Jorjão e a decisão deste domingo

Jorjão

Ontem foi um dia feliz e festivo para muitos rubro-negros. Jorge Rodrigues, o Jorjão, completou 70 anos e a comemoração foi em um simpático clube, na Barra da Tijuca.

Na minha vida como dirigente só vi três pessoas que tiraram dinheiro do próprio bolso para resolver situações emergenciais do clube. Jorjão foi uma delas.

Rubro-negro apaixonado, com recursos próprios, rodou o mundo atrás do Flamengo e, como diretor de futebol, tinha uma mania, que era a de se dirigir aos jogadores, momentos antes de cada jogo, numa linguagem direta que faria corar minha avó Corina.

Alguns companheiros chegaram a me questionar se aquilo era positivo, e outros recriminavam o linguajar rasteiro. Tive a absoluta certeza de que era positivo, quando – num jogo importante no Maracanã – vi que, após o aquecimento, os jogadores levaram um tempo enorme para colocar o uniforme, atrasando a entrada do time em campo. O corpo mole deles era pelo fato do grito de guerra não ter acontecido e, como era importante para eles e o nosso Jorjão se atrasara, foram empurrando com a barriga, na esperança de Jorjão chegar. Ali, tive a certeza do quão positivo para o time era o grito de guerra do Jorjão.

É aquele tal negocio. Não é você que tem que gostar do namorado da sua filha. Quem tem que gostar é ela. E, neste caso havia uma doce e eficaz sinergia entre o recado inflamado do Jorjão e os jogadores do Flamengo.

Os temas eram variados, dependendo do momento e do jogo. O final, era sempre o mesmo e, como todos já sabiam, ouvia-se um coro: “E hoje… é pica neles! Piiiiiiica neles!!!”

Saúde e muitos anos de vida para o grande rubro Jorge Rodrigues, o Jorjão do Flamengo.


(Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)

Semifinal de domingo

Agora, a decisão de amanhã. Há no ar que a zaga voltará a ser composta por Réver e Rafael Vaz. Acho esta zaga boa, onde as características dos jogadores se completam. Resta saber como anda o estado emocional de Rafael Vaz. Com ele, a saída de bola fica melhor, mais fácil e mais objetiva.

No mais, vamos ver o que o nosso Zé Ricardo está preparando, principalmente no que diz respeito a como compensar a ausência de Diego. E, sempre é bom lembrar que o Flamengo joga com dois resultados. Vitória e empate.

A semana do Botafogo foi praticamente toda dentro do avião. Isto desgasta. E, como…

Apesar de muita gente aqui no blog questionar o interesse pelo Campeonato Carioca, continuo achando que é um título importante. E para o Flamengo conquistar o primeiro título do ano, faltam três jogos. O primeiro, e com a vantagem do empate, é neste domingo.

Todos ao Maraca…

 

1 Comentário

  1. Espero que Rafael Vaz jogue bem, mas não é zagueiro pra jogar em time grande! No Atlético-MG a zaga era Réver e Leonardo Silva, o importante é ser bom de bola, coisa que Rafael Vaz não é como zagueiro.
    Acreditar num time com titulares como Pará, Márcio Araújo, Rafael Vaz e Gabriel fica difícil crer em ganhar títulos de expressão.
    O Flamengo não promove a base, deveria colocar o Ronaldo e outros jogadores da base ao invés destes jogadores citados que não acrescentam nada para o time subir de patamar.
    O Fluminense e o Vasco promoveram vários jogadores e o destaque deste campeonato estar sendo o Douglas do Vasco, tem que colocar os garotos pra jogarem!
    Até hoje, com contusão ou sem contusão, ninguém sabe o time titular do Flamengo. Vai fazer um ano e ele ainda não deu padrão ao time!

    Reply
  2. Vejo hoje taticamente, tanto fluminense como Botafogo a frente do Flamengo. Estou vendo o jogo do Fluminense e vejo como Abel que a um ano era por muitos considerado ultrapassado, deu um padrão tático aproveitando muito bem diversos jogadores dá base, deixando de fora os chamados medalhões, diferentemente do Flamengo, que em detrenimento a Damioes dá vida, deixa jogadores de grande com raríssimas chances, cito em especial o caso do Ronaldo, ao meu ver o melhor jogador campeão da copinha 2016, entrou bem todos os jogos e arrisca nem no banco estar presente amanhã. Vai com Rômulo a um mês parado e que até agora não mostrou a que veio. Penso que independente de libertadores ser mais importante, Flamengo tem que jogar para vencer sim o carioca. Sei que os tempos são outros, os times nem comparam, mas a mentalidade em 81 era de ganhar tudo, não comparo os times, mas cobro a mentalidade e nos torcedores precisamos ter essa mentalidade também. Para terminar, eu não sei não, mas tô sentindo uma certa chegada do Cuca no ar.

    Reply
    • Liliano caríssimo, é o que eu tenho dito aqui no blog, e tomado muita porrada dos “advogados do ZR”:
      – ZR esta a 1 ano, 1 ano no comando do time.
      – ZR tem um padrão de jogo só, mas não é esse em si o problema. O time tem uma falta de afinidade com o gol desde o ano passado.
      – ZR ficou comprovado por A + B que tema nó tático de Abel e do Jair.
      – Ontem Fluminense 3 x 0 no Vasco, impensável o Flamengo fazer esse placa nesse mesmo Vasco em frangalhos do jeito que esta!
      – Rômulo é absolutamente “intolerável”, “intragável”, não só pela fase técnica ruim que passa, mas tbm pela sua total falta de identidade com o clube, é uma aberração antipática ve-lo jogando no time.
      Obs.: Hj estaremos torcendo imensamente por um ressurgimento do ZR no comando do time, ele, o ZR é que tem que ser o protagonista hj.
      SRN.

      Reply
  3. ZR não tem o tamanho necessário para ser treinero do Flamengo, ainda mais num ambiente em que o RC trabalha de mãos dadas com empresários! Prova disto são as renovações dos rebotalhos MA, Vaz e Gabriel , o peteleco, bem como as manutenções dos ridículos/mediocres, Pará, Rondinei, Damião, Mancuello e Cirino!!! Já a nossa base RC, a trata como se não existisse!! Abre teu olho Banana de Melo!!

    Reply
  4. “Saber sofrer”
    Em minha opinião essa é a espectativa para o jogo de hj, pelo menos na teria.
    A julgar pela possibilidade de jogarmos no mesmo esquema tático do Botafogo (com 3 volantes), ainda tendo o resultado de empate com vantagem, minha expectativa é de um jogo com forte marcação no meio de campo com o ZR levando o time para as linhas de defesa (assim mesmo, com aquela postura de recuar qdo o time esta ganhando) e saindo no contra ataque (sem Éverton e Berrio no banco, só resta saber quem vai puxar esse contra ataque). SRN.

    Reply
  5. O zoneado campeonato carioca mostrou ontem seu ápice do fracasso, O jogo do Pameiras com a PPreta deu o dobro de publico que o jogo do maracanã…isso demonstra que alem de chato e deficitário , até o torcedor esta enjoado de jogos fracos , com arbitragens bisonhas e regulamentos esdrúxulos…
    Volto a repetir, o flamengo deveria jogar esse “torneiozinho” com o time sub 20 e parar de sustentar os mafiosos da FFERJ, devendo se preocupar apenas com a Libertadores, imagine se mais algum jogador se machuca hoje ??
    Quanto ao FlorminenC, realmente , o time além de muita raça, apresenta uma variação e padrão táticos muito bom, mesmo sem o seu principal talento(G.Scarpa), atropelou o Vaquim e vai sobrar na final , seja com quem for….muito se deve ao trabalho do brilhante Abel braga, que está apenas abaixo de TITE e CUCA. E deve se enaltecer , ao contrario do setor de “desinteligencia” rubro negro, o departamento de futebol triColor, esses equatorianos jogam uma bola redonda….
    Quanto ao jogo de hoje, o publico também deve ficar abaixo da semifinal paulista, e o Flamengo é favorito tecnicamente, jogo pelo empate e vai pegar um time cansado…..mas como está faltando disposição nos clássicos…tudo é possível ! Embora uma eliminação seria melhor para disputar a libertadores !

    Reply

Comente.