Bom humor, Coutinho e Neymar

(Foto: Pedro Martins / MoWA Press)

(Foto: Pedro Martins / MoWA Press)

Como bom humor leva consequentemente ao bom astral e, este aos bons resultados, Tite é o ponto de partida para explicar a recuperação da nossa Seleção nas eliminatórias. O repórter do Sportv colocou com clareza que, hoje, o ambiente é outro. Tite mudou a cara, o humor e, em consequência, o ambiente. Voltamos a ser protagonistas.

Philippe Coutinho já está virando unanimidade nacional, embora titular ainda não seja. Questão de tempo…

E Neymar, hein? Cadê o pessoal que pedia Marta na seleção masculina, e dizia que Neymar tinha que jogar como mulher?

Vendo o jogo com amigos, houve uma conclusão unânime de que falta um grande atacante, agudo, que complemente Neymar. Mas quem?

Enfim, mudou a cara. Mudou o humor. Mudou tudo. A Seleção voltou a ser prazer para o brasileiro.

Em tempo 1: O time da Colômbia é acima da média. Dá gosto ver jogar, 2 a 1 foi um placar perfeito.

Em tempo 2: E Marcelo sequer convocado era. Coisa de maluco…

1 Comentário

  1. Vitória suada, mas muito válida. Estamos na segunda colocação, mesmo após tanta besteira feita por aquele pseudo anão desagradável. Viva Tite, viva os novos ares, viva a chance de ganhar alguma coisa – que com o outro era impossível. E viva a Hope Solo.

    Reply
  2. Caro Kleber.

    Acho que hoje é um dia que eu posso me arrepender amargamente pela colocação que farei a seguir….srsrs

    Me atrevo a dizer que o Mestre Nelson Rodrigues estava errado.

    NEM TODA UNANIMIDADE É BURRA.

    Fazendo um apanhado desses sois jogos, faço a seguinte reflexão:

    O Tite chegou a esse patamar atual porque consegue trazer o vestiário nas suas mãos, e consequentemente vendendo melhor seus conceitos e ideias, ou é o fato dele ser tecnicamente melhor que outros técnicos nacionais, que faz com que seu vestiário seja melhor?

    Eis aí uma questão que o Radamés Latari possa nos ajudar a solucionar.

    Um jogador de futebol corre por alguem ou por alguma coisa, diz sempre o outro mestre da atualidade Oswaldo Pascoal.

    E eu tenho visto exatamente isso. O time como um todo mudou inteiramente a postura dentro e fora de campo fazendo com que tecnicamente já seja possível ver alguma melhora. Nada de extraordinário, mas sensível melhora.

    Agora creio que seja o seguinte:

    “Deixem os garotos brincarem e o homem trabalhar”

    Parece inevitável que o time vá crescer, e ser assim for, creio que Tite se perpetua no mínimo até 2018.

    No final das contas, o Tite pegou a seleção em sexto lugar e depois de 2 jogos está em segundo, a um ponto do lider Uruguai.

    Não tem o que contestar!!!!

    ABÇ#SRN

    Reply
  3. No post passado do Blog do Tostão na Folha, ele fez esse sugestivo comentário:

    “Como disse José Trajano, após a partida, no programa Linha de Passe, da ESPN Brasil, foi estranho ver uma bela, convincente e expressiva vitória do Brasil, pois estávamos desacostumados.”

    No jogo de ontem, até pela grau de dificuldade do adversário, não vimos o mesmo vistoso e belo futebol, mas continuamos a ver uma seleção diferente, aguerrida e que não desiste da bola em momento algum. Essa mudança de postura é absurda em relação ao time de Dunga. A nossa qualidade técnica fez a diferença de vencemos um jogo dificílimo. Essa Colômbia com certeza vai a Copa da Russia.

    Valeu a pena, novamente, ficar até tarde assistindo outro bom jogo da nossa seleção. Cada um tem sua opinião sobre que melhor ser urado por Tite, mas partilho da mesma opinião do Tostão quando diz:

    “Nada de euforia. Temos de elogiar a eficiência de Tite, mas não podemos perder o senso crítico e achar que tudo o que ele faz é maravilhoso. O Manchester City, dirigido por Guardiola, que também erra, usa, na prancheta, o mesmo desenho tático da seleção de Tite, com um volante e dois armadores.

    A grande diferença é que os dois são armadores mais ofensivos (David Silva e De Bruyne). Estou a pensar, sem saber a resposta, se não seriam melhor Lucas Lima e Philippe Coutinho em vez de Paulinho e Renato Augusto. Ou um dos dois no lugar de Paulinho. Lucas Lima e Philippe Coutinho poderiam se adaptar a uma nova função.”

    Que bom saber que nosso treinador tem boas opções no banco e isso vai, com certeza, nos fazer voltar a ter o prazer de ver os jogos de nossa seleção com mais constância e alegria.

    Alemanha, veeeeeeeeeeeeeeeeenha!!!!!!

    Reply

Comente.