em nossa principal atividade: o futebol. Medidas foram anunciadas e tomadas, todas, a meu ver, absolutamente corretas, para a correção de rumo. O malfadado Conselho Gestor não teria mais entre suas atribuições a execução do dia a dia do futebol. Foi nomeado um Vice Presidente, que, por sinal, era aquele indicado desde os tempos da Chapa Azul original, com apoio irrestrito e campo aberto para agir: Flávio Godinho. Como apoio, nomeou-se Plínio Serpa Pinto, também com passagem positiva em administrações anteriores, para trazer mais experiência na condução no nosso trem pagador. Como primeiro passo, e de forma acertada, contratou-se técnico renomado, de curriculum indiscutível, com contrato de longo prazo, para conduzir o futebol de forma unificada com as categorias de base, de forma a que todas passassem a falar a mesma linguagem dentro do Clube. Manteve-se o principal gestor profissional, cuja experiência no ramo é indiscutível. Isto tudo, representava a implantação de filosofia de trabalho e noção de grandeza compatível com o tamanho da importância do Clube no cenário futebolístico. Os técnicos menos experientes, da categoria de base, e outros auxiliares da comissão técnica, já lá estavam, antes do início da temporada. Mas, a opção foi clara, e do meu ponto de vista acertadíssima, no sentido de trazer, repito, alguém já estabelecido e com perfil vitorioso no seu trabalho profissional. O início não foi muito feliz, os resultados não vieram, não se percebia a implantação de um padrão de jogo no início da temporada. Em seguida, por uma infelicidade, houve a necessidade, por motivo de saúde, de mudar o comando técnico. A opção pela filosofia mencionada já era assunto decidido e absorvido. Mas, qual foi a postura da Diretoria? Apagaram tudo que havia sido definido e voltamos ao período de indefinições? A indicação de um interino, na ausência temporária do Comandante era a opção natural. Todavia, quando o Comandante anunciou que não mais poderia voltar, a insistência com a interinidade passou a ser absurda. Enquanto vai ganhando, está técnico, quando vai mal e perde, estamos analisando o mercado. E segue a indefinição. Não há plantel que resista tamanha falta de objetivo e de critério, falta um NORTE!
    Sei que são cenários diferentes, ordens de grandeza não comparáveis, mas a filosofia, esta sim, é claramente relacionada. Dentro do Clube temos um exemplo visível, palpável. Estou falando do Basquete. Há mais de três anos temos um grupo de dirigentes firmes, com comando, e com um NORTE: ao contrário do chavão que diz ser importante competir, eles identificaram que, no Flamengo, o importante é entrar para disputar o título, sempre, em qualquer competição. O mesmo técnico, com experiência e curriculum notórios, participante da comissão técnica da seleção brasileira, está contratado pelo mesmo período, apesar de, no início, haver um claro coro dos neófitos em favor da “prata da casa”. Cansei de ler e ouvir comentários, em cada derrota, de que a solução era o Chupeta, técnico da casa, com passagem no time profissional em época de vacas magras, quando entrávamos para apenas competir. Prevaleceu a visão de um Flamengo maior e o resultado inquestionável está aí.
    É o que falta no futebol! Um NORTE, deixar quem entende do assunto e é do meio comandar, executar aquilo que foi planejado. O Presidente, eleito com todos os méritos, não é a pessoa indicada para comandar nosso trem pagador. Ele mesmo sabe, tanto que escolheu Vice Presidente e auxiliares de primeira linha. Não é postura, e muito menos função, do Presidente estar à frente dos assuntos do futebol. Ser o elo de ligação entre a mídia, a torcida, e o dia a dia do futebol. Esta função foi e está delegada ao Vice Presidente e seus comandados.
    Aprendam com o basquete. Ao final de cada temporada, a primeira providência é renovar com o técnico. Em seguida, renovar o plantel, sempre com o objetivo de formar um grupo ganhador, para disputar qualquer título. Estas definições não levam tempo para ser tomadas e, muito menos, são discutidas indefinidamente durante a temporada. Pelo que eu saiba, no basquete, o Presidente participa com sua presença, inclusive de torcedor, nos jogos, mas a execução do planejado, da filosofia é sempre de quem é do ramo.
    Por que não no futebol, nossa razão de ser?
    Criamos e divulgamos com orgulho, aos quatro ventos, a implantação do Centro de Inteligência e de acompanhamento fisiológico (ou o nome que se queira dar). Do início do novo mandato para cá, foram indicados e contratados jogadores que chegaram para resolver. Entre eles, o goleiro Muralha, Cuellar e Mancuello. O primeiro precisou esperar quase seis meses para ter uma sequência como titular, após uma coincidente contusão incurável do antigo dono da posição. Os outros dois, após pequena temporada em ação, foram e estão preteridos sem qualquer explicação inteligível. Sim, porque existem vários outros no elenco que não apresentam bom rendimento de há muito (Gabriel, Cirino, Fernadinho, Márcio Araújo, Jorge, Vizeu, etc) e continuam tendo chances. Inclua-se entre os preteridos o próprio Canteros. Certamente, estes jogadores não vieram de graça, custaram algo para o clube. Além disso, recebem salários, que devem estar acima da média. Por que não estão sendo aproveitados? Se há motivo, que sejam incluídos em negociação. O que não pode ocorrer é mantê-los a “peso de ouro” para assistirem aos jogos de forma confortável sentados no banco.
    Por outro lado, todos sabem que o nosso “9” é jogador convocável por sua seleção e já desfalcou, e continuará a desfalcar o time, já que estamos em plena disputa das eliminatórias para a Copa. Da mesma forma, temos jovem promissor na lateral esquerda, cuja convocação para a Olimpíada é quase certa. Temos substitutos confiáveis? Nosso centro de inteligência está ligado? Alguém foi contratado?
    Ontem, por exemplo, a tecnologia exerceu sua função, afastando do jogo dois titulares que estavam no limite da exaustão. E ficam no banco, como opção? Não entram pelo risco de contusão, mas ficam como opção, apesar do risco? Será que o centro de inteligência, tecnologia, fisiologia, não teria antecipado que o modelo cigano, absurdamente adotado pela Diretoria, elevaria de forma exponencial estes riscos? Nas últimas 7 rodadas, com 5 mandos de campo, jogamos em Volta Redonda, Brasília, Florianópolis, Belo Horizonte, Brasília, Recife e Natal. Com certeza, há um custo para este (falta de) planejamento.
    E a demora na tomada de decisões? Desde o Muricy se reclama que não temos zagueiros à altura do Flamengo. Após mais de 6 meses, depois da contusão previsível do Juan e da saída extemporânea do medíocre Wallace, e de ter de recorrer a jogador já dispensado e a utilizar jovens recém saídos dos júniores como solução, vieram duas contratações de jogadores, no máximo, medianos. O prometido zagueiro inquestionável ainda está sendo procurado, mas nunca encontrado. Até quando? Quando você anuncia que precisamos qualificar uma determinada posição, o que continuamos fazendo neste exato momento, você, ao mesmo tempo, está dizendo que não confia em quem está contratado para exercer a função de titular. Será que não influencia quem já está no grupo. Claro que sim! Basta ter jogado futebol um dia, mesmo de forma amadora, para entender.
    E os nossos júniores promissores. Será que estamos adotando a política correta? Ou não damos chances de eventuais participações durante os jogos, para que eles se adaptem aos poucos, ou os colocamos de forma prematura para resolver lacunas que não são preenchidas pelo comando do futebol. Não seria mais um erro crasso?
    Pois é, entendo que, em função de tudo isto, acompanhar as participações do futebol do Flamengo em qualquer competição virou masoquismo. Jamais entramos para disputar títulos, apenas torcer para uma participação não catastrófica. Um eterno sofrimento, fatos que vão afastando cada vez mais nossos admiradores. Não estaríamos queimando nosso principal ativo? Existe no momento algum atrativo para fomentar o projeto de sócio torcedor? Ou, ao contrário, estamos caminhando para perder o título de “o mais querido”?
    Com a palavra o comando maior do futebol do Flamengo!
    SRN

    Reply
  38. Já passou da hora de o flamengo tomar coragem e definir quais jogadores que não estão nem aí com o clube e mandar vazar. E outra precisa urgentemente de um jogador pro meio campo e ataque mais não pra ficar tocando a bola pro lado. Que vai pra cima pense nisso diretoria ainda dá tempo.

    Reply
  39. Guerreiro já falou que PREFERE atuar mais na DIREITA fazendo o facão em diagonal e em direção ao gol. Talvez esse detalhe explique a queda no rendimento dele já que no FLA ele atua mais centralizado.
    Em relação ao time eu continuo acreditando.
    Em relação a VAZ está ABSOLVIDO.
    Em relação a arão ele cabeceia asdim mesmo, mas geralmente que prova desse veneno são os goleiros adversários. A cabeçada dele é como tiro de espingarga de CANO TORTO de desenho animado, ela dá para um lado pra bola ir pro outro.

    Reply
  40. Verdade seja dita, o motivo pelo qual jogadores contestados pela torcida ainda estão no Flamengo é um só, Murici Ramalho. Quando o VP de Futebol disse que passaria o rodo, o Murici pediu que Pará, Gabriel, Cirino, Wallace, Márcio Araújo e outros jogadores ficassem. Quem pediu Fernandinho? Foi a decisão do treinador anterior que prejudicou a qualificação do elenco. O Zé Ricardo em 9 jogos fez mais que o Murici em 5 meses de trabalho, pré-temporada e todo apoio logístico necessário. E detalhe, com os mesmos jogadores. As pessoas sabem do temperamento do Murici. Nem imprensa, nem torcida nada disseram, muita paciência com o homem que fez estágio no Barcelona e que levou o time a 3 eliminações. O Zé Ricardo é um cara humilde, tem capacidade sim e já a demonstrou. Como vem da base as pessoas se acham no direito de denegri-lo e derespeitá-lo. Último título nacional do Flamengo Jaime. Anterior a ele, Andrade. Antes dele o Carlinhos de saudosa memória. Deixem o Zé trabalhar.

    Reply
    • O problema é que todos nós estamos impacientes porque esse time só deu liga mesmo na copa do Brasil de 2013 e mesmo assim com aquela mula do Carlos Eduardo. Só que não é justo jogar todas as nossas frustrações no Zé Ricardo, que não tem 10 jogos como técnico da série A. Ali foi jogado e faz um serviço melhor do que fizeram Ney Franco, Cristóvão, Muricy, Jorginho e mais ou menos igual ao que fizeram Mano Menezes e Luxemburgo. A diferença é que ele não teve sequência de 6 ou 5 vitórias como tiveram o Luxa e o Oswaldo. Bem ou mal, estamos a 5 pontos do líder do campeonato, o que quer dizer que o trabalho dele está mais ou menos igual ao da maioria dos técnicos da série A. Isso sem contar que ele olha pro banco de reservas e vê Gabriel, Fernandinho, Sheik, Chiquinho… nenhum desses caras ele escolheu. Este elenco foi todo montado pelo Muricy. 100% dos jogadores que estão no Fla (e já vi o Muricy confirmar isso em entrevista) tiveram o aval dele pra permanecer no clube ou serem contratados.
      Falando da diretoria: Se eles não entendem de futebol, buscam conselhos com quem sabe. Quem indicou todos os nossos atuais jogadores foram Dorival Jr e Mano Menezes em 2013/2014, Jayme de Almeida/Luxemburgo em 2014/2015 e Cristóvão Borges/Oswaldo de Oliveira/Muricy em 2015/2016. A meu ver, o erro está na dependência dos conselhos dos professores. Aparece um professor maluco igual o Luxa, pedindo Pará e Bressan (reserva do Wallace lá no Grêmio) e todo mundo diz amém.
      Porém, ainda avalio que o Zé Ricardo comete mais acertos do que erros. Aliás o único erro dele é a não escalação do Mancuello. Mas também não vejo o Mancu entrando em campo e fazendo chover. Se ele joga 30 minutos, deveria fazer algo de bom nesses 30 minutos, até para justificar os pedidos por ele. Não adianta não ter continuidade. Vejo melhoras no time. Mas sem material humano e sem tempo, Nenhum técnico vai colocar o Fla em seu devido lugar só com 10 jogos.

      Reply
  41. Presidente , boa tarde ! A diretoria do Flamengo diz está mapeando o mercado , hoje a especulação da vez é Leandro Damião. Bom, dependendo da sua atual situação física,
    Acho que seria uma ótima opção. Presendente , duas perguntas… 1) Sobre ele, tem informações sobre essa possível especulação ? 2) Se da diretoria você fosse, tentaria essa contratação ? SRN!

    Reply
  42. Uma análise isolada do jogo: o Flamengo foi melhor e dominou o Fluminense na maior parte do tempo. Teve infelicidades que definiram o jogo. Agora, consideremos a disparidade de currículo entre Zé Ricardo e Levir: um é multi-campeão, testado, aprovado, vitorioso, rodado. Outro é um novato em seu primeiro trabalho profissional em Série A. Ainda assim o trabalho do novato domina o veterano. Nó tático de Levir? Não vi em momento nenhum. Vi a bisonhice do Rafael Vaz definir o jogo.

    Sobre Mancuello: inexplicável o banco. E neste caso me parece que Zé Ricardo se escudou no elenco, na esperança que aceitando a ideia da maioria, visivelmente contra os gringos, iria se manter no cargo no médio prazo. Mancuello é MUITO MELHOR que Ederson e no mínimo do mesmo nível de Alan Patrick. Não justifica o banco.

    Por fim, uma constatação obrigatória: o time é outro com Zé Ricardo. Aliás, é um time. Com Muricy era um catadão em busca de um milagre. É suficiente? Certamente não. Zé Ricardo ainda tem cometido erros? Sem dúvida. Mas tem méritos. E, cá pra nós, o quê há de melhor no mercado?

    Abelão, sei por vasta experiência acompanhando-o no Inter, é um animador de torcida. Grita, berra, motiva. No Inter Campeão do Mundo em 2006, quem montava o time taticamente era Fernandão dentro de campo e o então Presidente Fernando Carvalho fora dele. Mano não tem clima no Flamengo. Luxa vem de uma seqüência horrível. Mercado internacional? Trazer um treinador nesta altura do Brasileirão pra se adaptar?

    Recordar é viver: o Palmeiras do interino Jorginho fechou e caminhava pro título em 2009. A diretoria acreditou que ele não tinha cancha suficiente e buscou o Muricy, então no auge da carreira e no melhor da forma. O resultado foi que sequer no G4 o Palmeiras chegou no fim da competição.

    Diante do cenário, diante do trabalho já realizado e do quê se oferece no mercado, creio que o negócio é efetivar o Zé Ricardo, fortalecê-lo e cobrar a entrada dos gringos, ainda que paulatinamente para não causar um racha no grupo (como parece que ocorreu na era Muricy). Neste campeonato hiper-equilibrado e absolutamente nivelado por baixo, periga dar samba.

    Reply
  43. Lí agora há pouco que o consórcio Odebrecht desistiu de fato de gerenciar o Maracanã.

    E aí, Sr. Presidente, é ou não é uma boa o Flamengo e o Fluminense assumirem o estádio?

    Temos cacife para isso?

    Se uma grande empresa, bilionária, não conseguiu, nós conseguiríamos?

    Reply
  44. Tem coisas que não consigo entender: por que o argentino Mancuello é reserva nesse time? Em que Cuellar é pior do que seus substitutos? Como um time que não tem entrosamente poupa jogadores e os coloca no banco? Se corriam risco de contusão e por isso foram substituidos para o jogo, por que ficaram no banco? Se ficaram no banco havia possibilidade de utilização.Quanto ao jogo em si o Flamengo continua perdendo muitos gols e teve a infelicidade do zagueiro, além evidente da falta de sorte do Arão. Acho e reafirmo que não temos time para ir muito longe no campeonato e odeio essa conversa de disputar vaga em libertadores. Temos que disputar titulos.

    Reply

Comente.