Embarque tumultuado

(Reprodução da TV) Klefer Artigos

No mundo agressivo e meio maluco em que vivemos, qualquer assunto ou episódio que envolva paixão, requer cuidados especiais.

Hoje, no embarque da delegação rubro-negra, alguns torcedores foram ao aeroporto com a finalidade de demonstrar ao presidente Eduardo Bandeira de Mello algum tipo de insatisfação pelo desempenho do time.

Fez bem a segurança do clube em proteger o presidente, e fez mal o presidente em tentar bater boca com os torcedores. Nestes momentos, o bom senso recomenda o não enfrentamento.

Pior ainda foi a atitude do nosso treinador (?) que se sentiu insultado e ameaçou encarar quem lhe dirigia a palavra. Mais uma vez, a turma do notável Pinheiro, chefe da segurança do clube, evitou o pior.

Não sei que tipo de influência este episódio pode ter com relação ao comportamento do time no jogo de quarta-feira. Tomara que os jogadores entendam que, com o futebol nivelado, mais do que nunca determinação e vontade de vencer fazem a diferença. Um bom exemplo foi o jogo do Fluminense que, mesmo na adversidade de jogar com 10 quase que o jogo inteiro, reuniu forças e, pela luta, foi premiado com a vitória.

Vamos encontrar um ambiente provavelmente desfavorável, sem ser hostil. Isto faz parte e, é do jogo. Pior encontrou o Corinthinas contra o Independiente. Ambiente, este sim, hostil e, um bom time pela frente.

Com tudo isso, foi lá em Buenos Aires e voltou com a vitória. Nesta quarta, jogaremos em “clima” bem mais ameno e, contra um time, tecnicamente, fraco. Com tudo isso, se não houver gana de vencer, e se não tivermos a capacidade de impor o nosso jogo, aí ficará complicado…

O que não consigo entender é a demora em se definir a nova estrutura do futebol. Este vácuo promove, subliminarmente, insegurança, principal inimiga da autoconfiança, tão necessária no mundo do futebol quando o objetivo é vencer.

Sou um otimista de carteirinha, mas não seria honesto se dissesse que sinto estarmos voando em céu de brigadeiro…

E antes que esqueça: CADÊ O NOSSO TREINADOR?