RMP – Mais do que normal

(Reprodução de vídeo)

(Reprodução da TV)

Leio que houve uma acalorada discussão num programa de TV, em que Renato Maurício Prado defendia a tese de que a maioria dos torcedores do Flamengo não apoiava a administração de Eduardo Bandeira de Melo, ao contrário de quem com ele discutia, que afirmava ter a atual diretoria, noventa por cento da simpatia dos torcedores. Na sequência do fato, os comentários foram contrários a Renato, taxado por alguns como desequilibrado.

Primeiro, este tipo de discussão entre profissionais é mais do que normal. Antes de serem profissionais, são seres humanos e reagem como tal. Já vi, ouvi e participei de momentos como esse. Já vi estúdio sendo invadido e até revólver ser sacado durante um programa. Portanto, a novidade para alguns, de novidade nada tem. Em segundo lugar, cada um tem o seu estilo. O do Renato é e sempre será polêmico e contundente. Assim, com esta contundência, ele se tornou uma celebridade no mundo do futebol. Muitos dos que nesta oportunidade o criticaram, em outras, o apoiaram. Questão de momento e de coincidência de opinião.

Particularmente, e já disse isso, como rubro-negro tenho orgulho e prazer em ver o Flamengo ser dirigido por gente séria, bem intencionada, com o único propósito de servir ao clube. Da mesma forma, tenho que dizer que nestes primeiros dois anos talvez tenha faltado algo no futebol, daí o sofrimento no ano passado. Neste 2015, as coisas começaram bem com a contratação de Rodrigo Caetano e a jogada muito bem sacada de puxar Marcelo Cirino, revelação do Campeonato Brasileiro. Melhor ainda, a sinalização de que vem por aí, finalmente, um camisa 10. E se vier, que ninguém tenha dúvida de que o Flamengo sai da turma que brigava para não cair, para entrar no pacote de quem vai brigar para ser campeão. Renato, na sua tese, tomou como base o passado e se fixou no futebol. Olhando por este ângulo, entender o ponto de vista do comentarista não é difícil. Como sou mais otimista do que contundente e, por entender que se aprende de verdade é no dia a dia, acredito que estes dois anos iniciais possam ter sido um aprendizado para a turma que dirige o clube entender que, por mais séria e bem intencionada que seja uma diretoria rubro-negra, se no futebol o panorama for mal, a tristeza será geral.

Tipo da discussão em que, por incrível que pareça, todos têm razão, dependendo apenas do ângulo em que se analisa o fato.

E aqui pra nós, muito bom algum fato novo, principalmente acalorado, acontecer nos programas esportivos. O povo gosta.

1 Comentário

  1. Concordo contigo, Kleber. Nessa discussão, depende do ponto de vista. Mas, acredito que a torcida rubro-negra, enfim, aprendeu a ter paciência, aprendeu a plantar para depois coletar. Nesse atrito, apenas um detalhe: a contundência do Renato se assemelha muitíssimo a um tipo de arrogância. Um abraço.

    Reply
  2. RMP, foi deselegante com o colega de trabalho e acima de tudo nao deu o direito de resposta.
    Realmente o Sormane está coreto estamos juntos com a diretoria e apoiamos a politica de austeridade.
    O jornalismo nao precisa de gente como ele.

    Reply
  3. Bem!
    Assisti o A ÚLTIMA PALAVRA, em que houve este entrevero com Sormani.
    Gosto muito do jornalista Renato, mas entendo perfeitamente, que assim como muitos, é passional e contundente.
    O que não muda absolutamente nada sua competência e fonte de informação.
    Por este motivo, colocaria outro papa no mesmo balaio: Washington Rodrigues.
    A Fox Sport de certa forma, está revolucionando o mundo do futebol.
    Fazendo cócegas no SporTV.
    Mas, assim como em tudo, alguns comentaristas são absolutamente fracos.
    Sormani, e mais uma meia dúzia, estão neste time.
    A contundência das suas opiniões, não dão brechas para divergências.
    O cara é um chato de galocha!
    Meio que dono da verdade absoluta.
    Digo isso, porque TODOS OS DIAS vejo o Fox Rádio.
    Renato tem muita razão, quando diz que o Programa Sócio-Torcedor vai melhorar consideravelmente, quando a direção montar um time qualificado.
    Dou inteira razão!
    Isso, ficou provado na conquista da Copa do Brasil.
    Subiu o número de sócios no desenrolar da competição, e caiu drasticamente no Brasileiro.
    A cúpula, não cumpriu o que havia prometido.
    Contratar com a grana do Programa…
    Na minha opinião, foi um bate-boca absolutamente normal, dentro de todos os “critérios” quando divergências aparecem.
    Duro, é assistir “Bem Amigos” com o seminarista Caio Ribeiro.
    Analiso o episódio, pautado nos argumentos de um jornalista que vive e trabalha no Rio, e outro, que não sabe absolutamente nada do futebol carioca.
    Sormani entende é do Santos.
    Existe uma turminha na Fox Sport, que é brincadeira!!!!

    Reply
  4. Eu divido em 2 correntes

    1 Os rubro negros melhor informados e que percebem e COMPREENDEM os diversos aspectos relacionados ao CLUBE DE REGATAS FLAMENGO e entendem que o TIME é a FACE mais visível e que as vezes pode aparentar FRAGIL, mas que na verdade passa por um PROCESSO DE ESTRUTURAÇÃO e FORTALECIMENTO.

    2 Aos que entendem o FLAMENGO APENAS COMO UM TIME, se o time vai bem, logo pensam que tudo está bem. Essa parcela obviamente facilmente MANIPULADA PELO SENSACIONALISMO .

    O que vejo é um APOIO CRESCENTE a essa diretoria.

    Pela primeira vez vejo a torcida do FLAMENGO TORCER por uma diretoria.

    Porem, o que de fato importa aos FLAMENGUISTAS é que estamos NOS FORTALECENDO RAPIDAMENTE e voltando a liderar nos aspectos positivos.

    Reply
  5. Eu aqui do interior de Sao paulo vejo q depois de alguns ajustes , principalmente o “afastamento” do sr. Wallin Vasconcelos, q acredito ser um grande rubro negro, mas nao tem perfil pra atuar no mundo da bola, e a contrataçao do Luxemburgo e do Rodrigo Caetano ( diga-se de passagem q essa diretoria conseguir colocar o Luxa no seu devido lugar ,num claro sinal de uma administraçao seria e coerente, ja e um grande merito) o departamento de futebol começou a entrar no eixo e so tende a melhorar.Com um pouquinho mais de ousadia e “populismo”nimguem segura o Flamengo.Outro detalhe importante e q essa diretoria enxergou la atras foi a visao q o mercado da bola estava completamente “fora da realidade “nos parametros financeiros , e acho tambem q eles irao virar referencia .Enfim com um pouquinho mais de emoçao em detrimento a razao, voltaremos a ser uma potencia e aencher o povo braileiro de fantasias , alegrias e paixoes !!!

    Reply
    • Perfeito, grande Pedro…
      “Enfim com um pouquinho mais de emoção em detrimento a razão”…
      Ao analisar os quase 3 anos desta gestão, diria que estão resgatando o que o clube já não enxergava há anos.
      A seriedade em sanear o clube, é de fato muito elogiável, e, talvez única.
      Os caras fizeram em pouco tempo, o que nunca foi feito em 119 anos da nossa história.
      Evidentemente, com elogiável entendimento sobre nossa marca.
      Nosso marketing, tem o melhor cara do mercado. Luiz Eduardo Baptista.
      Se fosse um pouco mais polido em relação a torcida, seria perfeito…
      Concordo plenamente contigo, quando menciona principalmente Rodrigo Caetano.
      Um homem de futebol na cadeira do futebol.
      Sou um pouco contundente em relação ao professor.
      No colo da Patrícia, exerceu velhos papéis, que não cabem mais no mundo de futebol.
      Quanto ao técnico, um dos melhores do mundo.
      A EMOÇÃO em detrimento da RAZÃO, é justamente o tema pontual do seu texto.
      Após QUASE 3 anos, e várias contratações absurdas, TODAS “encaminhadas” por Wallim, Pelaipe e Carlos Leite, entenderam o erro nas escolhas.
      Esta nova gestão, a maioria oriunda do BNDES, não soube delegar um “Kleber Leite” para tocar o futebol.
      Achavam quê!!!
      Não podemos esquecer, a terra arrasada que Patrícia Amorim deixou.
      O que era ruim, ficou pior ainda.
      Na MINHA OPINIÃO, o grande defeito desta gestão, foi não delegar para o futebol, um especialista em futebol.
      Sendo nosso carro-chefe, e razão da existência da Nação, assim que assumiram, já tinham que ter na manga um Rodrigo Caetano.
      Pelo contrário! Um clube que é sinônimo de futebol, ficou quase 1 ano sem vice de futebol…
      Isso, é IMPERDOÁVEL…
      Abraço.

      Reply
  6. Um outro aspecto interessante a
    ser observado é a mudança de
    VISÃO dos comentaristas em
    relação ao que eles mesmos
    defendiam como PERFIL IDEAL DE
    UM CARTOLA.
    É curioso perceber que os
    mesmos comentaristas que nos
    anos 80, 90, 2000 reclamavam da
    cartolagem e alardeavam, QUASE UNISONAMENTE, que os
    cartolas brasileiros deviam ser
    pessoas que entendessem de
    FUTBOL, e até minimizavam os
    aspectos gerenciais, hoje vemos a
    mudança desse paradigma e
    assistimos esses mesmos
    comentáristicas RESSALTAREM OS
    CARTOLAs BONs ADMINISTRADORes.

    A torcida do FLAMENGO não
    somente apoia o atual processo
    que vemos o FLAMENGO passar.

    Vamos além do mero apoio, agora
    já estamos entrando na fase da
    GRATIDÃO E DO ORGULHO, AMAMOS
    quem trata bem o nosso AMADO
    FLAMENGO.

    …É NOSSO MAIOR PRAZER VÊ-LO
    BRILHAR….

    .

    Reply

Comente.