Ano eleitoral…

(Reprodução de rede social) Kléber Leite Twitter

Infelizmente, no Flamengo, todo ano eleitoral é difícil. E, desta vez, duplamente, pois além de uma eleição para eleger um novo presidente, o atual presidente é candidato a deputado federal.

No meio de tudo isso, o interesse do torcedor que, na realidade, tem como única preocupação o sucesso do time.

Poderia haver uma solução, “blindando” o futebol, só que isto deveria ser feito pelo vice-presidente de futebol, que também está envolvido no processo eleitoral, como um dos candidatos ao cargo de presidente.

Algumas manchetes me deixam com a pulga atrás da orelha, como essa de hoje, em que Vizeu aparece magrinho em foto recente (que ilustra o post) na Udinese, da Itália, com o comentário de que no Flamengo vivia ele uma colônia de férias, pois vivia fora do peso.

Em síntese, a nota afirma que o Flamengo é uma bagunça, onde cada um faz o que quer e pesa quanto quiser. Li isto e me veio a memória o nosso jogo contra o Grêmio, onde o time demonstrou uma forma física invejável. Muito estranho. Cheiro de “produto” eleitoral…

Estamos em uma sinuca de bico. O ideal seria o presidente renunciar e ir cuidar da vida, na tentativa de se eleger deputado. E, que o vice-de-futebol fizesse o mesmo, indo cuidar da sua campanha para a presidência do clube.

Com dois não candidatos a nada, um na presidência e outro no futebol, quem sabe as coisas não caminhassem dentro da normalidade, sem rancor e algumas maldades, tão comuns em ano eleitoral no Flamengo. Fica a sugestão.

Voltar para Kléber Leite