DESABAFO

Mais uma vez, sem nenhum prazer, sou obrigado a voltar ao tema “Consórcio Plaza”.

Hoje, um querido amigo me desaconselhou e, como exemplo, citou o momento político do país, afirmando que não adianta explicar, por melhor e justos que sejam os argumentos, quando quem está do outro lado já tem opinião formada, mesmo que sem profundo conhecimento de causa.

Há sentido na colocação e diria até que é pragmática. O problema é que isto está atravessado na minha garganta e, mesmo ante um enorme sentimento de impotência ao longo de tanto tempo, isto continua me machucando, pelo lado pessoal e, principalmente, por ver o Flamengo ter sido vítima, não agora, onde as pessoas que dirigem o clube são corretas, e sim, lá atrás, de uma conspiração de malandragem, inconsequência e incompetência. A história que, quem quiser mais riqueza de detalhes, inclusive com documentos, vai encontrar aqui no blog (aqui), pode ser resumida da seguinte forma:

Com o shopping aprovado, conseguimos, eu e Gilberto Cardoso, mais 6 milhões de reais junto ao Consórcio, para: quitar dívida da gestão anterior junto ao Consórcio, recursos para resolver penhoras inadiáveis e comprar junto à Parmalat o passe do jogador Edmundo. Resumindo, o projeto do shopping passou a custar mais 6 milhões de reais para o Consórcio. Com tudo documentado, e com data fixada para o depósito dos 6 milhões, nos comprometemos nas outras pontas (penhoras e Parmalat).

Faltando dois dias para o depósito na nossa conta, recebo em Barcelona telefonema de Michel Assef e Getúlio Brasil, dando conta de que o Consórcio queria uma garantia para a aplicação dos 6 milhões, caso o shopping não fosse aprovado, e a garantia solicitada era o passe de Edmundo. Como os nossos cheques já estavam na rua para os compromissos que assumimos, a nossa posição de negociação ficou frágil.

Concordamos, exigindo que no contrato houvesse uma cláusula em que, com o shopping aprovado, esta “dívida” estaria automaticamente quitada, com o Flamengo nada devendo. O Consórcio aceitou, e no contrato esta é a cláusula 3.1.

Raciocinamos que na pior das hipóteses, com o shopping rejeitado, o Flamengo teria utilizado um grande jogador sem qualquer custo. O X da questão é que o shopping foi totalmente aprovado, tendo sido a assinatura do Governador a última etapa, e fez com que o contrato começasse a ter efeito, pois, a partir daquele momento, o shopping estava oficialmente aprovado, portanto, entre os benefícios para o Flamengo, a construção do Mini estádio na Gávea, o centro de treinamento construído, a parte social do clube recuperada e, com o Flamengo livre da “dívida” de 6 milhões de reais.

O tempo passou, desocupamos a Gávea para o início das obras, e o futebol foi se instalar no Fla-Barra.

Tudo corria às mil maravilhas, até que em evento social, já na gestão seguinte, José Isaac Perez, presidente do Consórcio, em momento de euforia, afirma ao Governador Garotinho e, na frente de outras pessoas, que havia corrompido quase toda Câmara dos Vereadores para aprovar o projeto. Pasmo, o governador se dirigiu ao ex-presidente Gilberto Cardoso, seu amigo pessoal que havia trabalhado junto a ele para que sancionasse o projeto do shopping, comunicando que, pela gravidade do fato, não havia outro caminho senão revogar. O que efetivamente ocorreu dois dias depois.

Aí, com Edmundo Santos Silva à frente, o Flamengo ao invés de acionar o Consórcio, que deu causa à não construção do shopping, não toma nenhuma providência, e ainda por cima passa a ser acionado pelo Consórcio. Pior do que tudo isso foi a defesa do clube, admitindo uma “dívida” que não existia e, em meio a dinheirama que caía por todos os lados dos cofres da ISL, negociar a tal “dívida”. Era, à época, uma louca vontade de pagar…

Este foi um período em que estive ausente por dois motivos. Pela total incompatibilidade de vida com quem dirigia o clube e, pelo fato de ter morado quatro anos em São Paulo.

Quando tomei conhecimento do caso pela imprensa, imediatamente, por livre e espontânea vontade, relatei o que aqui disse, em reunião do Conselho Deliberativo.

Sofro com o desenrolar deste caso. Dói em mim a injustiça que alguns cometem tentando me empurrar responsabilidade que jamais tive. Não gosto de tocar nestes casos, até por considerar cabotino, mas ante a situação, não tenho como não fazer.

Será que, levando-se em conta a coerência, alguém que quando assume o clube que estava em situação financeira caótica, com quatro meses de salários atrasados de 600 funcionários e mais uma centena de profissionais, inclusive os do futebol, dos seus próprios recursos, deposita junto com mais dois companheiros, significativa quantia para estancar o dilema, e é ressarcido quatro anos depois sem um tostão de juros, seria negligente com a paixão da sua vida?

Será que alguém que por nove anos, como presidente e vice-presidente de futebol, que rodou o Brasil e parte do mundo a serviço do Flamengo, nunca admitiu que o clube pagasse uma única passagem aérea, uma única hospedagem de hotel ou, uma Coca Cola, seria negligente ou irresponsável com qualquer coisa pertinente ao Flamengo?

Será que, um presidente que descobre que o clube foi vítima da “esperteza” de um diretor, por ele lá colocado, assume a responsabilidade, devolvendo aos cofres da instituição a quantia afanada, tem cara de ser negligente ou irresponsável?

Aos que não gostam de mim, peço apenas que, independente do sentimento de justiça, atentem, por favor, para a coerência.

Ontem, o Conselho Deliberativo entendeu que o acordo é o melhor caminho neste caso. Decisão do Conselho Deliberativo, no Flamengo, é como a lei. Não se discute.

Desculpem o desabafo, mas precisava…

1 Comentário

  1. Presidente,
    Mais claro impossível. Impressionante como esse País ainda tumultua julgamentos por absoluto apreço a impunidade.
    Fosse em outro País a declaração do Corruptor seria seriamente investigada logo após sua confissão a um Governador (pasmem!), que como funcionário público poderia ter dado voz de prisão no ato.
    Com esse cidadão na cadeia não teríamos uma história tão longa, nem, tão pouco, um baita prejuízo ao nosso Flamengo.
    Essa triste e interminável novela teria fim perfeitamente claro e rápido sem arrolar de maneira surreal pessoas que ali estavam para ajudar.
    Infelizmente estamos no País da impunidade, com todos os seus efeitos colaterais. Fingir que não aconteceu nada, jogar para debaixo do tapete ou dar um “jeitinho” é a nossa vocação.
    Tomara que o atual momento seja o inicio do rompimento desta prática e que, doravante, tenhamos maior respeito com a verdade dos fatos e a honestidade das pessoas.
    Saudações Rubro-negras Kleber

    Reply
  2. Caro Presidente, tudo que relatas nesse instante, já era de meu conhecimento. Na época eu frequentava o clube com assiduidade e era uma conversa normal entre associados. Posteriormente, já na administração do Edmundo Santos Silva fiquei sabendo do problema e do desleixo, portanto, não vejo culpabilidade em seus atos e queria dizer que na época das contratações de Romario e Edmundo, imaginávamos termos um dos melhores times do mundo que infelizmente não vingou. Falar falam em todos os instantes, pois se a internet veio para nos ajudar, para facilitar a comunicação, é inegavel que tambem veio para que covardes se assanhem e atinjam a honra alheia acreditando em impunidades. Bola pra frente e sempre Flamengo.

    Reply
  3. Desculpas negada. Não há porque se desculpar. No post anterior já havia ficado claro sua atuação e não estariamos aqui fazendo parte desta família se não acreditássemos em suas palavras.
    O ex-presidente Edmundo Santos foi o que de pior passou pelo Flamengo. Além de ter “roubado” o clube, expulsou de forma covarde e idiota o grande nome do Flamengo naquele momento, Romário, que você trouxe de forma mágica para o clube. Ele sim deveria ser responsabilizado pelo clube por essa dívida. Talvez ele esteja entre aqueles que foram corrompidos para favorecer o consórcio, o que deveria ser objeto de apuração e o tal direito de regresso que o Flamengo deveria mover. Referi-me a isso no comentário anterior quando falei sobre coisas “estranhas” não claramente esclarecidas.
    Quando somos acusados de algo que não fizemos sabemos que dói, Sr. Kleber Leite. Acreditamos em você. Ponto final.
    Solicito aos amigos e nobres rubro-negros verdadeiros que façamos um pacto para que esse assunto não seja mais objeto de comentários nesse blog. Não duvido que até nosso ilustre presidente se aborreça de vez com isso e silencie de vez sua voz por aqui. Não queremos isso, certo. Então continuemos a usar este espaço democrático para coisas mais saudáveis. Atacar pessoas sem o devido conhecimento dos fatos é calúnia.
    Sr. Presidente, receba de minha parte meus sinceros pedidos de desculpas por esses fanfarrões que ultrapassam o limite da tolerância e usam de meias palavras para magoar pessoas que temos a certeza de só terem trabalhado para o bem do clube que amamos.
    Sim, nós é que pedimos desculpas.

    Reply
  4. Caro Kleber Leite, você foi muito didático na explicação. As pessoas deveriam se aprofundar nas questões através da leitura e pesquisas dos fatos,e assim formar uma opinião.
    Espero que o desabafo te traga um pouco de paz e tranquilidade em relação ao assunto.
    Um grande abraço, eterno presidente.

    Reply
  5. Como eu pedi por 4x que o assunto voltasse ao foco, durante as ultimas postagens, mas que por algum motivo, só duas foram liberadas para o post….. visto eu essa carapuça e mato essa bola no peito.

    Em primeiro lugar caro Kleber, eu nao estou aqui para julgá-lo publicamente e muito menos pelas linhas do blog. Não é meu feitio principalmente por dois motivos:

    1 – Eu não estava presente na assinatura do contrato.
    2 – Há no Flamengo um Conselho Deliberativo, que na minha opinião participa até demais de assuntos que não lhe compete, mas que aprovou o contrato em questão.

    Portanto, ainda que eu me dê o direito de achar o contrato um péssimo negócio, se há culpa(s) tem que ser computadas e divididas a todos os envolvidos. Quem assinou, quem aprovou e quem teve que “embalar o Mateus” e geriu errado segundo sua avaliação.

    No entanto eu em nenhum momento estou questionando o que eu, considero particularmente, um péssimo negócio ao Flamengo.

    O tema que eu levantei e fiz questão de colocar o link da matéria foi a “solução” que a atual gestão achou para mais uma vez pagar as dívidas do passado.

    Solução essa muitas vezes impetrada pela decisão judicial que outorgou o Flamengo à penhoras em suas rendas, cotas de patrocínios e demais atividades financeiras.

    Somando isso, tem o Flamengo hoje 40,1 milhões de reais depositados em juízo.

    O presidente Bandeira mais as cúpulas do financeiro e administrativo do clube chegam a seguinte conclusão:

    1 – Paga-se 10 milhões a vista.
    2 – O restante em diluídas prestações para que o acordo se firme no momento em aproximadamente 60 milhões, fugindo assim, de um montante de mais de 90 milhões.

    Agora eu que sou um homem de números e otimista por natureza, quero e me dou o direito de comemorar a proximidade da resolução de uma senhora @#$%¨&*() que alguém cometeu lá no passado.

    É esse e tão somente esse o meu posicionamento.

    Agora por outro lado, como já escrevi aqui, sinto flta de discutirmos mais aprofundadamente as coisas boas que o Flamengo vem passando e INÚMERAS vezes passa em branco nesse blog.

    Blog esse com participantes de altíssimo nível e que poderíamos de uma forma ou de outra contribuir MAIS com o nosso Flamengo.

    Porque não discutimos aqui assuntos como:

    1 – A atual viabilidade de termos ou não o nosso estádio.
    2 – Permutar ou não o Maracanã
    3 – Fazer uma proposta de arrendamento ( o que é diferente de permuta) numa parceria publico-privada ( PPP) junto ao governo do estado para o Maracanã.
    4 – Discutir as vantagens e desvantagens do caminhão de dinheiro que o príncipe árabe está disposto a colocar dentro do clube
    5 – Ter ou não um estádio na Gávea.
    6 – Participar ou não das novas propostas que tendem a ser ofertada pela Fox / ESPN / Esporte Interativo para 2019

    Esses e tantos outros assuntos que eu particularmente gostaria de ver serem discutidos aqui neste blog, e que passam ao longe.

    Finalizando e pedindo desculpas pela sinceridade ao extremo, estou “ANDANDO” para as atrocidades que foram cometidas no nosso clube no passado.

    Agora, não podemos ser hipócritas, de achar que essas atrocidades cometidas no passado, não atrapalham essa atual gestão e todas que sucederam a tais atrocidades. Vira uma bola de neve.

    Por essas e outras que dias atras eu num comentário feito pelo amigo Helder, e que em seguida, também foi compartilhada da mesma opinião do amigo Carlos Egon, disse entre outras palavras que eu já me preocupo com quem será o sucessor de Bandeira.

    Tenho eu medo de perder esse vento que sopra a favor do Flamengo, ou vir um idiota, que não sabe “estocar o vento”

    Espero ter sido claro e objetivo o suficiente quanto aos questionamentos e sobre o que eu penso de Flamengo.

    ABÇ#SRN

    Reply
    • Anderson, não acredito e não espero que o KL venha expressar algum comentário individual sobre nossos comentários, mas sabemos que ele lerá todos nossos comentários.
      Você abordou o assunto mas não de forma ofensiva, acusando e expressando indignação como fora feito por outrem. Sua forma de tocar no assunto não foi deselegante. Mas nós que aqui sempre estamos presente já recebemos, sem nenhuma obrigatoriedade do KL, um post somente para explicar o caso do consórcio Plaza. Ele não precisava ter feito isso, mas o fez. Isso, para mim, reflete o quanto ele está chateado com essa mancha que macula o Flamengo e por ter seu nome insistentemente ligado a ela. Isso realmente magoa, não acha?
      Eu vivi aquele Flamengo montado por ele. Toda a nação estava euforica. O time era chamado de Selemengo. O fato de não ter dado certo não descaracteriza a tentativa. Até hoje muito consideram a seleção de 82 como uma das melhores de todos os tempos mas que não ganhou a copa do mundo. Perdemos duas copas do Brasil dentro do maracanã contra times nitidamente inferiores. Nem tudo que reluz é luz, diz o ditado. Algumas não dão certo e pronto. Mas tenho comigo um lema que o KL prega muito: “posso até errar, mas prefiro pecar por ação do que por omissão”. Infelizmente o presidente que o sucedeu ficou marcado na história do Flamengo como um dos piores presidentes que já comandaram o Flamengo. Atribuo a ele, Edmundo Santos Silva, essa tragédia sobre os cofres do Flamengo.
      Se o imbecil que pôs água no chopp não tivesse falado besteira, hoje teríamos um bom estádio na gávea e um belo centro empresarial nas imediações. Disso ninguém fala, percebeu.
      Não somos juízes para julgar ninguém. Deus desfará todas as injustiças que os homens fizeram e fazem e escondem atrás de mentiras. O tempo é um juiz infalível. As verdades sempre aparecem.
      Abraços ao amigo.

      Reply
  6. Parabéns pelas explicações, Kleber Leite!

    Nada melhor que ouvir as partes, antes de emitir qualquer pronunciamento de um assunto que não conhecemos.

    Reply
  7. Amigo e irmão Kleber, nem precisava argumentar, quem te conhece sabe que o lema “tudo pelo Flamengo e nada do Flamengo ” tem o seu DNA. BJ

    Reply
  8. É triste lidar com injustiças, mas Deus lhe deu a honra e oportunidade de comandar o Flamengo em seu cargo máximo e após isso comandar o nosso futebol com igual brilhantismo, tendo a oportunidade de enriquecer nossa historia com títulos.

    Essa honra é destinada a poucos dos mais de 40 milhões de vivos torcedores rubro e negros e tantos outros que por aqui já passaram. Portanto, não se magoe com coisas desse tipo, com argumentos sórdidos tão comuns ao pobres de espirito. Querido presidente, faça como o poeta:

    POEMINHA DO CONTRA

    Todos estes que aí estão
    Atravancando o meu caminho,
    Eles passarão.
    Eu passarinho!

    Eles passarão e ninguém saberá o nome, já o senhor na mais resumida das lembranças, será no minimo o presidente maluco que tirou o melhor jogador do mundo do Barcelona, pra joga no nosso Mengão, lhe pergunto, isso é pouco para uma vida?

    Mais de 40 milhões de nós tem certeza que não! 🙂

    Reply
  9. Caro Presidente.
    Confesso que não conhecia a fundo o episódio Consórcio Plaza. E por pura falta de conhecimento havia em minha mente que o senhor era o responsável por tamanha irresponsávebilidade. Mas ao ler esta matéria sinto-me completamente esclarecido, e principalmente, contente por saber que o senhor à epoca fez um excelente negócio para o Flamengo. Obrigado por compartilhar o ocorrido neste episódio, e principalmente, por ter feito tantas benfeitorias ao nosso clube.

    SRN

    Reply
  10. Meu caro Presidente,
    Lamentável o tratamento dispensado àqueles que se entregaram e se dedicaram de corpo e alma à nossa paixão: o Flamengo.
    “Quem não tiver pecado, atire a primeira pedra”. Mas, ao contrário, existe aquela turma, esta sim, deveria ser banida, que atira todas as pedras, mesmo sendo pecadores. A isto se chama de covardia!
    Os fatos estão aí para quem quiser se aprofundar e procurar culpas (dolo), se elas existem, eu não as vejo! Eu, prefiro me juntar e aplaudir todos aqueles que empregaram seu tempo e tiveram a honra de representar o nosso Flamengo, no seu maior cargo: José Bastos Padilha, Dario de Melo Pinto, Gilberto Ferreira Cardoso, pai e filho, Antenor Coelho, José Alves de Moraes, Hilton Gonçalves dos Santos, George da Silva Fernandes, Oswaldo Gudolle Aranha, Fadel Fadel, Luís Roberto Veiga Brito, André Gustavo Richer, Hélio Maurício Rodrigues de Souza Braga, Márcio Braga, Antônio Augusto Dunshee de Abranches, Eduardo Fernando de M. Mota, George Helal, Luís Augusto Veloso, Kleber Leite, Edmundo dos Santos Silva, Hélio Paulo Ferraz, Delair Drumbosck, Patrícia Amorim, Eduardo Bandeira de Mello e aqueles que lá estiveram antes da minha passagem por este mundo. Meu mais profundo respeito e gratidão, muito obrigado! Afinal, somos todos Flamengo, ou quase todos!
    Presidente Kleber Leite, vida que segue, como dizia o eterno João Saldanha. SRN

    Reply
  11. Prezado Kleber,
    Não o conheço pessoalmente, como também não conheço nenhum dos envolvidos e citados por você, desse caso. Apenas sou um apaixonado Rubro Negro, integrante dessa nação de 40 milhões, apenas mais um, sempre presente nas Cativas do Maraca para torcer pelo nosso Mengão.
    Agora, o que efetivamente temos nesse momento é a decisão superior do Conselho, na qual, concordo com você que não mereçe reparos, é de que se pague R$ 61,5 milhões, a título de “acordo” com o Consórcio Plaza, veja bem “acordo”, ou seja poderia ser pior… Se avaliarmos pelo prima de quanto esse valor significaria de investimento em nosso time, aí mais triste ainda ficaremos…
    Enfim, analisando seu desabafo concluo que a culpa não é sua, mas pergunto: E as outras partes, o que dizem???
    O ideal não seria isso, o melhor seria que não tivesse acontecido, mas aconteceu e aconteceu com a NOSSA PAIXÃO, o que é pior ainda… Por isso entendo que temos que, infelizmente, um CULPADO, por pior que isso possa ser, mas nada é pior que a nossa PAIXÃO FERIDA!!!
    Dessa forma, entendo que o senhor deveria franquear o espaço do seu Blog, para que outros envolvidos, principalmente os que o senhor cita em seu texto, possam se expressar, livre e transparentemente, da forma mais democrática possível, para que nós, que apenas fazemos parte da Nação de 40 milhões, possamos chegar a uma conclusão do que realmente ocorreu e claro, de quem faltou ao nosso Flamengo.
    Acho até, com base no seu relato, que alguns não irão querer se pronunciar, mas isso é problema deles, ou quem sabe até uma forma de confissão…
    SRN

    Reply
  12. Querido Kleber, a vida muitas vezes nos “brinda” com situações difíceis de lidar , é duro conviver com esse tipo de enfrentamento justamentecom relação a algo que amamos . Mas não se deixe abater , você só esta passando por isso porque você incomoda , ninguém chuta cachorro morto e no fim o que vale na vida é nossa consciência e as pessoas que realmente nos ama . Fica aqui meu pedido pra que você continue animado e entusiasmado com nosso Flamengo , clube esse que precisa de você , grande Kleber você é o cara !!!!

    Reply
  13. Caro presidente,

    Sinceramente de minha parte não haveria nenhum motivo para voltar a esse assunto, que ja foi debatido e esclarecido aqui, inclusive com apresentação de documentos. Na verdade, infelizmente, o anonimato da internet da voz a inumeros covardes que não possuem o minimo conhecimento para atacar os que estão a sua volta. Alguns pelo simples prazer de atacar, outros visando algum tipo de vantagem…mamata.Como não é o nosso caso, creio que devemos usar esse espaço para debater os temas relacionados ao nosso Flamengo, em alto nivel, como tem sido ao longo de todo esse tempo, e deixar esses covardes que so fazem atacar aos outros de fora, pois se conclui logo que esses nao tem o mesmo nivel para debater aqui. Onde ate discordamos uns dos outros algumas vezes, porem o fazemos baseados sobre tudo, no mais alto respeito e na mais alta educação para com o outro. Por isso creio presidente, que o senhor criou aqui mais do que um espaço para debate, mais do que uma confraria. Criou uma familia com membros espalhados por todo o Brasil a qual eu me orgulho muito de participar e aproveito a oportunidade para agradecer, não somente o senhor, mas a todos os amigos me deixarem fazer parte dessa familia!
    Vamos debater nosso mengão!!!!

    Abraço carinhoso a todos!

    SRN!

    Reply
  14. Acompanho diariamente o blog e comento muito raramente. Creio que o maior problema mesmo de toda esta dívida relacionada a compra do jogador Edmundo foi o fato do mesmo ter fracassado , assim como a maior parte dos jogadores contratados na época inclusive Romário que se não me falha a memória ganhou apenas 1 campeonato carioca. Tivesse aquele time sido multi campeão e até dívidas milionárias sequer seriam lembradas como ocorreu em diversos outros clubes .
    Porém o futebol é assim mesmo , alguns reforços vingam, outros não, não é uma ciência exata.

    Reply
  15. Meu querido presidente Kleber Leite , acredito muito em suas palavras, tenho certeza que tudo que disse é verdade . O ex péssimo presidente E S Safado foi responsável por um monte de coisas erradas no flamengo inclusive deixou de comprar o Fla barra com dinheiro da ISL , e o Flamengo foi vergonhosamente despejado por não pagar aluguel. Fique tranquilo porque tudo um dia vai ser apurado . Saudações RRN Kleber Leite !!!

    Reply
  16. Sobre episódio do consórcio Plaza, minhas opiniões:
    Imaginem se viesse HOJE uma empresa que oferecesse construir em estádio na gávea para 30 mil pessoas, alojamento para concentração dos profissionais, centro de treinamento e um shopping na Gávea, custeando 100% do negócio, com o Fla ficando, em relação ao estádio, com 100% da bilheteria, 100% da publicidade e naming rights, além de bares e restaurantes, e em troca, a empresa tivesse por 25 anos 100% do lucro do shopping e ao fim desse período o shopping também passaria a ser 100% do Flamengo. Ah, e um adendo, o Fla ainda receberia d ‘luvas’ U$6 mi, o equivalente hoje a a aproximadamente R$20 mi. Sério, seria simplesmente espetacular. E Até dezembro de 1998 esse era o cenário desenhado. Ou seja, no último mês do mandato do Kleber, O FLA NÃO DEVIA NADA.

    Mas ok, no ano seguinte, o Governador revogou a aprovação do shopping. Aqui o ponto crucial. Vamos repetir, em 1999, na gestão do presidente Edmundo Santos Silva, e só naquele momento, o governador revoga o que havia aprovado. Nesse momento, o Fla tinha 2 caminhos:
    1_ consultar seu jurídico e tomar as medidas cabíveis, afinal o governador revogou o projeto por suspeitas de corrupção vindo da própria diretoria do consórcio.

    2_ devolver as luvas, visto que o projeto não seria realizado.

    O Fla, capitaneado por Edmundo S. Silva, não fez nem um nem outro. Confessou a dívida ao consórcio (fato que o ex-presidente Edmundo se orgulha), não procurou sues direitos e não pagou o empréstimo.

    Um parágrafo: Lembrando que, à época, o Fla contratou Petkovic, Gamarra, Alex, Denílson, Edílson, Leandro Machado (?), Tuta e Mozart, todos no ano de 2000, com a grana da ISL. Na mesma época o Fla cansou de atrasar salários, dar calote em clubes (só recentemente pagamos o Atlético de Madri pelo Gamarra) e foi nesse ano que o Vampeta soltou a célebre frase “eles fingem que pagam e eu finjo que jogo”. Vampeta que foi trocado pelo Adriano (que seria o Imperador) e perdemos o Athirson sem custos para a Juventus-ITA, além de até hoje pagarmos o Romário por uma demissão por justa causa em que não houve justa causa. Até um garoto de 20 anos que começou agora a trabalhar sabe que justa causa se resume, basicamente, à roubo, agressão ou atos dessa natureza. Definitivamente, o Romário ir à festa da uva, em dia de folga, por mais que fosse após uma eliminação de campeonato, não entra nessa categoria.

    Fato é que Edmundo foi um presidente louco: admitia dívidas (chegou a contratar auditorias externas e a fundação Getúlio Vargas para analisar seu mandato) mas não as pagava. Enlouquecido, gastou fortunas com jogadores e nem ao menos soube negociar. Pagou pelo empréstimo do Denílson uma quantia tão absurda que os dirigentes espanhóis declararam na época que foi o melhor negócio da história do Bétis. Pagou a multa rescisória integral do Edílson logo após a torcida invadir a concentração corinthiana após uma eliminação de Libertadores e o mesmo dizer que não jogaria mais no clube (parecido com o que houve com Fred recentemente).

    Edmundo se aliou à muita gente interesseira durante sua gestão. Para vencer Márcio Braga na disputa eleitoral, usou todos os artifícios possíveis e fez as piores alianças possíveis. Para se manter no poder e ganhar a eleição seguinte, fez todas as contratações citadas acima.

    O Fla sempre teve à sua disposição a Família Assef, uma privilégio que pouquíssimos clubes no planeta têm. Uma família de advogados competentíssimos e com CRF tatuado no coração. Mas a gestão Edmundo resolveu demonizar os ‘inimigos’. Kleber Leite, Michel Assef e demais conhecedores da história do consórcio Plaza queriam ajudar. Mas no jogo político, não se aceita ajuda do inimigo. Pior: o que ele recomenda, você faz ao contrário. Em 2002, ano do impeachment de Edmundo, o consórcio, de posse da confissão de dívida do Flamengo e com prazos para o Flamengo questionar o negócio esgotados, entra na justiça contra o Rubro-negro.

    Depois de tudo isso, eu honestamente não entendo como que a ‘culpa’ foi parar no Kleber Leite.

    Reply
  17. Caro Kléber e amigos! Como sempre um belo texto e só poderia ser algo escrito do mais profundo e verdadeiro sentimento! Foi desabafo, mas, poderia ter sido chamado de a verdade! Não importa! Sigamos em frente! Não me sinto capaz de julgar sem conhecimento de causa e de muito menos julgar alguém! Tenho as grandes lembranças do Kléber como repórter da Rádio Globo e muitas vezes nos deixando emocionados sentindo o gol sem ve-lo, apenas, pela vibração de sua voz! Lembro do Kléber, o quanto gentil foi ao se deixar fotografar ao meu lado e do meu filho, quando certa vez precisei ir a BH! Caro Kléber! Siga em frente e olhando para os grandes horizontes que a vida oferece! O tempo será o grande senhor para apagar qualquer injustiça! Sigamos em paz, sigamos felizes, sigamos rubro negros de coração e sigamos sempre prestigiando o seu blog e o seu talento! Nunca duvidarei de algo que nem dúvidas me trouxe! Um forte abraço e SRN!

    Reply
  18. Caro Kleber

    É a velha história de acusar sem conhecer a causa….ouvi dizer que….me disseram que…acusações sem fundamento.
    Fico muito triste ao ver essas acusações caírem sobre você.
    Mas o importante é sua consciência e o que as pessoas ao teu lado sabem…estamos com você; um forte abraço.

    Reply

Comente.