Destaque do domingo

Foto: Paulo Mumia/Extra

A matéria de página dupla no EXTRA de hoje, com Joel Santana, é simplesmente imperdível (leia aqui). Um show de bom humor, de tiradas rápidas e inteligentes, de língua afiada e, principalmente de sinceridade. O final, é de morrer de rir.

Um competentíssimo repórter, (Leonardo André) “batendo bola” com um genial comunicador, (Joel Santana) só poderia sair coisa muito boa.

Por que escolhi o jornalismo?

O  bichinho do jornalismo já vivia em mim e, era alimentado diariamente pelo sem número de excelentes programas esportivos, numa época em que o Rádio bombava. Vivia grudado no rádio. Acordava doido pelas novidades, principalmente as rubro-negras e, dormia muitíssimo bem informado. O que desencadeou de vez em mim, a necessidade de colocar para fora o que sentia e pensava, foi quando o Flamengo vendeu o meu ídolo Gerson, o canhotinha de ouro,  para o Botafogo. Sofrimento,  dor, decepção,  tristeza,  perda e humilhação se juntaram e, anos mais tarde,  materializaram a vocação que havia em mim. De 1969 a 1990, de forma ininterrupta, viajei Brasil à fora pelas ondas do Rádio. Amava, adorava, o que fazia. Uma época marcante, muito feliz e inesquecível.

Agora, convencido pelos jovens com quem convivo diariamente, retomo o caminho da comunicação. Estava sentindo falta de colocar para fora o que penso, ler o que as outras muitas pessoas pensam, enfim, interagir com o mundo. Trocar ideias, contar coisas interessantes, informar e aprender. Desta forma, à partir de hoje, dia 22 de julho de 2014, vamos à luta…