Mudanças? Novidades?  Só no Campeonato Brasileiro

E, para nós rubro-negros, as mudanças foram boas.

O jogo do dia 6 de maio, o outro domingo, contra o Internacional, pelo Campeonato Brasileiro, saiu da Ilha do Governador e passou para o Maracanã. O horário continua o mesmo, 16h.

No jogo do dia 13 de maio, um domingo, também pelo Campeonato Brasileiro, houve modificação no horário. Ao invés das 11 da manhã, como estava programado, passou para as 16h.

Mudanças para nós, saudáveis. Melhor jogar no Maraca do que em qualquer outro lugar. E, comissão técnica e jogadores devem estar adorando não jogar às 11 da manhã, pois este horário foge completamente aos hábitos dos nossos jogadores. Aliás, dos nossos e, dos outros…


(Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)

Quem lidera, quem comanda, não pode ser um “Maria vai com as outras”, isto é, decidir sempre de forma política, sempre procurando ficar bem com a maioria.

E, claro, um comandante, na acepção da palavra, não pode admitir que o clube que comanda seja dirigido de fora para dentro, quando o dirigente se curva a quem fala mais alto ou, quando se curva aos formadores de opinião.

Até aí, tudo bem. Isto é uma coisa. A outra coisa, é saber que a quase unanimidade dos rubro-negros entende que um TREINADOR deva ser contratado, IMEDIATAMENTE.

A pesquisa foi feita pelo Globo.com (ler aqui), onde mais de 85.000 rubro-negros participaram.

Ia esquecendo. Três por cento dos entrevistados afirmaram que são favoráveis à efetivação do nosso estagiário. Eu disse, 3%. Os outros 97%, clamam por um TREINADOR.

CADÊ O NOSSO TREINADOR?

1 Comentário

  1. Caro Kleber, os meios de comunicação informam a possibilidade da contratação do Zinho.Estou torcendo para que isso aconteça e que ele leve o Jorginho com ele.Já vestiram o manto sagrado e conhecem muito bem o nosso Flamengo e a nossa torcida. Formariam a equipe ideal para fazer a transição para 2019.

    Reply
  2. Vi agora no Fox Sports, que Zinho não entrou em acordo com a diretoria para o cargo de coordenador, devido ao tempo de contrato oferecido, só de 8 meses, ou seja até o fim da gestão. Acho que um convite do Flamengo deve ser entendido como uma convocação, por mim não pisaria mais na Gávea. Na mesmo programa foi dito que, durante a negociação com Zinho foi falado que o Flamengo já se decidiu pelo técnico CUCA, e que o mesmo só assumiria depois da Copa, pois tem contrato com uma emissora. Confesso que não entendo essa diretoria, se é para trazer tem que vir imediatamente e aproveitar a parada da Copa para arrumar o time. Isso só mostra o quanto está perdida essa diretoria.

    Reply
  3. Gente, esqueçam 2018… A única coisa que não quero é ser rebaixado. Porém não espero mais nada. O cara conseguiu acabar com o que ele mesmo construiu na parte administrativa, é impressionante a capacidade de fazer lambança. E ainda quer ser Deputado Federal…
    Bandeira, onde o sr está com a cabeça? Como o sr conseguiu montar um elenco de derrotados, de acomodados? Qualquer time de meia tigela joga com mais vontade do que esse elenco de ordinários que você montou. Não é possível!

    Reply
  4. Caro Kléber,
    Me permita fazer um observação de lógica sobre dois comentários seus acima. O primeiro é:
    “Quem lidera, quem comanda, não pode ser um “Maria vai com as outras”, isto é, decidir sempre de forma política, sempre procurando ficar bem com a maioria.”
    O outro:
    “…um comandante, na acepção da palavra, não pode admitir que o clube que comanda seja dirigido de fora para dentro…”
    Concordo em tese mas em ambos você pressupõe que esse comandante entende do assunto, ou tem muita sensibilidade, e sabe o que está fazendo e esse não é o caso do atual presidente do Flamengo e do senhor Luz no que se refere ao futebol. São inúmeras as demonstrações de total incapacidade no que se refere ao futebol desses senhores.

    Reply
  5. Kleber Leite, já leu a matéria no fox sports sobre uma possível reunião para acertar com o treinador Fernando Jubero para assumir o comando do Mengão? O que você acha disso ?

    Saudações rubro-negras!!

    Reply
    • Carlos Augusto,
      A foFox não tem qualquer credibilidade, o que eles dizem ou escrevem não deve ser considerado. Fazem 1000 cavadas, erram 999 e na única que dá certo dizem que “a fonte é boa”…

      Reply
  6. Caríssimo presidente,
    Acabei de assitir no esporte interativo, ao vivo, os jogadores do Flamengo saindo do ônibus para embarcar para o Ceará e sendo cercados por “torcedores” e por pouco não aconteceu uma tragédia.
    É uma vergonha, lamentável, essas coisas acontecerem com tamanha violência e sem considerar o absurdo que é testemunhar pais de família serem emboscados em local público por verdadeiros marginais travestidos de torcedores.
    Onde está o poder público?!?!?!
    Se em algum dia me senti envergonhado de ser Rubro-Negro, esse dia foi hoje.
    SRN

    Reply
    • Discordo em gênero numero e grau, não houve nenhum tipo de agressão física, apenas verbal, se eles não querem sofrer pressão da torcida que joguem no olaria, no campo grande, no bonsucesso, ou mudem de profissão pois a maioria ali não tem denodo e bravura pra vestir a camisa do Flamengo. E mais, um pouco de pressão talvez faça estes caras caírem na real que não estão jogando absolutamente nada.

      Reply
      • Andre,
        É sério que você acha normal cercar jogador e depredar aeroporto??? Alguém em sã consciência acha que depois disso o time vai milagrosamente melhorar???

        Reply
      • André, boa tarde! O que mais houve ontem no aeroporto foi agressão. Ou você acha que ser xingado com o dedo na cara, jogar algo em você (no caso as pipocas) não é agressão?

        Nada justifica um profissional de qualquer área passe pelo que eles passaram ontem e outros nos mais diversos clubes do país.

        Você acharia justo que se não estivesse rendendo em seu trabalho que seu chefe, ao lado de uns 15 amigos, o colocasse em um canto e desferissse xingamentos, com o dedo em seu rosto e jogando pipoca em você?

        Acredito que não gostaria de passar por esse tipo de agressão. Nem você e ninguém aqui. Então não podemos achar que aconteceu ontem é válido para “acordar os jogadores e mostrar a eles que isso é Flamengo”. Pra mim, o que aconteceu foi crime.

        Abs e SRN

        Reply
  7. O que aconteceu hoje no embarque foi lamentável, mas a culpa é integralmente do Bandeira. Agora que ele seja homem e venha a público assumir que tem sido um bundão e que não vai mais brincar com o futebol do Flamengo.
    Lamentável também a atitude do Diego Alves, tacando café quente na torcida. Espero que após esse episódio, os jogadores joguem com vontade.

    Reply
  8. Prezados,
    Eis que as TOs, aquelas mesmas que causaram prejuizos na final da Sulamericana, agora decidiram agredir os jogadores e depredar o aeroporto… Espero que os sistemas de segurança identifiquem cada criminoso que fez isso. Vergonha de ser Flamengo vendo uma merda dessas!!!

    Espero que o clube, inclusive através de seu Conselho e apoio das grandes figuras políticas, tome uma atitude séria contra as TOs. Do contrário, me recuso a continuar torcendo por uma instituição que abraça esse tipo de pratica criminosa.

    Reply
  9. Estou preocupado com a situação do clube. E muito com as atitudes de nosso presidente. Acho que como verdadeiro flamenguista, EBM deveria renunciar ao futebol e entrega-lo as maos de qq integrante do SOFLA, no caso, o Lomba.
    A torcida da sinais de que nao suporta mais fracassos e a pasmaceira, o descaso atual. Isso nao combina com o Flamengo.
    Aquele papo de balanco bonito, de contas em dia estao no passado. A conta chegou. A massa quer titulos e nao aceita mais desculpas. Os episódios nos aeroportos e no CT sao preocupantes pois marcam um enfrentamento entre jogadores e torcida, o que no Flamengo e algo muito raro.
    E fato que esse elenco precisa ser reformulado e isso passa por uma nova gestao. EBM deveria se dedicar ao que ele realmente gosta de fazer: frequentar almocos, jantares, programas de TV e se sentir valorizado. Sua insistencia com o futebol sera ruim para ele e pessimo para o clube, que será rebaixado. Esse elenco covarde, medroso, descompromissado e sem alma nao suportara a briga na parte de baixo da tabela. E preciso nova gestao e novos jogadores. O Flamengo precisa voltar a ser Flamengo. Esse Flamengo do EBM e uma pantomima.

    Reply
  10. E o bicho pegou no embarque, cobrança em cima desses FDP. Ontem teve reunião do conselho, onde foi exposto premiação de mais de 10 milhões para jogadores e comissão técnica ano passado, ou seja, pra não ganhar nada, agora começo entender o porque desse conformismo, e da comemoração exagerada do Caetano com o sexto lugar ano passado.

    Reply
  11. Lamentáveis as cenas de violência no Galeão. A Diretoria, inclua-se o mandatário maior, deveria prever isso e preparar um esquema de segurança melhor para preservar os jogadores. A bola de neve está se avolumando e não adianta o presidente dizer que está tudo sob controle, que os protestos são esporádicos, feitos por poucos. O velho Apolo, seu companheiro de muitas jornadas, Kleber, sempre afirma que no Flamengo não tem Purgatório: é Céu ou Inferno. E esses caras que vieram de fora, ganhando fortunas para felicidade de seus empresários sem entregar o que prometeram, precisam entender isso. Que fiquemos no Céu por um tempo, que pelo menos demonstrem raça porque técnica, os poucos que a tem, parece que esqueceram lá atrás. Precisamos urgente de alguém que dê um soco na mesa e uma freada de arrumação nessa bagunça. Ex-Presidentes vivos: Uni-vos! SRN.

    Reply
  12. Muita gente critica a consequência e esquece a causa disso tudo. Temos um presidente irresponsável que debocha da torcida há tempos. Tava na cara que isso ia acontecer, e se nada for feito, vai piorar.

    Agora a situação degringolou, os jogadores por pouco não foram agredidos por torcedores de organizadas.

    Não venham dizer que toda manifestação é política, a insatisfação é geral com a bagunça que é o futebol do Fla. Fui ao Maracanã no jogo contra o AméricaMG, e vi um coro de 50000 cantarem “Bandeira vai se f****, o meu Flamengo não precisa de vc”. Inclusive tem vídeos provando isso.

    Situação desastrosa…

    Reply
  13. Lamentável essa postura de muitos de quanto pior, melhor.

    Lamentável que pessoas orquestrem para bandidos irem ao aeroporto bater em jogador. Assim é mais provável derrotas e vexame.

    O Flamengo não pode ser o que já foi há bem pouco tempo.

    Ano político é uma merda no futebol!

    Reply
    • Henrique, nem toda manifestação é política, aliás,manifestações de torcida organizada(bandidos) que atuam, infelizmente, de forma violenta como essa já aconteceram ano passado e retrasado tbm. A insatisfação com a gestão do futebol no Fla é geral.

      Fui no Maracanã no jogo contra o AméricaMG e vi um coro de 50 mil gritando ” Bandeira vai se f****, o meu Flamengo não precisa de vc” e ” Bandeira,larga o futebol!”. A torcida percebeu a bagunça que está o Fla dentro de campo e na administração do futebol.

      Sei que o amigo gosta do Bandeira, eu mesmo já gostei e defendi muito ele, mas reconhecer os erros é preciso! Dinheiro sem uma boa gestão no futebol nada vale, o Fla é prova disso. O Corinthians e Grêmio são a comprovação disso também.

      Deixo no post abaixo um comentário que deixei faz alguns dias e não sei se o amigo viu sobre a relação Bandeira/finanças/política. O próprio Kleber uma vez falou sobre a formação do grupo.

      Abraço! SRN.

      Reply
    • Andei lendo o comentário do amigo Henrique no post passado e me sinto na obrigação de corrigir um possível equívoco do amigo,que talvez,pela distância, não acompanhe de perto a política no Flamengo.

      O amigo, disse que não vê presidente melhor na história que EBM, que ele é o responsável pela revolução financeira,etc.

      Henrique, concordo quando diz do caráter e honestidade do presidente, que, creio eu, apesar de erros no futebol, obviamente sempre quis o melhor para o clube. Mas vejo um equívoco no discurso que ele foi o grande responsável pelo resurgimento do Fla.

      Em 2012 houve a formação de uma chapa intitulada “azul”, tinha como objetivo a moralização do clube, reciclagem financeira, pagamento de dívidas, profissionalizar a administração, acabar com contratações irresponsáveis,e, após colocar a casa em ordem, montar times competitivos. Esse grupo, conhecedor do mercado e administração montou o planejamento estratégico para conseguir esses objetivos, incluindo contratação de profissionais da área.

      Acontece que por questões burocráticas, Wallim, o candidato a presidente desse grupo teve sua candidatura impugnada, ele então recorreu a um amigo, EBM, que tinha a burocracia resolvida,e, portanto, condições para concorrer. Ficou então acordado que EBM assumiria, todos “governariam” juntos e que Wallim saísse candidato da chapa em 2015.

      O grupo assumiu em 2012 e até 2015 promoveram,JUNTOS,uma verdadeira revolução financeira no clube,exemplo para o futebol brasileiro,elogiado por todos. Com isso,em 2015, o clube já se encontrava numa condição de iniciar os investimentos no futebol, começou com a contratação de Guerrero.

      Acontece que EBM, decidiu lançar sua própria candidatura, descumprindo com o acordado. Bandeira por ser quem aparecia na mídia apresentando a revolução financeira ganhou prestígio e, talvez, envaidecido, o que é natural até, descumpriu o acordo, promoveu o racha na chapa azul e venceu com folga, prometendo mais contratações e anos mágicos de títulos.

      Então, é um erro,injusto até, dizer que ele foi o grande responsável por toda essa revolução, quando foi o grupo, EBM não montou esse planejamento estratégico financeiro, tudo estava montado, depois foi chamado e topou o desafio junto com todos. Isso não é demérito.

      Hoje vejo o presidente com a mesma honestidade de outrora, porém se tornou centralizador, com dificuldade de gerir o futebol e em lidar com as críticas pertinentes, perdendo por vezes a postura ideal para o cargo. Sem afinidade com o futebol, não delegou a responsabilidade,se isolou, pensou que poderia colher sozinho os louros de títulos, já que o clube nadava em dinheiro, porém não sabia que dinheiro não traz sucesso se não tiver uma administração futebolística competente para traduzir esse investimento em rendimento no campo,e isso Bandeira não soube montar,nem tirou como exemplo o que dava certo no futebol, como Corinthians e recentemente o Grêmio.

      Os erros no futebol,desde então, se sucedem até hoje e parece que continuará até o fim do ano, com um clube que gastou milhões, paga altos salários, tritura tecnicos e nada conquistou, desperdiçando o poderio financeiro tão difícil de conquistar. Hoje a situação no futebol do Fla é melancólica, triste, é um time sem identidade e postura, além de ser uma bagunça em campo.

      Em novembro essa chapa, agora verde, junto com vários membros da diretoria do próprio EBM lançará o candidato Rodolfo Landim, que junto com Bap, Wallim, Tostes, entre outros, eram os azuis de 2012 e,hoje, acho difícil EBM apoiar, isolado, ninguém quer tê-lo como cabo eleitoral, tamanho é o desgaste.

      Além de Landim, tem a oposição que vem com Cacau Cotta, do grupo de Patrícia Amorim. Até lá podem surgir acordos e aperecerem novos candidatos.

      Espero que o amigo tenha entendido melhor a situação política, não gosto muito de política,mas é importante ter cuidado nesses assuntos,pois sem querer, pode-se cometer um engano. Abraços!

      PS: Sou um simples socio, posso ter cometido algum equívoco, portanto, se tiver algum, ninguém melhor que o Kleber para explicar.

      Reply
    • Pois é, Henrique.
      Vimos esse filme no Inter/2016, vários episódios de depredação do estádio, pressão agressiva no elenco…
      Interessante que isso NUNCA deu certo na história, mas há quem acredite que funciona. Ou alguém lembra de algum time do Flamengo que foi Campeão após apanhar??? Pelo contrário, vi em 2007 a torcida abraçar um time fraco e lavá-lo à Libertadores…

      De todo modo, pode colocar o elenco do Real Madrid ali que não vai dar certo, o problema passa longe de ser jogador… Nenhum negócio dá certo sem ter LIDERANÇA e COMANDO VENCEDOR.

      Reply
  14. Kleber,esta questão da premiação me parece nebulosa.Jogadores,comissão tecnica, diretor de futebol,ganham por vice-campeonatos ? Meio título tambem tem prêmio ? E o “Code” diz o quê ?
    Mas,não receberam 2017.Será por isso que não “suando a camisa”?
    Reclamaram que o ônibus “volksbus” trepida muito e assim é desconfortável…!!!! Pediram outro ? Que jogadores são estes ?
    Aonde nós estamos ?Não tem diretoria para coibir certos abusos ?
    Cenas do aeroporto,lamentáveis !
    Que Flamengo é ´este ?
    Abs.

    Reply
  15. Kleber,vamos lembrar que EBM foi hostilizado no outro embarque e desmereceu dizendo que eram poucos,erro grave, incitou mais ainda os torcedores que já estavam revoltados. A violência que vimos hoje protagonizada por torcidas organizadas foi deplorável, não vou duvidar se Diego rescindir seu contrato.

    Vimos massagistas fazendo papel de segurança, tudo sem mínimo de planejamento. Bandeira não estava lá dessa vez…

    Isso é mais um tempero no caldo em ebulição que é o Flamengo:

    1- Elenco mostrando conformismo com a situação alegando nas entrevistas que o time joga bem, que o rendimento em campo é excelente e que estão satisfeitos com o desenvolvimento do trabalho, quando na verdade o que todos nós vemos é o contrário disso.

    2- Time totalmente desorganizado em campo, não conseguem criar uma jogada decente,jogadores mal utilizados.

    3- Revolta com premiações de 10 milhões para jogadores, comissão técnica, 800 mil para Caetano, e 1 milhão para Fred luz e outros diretores após um ano fracassado, em que se comemorou um 6° lugar conquistado no último minuto do campeonato.

    Estamos uma bagunça! Isso é resultado da prepotência e arrogância de quem comanda e não entende nada de futebol.

    RENUNCIA EBM!
    RENUNCIA!

    Reply
  16. Meu eterno presidente não sou a favor da violência mas se Eduardo Bandeira de Melo. Esta brincando com o sentimento de milhões de torcedores apaixonados e cansados desse conformismo. Toda responsabilidade do que aconteceu hoje e acontecer daqui para frente é exclusivamente dele. Um cara arrogante e teimoso que acha que o Flamengo é dele a torcida já está de saco cheio desses caras que fazem do Flamengo um SPA. Socorro cadê o treinador ?

    Reply
  17. O Kleber não quis escrever sobre o assunto da semana na Gávea!

    É compreensível que um ex-presidente não cometa essa indelicadeza falando sobre as entranhas administrativas do clube.

    Me refiro a reunião de conselheiros do clube visando a apreciação das contas de 2017 do EBM.

    Pois bem, consta que os conselheiros ficaram extremamente contrariados e revoltados com os 10mi em premiações cedidas aos jogadores e comissão técnica e diretoria, fora outros assuntos como o caso Cirino.

    A reunião foi cancelada devido aos ânimos alterados, é o que indica.

    Conselheiros se reunirão em uma outra oportunidade para apreciação das contas do EBM em 2017. Alguns dos mesmos conselheiros que pedem desesperadamente um técnico para o nosso clube.

    A que ponto chegamos, premiações pelas 4a de finais da Sul Americana, Premiações por um suposto vice da libertadores, enfim, que Flamengo é esse?

    Seja como for, existe um clamor por um técnico, o que possivelmente apaziguaria muita coisa na Gávea.

    “CADÊ O TÉCNICO”

    Reply
    • Nino,
      Sou contra premiações, acho que a única hipótese deveria ser por títulos (eles já ganham bem demais, também)… Mas o questionamento que faço é: Essas premiações já existiam nos outros anos, inclusive, é pratica antiga até mesmo em anos de fuga de série B. Onde estavam esses conselheiros tão preocupados com a saúde financeira do clube??? Cheirinho de POLITICAGEM!!! E olha que não sou fã de EBM…

      Reply
      • Gostaria, se fosse possível que alguém me esclarecesse o seguinte sobre essas premiações: como elas foram estabelecidas? Existiam metas (principalmente nas competições eliminatórias)? A medida que o time avançasse, a premiação aumentava? Era isso? Se foi assim, acho que o problema é o valor que o clube se propôs a pagar,e não a premiação em si.

        Reply
  18. Que a manifestação deseducada da torcida no aeroporto querendo bater em jogador, quebrar instalações e um caso de policia, ninguem duvida. E deve ser tratado como tal. A policia deve ser acionada e dar uma resposta.
    Mas o que me envergonha nao e isso. E ver um presidente omisso, perdido, preocupado com seus delirios e sua carreira politica. Eu tenho vergonha de torcer para um time sem tecnico e que corre burocraticamente e luta pouco. Tenho vergonha de ter em 5 anos o mesmo numero de tirulos que o Bosta que agoniza sem dinheiro. Tenho vergonha de ter perdido 70% dos ultimos 15 jogos contra o Vasco em um de seus piores momentos históricos.
    Tenho vergonha e de ver o clube abandonado, sem rumo. Tenho vergonha do que o Flamenfo se tornou: um clube pequeno.
    Confusao e manifestação de desocupados que extrapolam e coisa para policia, nao para vergonha.
    Mas infelizmente a maioria aqui pensa diferente e e capaz de dizer que a culpa e de ativistas comprados e do Mauro Cesar Pereira.

    Reply
  19. E mais uma: eu tenho vergonha e de ver um jogadorzinho meia-boca como Guerrero que nao deve ter nem 50 gols pelo Flamengo, exigir aos 35 anos mais 3 anos de contrato e 1,1 milhao por mes, sendo q o maximo de gols em Brasileiro desse cidadao sao 8. Vergonha de ver uma diretoria patetica, omissa e amadora nao mandar esse bebedor de cha passear. E mais vergonha ainda de ver que tem torcedor que idolatra um jogador desses que nem responde aos cantos da torcida pelo seu nome. Isso e q da vergonha: ver diretoria e jogadores unidos e ferrando o clube.

    Reply
  20. Vejo este momento como de blindagem. Li que o Bandeira vai viajar no dia do jogo, mas ele e o vice precisam estar amanhã no almoço já com a delegação. Sentar, conversar, buscar soluções com os líderes do grupo.

    Além disso, vejo momento para blindagem total. Treinos fechados, nada de entrevista para imprensa, sem divulgar programação, etc. Fecha geral, pois boa parte desse ódio é inflamado por personagens travestidos de jornalistas.

    Prêmio por meta é a coisa mais velha do futebol e o Flamengo chegou a 3 finais e a libertadores nos pontos corridos. Coisa mais normal do mundo os funcionários receberem prêmios até pq em mata mata o prêmio é por fase.

    Outra coisa, traz esse diretor técnico logo. Se não quer complicar nem fazer alarde vem a Florianópolis buscar um profissional multicampeao no futsal como jogador, campeão no vôlei várias vezes, campeão no futebol e atualmente na imprensa: chama-se Chico Lins. Rubro Negro fanático, conhecedor e acertador de vestiário. Viveu anos no Rio e se não me engano ate jogou ou treinou na base do Flamengo. Se tiverem dúvidas, liguem pro Eduardo Uram e perguntem.

    Reply
    • Henrique, seria então retaliação à imprensa a solução para os problemas de futebol no Flamengo?

      Os treinos já são fechados, agora romper com a imprensa? Como ficam os patrocinadores? Os torcedores talvez fiquem aliviados,pois é difícil ouvir as entrevistas conformadas dos jogadores e dos dirigentes, que, mesmo com o time em plena desordem dentro de campo, sem fazer uma jogada decente que leve perigo e jogando mal contra adversários fracos, dizem que está tudo bem, que o trabalho está excelente e todos estão satisfeitos, e quem assiste aos jogos vê o contrário.

      Quanto a premiação,de fato, é velho,mas dada a atual situação do Fla é ridículo. O time jogou mal em 2017, premiar por carioquinha? Olha nosso orçamento! Fomos com muito custo para final da sul-americana, passando por times limitados e de orçamento muito inferior como chapecoense, fluminense e Junior que vai de mal a pior na libertadores, o primeiro rival razoável foi independiente e perdemos.

      Na copa do Brasil quase fomos eliminados pelo goianiense, depois para o Santos e perdemos pois não tínhamos goleiro, graças ao péssimo planejamento feito na montagem do elenco.

      Premiar derrota é ridículo, se chegar nas oitavas já é premiado, nas quartas mais ainda, ou seja, se perder é premiado! Mesmo tendo o maior orçamento do Brasil!

      Isso vale para Botafogo, Flu, Vasco, que conforme foram avançado ganhem prêmios, pois aí sim é um feito, até pq com o baixo salário deles,o prêmio faz diferença. Mas para o Fla? É premiar o fracasso. Se fosse bicho por ser campeão tudo bem….

      Todos ali ganham muito bem e tem as obrigação de mostrar bom rendimento em campo e, consequentemente, dar resultados e títulos. Se não consegue jogar minimamente bem, tem de ser cobrado por isso, e hj o time é mal treinado e uma bagunça.

      Até para Corinthians e Grêmio faz sentido,pois a folha salarial lá é curta,e ainda atrasam, não ganham mais que 400 mil. No Fla temos Guerrero com 1.1 milhão, Diego 800 mil, Everton 700 mil, Geuvanio 600 mil, Dourado 500 mil, Diego Alves 500 mil. O Fla tem a maior folha do Brasil, enquanto isso, mais um título do Corinthians.

      Prêmios: 10 milhões para comissão técnica e jogadores. 1 milhão para Fred Luz e diretores. 800 mil para Caetano. Você acha mesmo esses valores pertinentes?

      Para vc ter uma noção,ano passado, Roberto de Andrade, presidente do Corinthians, prometeu um prêmio caso o time GANHASSE um título, ganham dois e até hoje não receberam.

      Reply
      • Ia esquecendo do
        Brasileiro que ficamos inúmeras rodadas atrás do Vasco (!!!!) e conseguiu o 6° lugar no último minuto do campeonato. Fato comemorado como se fosse um título. Ridículo. Tudo isso sendo um dos clubes que mais investe desde 2015!!!

        A conversa de reciclagem financeira já acabou faz tempo, vamos ficar vivendo disso até quando? Já se vão 4 temporadas desde então e apenas um carioquinha.

        É muita incompetência na gestão do futebol, que com mais dinheiro não consegue transformar em superioridade no campo. Era para ter humildade e contratar os melhores profissionais do mercado para trocarem o futebol é dar respaldo.

        Reply
    • Henrique, não vi nenhum jornalista promovendo o ódio.

      Pelo contrário , vi críticas pertinentes ao que o Flamengo apresenta em campo e também ao quanto a diretoria está perdida e indecisa no futebol, o que é um fato.

      Quando o Fla pagava dívidas e o futebol,de orçamento curto, fracassava, vi esses mesmos jornalistas elogiarem e aplaudirem os dirigentes e clube. Ajudaram muito no fato da torcida ter paciência e esperarem as finanças ficarem em ordem durante um bom tempo, para depois o bom rendimento e os títulos chegarem. Ganharam um voto de confiança da torcida e da mídia.

      E deu certo, a diretoria, ganhou prestígio da torcida pela gestão financeira até então, graças aos intensos elogios na mídia, você deve lembrar bem. Assumiram em 2012, administraram e a partir de 2015 os investimentos começam a acontecer. Na ocasião prometeram que o próximo ano seria mágico.

      A ESPN foi a que mais elogiava com Juca Kfouri, Mauro Cezar, Paulo Calçade entre outros, apoiando a reciclagem financeira e a postura do presidente no enfrentamento da federação e da CBF. Agora no futebol é outra história, as críticas são pertinentes.

      Reply
    • Henrique, sua colocação com telacao a blindagem é perfeita. Trata-se de medida gerenciadora de crises e isso implica em acesso restrito.
      Entretanto, discordo frontalmente de vc quando argumenta que jornalistas e que fomentam isso. Na verdade, eles apenas retratam a angustia de um clube que agoniza. A essencia desse clube e futebol, ele respira isso. Nao da para despredtigiar o carro-chefe como EBM vem fazendo. Ele esta errado, precisa ter humildade de reconhecer seus erros e incapacidades, visíveis pela falta de resultado. A culpa disso nao e do MCP ou de alguem mais. E do proprio EBM, que sabe-se la porque motivo tem um apego a esse cargo- vice de futebol- quando ele e o mandatario-mor e tem milhares de coisas para se preocupar.
      Com relacao a premiacao, concordo parcialmente com vc. A minha discordância diz respeito aos objetivos premiados. Eu so premio o titulo. O resto vale 0 pois os jogadores sao muitirssimo bem pagos.

      Reply
  21. Amigos,
    Que tristeza! A pior coisa do mundo é a constatação de uma desgraça, simples de evitar, ir crescendo em progreção geométrica.
    Quanta falta de sensibilidade. Quase tudo de ruim a que estamos assistindo poderia ser evitado e, com facilidade. Até fica no ar, que haja uma certa paixão de quem dirige o clube, pelo mazoquismo. Vá ter prazer em sofrer e, sem necessidade alguma, lá em caixa prego..,
    Tudo isto se resume a algo simples de ser detectado. Absoluta falta de comando. O regime no Flamengo, é presidencialista!!!
    Não pode o presidente ser refém de um grupo. Vira casa da mãe Joana, onde todos cornetam e ninguém manda.
    Ou o presidente Eduardo dá uma porrada na mesa e assume ou, as consequências serão imprevisíveis.
    Juro que, em toda minha vida, nunca vi , no Flamengo, uma crise tão idiota e, em consequência, tão simples de ser resolvida.
    Estamos patinando, perdendo tempo, alimentando a alegria do arco-ires, por falta de comando, de coragem, de um mínimo de sensibilidade e conhecimento de causa.
    Sofrer sem ser preciso, é coisa de maluco.
    Forte abraço.

    Reply
    • Kleber, fico com a impressão que o presidente está perdido , que ele foi muito longe e está sem saber como voltar. Por isso, acho que eh hora de você e outros grandes rubronegros entrarem em ação auxiliando o nosso presidente.

      Reply
    • Kleber, nao sei se e tao simples assim. A crise se origina na postura isolacionista de EBM e o regime e presidencialista. Ele seria simples se o mandatario tivesse essa sensibilidade. Parece que nao tem pois ate agora nao se afastou do futebol. Sendo assim, nao vejo outra saida que nao duas: rebaixamento ou intervenção.
      Os ex-presidentes deveriam se reunir, conclamar os poderes e exigir uma atitude de EBM. Do jeito que esta nao pode ficar. O risco de uma tragedia aumenta dia a dia.

      Reply
  22. Protesto ridículo, inaceitável que só piora a situação. Um bando de vagabundos que já havia prejudicado o time pelo episódio contra o Independiente. Responsáveis não são os jogadores, mas quem os contratou de forma equivocada ou a falta de um treinador com uma estratégia de jogo definida. Diego de volante jamais vai dar certo.
    E onde está o TREINADOR ?????

    Reply
  23. Kleber,

    Se me permite, encaminho abaixo, um texto do André Rocha do UOL, que entendo resume muito bem o atual momento e a gestão de futebol do Sr. EBM como um todo.

    SRN

    André Rocha: “Gestão Bandeira de Mello confunde continuidade com continuísmo no Flamengo”

    A pífia atuação do Flamengo no empate sem gols contra o Independiente Santa Fé em Bogotá pela Libertadores, com a equipe exagerando na cautela e satisfeita com o resultado que pouco acrescentou na campanha da fase de grupos, subiu ainda mais o tom de indignação dos torcedores contra jogadores e dirigentes, especialmente o presidente Eduardo Bandeira de Mello e o meia Diego Ribas.

    Junte a isto a polêmica na reunião do Conselho Deliberativo para aprovar as contas de 2017, suspensa depois da discussão sobre a premiação de mais de dez milhões de reais – 7,7 para jogadores, 2,5 para comissão técnica e 800 mil para o ex- diretor executivo Rodrigo Caetano – em um ano de título estadual, vices da Copa do Brasil e Sul-Americana e sexta colocação no Brasileiro e temos um barril de pólvora.

    É óbvio que o ano de eleição torna o ambiente político quase insuportável na Gávea e se o pagamento estava previsto dentro de um plano de metas ele tem mesmo que ser cumprido e o clube valorizar a possibilidade de honrar seus compromissos, algo inviável há menos de dez anos.

    Mas todo esta crise é consequência do grande equívoco da gestão Bandeira de Mello na condução do futebol do time de maior torcida do país: confundir continuidade com continuísmo.

    Quando há ideias dentro e fora de campo com planejamento e que geram desempenho vale a insistência até que comecem a resultar em troféus. Como no próprio Flamengo há quatro décadas, perdendo títulos seguidos para Fluminense e Vasco de 1975 a 1977, mas ganhando maturidade para em seguida alcançar as maiores conquistas da história da agremiação.

    Agora há um time que é criticado por sua apatia e pouca entrega, mas que na maioria dos reveses se ressentiu mesmo da falta de rendimento. Porque as características dos jogadores não combinam com a proposta de jogar no ataque e se impor. Zagueiros lentos, laterais que oferecem poucas soluções além dos cruzamentos a esmo, meio-campistas sem o passe decisivo e um ataque que precisa de muitas oportunidades para ir às redes.

    Não há plano de jogo que funcione. Com Zé Ricardo, Rueda, Carpegiani ou o novato Maurício Barbieri. Sem triangulações, ultrapassagens, fluência. Só bolas levantadas na área e lampejos dos mais talentosos. Simplesmente não funciona.

    E não há mudanças profundas, porque na visão do presidente basta insistir para dar certo. O ”vamos levando” que se transformou na grande marca de sua administração que é histórica pelo saneamento das finanças, algo que não é mérito apenas de Bandeira de Mello, mas vai chegando ao fim do segundo mandato com o rótulo do insucesso no carro-chefe do clube.

    A manutenção de Barbieri é a prova de que o crédito de um elenco caro e que entrega pouco em campo parece infinito. Os jogadores querem, os dirigentes atendem. O ápice dessa estranha relação foi o pedido de Bandeira para que os atletas o ajudassem depois da eliminação do Carioca. Sem cobranças, apenas afagos e súplicas.

    A direção do futebol age como o pai que começa a ganhar dinheiro e cobre os filhos de mimos, deixando de ensinar o valor do esforço. Só que a maioria dos que lá estão não viveram os tempos difíceis para ganhar tantas recompensas.

    O que é mais preocupante em toda essa crise é um pensamento crescente de que o futebol só funciona em meio ao caos financeiro e com jogadores ”bandidos”. Este que escreve prefere não ficar recorrendo ao passado para comparar com a situação atual, mas neste caso é preciso: Zico era ”bandido”? Em 1981 o salário atrasava? Definitivamente todo este cenário complexo não pode ser resumido à ”falta de raça”.

    É claro que, na prática, tudo seria diferente, por exemplo, com a conquista da Copa do Brasil. No país do futebol de resultados não se avalia qualidade de trabalho. E obviamente este blogueiro não defende que profissionais não tenham as melhores condições para exercer seus ofícios apenas porque não venceram. Muito menos que sejam agredidos, como quase aconteceu com Diego no embarque da delegação para Fortaleza.

    Mas o momento exige ruptura que vai além das demissões após a eliminação no Carioca. Direção do futebol com independência e treinador com autonomia para mudar peças e o modelo de jogo. Ou seja, sair da inércia. Com a gestão Bandeira de Mello parece uma missão quase impossível. Porque há apego ao fracasso.

    Reprodução: Blog do André Rocha | Uol Esporte

    Reply
  24. Meus caros,
    Com toda a venia e máximo respeito, antes de sermos torcedores, somos todos cidadãos e, como tal, deveríamos, TODOS, nos recusar a discutir qualquer outro aspecto (como se qualquer outro aspecto justificasse a selvageria que só não se transformou em tragédia sabe-se lá porquê) desse lamentável incidente, até que todos os envolvidos viessem a responder por seus atos. Assim deveria ser. Deveria.
    Penso que quando justificamos ou minizamos a quebra da lei por conta do “fomos levados a isso” ou “eles mereceram”, isso não nos torna diferentes de tantos outros que também se justificam utilizando os mesmos argumentos, mesmo que implicitamente. Isso inclui aqueles “que roubam mas fazem”.
    Lei é lei. Ordem é ordem. E NADA justifica a ameaça, a coação, a emboscada, a agressão (mesmo que verbal). Principalmente se estamos tratando somente de futebol. Isso é somente futebol.
    Pra finalizar, é muito pobre, ou no popular, muita cara-de-pai daquele indivíduo “travestido” de jornalista se pronunciar dizendo que é contra qualquer violência contra os jogadores, quando ele próprio é o que mais fomenta esse tipo de comportamento, com seus comentários sempre odiosos, desprovidos de informação e permeado de opiniões pessoais, que mais denotam seu ódio pessoal e, provavelmente, sua frustração por ser somente um jornaleiro (e não jornalista), que sobrevive das críticas tendenciosas faz a profissionais, os quais alcançaram ser aquilo que ele, o “jornaleiro” jamais será.
    SRN

    Reply
  25. Entao ta certo: a culpa e do Mauro Cesar Pereira! Ele inventa que o time esta mal, que nao corre, que empata jogos faceis, que nao tem treinador e que as declarações de jogadores e diretores minimizam os maus resultados. A culpa e dele.
    Gostaria de lembrar apenas que ele nao manda no clube, nem nad organizadas. E apenas um torcedor que nao tolera o que estamos vendo. Criticas nao implicam desrespeito nem incitacao. Eu concordo com ele e nem por isso fui atras de Diego, Arao e outros bater e xingar, pois isso e ato de bandido ou desocupado. Nao me senti impulsionado por ele a fazer aquilo. Os que fizeram devem responder por seus atos. O que EBM e sua diretoria bem como a policia fizeram para identificar os vandalos? Nada. Isso traduz um pouco da passividade que permeia o clube hoje.

    Reply
  26. Li que o Flamengo vai adotar preços populares no jogo contra o Internacional. É hora de ter o povão de volta e isso virá com vitórias, se bem que o Flamengo titular tem uma derrota apenas no ano. Pode xingar, vaiar, mas se o comportamento das arquibancadas for igual ao do jogo contra o América será ótimo. Xingou antes e na hora do jogo só apoiou.

    Ontem de madrugada estava acompanhado a cobertura ao vivo pelo twitter do repórter da Globo eu acho sobre o desembarque em Fortaleza. O clima era de festa e apoio até chegar um grupo de organizados de Brasília. Aí virou protesto.

    A culpa não é da imprensa mas o sentimento de odio é causado em parte por ela, principalmente ridicularizando pessoas do clube. Volto a repetir o que o Angelim disse na ESPN que faltava uma cobrança mais forte da torcida, mencionando até acoes violentas. Esse comentário foi ratificado por muita gente de mídia, principalmente ex jogadores comentaristas.

    O momento é de blindagem sim e fechamento total até para os bandidos não saberem a rotina do clube como treinos e viagens.

    Mesmo sendo jornalista, vejo a necessidade de poda-los um pouco.

    Pra fechar: o Alessandro que foi nosso lateral e estava no Corinthians não seria uma boa como gerente?

    Reply
  27. Li que o Flamengo vai adotar preços populares no jogo contra o Internacional. É hora de ter o povão de volta e isso virá com vitórias, se bem que o Flamengo titular tem uma derrota apenas no ano. Pode xingar, vaiar, mas se o comportamento das arquibancadas for igual ao do jogo contra o América será ótimo. Xingou antes e na hora do jogo só apoiou.

    Ontem de madrugada estava acompanhado a cobertura ao vivo pelo twitter do repórter da Globo eu acho sobre o desembarque em Fortaleza. O clima era de festa e apoio até chegar um grupo de organizados de Brasília. Aí virou protesto.

    A culpa não é da imprensa mas o sentimento de odio é causado em parte por ela, principalmente ridicularizando pessoas do clube. Volto a repetir o que o Angelim disse na ESPN que faltava uma cobrança mais forte da torcida, mencionando até acoes violentas. Esse comentário foi ratificado por muita gente de mídia, principalmente ex jogadores comentaristas.

    O momento é de blindagem sim e fechamento total até para os bandidos não saberem a rotina do clube como treinos e viagens.

    Mesmo sendo jornalista, vejo a necessidade de poda-los um pouco.

    Pra fechar: o Alessandro que foi nosso lateral e estava no Corinthians não seria uma boa como gerente?

    Reply
    • Seria otimo! Viveu grande parte de sua vida no Flamengo, foi cobrado, viveu o ceu e o inferno na Gavea.
      A pergunta e: sera que ele trocaria uma maquina como o Corinthians, bem azeitada, com todo mundo com funcoes e responsabilidades definidas pelo desarrumado Flamengo onde predomina a vontade de 2 caras q nao entrndem nada mas fazem questão de aparecer, palpitar e impor preferencias pessoais? Acho dificil. Ate pq ele e corintiano.

      Reply
        • Se saiu mesmo, ja devia ter sido contactado. Outro dia vi um programa da Fox em que ele aparecia na imagem junto com Andres, mas poderia ser imagem de arquivo. Como disse, excelente nome na minha opinião.

          Reply
        • Alessandro é um excelente nome.
          Já devia estar por lá!!! Ele viveu momentos no Flamengo, depois viu toda a reestruturação do Corinthians.

          Reply
    • Que povão é esse Henrique?

      Tem ingressos de 10 reais sim, mas para o programa sócio torcedor mais caro.

      Todos os ingressos populares são destinados ao sócio torcedor.

      Convenhamos que sócio torcedor não exatamente aquele povão que povoava o antigo Maracanã, convenhamos!

      O povão mesmo a que vc se refere terá que desembolsar 150 reais pelo ingresso mais barato, a inteira!

      Reply
  28. Quanto mais leio o texto de nosso querido KL e os comentários dos amigos, mais desanimado e sem expectativas fico com nosso Flamengo.
    Como disse o Nino, ainda no ano passado, mais um ano perdido.
    Quanta confusão e atitudes idiotas estamos vendo ocorrerem no Flamengo.
    Meu Deus!!!

    Reply
  29. 2013: dirigentes do Flamengo conversam com executivo europeu de futebol consagrado. Ele não aceita nenhum convite mas dá conselhos. Entre eles: “se nunca foi jogador, evite o vestiário. Os jogadores não respeitam quem manda e frequenta vestiário sem ter sido atleta”.

    O que se faz hoje e exatamente o contrário. A TVFLA deixa bem claro q o EBM e o Fred Luz estão em TODOS os jogos presentes no vestiário, fazendo sabe-se lá o que, já que afirmaram não entender nada de futebol.

    Reply
  30. O erro corriqueiro ao premiar é …..

    Se alguém sugere a um outro alguém um PREMIO caso ele atihga uma meta ” x ” , então deveria ficar acordado ENTRE AMBOS uma MULTA em caso do atingimento da META INVERSA. Obvio não ?

    Se existe uma PREMIAçÀO para GANHAR um campeonato, logo caso a colocação seja MEDIOCRE nesse xampeonato deveriam os JOGADORES ter um ABATIMENTO devido o INSUCESSO.

    Reply
  31. O MEDO desses jogadores em campo está fazendo a torcida se enfurecer CONTRA ELES.

    Na minha interpretação é a postura COVARDE que esse time tem demonstrado em campo que tem enfurecido a torcida. Uns estão ficando ensandecidos e outros torcedores estão ESFRIANDO a PAIXãO pelo FLAMENGO. Nem sei qual é pior.

    A FASE de cobrar a diretoria parece ter passado. A torcida agora parece estar focando no que VÈ errado EM CAMPO (Nos jogadores ).

    Quando um EX-JOGADOR vem a publico pedir que a TORCIDA cobre os JOGADORES é por que ele SABE onde está o mal cheiro.

    Reply
  32. O fla tem um novo estagiário no comando da equipe: sim! Precisa de treinador a altura do clube e do elenco: sim! Mas a gestão primária e paternalista que estar por trás, não sabe nada e nunca soube de futebol. Já tivemos Wanderley, Mano, Muricy e simplesmente nada mudou. Nosso clube se faz representado por VENCER, VENCER, VENCER. E disso que foi feito o Flamengo.

    REFORÇOS JÁ!
    CADÊ O NOSSO TREINADOR?
    TRAUCO e EDERSON nesse meio campo JÁ!

    Reply
  33. Fernando jumbero??
    Será???
    O que é ruim…ainda pode piorar ??
    Ou pior que o que está ( estagiário) não existe?
    Presidente Kleber , posso estar enganado, mas acho que o seu pedido treinador chegou…e acho que ninguém vai gostar do presente.

    Reply
  34. A esta altura do campeonato,o melhor técnico é aquêle que der certo.Qual, não sei ?Nomes ? Requisitos e predicados,todos,o que importa é o resultado final.
    Abs.

    Reply
  35. Nada justifica os atos de vandalismo e violência proporcionados pela “nossa” torcida. Isso além politiqueiro, tem marginalidade. Não podemos compactuar com isso, estamos afastando possíveis profissionais que pensam em trabalhar no clube. Protesto sim ! Vandalismo não!

    Reply
  36. O que será trocado primeiro? O onibus ou o atual tecnico ?
    Cartas para a redação.
    Por favor,quem achar por aí o meu verdadeiro Flamengo,me devolva,estou à procura !!!!!!!!!!
    Desânimo !!!

    Abs.

    Reply

Comente.