Garotada Rubro-Negra

Flamengo 1 x 0 Cabofriense – 21/01/2018 (Fotos: Gilvan de Souza / Flamengo)

Antes de falar sobre o nosso segundo jogo pelo Campeonato Carioca, gostaria de fazer duas colocações que me vieram à cabeça vendo esta partida.

A primeira foi em função do primeiro tempo, muito ruim, do volante Jonas. Lembrei do notável Gérson, o nosso “Canhotinha de Ouro” que, com enorme sabedoria, dizia sempre que quando o jogador sente que nada dá certo, a única solução é simplificar ao máximo, não arriscando nada.

Aí, a confiança vai retornando e a normalidade estará de volta. Jonas, fez exatamente o contrário, querendo se recuperar do erro anterior com uma jogada de efeito e, cada vez errava mais, a ponto de irritar os torcedores que começaram a pegar no pé do nosso personagem.

O segundo detalhe, é um equívoco que vem sendo cometido ao longo do tempo, não só no Flamengo, como em muitos clubes. Em 1995 ou 1996, um ou outro, ficamos sem goleiro e a
solução foi recorrer às categorias de base.

No time de juniores o titular era Marcelo Leite, um bom goleiro, normal. Nos juvenis, havia um gênio do gol, Júlio César. Quem foi guindado ao time principal foi Júlio César, após muita discussão, pois houve quem defendesse a tese de que deveria ser Marcelo Leite o escolhido por ser mais velho.

O erro já existia na base, pois se um jogador é um gênio, embora mais jovem, deveria ser o titular da principal categoria entre os meninos. O titular dos juniores já deveria ser Júlio César que, pela idade, jogava no time juvenil. Só que “na hora da onça beber água”, o que vale é o talento.

Por que motivo toco neste assunto? Por estar concluindo, vendo os garotos em ação, que há casos parecidos, atualmente, com o que acabo de mencionar.

Entre os goleiros, sinto mais firmeza no mais jovem, que é Iago. Na zaga, embora mais jovem, Patrick, lembrando Aldair, dá pinta de que será entre todos, o que irá mais longe.

No meio, o capitão do time da Copinha, Hugo Moura, me chama mais a atenção do que outros mais velhos e, no ataque, apesar de mais novo, este BILL é o Vinícius Júnior pela direita… melhor do que qualquer outro jovem atacante.

Quanto ao jogo, o melhor de tudo, aliás, como era esperado, foi Vinícius Júnior. Todas os lances de perigo no primeiro tempo tiveram o carimbo dele. No gol, iniciou e finalizou a jogada.

Talento, rapidez e precisão. Com 17 anos, Vinícius Júnior está pronto. Tomara que Carpegiani tenha a coragem que o senhor Rueda não teve. Craque, não precisa esperar…

Mesmo sem ter brilhado, este elegante Jean Lucas dá pinta de que está fazendo vestibular para craque…

De um modo geral, a garotada, mais uma vez, deu o recado, demonstrando que, em algumas oportunidades, a solução para o time principal passa longe de uma contratação duvidosa. Está em casa…


A notícia triste foi o falecimento de Cézar Rizzo, querido companheiro de inúmeras jornadas na Rádio Tupi. Cézar, muito talentoso, era um narrador que reunia um pouco do melhor de cada grande narrador, por isso, era chamado de “Saladinha”…

Cézar Rizzo era rubro-negro e, nas nossas peladas, por ser muito alto e forte, era o nosso goleiro. Segundo Gérson, o “Canhota”, Cézar, como goleiro era um baita narrador…

Descanse em paz, querido amigo. Você escreveu e, muitíssimo bem, a sua página na história do rádio.

1 Comentário

  1. Amigos,
    Não percam – está no post anterior- o comentário do Anderson Santos. Simplesmente, ESPETACULAR!!!
    E, por falar em comentário, cadê você, querido
    amigo Carlos Egon?
    Pelas fotos, em lua de mel…

    Reply
    • Caro KL e Anderson, com todo respeito, mas se bem entendi o que o colega escreveu no comentário do post anterior, eu concordo discordando..rs. O que ele escreveu é 100% real, mas acho que já passou do tempo de pararmos de nos comparar com o trio carioca, de nos contentar em ser o maior do RIo ou de festejar Dezembro de 81. o mundo, e o futebol incluido nele, é cada vez mais sem fronteiras..nosso rivais são Corinthians, Cruzeiro, Palmeiras e por aí vai. O nosso querido Campeonato Carioca a cada ano que passa fica só como uma boa lembrança..o que estamos acompanhando hoje é deprimente. Com tanto dinheiro no futebol profissional, o Flamengo não deveria aceitar expor sua marca a jogar com um time sub-20 contra a Cabofriense as 20.15h de um domingo de Janeiro com 1 semana de pre temporada e para um estádio as moscas.

      Reply
      • Amigo Marcelo eu tbm concordo com vc, discordando….srsrs

        imaginar o Flamengo se vangloriando de ser o maior do Rio, já não nos faz feliz. Entretanto eu tenho verdadeiro “ódio” do famoso clichê, que brasileiro, copa do brasil e libertadores são obrigações.

        O Flamengo e todo e qualquer clube tem o dever de ser digno. Ganhar ou perder está no mesmo pacote. E ponto.

        O resto, a meu ver, é só a nossa famosa MEGALOMANIA.

        Reply
        • Em primeiro lugar é necessário dizer que essa nossa MEGALOMANIA é perfeitamente compreensível e justificável!

          Costumamos reservar um lugarzinho no Olimpo Rubro Negro para aqueles que a construíram e a aumentaram, isso é fato!

          Outro fato concreto é que as glórias do passado que “a” sustentam já estão ficando obsoleta ou sendo ultrapassadas.

          Foram 5 anos da administração EBM, 3 anos da Patrícia Amorim sem que pudêssemos nos vangloriar de nada dentro das quatro linhas!

          Márcio Braga (que praticamente ganhou quase todos os títulos importantes) nos deixou, mesmo licenciado nosso último grande título (2009), isso após 17 anos da última grande conquista, e agora mesmo já se vão quase 9 anos de 2009.

          Em resumo, vangloriarmos mesmo esta atualmente nas virtudes administrativas da era EBM, realmente algo belíssimo e notável, que tem apresentado frutos em cima de frutos!

          O Estádio da Ilha que esta um brinco, elenco forte e inúmeros, base promissora, finanças equalizadas, projeto de estádio próprio, valorização da marca, moralização da imagem do clube, estatuto e muito mais..

          Mas tudo isso ainda nos parece um prêmio de consolação sem uma grande conquista recente!

          Reply
  2. Como o Campeonato Carioca não vale absolutamente nada, manteria a garotada pelo menos até o final de janeiro ou até o carnaval quando serão disputadas as semifinais do turno. É fundamental preparar e bem os titulares para as pedreiras da temporada.

    A vitória valeu e um jogo complicado desses é bom para mostrar aos meninos que nem tudo são flores.

    Kleber, uma coisa que estranho é o fato de não haver venda de ingressos no local e hora do jogo. Se o cara decidir ir à partida no dia não tem o que fazer. Nessas competições pequenas como o Carioca, não custava nada ter um bilheteiro vendendo ingressos.

    Reply
  3. Prezados,
    Da nossa base temos O JOGADOR pronto e que falta para o nosso meio de canpi, que é o elegante Jean Lucas. Melhor ainda que ele pode barrar o anêmico W.Arão (que para mim é a fragilidade do nosso meio, pois extremamente irregular). Se não for ele, que pelo menos seja o bom Ronaldo… O que não podemos ver é o ex-botafoguense jogar por um “nome” que jamais teve.

    Por falar nisso, o W.Arão seria um excelente moeda de troca por algum lateral esquerdo (o Zeca, por exemplo). Abre o olho, R.Caetano!!!

    Falando em lateral esquerdo, esse Renê é muito ruim, mas MUITO MESMO, demais, exageradamente ruim!

    Reply
    • Em tempo.
      Acompanho o Presidente. Também acho que os reforços estão no próprio elenco: Jean Lucas, Vinicius Jr. e E.Ribeiro.

      Mas precisamos de lateral esquerdo.

      Reply
    • Concordo plenamente, Diego. Esse Jean Lucas é, além de elegante com a bola nos pés, excelente jogador. Pelo que jogou o Arão ano passado poderíamos devolvê-lo ao Botafogo e acabar logo com essa pinimba boba. A idéia de troca com o Santos também é boa, afinal esse mala veio numa daquelas “oportunidades de negócio”, sem custo de multa, ou seja, de graça.

      Reply
  4. Kleber leite, creio que não precisamos contratar volantes, se o Flamengo trabalhar bem e á torcida ter paciência temos dois grandes jogadores de futuro, o Ronaldo e Jean Lucas.

    Reply
    • Até concordo contigo, só não sei como achar paciencia na torcida de redes sociais quando vir dois ou tres resultados ruins. Estou vendo o JEAN LUCAS um achado. Lembra-me, repito, lembra-me muito quando surgiu um dos maiores jogadores do Flamengo que vi vestir o manto que foi o falecido Geraldo, meio campista brilhante que faleceu ao realizar uma cirurgia de amigdalite. Era melhor do que o proprio Zico e chegou à seleção brasileira em poucos dias de lançado no time principal.

      Reply
  5. Kleber,
    Uma vitória mais próxima da realidade, com um pouco mais de dificuldade, mas o mais importante é que vencemos e estamos dando o tempo necessário para o grupo principal melhor se preparar.
    Sobre isso entendo que deveríamos manter esse time alternativo por, pelo menos, todo o 1o turno (Taça Guanabara), independente de venceremos ou não, a meu conceito o mais importante seria fazermos uma pré temporada de uns 25 dias e aí sim, começar a utilizar os principais jogadores, vale lembrar que só iremos estrear na Libertadores no dia 27/02, ou seja temos tempo suficiente para preparar o time principal, para enfrentar o River Plate em casa, o que já será uma decisão antecipada…

    Sobre a garotada que vem jogando poderia fazer várias observações, mas vou me conter em fazer apenas 3 observações:

    1 – O RENÊ É PIOR DO QUE QUALQUER LATERAL ESQUERDO DA BASE;
    2 – O MATHEUS THULER É, PELO MENOS, 10 VEZES MELHOR QUE O RAFAEL VAZ;
    3 – O JONAS NÃO PODE JOGAR NO FLAMENGO.

    SRN

    Reply
  6. Henrique, amigo,
    Você sempre oportuno nos comentários. Aliás,
    o que comentei neste post, se aplica também
    fora o futebol. Claro que experiência é importante, mas idade, é absolutamente relativo. Muito me impressionam, o seu equilíbrio, a sua sensibilidade e o seu sentimento de justiça, apesar de jovem.
    Engraçado que os temas se misturaram e o produto final é o mesmo.
    Em síntese, o que vale é o talento. Independente da idade.
    Forte abraço.

    Reply
    • Obrigado. Aqui é um dos poucos espaços legais para se comentar futebol. Independente do ponto de vista, todos se respeitam e mesmo em caso de discordância não há ofensas.

      Reply
  7. Caro, Kleber eu estou sentindo um cheirinho parecido com aquele que eu sentia na parte final da década de 70. Pra mim não foi aquele goal do Rondinelli em 78 que foi o prenúncio do que viria . na minha opinião 77 foi o marco inicial verdadeiro.Eu estou sentindo algo semelhante ao que eu sentia naquela época. Como o time titular não será esse, não dá pra fazer análises técnicas sobre isso. Todavia, os cascudos da nossa equipe que se preparem pois a pressão será gigantesca.

    PS: peço, a quem puder informar, se o Paulo Cesarb Vasconcelos comprou o canal Sportv 1. Toda vez que eu sintonizo o canal tá ele lá. Já estou me sentindo com aquela personagem daquele cara do filme Uma Mente Brilhante. Haja saco!.

    Reply
    • Paulo, infelizmente o cheirinho ficará só nisso mesmo, pois os jovens serão vendidos, o que não acontecia naquela época. Se Zico, Junior, Leandro, Andrade surgissem hoje no Flamengo, não ficariam 2 anos. Infelizmente esse é o mercado do futebol brasileiro, prova disso é o Vinícius Jr que antes de estrear no profissional já era a maior venda da história do clube.

      Quanto ao Paulo Cesar, janeiro é época de férias de muitos jornalistas. Quem sobra na casa comenta futebol, vôlei, handebol, surf, participa de programas de manhã, tarde e noite. Sérgio Xavier é outro que está onipresente.

      Reply
      • Henrique, eu não sei como explicar mas li, não sei onde , que quando você deseja algo sincera e ardentemente o universo conspira a seu favor, vai daí. …
        Obrigado pela informação sobre o Sportv , mas a cisma persiste.

        Reply
        • eu tava pensando isso mesmo sobre o PCV…e acho q ele deve estar é muito p da vida..kkkkkk.. tava só no ar condicionado esses ultimos anos , em cargo de chefia e agora ta comentando várias peladas de dar “calo” nas vistas..

          Reply
  8. Caro Kleber
    Com toda educaçao, gostaria de discordar de alguns itens por vc comentado: O Gabriel batista é muito superior ao Yago, o Yago com a bola no pé é algo preocupante. Quanto ao Hugo, o Ronaldo está anos luz a frente dele. Já o Bill concordo plenamente. E para encerrar, Patrick e Jean lucas, se tudo seguir como mando o figurino, serão dois craques de bola. Assim como, o Weslei – lateral direito da copinha.
    Isso aqui é Flamengo!!!

    Reply
  9. O nosso goleiro hoje foi super seguro

    gostei mais do Klebinho do que o que apresentou Rodnei.

    A zaga foi muito bem, Thuler não inventa, mas o acho cru para brigar por uma vaga no time profissional.
    diferente do L. Duarte que apresenta uma característica esquecida por quem montou o time titular do Fla, me refiro a VELOCIDADE, Léo tem de sobra.

    Renê mostrou mais uma vez que não pode ser jogador do Flamengo, o cara é muito ruim.

    Jonas (KL sintetizou com perfeição) cuidado Jonas, Hugo Moura vem aí

    Ronaldo – que jogador fantástico vejo ele e Jean Lucas brigando por uma vaga ao lado de Cuéllar (pois Ronaldo não é um primeiro volante), ou um deles barrará -pelo que depender da torcida- Diego ou E. Ribeiro, que terão de correr o triplo se quiserem alguma coisa no Flamengo, pq esses dois muleques da base já montaram banca.

    Pepê ainda muito Cru. Mas vejo potencial

    V. Jr muito bem

    Lucas Silva me parece ser fominha, é um perigo isso.

    Lincoln não tem medo de encarar os zagueiros isso é importante, mas hoje faltou buscar o jogo, ele me parece ter mais técnica que o Vizeu, vamos ver se tem mais faro de gol também.

    Ah! Jajá e o Ramon parecem querer uma oportunidade e ambos jogam por uma faixa do campo onde nós estamos desesperados por um reforço a LATERAL ESQUERDA.

    SRN

    Reply
  10. Boa noite, amigos,
    Gosto de assistir ao jogo com a garotada, pois como ainda estão começando, fico sempre esperando uma jogada diferente, um drible. Coisa que será pouco provável de acontecer com a turma já “grande “. Acho que devemos ter nas escolinhas de base, treinadores que incentivem o drible, e não apenas tocar a bola e procurar o companheiro para fazer a tabela.
    Uma coisa que achei que deveria ser maior, ë a presença da torcida.O que adianta ter a maior torcida( acho que se não ganharmos títulos importantes, ficaremos pra trás), se nos estádios não demonstramos isso?? Parece que o público pagante foi de 3mil. Vejo torcedores pedindo estádio para 60/80 mil. Estádio com 30 mil daria e sobraria.
    SRN.

    Reply
      • Ei meu xará!!!
        Não acredito que o motivo seja esse. Pode procurar os públicos do Flamengo em qualquer horário e época. São bem ruins.
        Abraço, xará.

        Reply
  11. Kleber, concordo.
    Sempre defendi os garotos da base aqui no blog. Temos jóias valiosas, alguns melhores que os titulares.
    E acrescentaria a dupla de zaga, Matheus Thurles e Léo Duarte, esse último, pronto para ser titular. Firme, sem falhas e com ótimas saídas de bola. A exemplo do ano passado, quando perdemos a Copa do Brasil por causa de goleiros, tendo o César ignorado, temos hoje 3 ótimos zagueiros, incluindo o Patrick. Não precisamos de Pablo nem qualquer outra contratação.
    Jean Lucas é craque. Lembra Didi, craque da seleção campeã em 1958. Jogava de cabeça em pé, com toques elegantes na bola e passadas largas. Eu já o colocaria no lugar do Arão fácil.

    Reply
  12. Kleber e amigos…..

    Muito precoce fazer qualquer prognóstico do que pode ser o ano do Flamengo, principalmente depois de apenas dois jogos, e sobretudo, por adversários tão fracos.

    Porém mesmo tão precoce a pergunta do momento é:

    Será que Carpegiani (técnico atual) ou qualquer outro técnico
    (uma vez que há a possibilidade de chegar outro técnico) terá disposição e coragem para barrar medalhões e dar chance e efetivar todos esses garotos da base que vêm se destacando?

    Eu mesmo me questiono se não é precoce tratar disso logo no segundo jogo do ano. Mas a molecada vem mostrando que Carpegiani vai precisar estar de olhos bem abertos por toda a temporada.

    Talvez seja, a torcida do Flamengo, a que mais idolatra a prata da casa. A prata da casa pode estar um “degrauzinho” abaixo, que a torcida compra a briga,apoia e exige que jogue ao invés dos medalhões.

    Paquetá, Lincoln, Jean Lucas, Klebinho,Vizeu e, nem posso mais colocar o VJ nessa lista, uma vez que já foi vendido. São todos ativos do Flamengo e que precisam ser maturados para no mínimo 2 temporadas futuras.

    AlÔooooo Carpegiani, a molecada já está em suas mãos. Tenha coragem para colocar os medalhões para brigar pelas vagas dos moleques. Não caia no erro escalar jogador pelo nome. A torcida compra essa briga com você.

    Reply
  13. Vamos com calma, são apenas jovens, com muito talento, força de vontade (que não vemos em outros jogadores do elenco), mas ainda jovens. Que oportunidades lhes sejam dadas não regadas, mas sim regulares.

    Reply
  14. Lembrando o já saudoso Cezar Rizzo, a garotada está “Sacudindo” a torcida do Flamengo.
    Muita calma e trabalho.
    Realmente, os medalhões terão que correr de verdade. Muito bom!
    É isso ou perder a vaga para garotos de 17 anos.
    SRN!

    Reply
  15. Quando vc fala em barrar medalhões, vamos dar nomes aos bois! Quem são os donos do time? As figuras de peso, tanto no elenco, como internamente no grupo?

    – Pará na lateral direita
    – W. Arão na cabeça de área
    – Diego no meio
    – Éverton na ponta esquerda
    – E finalmente Éverton Ribeiro na ponta direita

    Ai, mais que o desejo de ver os garotos da base jogarem (incluo ai JV), há que se observar as questões internas de grupo.

    Como Carpegiani é raposa velha, ex-jogador, certamente esperamos que ele já além do que foram ZR e Rueda (avanço) nesse sentido.

    Os pontos críticos do elenco (que esta em fase de pré-temporada) todos nós sabemos:

    – As duas laterais, principalmente a esquerda.
    – 2o. homem de cabeça de área
    – O armador Diego
    – As três posições de atacantes ainda não estão encaixadas em minha opinião.

    Mas a despeito da lógica, da razão e das probabilidades, estou vendo com muito bons olhos essa aposta no Carpegiani, esperamos que os fatos corroborem esse nosso otimismo!

    Reply
    • Nino,
      O Treinador terá algumas “brigas” boas dos medalhões x molecada.

      1) Acho que será inevitável barrar o W.Arão, por dois motivos: 1) A torcida já não tem qualquer paciência com ele; 2) O Jean Lucas e Ronaldo mostraram que sabem jogar bola. Vai ter pressão a cada rotineiro erro do sonolento ex-botafoguense…

      2) O Paquetá, depois do que mostrou no final do ano, é o primeiro a receber a camisa neste meio de campo. Barrar o menino será um CRIME e um tiro no pé de qualquer treinador, sobrará para Diego ou E.Ribeiro. Eu acredito em um bom desempenho deste último, após uma boa pré-temporada, porém, surge o dilema: Alguém terá coragem de barrar o medalhão Diego Ribas???

      3) Na LD, se o titular Pará é fraco, qual lógica de manter o Rodinei, que é reserva dele por duas temporadas? Se um jogador está parado na reserva por tanto tempo, sem ter força para barrar o PARÁ, os treinos desse cara devem ser horrorosos! Seria melhor tentar o Klebinho, pois é o único que pode oferecer algo novo, pois os outros dois já sabemos o que podem oferecer. E que não venham com papo de que ele é baixo, pois nosso último bom lateral esquerdo era o Juan!

      4) Na LE temos o ponto mais fraco do time. Dois laterais que não marcam e nem atacam. Não vi e nem ouvi falar em nenhum menino da base um pouco mais maduro.

      5) Com a 9, é torcer pelo sucesso e sorte do Vizeu. Ele não é pior do que o Hernane Brocador, vai que entra em um ano de ouro!?!?

      6) Na defesa, o que preocupa é a idade do Juan x calendário maluco. Acho o Rodolpho um bom zagueiro, mas assusta a manutenção do Rafael Vaz. Perebas tem “sorte” (ou azar), sempre acontece algo improvável e sobra para eles entrarem em jogos decisivos.

      Reply
      • Diego meu caro, como sempre seus comentários inteligentes e elegantes expandem as conclusões de nossas ponderações!

        Acho que o processo de barração de uma medalhão nos profissionais ocorre como a corroboração de fatos! Eles vão se aglutinando e dão ênfase moral e técnica ao treinador, isso quando ocorre é muito bem assimilado pelo grupo, porém nem sempre pelo jogador barrado.

        Qualquer coisa fora disso é bater de frente contra a ideologia boleira, se o treinador faz isso, é bom que ele se garanta, e muito (Cuca).

        Reply
  16. Kleber e amigos… gostaria aqui de replicar na íntegra, post do site de Rica Perrone.

    “Vocês precisam chegar num acordo…

    O Flamengo montou o time de 2017 e não havia um torcedor rubro-negro pessimista. Era “timaço”, obrigação de títulos e os caralho. O ano foi passando e o “timaço” foi chegando em tudo, menos na Libertadores onde tradicionalmente o clube vai muito mal mesmo.

    Termina o ano. O time é mantido. Você não consegue falar com um rubro-negro sem ouvir dele o desespero pela falta de reforços.

    E eu lhes pergunto: o time é um timaço ou uma merda que precisa de reforços desesperadamente?

    Vocês todos erraram a avaliação durante 2017, portanto? Quando montado, agradava. Após o resultado, não mais. Então quem montou o fez com a mesma lógica da maioria, já que todos criaram a mesma expectativa.

    Quando troca-se meio time de ano pra ano é loucura e falta de planejamento. Quando se espera pra contratar um ou dois pra ajustar o que deu errado, é falta de ousadia.

    Dirigir o Flamengo deve ser a coisa mais difícil do futebol mundial. Porque se num dia nada pode ser melhor, no outro nada presta. E isso mesmo sem a bola rolar, o que torna ainda mais surreal.

    Veja, meus caros. Um time forte como o Flamengo tem – tem, queira você ou não – não precisa sair na janela de transferências comprando Deus e o mundo. Ele precisa de fulano aqui, ciclano ali e ponto final. Moreno é uma aposta muito boa, pois sempre foi muito bom jogador.

    Ah vai vingar?

    Sei lá, ué! Quer garantia compra uma maquina de lavar, não um ser humano. Fosse assim era só o time mais rico anunciar o elenco e davam a taça pra ele.

    Wallace é muito bom jogador. Muito mesmo. Se vier também resolve e qualifica o meio campo.
    Ah mas eu não quero o Pará!

    O que você quer é o time de 81. Eu também queria vê-lo de novo. Mas não existe mais. E sua referência de time competitivo deve ser por definição básica a competição. Olhando em volta nota-se que o Flamengo está no nível de seus principais rivais sim. E portanto, montou um time competitivo.

    Encher esse time de reforços é um atestado de que não sabiam o que faziam em 2017. E se sabiam, estão ajustando os problemas e não começando tudo de novo.

    Vocês querem pagar dívida, construir um estádio, ganhar o campeonato, usar a base, seguir um planejamento e contratar meio mundo.

    Acho que vocês sentem saudades do Flamengo décimo sexto com 5 meses de salário atrasado comprando estrela sem pagar em dezembro pra diminuir a pressão…

    abs,
    Rica Perrone

    ———————————————————–

    O texto de Perrone, é exatamente o que eu penso. Vai de encontro ao que o amigo Marcelo Rezende mencionou acima.

    Na minha opinião, pressão de mais, faz a panela estourar.

    A pergunta é : O Flamengo disputou a temporada 2017 sem ser digno?

    Reply
  17. Nós, torcedores do Flamengo, temos o péssimo costume de endeusar os meninos da base. Com isso contribuimos muitíssimo para, juntamente com a imprensa, torna-los mascarados e logo logo se queimam. Puxem pela memória, quantos não atingiram o status de craques nos últimos tempos? Erick Flores, Kaíque, Douglas Baggio, quantos mais?
    Agora, depois de dois bons jogos, já estamos vendo Messis e Ronaldos pra todo lado. Menos pessoal, menos.
    A meu ver, de futuro mesmo, Jean Lucas, klebinho, Lucas Silva, Léo Duarte e, talvez Lincoln. E ainda vão ter de comer muita grama.
    Para finalizar, estou achando um exagero a bola que estão colocando para o Ronaldo. Não consigo enxerga-la. Burocrático, lento, de bom passe sim, apenas um bom volante. Mediano!
    Srn a todos!

    Reply
  18. Infortunio .

    Essa foi a grande marca do FLA em 2017, e não a incompetencia ou um elenco ruim. Sucessoes de infortunios nos tiraram TíTULOS no ano passado.
    O time era bom? Era
    Tinhamos elenco para ganhar títulos ?Tinhamos.
    O AZAR cruzou nosso caminho em todos os campeonatos ? Sim.

    Desculpem-me os pessimistas e apoiadores meramente do sucesso, mas eu estou REALISTICAMENTE cada vez mais otimista.
    Na base não temos GENIOS não, não temos. Temos sim boas OPçOES, e assim deve ser a base. Ter sempre boas opçoes para o time títular e que algunas dessas opçoes despontem como craques futuramente, ou para que permaneçam sendo boas OPçOES, para o time principal.
    Concorco que para o talento não tem idade, MAS tem OPORTUNIDADE .
    Messy teve a OPORTUNIDADE de ser OPçÃO para um GENIO chamado R. GAUCHO. Uma opção que teve as oportunidades de virar A MELHOR OPçâO de todas.
    Os nomes individualmente pouco importa, o importante é o PROCESSO EVOLUTIVO que CONSTATAMOS no FLAMENGO.
    O Flamengo parou de descer a escadaria e passou a SUBI-LA continuadamente, rumo ao topo NOVAMENTE.

    Reply
  19. Pessoal, que tristeza o Vasco. O Presidente Campello insiste em dizer que Eurico não terá nenhuma participação na gestão, mas assistiu o jogo com o Nova Iguaçu da sala da presidência, empurrando o “PRESIDENTE” para a arquibancada, kkkkk.
    Força Vascão!
    Má que vexame!!!!
    Mas Traíra merece!!!!

    Reply
  20. Caro Kleber e amigos!
    Foi muito importante mais essa vitória. Isso vai trazendo confiança aos meninos da base. Tecnicamente não foi um grande jogo, aliás, de poucas oportunidades e de uma forte marcação por parte do adversário.
    Particularmente, gostei mais uma vez do nosso goleiro, gostei da zaga, do Ramon no segundo tempo e do Vinicius Júnior, apesar, de que espero um pouco mais dele. Logicamente, que esses mais destacados na minha opinião. Apesar de entender que pode crescer muito, achei o Ronaldo abaixo do melhor dele.
    Na minha opinião, o que mais podemos ter esperança é na possibilidade de termos bons frutos a curto prazo, desde que naturalmente se saiba usar no tempo certo e se fazendo justiça. Futebol é jogado e idade jovem não deve ser motivo para fazer craque ficar fora do time. Que o Carpegiane tenha bom senso e sabedoria para tal.
    No mais, é perceptível no Flamengo, que dificilmente jogadores do nível do Jonas e Renê conseguem emplacar. Junto a eles, outros hoje até titulares me parecem longe de conseguir fazer o manto cair bem em suas costas. O tempo dirá. Tomara que em 2018 tenhamos a força desse time sub 20. Pelo menos isso.
    SRN

    Reply

Comente.